Cinco pessoas são detidas em maringá suspeitas em roubo a banco

Polícia Militar de Paranavaí com apoio da PM de Maringá prendeu nesta quarta-feira (13) sete pessoas suspeitas de participação em um roubo a uma agência bancária do Sicred em Guairaçá, no noroeste do Paraná, ocorrido na manhã de segunda-feira (11). Foram cinco prisões em Maringá e outras duas em Paranavaí. Em Maringá, a polícia cumpriu um mandado de busca e apreensão no apartamento de Ivan Thiago Chatalov, de 25 anos, que mora na Vila Marumbi.

Os policiais montaram uma força-tarefa e prenderam três homens e duas mulheres no local, além de apreenderem um tablete de maconha, R$ 9 mil em dinheiro e um automóvel GM Astra de cor branca. A polícia também foi até outra casa onde estaria mais um suspeito, mas ele fugiu. No local, foram encontrados R$ 1,5 mil em dinheiro.

Em Paranavaí, os policiais militares prenderam dois homens em uma casa, onde também estava um veículo que a polícia suspeita de ter sido usado no crime. Também foi apreendido dinheiro no local, mas a quantidade não foi informada pela polícia. Na manhã de segunda-feira, quatro bandidos fortemente armados invadiram a agência durante o dia, renderam o vigia e fizeram clientes e funcionários de reféns.

Uma arma de fogo e colete balístico do vigilante foi levado pelos marginais. Na fuga, o bando queimou um carro VW Gol que foi encontrado numa estrada entre Amaporã e Planaltina do Paraná. A Polícia Civil de Paranavaí também realizou prisões após o assalto no banco. Com o cumprimento dos mandatos, foram detidos dois homens de 24 e 27 anos.

Na casa havia uma quantia significativa em dinheiro, além de cerca de meio quilo de maconha. Os homens negaram qualquer envolvimento no assalto. Os suspeitos disseram que o dinheiro seria proveniente da venda de gado e outra parte da venda de um estabelecimento comercial em Terra Rica. Porém, um detalhe chamou ainda mais a atenção da polícia. Os policiais apreenderam um veículo Chevrolet Cruze para averiguação. Ocorre que no Cruze havia uma chave de Chevrolet Vectra. 

Pouco depois do crime, um carro deste modelo foi apreendido em Guairaçá e dentro havia alguns objetos e uma quantia em dinheiro, indicando que os ocupantes tiveram que fugir às pressas. A chave liga o carro abandonado. Outros suspeitos estão sendo investigados pela polícia.