Motorista sai ileso de capotamento na rodovia em marialva

O acidente aconteceu no final da tarde desta quinta-feira (16) na rodovia BR-376 em Marialva. Um automóvel GM Corsa com placas de Morretes (PR) saiu da pista e capotou. O veículo que puxava uma carretinha seguia sentido Mandaguari quando aconteceu o acidente. O motorista José Maria de Souza, de 53 anos, que é morador de Paiçandu, estava com um passageiro que precisou ser socorrido pela Viapar. O condutor do carro que recusou atendimento médico disse que a carretinha virou e fez o Corsa capotar. 

A Polícia Rodoviária Federal sinalizou o local para evitar outros acidentes na rodovia. É o segundo acidente no mês envolvendo veículos que puxam carretinhas. O primeiro caso aconteceu no dia 8 de agosto no Contorno Norte em Maringá. 

 

 



Seis pessoas ficam feridas em acidente na cidade de sarandi

Seis pessoas ficaram feridas depois que uma viatura da Polícia Militar de Sarandi colidiu contra um veículo Fiat Uno Mille e derrubou o muro de uma residência no Jardim Esperança. O acidente aconteceu na hora do almoço desta quinta-feira (16) no cruzamento das ruas Dourado com Cezário Mancine. A viatura da PM que era conduzida pelos soldados Elisiário e Letícia procurava por suspeitos em um veículo que foi tomado de assalto na madrugada na cidade de Marialva.

A denúncia que chegou até os policiais era que o carro suspeito estaria andando pelo bairro. No trajeto até o local denunciado, a viatura Renault Duster colidiu contra o Fiat Uno. De acordo com informações de populares e da própria PM, a motorista do Uno seguia pela Cezário Mancine e a VTR subia a rua Dourado no momento em que aconteceu a batida. No local não existe nenhuma placa de sinalização indicando de quem é a preferencial, mas em tese a preferencial é do Uno.

Uma mulher de 26 anos, um senhor de 58 e uma idosa de 72 anos que são da mesma família foram atingidos pela viatura. O Corpo de Bombeiros e uma equipe do Samu foram acionados para prestarem socorro às vítimas. Mesmo com os estragos, a motorista do Uno que que que realizou uma cirurgia bariátrica há pouco tempo e precisou ser encaminhada também ao hospital.

A Polícia Militar informou que recuperou o veículo que tinha sido roubado em Marialva. Os suspeitos que estariam nele não foram localizados. Os dois policiais militares que sofreram ferimentos foram encaminhados para o Hospital Metropolitano de Sarandi. 

 

 



Acidente entre duas motos em marialva deixa homem gravemente ferido

O acidente aconteceu na hora do almoço desta quinta-feira (16) no cruzamento das ruas Valdemar Valente com Anésio Biagi, no Jardim Itália, em Marialva. O motociclista Antônio Francisco Chagas de Lima, de 27 anos, que pilotava uma moto Honda CB 300cc bateu violentamente contra uma Honda Titan 125cc que era pilotada por um adolescente de 17 anos. A batida foi tão violenta que Antônio Francisco perdeu a consciência na hora. 

A ambulância da Defesa Civil de Marialva foi a primeira equipe a chegar no local. Devido a gravidade dos ferimentos no motociclista, uma equipe do Samu de Sarandi com apoio do médico de Maringá foram acionadas. A vítima precisou ser entubada pois a lesão mais grave era no crânio onde teve um trauma encefálico. Depois de ser avaliado e medicado, o motociclista Antônio Francisco foi encaminhado para o Hospital Santa Casa de Maringá onde ficou internado na UTI. 

A esposa de Antônio Francisco que está grávida foi até o local onde acompanhou seu marido até Maringá. A vítima trabalha em um mercado na cidade de Marialva.

 

 

 

 



Carro usado no último homicídio em sarandi é encontrado

Logo após o crime de homicídio contra Alan dos Santos Barbosa, de 24 anos, que aconteceu na última quarta-feira (15) no Parque Alvamar ll, a polícia de Sarandi recebeu uma denúncia anônima que um automóvel suspeito tinha sido abandonado em uma estrada rural ainda na cidade. O GM Celta com placas de Mandaguari foi usado pelos atiradores conforme os investigadores que estão cuidando do caso disseram. Uma perícia foi feita no veículo para colher digitais dos rapazes. O veículo não possui queixa de furto/roubo.

