Polícia civil de maringá prende mulher e identifica chefe de quadrilha que agiu contra loja de naútica

A Polícia Civil de Maringá apresentou na manhã desta terça-feira (8), Elaine de Campos Pereira, de 27 anos, que estava com mandado de prisão em aberto pelo crime de tráfico de drogas. Elaine é casada com Ederson Marcos da Silva, de 32 anos, suspeito de ter praticado com demais integrantes o furto contra a loja Rio Náutica que aconteceu na semana passada, furto contra a loja Jacaré Caça e Pesca que ocorreu em abril onde os bandidos levaram quase 30 armas de fogo e centenas de munições, e um furto contra a loja Bolanho Pneus. Policiais da seção de furtos e roubos invadiram a casa do casal e acabou encontrando objetos furtados de algumas empresas. No interior da residência de Elaine, a Polícia Civil apreendeu diversos documentos falsos com nomes de outras pessoas que ela usava. Ederson que veio de Santa Catarina está com sete mandados de prisão em aberto por homicídio, latrocínio, roubo, furto e tráfico de drogas. De acordo com o chefe da furtos e roubos, Everaldo Fernandes, Ederson que usava o nome de Jorge Donizete de Souza já participou de um arrebatamento de presos em uma delegacia no Estado de Santa Catarina onde uma delegada que estava grávida foi brutalmente agredida pelo marginal. Ederson foi quem arquitetou o arrombamento contra a Rio Náutica onde jets-ski, quadriciclos e motores de popa foram levados pela quadrilha.