Dá para reduzir 50%

Conforme dados do Portal da Transparência da Câmara dos deputados, Enio Verri foi o primeiro nos gastos (investimentos) do chamado cotão, criado para fazer frente à gastos com passagens, hospedagens, alimentação, transporte, gráfica, segurança pessoal entre outras despesas (para o Paraná, é cerca de 40 mil reais/mês): Enio Verri apresentou despesa de R$ 447,227,30, seguido (de perto) por Edmar Arruda R$ 445,515,94, Luis Nishimori R$ 393,696,49) e por último, Ricardo Barros, R$ (212,433,91, cerca de metade dos gastos dos outros três.  Exceto Maio e Agosto, a prestação de Verri apresenta uma incomum meticulosidade nos gastos com combustível, com sistemáticos 6 mil reais por mês.

Um comentário sobre “Dá para reduzir 50%

  1. maso 9 de janeiro de 2019 21:47

    Caro manter essa gente. A democracia é um peso na vida do pobre. Manter esse sistema que pouco faz e serve é de se pensar. Não falo a democracia, mas o sistema. Afinal – Vamos resumir! O que um deputado com o gabarito do Ênio Verri, economista que estuda os problemas brasileiros a tantos anos, professor universitário….. O que ele precisa além de um assistente jurídico, um assistente econômico, um escrevinhador, e um mordomo-motorista. 400 mil é grana hein, e para quase nada de trabalho!
    Falei do Ênio, mas ai incluem se o Nishimori, o Barros, etc. É a mesma coisa!

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.