Alan dos Santos Barbosa foi executado com vários tiros na cabeça e peito enquanto trabalhava em uma empresa de fabricação de móveis, estabelecimento que é de propriedade do pai. Os atiradores renderam o pai e o filho dizendo que seriam policiais. Um dos suspeitos pediu que o pai colocasse as mãos na cabeça e olhasse para a parede, momento em que Alan foi atingido pelos tiros morrendo na hora. Estojos de pistola foram recolhidos e estão passando por uma perícia.

A vítima Alan dos Santos Barbosa constava com passagens pela delegacia pelos crime de homicídio, tráfico de drogas e porte de arma de fogo. Nenhum dos suspeitos foi preso pela polícia.



Mulher capota veículo na rodovia em maringá e morre na hora

O acidente aconteceu por volta de 1h00 da manhã desta quinta-feira (16) na rodovia BR-376 logo após o Restaurante Porco no Tacho, em Maringá. Simara Aparecida Ribeiro, de 47 anos, sofreu um gravíssimo acidente com seu automóvel GM Meriva com placas de Mandaguaçu. A condutora que tinha deixado seu trabalho em Maringá estava indo para sua casa em Mandaguaçu quando perdeu o controle do carro, bateu em um barranco e depois capotou por diversas vezes na pista.

O corpo de Simara Aparecida foi ejetado do veículo causando sua morte na hora. A Meriva foi parar a vários metros de distância de onde ficou o corpo da mulher. Equipes da Viapar foram solicitados e rapidamente deslocaram até o local do acidente. Uma médica constatou o óbito e acionou a perícia e IML na rodovia. Vários pedaços do carro de Simara se soltaram e foram parar do outro lado da pista.

Socorristas acreditam que a pista molhada, alta velocidade e possivelmente a falta de cinto de segurança foram importantes para o resultado da morte da motorista. Simara Aparecida Ribeiro trabalhava no caixa do posto G10 em Maringá e morava com o marido na cidade de Mandaguaçu. O corpo da mulher foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML).

 



Homem é morto na frente do pai em sarandi

O jovem Alan dos Santos Barbosa, de 24 anos, foi morto a tiros nesta quarta-feira (15), na marcenaria da família, localizada na Avenida Belo Horizonte, no Parque Alvamar II, em Sarandi. Três suspeitos chegaram em um carro GM Celta de cor escura com placas do Ceará, invadiram o estabelecimento e gritaram que eram policiais. Um dos suspeitos sacou de uma pistola e efetuou os disparos.

De acordo com o relato do pai do jovem, que presenciou o crime, os homens mandaram que ele e o filho colocassem a mão na cabeça e pediram para que o pai virasse para a parede. Quando o homem se virou, ouviu os tiros. O jovem foi ferido por seis tiros na cabeça e no peito. O Siate da cidade de Sarandi foi acionado mas a vítima não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

Após assassinar o rapaz, os suspeitos fugiram com o carro e não foram mais localizados. A Polícia Civil investiga o caso. O corpo foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML). Imagens de câmeras de segurança já estão sendo analisadas pelos investigadores. O rapaz que morreu tinha antecedentes criminais.



Motociclista fica ferida em acidente na vila operária em maringá

O acidente aconteceu na manhã desta terça-feira (14) na avenida Brasil, esquina com a rua Henrique Dias, na Vila Operária, em Maringá. A motociclista Kendra de Oliveira, de 21 anos, caiu de sua moto Honda Biz. De acordo com informações obtidas no local, um automóvel que estava em sua frente realizou uma frenagem em cima da faixa de pedestre para uma pessoa atravessar. A piloto da moto se assustou com a parada repentina do carro e acabou caindo sozinha. 

Uma ambulância do Siate que voltava de uma ocorrência percebeu o fluxo de pessoas ao redor da jovem e parou para prestar socorro. Kendra reclamava de muita dor no tórax e nas mãos. Devido a lesão no tórax, o médico do Samu foi acionado para avaliar as condições da vítima e encaminhar a mesma para exames no hospital. A moto que a vítima pilotava ainda estava sem placa pois foi adquirida recentemente na concessionária. 



