Câncer de pele

Campanha alerta sobre incidência do câncer de pele. De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (INCA), a cada ano o Brasil registra 175 mil novos casos de câncer de pele — o que corresponde a 33% de todos os diagnósticos de câncer no país ou 1 entre cada 4 casos de câncer diagnosticados se origine na pele ou nas mucosas. A doença surge por conta do crescimento anormal e descontrolado das células que compõem a pele. Existem diversos tipos de câncer de pele, que são divididos em dois grupos: os melanomas e os carcinomas (também conhecidos como “câncer de pele não-melanoma”). Os carcinomas, os mais comuns, representam 95% dos tumores malignos de pele, sendo o carcinoma basocelular o mais comum e menos agressivo, e o carcinoma espinocelular, o mais grave. Estão diretamente ligados à exposição excessiva aos raios ultravioleta (UV) e atingem, sobretudo, as pessoas de pele clara. A prevenção é a proteção solar: usar roupas adequadas, protetores e filtros, evitar a exposição das 10h às 16h, usar chapéu, expor-se, mas de uma forma consciente.”

Dezembro Laranja: campanha alerta sobre incidência do câncer de pele