Um outro olhar

B17  fez campanha de bermuda, gravando vídeo-selfies, sem o oráculo do tal TEMPO DE TV, sem a sacrossanta ajuda de um PARTIDO GRANDE e forte, sem recursos triliardários, cujos gastos não costumavam ser seriamente questionados após a vitória. Foram estas ferramentas que venceram o que o STABLISHMENT continua a tratar como mito e com idolatria – a esquerda brasileira, incapaz de enfrentar o que insistem em chamar de BOSO, inapta a sobreviver à prisão de seu mais notável dirigente, reduzido pela justiça à chefe de uma quadrilha especializada em roubar dinheiro da população mais pobre deste País.

2 comentários sobre “Um outro olhar

  1. Roberto 1 de janeiro de 2019 16:11

    E parece que a sina do povo brasileiro continua na mesma, não é mesmo Se Akito?? Parece que os “novos, limpinhos e cheirosos” tem o mesmo modus operandi da “quadrilha” defenestrada. A confirmar nos próximos capítulos…..

  2. maso 1 de janeiro de 2019 16:31

    Tudo isso.

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.