Homem morre atropelado na avenida mandacaru

O atropelamento aconteceu na avenida Mandacaru próximo da rotatória da antiga PUC, em Maringá. O senhor Nelson Dias dos Santos, de 56 anos, morreu depois de ser atingido por um automóvel Fiat Argo que era dirigido por Edilan Falci Bezerra de Brito, de 38 anos. O carro estava indo na direção da avenida Colombo quando o pedestre atravessou a avenida fora da faixa. Uma equipe do Siate com apoio do médico do Samu chegaram rapidamente ao local mas a vítima estava em óbito.

Familiares do senhor de 56 anos que souberam do acidente disseram aos socorristas que o senhor Nelson Dias tinha problema de visão. Já o motorista do carro recebeu atendimento do Siate pois estava em estado de choque. O corpo de Nelson Dias dos Santos foi removido para o Instituto Médico Legal (IML) de Maringá. Uma perícia foi feita no local do acidente para apurar a velocidade do veículo. De acordo com familiares, a vítima fatal morava na região da Mandacaru.

 



Homem atravessa fora da faixa e é atropelado por carro em maringá

O acidente aconteceu no início da tarde de segunda-feira (13) na avenida Duque de Caxias, defronte ao Restaurante Popular, zona 7, em Maringá. Um homem que atravessa a avenida foi atingido por um automóvel Peugeot modelo 307 que era conduzido por Carlos Bomfim, de 39 anos, que é conselhereiro tutelar, em Maringá. Testemunhas disseram que a vítima atravessou a avenida fora da faixa de pedestre. José Augusto Marques, de 58 anos, sofreu ferimentos na cabeça e em mãos. 

Uma ambulância do Siate com apoio do médico do Samu rapidamente chegaram ao local pois a primeira informação era que o pedestre estava desacordado. De acordo com os socorristas, a vítima não ficou incosciente. O motorista Carlos Bomfim que usava seu carro próprio garantiu que não estava correndo porque tinha acabado de reduzir seu veículo para pedestres atravessarem na faixa. 



Soldado da pm é absolvido de crime de homicídio que aconteceu em 2017

O advogado criminalista Ragiotto conseguiu na justiça a absolvição de um policial militar de Maringá que atirou e matou um homem no dia 10 de março de 2017 no Distrito do Vale Azul, em Sarandi. No dia do crime, o soldado Juliedes Nunes, de 36 anos, estava em uma casa de lanches quando um homem de apelido “Zecão” entrou no estabelecimento causando pertubação. O policial pediu para que esse homem que apresentava sintomas de embriaguez saísse do lanche. 

“Zecão” então não saiu quando foi imobilizado pelo soldado Juliedes. O senhor Alziro João Cordeiro, de 53 anos, que mora nos fundos do estabelecimento de lanche, não concordou com a atitude do policial em ter dado o “mate leão” no homem e ameaçou o PM dizendo que mesmo sendo policial ele poderia ser morto. Depois de alguns minutos, o senhor Alziro João Cordeiro retornou armado com uma espingarda intimidando o soldado.

O policial do 4º Batalhão que estava de folga ordenou que o morador soltasse a arma de fogo, sendo que o senhor Alziro não obedeceu, apontou a arma em direção do militar que acabou sendo alvejado com um tiro na cabeça. Alziro não resistiu ao ferimento e morreu no local. A senteça da absolvição sumária foi publicada na última sexta-feira (10). De acordo com a Juíza Elaine Cristina Siroti, da 2ª Vara Criminal do Fórum de Sarandi, entendeu que o policial militar Juliedes foi agiu em legítima defesa, fundado no art. 415, inciso lV do Cógido do Processo Penal. 

A Juíza Elaine Cristina Siroti declarou ainda que o policial militar não possui outros antecedentes criminais, tampouco histórico de violência em sua atuação policial, assim, não se pode falar que sua conduta extrapolou os limites do razoável ou que tenha sido imoderada, já que o reú não dispunha de outros meios para se defender.

O advogado criminalista Ragiotto disse que nesse caso com a absolvição do réu o júri popular não irá acontecer. Ragiotto ainda destacou que lutou pela defesa do policial e que sai satisfeito com a decisão da Juíza.