Politicamente correto

O POLITICAMENTE CORRETO está cada vez mais parecido com uma narrativa criada para reinventar fatos e reescrever a história. A recente polêmica questionando a exigência de MASCULINIDADE disposta em Edital de Concurso para a PM me parece ser um deles, pois há que se supor que a atuação do policial, do sexo feminino ou masculino, seja desprovida da capacidade de dispor de estabilidade emocional e  capacidade de enfrentamento de cenas violentas e vulgaridades, traços secularmente ligados ao gênero masculino, mesmo que não o seja.

Da mesma forma, não me parece razoável por exemplo, questionar as regras de concursos de beleza de Miss Transex.

1 Comentário


Regulamentando o crescimento do girassol

Em Maringá, depois que algumas redes obtiveram decisão favorável da Justiça, as demais também devem abrir aos domingos, mesmo antes de seus processos terem sido analisados. A decisão que garante a abertura, foi provocada por ação que alega a inconstitucionalidade (ilegalidade) – princípio da isonomia e da livre concorrência, da  Lei Municipal aprovada em Maringá, proposta por vereador do PT.

Como o assunto pipocou simultaneamente em todo o Brasil, não há incoerência em se supor que seja uma articulação nacional das esquerdas para socorrer os sindicatos, cujo financiamento ficou prejudicado com o fim da contribuição sindical.

No caso municipal, a Lei previa a intermediação do sindicato da categoria para negociar a regulamentação da abertura, através do qual, claro, receberia uma participação financeira nos acordo.

 

Comente aqui


PM do Paraná prende quadrilha dentro de assentamento

Depois de um ano de investigações de roubos de madeira e assaltos na região, a Operação Sicariun (termo utilizado para designar grupos fundamentalistas) deflagrado pela Polícia Militar do Estado do Paraná prendeu dezenas de pessoas  em acampamentos de sem terras  no oeste do Estado, inclusive com apreensão de armas e drogas. Não bastasse isso, segundo blog de Fábio Campana (foto), foi apreendido um veículo da Prefeitura de Laranjeiras do Sul, cedida para uma liderança do MST por influência do vereador Laureci Leal (PT).

2 Comentários
 

Com o quadro consolidado, Governadora cresce 15%

“Estou motivada e confiante. A campanha nem começou ainda e em poucos meses saímos da casa dos 5% e, em quatro meses, já superamos os 20%. Só tenho a agradecer a confiança da população. Nos próximos dias vamos apresentar as propostas, comparar a capacidade de gestão dos candidatos e mostrar que – mais do que sermos firmes e fortes – temos que cuidar das pessoas”. Cida, juntamente com Ratinho Jr e João Arruda lideram a primeira pesquisa publicizada (IGR/Bem Paraná)

5 Comentários


Eleição diferente

Esta será uma eleição, assim como o são todas e cada um delas, diferente. Com espaços e ações públicas cada vez mais restritas – legalizações fruto das idiossincrasias com que o meio político reagiu às próprias mazelas, o desenvolvimento e consolidação de conceitos – negativos ou positivos se dá nas redes, em imagens ou textos curtos, ou então em jeitos e trejeitos de rápidas conversas, quase todas  inspiradas na estridente invisibilidade das redes digitais, onde o fato gerador incorpora o DNA de cada interação. Com boa qualidade ou não – salvo se as urnas forem fraudadas, esta eleição presidencial virá com a impressão digital da vontade popular. As proporcionais e as de Governador, na minha opinião, ainda vão refletir o provincianismo na influência do voto.

3 Comentários


A magia do Ingá

Edital da Prefeitura prevê disposição de investir cerca de 5 milhões de reais nos festejos natalinos deste ano em Maringá, quase 1 milhão a mais do recurso dedicado no ano passado. Não há dúvida de que o espetáculo oferecido tem sua beleza e grandiosidade, projetando a cidade, mas a se perdurar esta política, há que se pensar em fabricar ao invés de se locar os enfeites. Ao final de 4 anos, seriam quase 20 milhões de reais.

1 Comentário


A PORTA DIREITA DO ÁRMARIO

Minha percepção é a de a diferença está maior ainda do que se procura demonstrar. Há uma grande parcela silenciosa de eleitores de Bolsonaro que não se manifestam, mais ou menos como quando da ascensão do PT ao poder e diga-se de passagem, a atuação deste partido e sua política de empoderamento ideológico do Estado é seu o maior cabo eleitoral.

7 Comentários


Legalização de abortos pruma espécie animal – o ser humano

O aborto é um dos temas que nem muito misteriosamente, está presente simultaneamente em diversos países, não poupando nem os de terceiro mundo, onde é priorizado encimando-se à políticas públicas para educação, segurança, infraestrutura. Na Argentina, a rejeição da proposta de legalizar a interrupção de gestação de um ser humano foi seguida de protestos com queimas de pneus e vandalismo – para ganhar corpo e visibilidade na cena, como se vê por aqui em diversas manifestações.

3 Comentários


O poder na prisão


Alguém vai ainda escrever uma tese sobre o distanciamento do sentimento coletivo de justiça e as ferramentas jurídicas de nosso país. Enquanto Paulo Maluf cumpre prisão domiciliar por irregularidades de quando Prefeito de São Paulo – 22 anos atrás (!!!), temos agora um presidiário – condenado por corrupção, candidato a Presidente da República. Convenhamos que com estes exemplos, fica difícil construir uma cultura de boa ética em nosso País.

18 Comentários