Homem que degolou cadeirante sai do hospital e vai para a cadeia

Alexandro de Araújo Gomes, de 31 anos, recebeu alta médica do Hospital Universitário de Maringá e foi direto para o setor de carceragem da Polícia Civil. Alexandro matou na tarde do último sábado (6) na Vila Santo Antônio, o cadeirante, Irineu Elo de Souza Soares, de 35 anos. A vítima foi morta a pedradas e teve o pescoço degolado por uma faca.

O crime ocorreu dentro de um quintal de um residência que funciona um pensionato mas também é frequentado por viciados em drogas. O assassino só foi preso porque um policial civil de Maringá passava pela rua e avistou o criminoso cortando o pescoço da vítima. O agente da 9ª SDP antes de ferir com dois tiros o autor do crime tentou abordar Alexandro mas houve resistência.

Alexandro Gomes levou um tiro no abdômen e outro no braço. De acordo com a Delegacia de Homicídios, a família de Alexandro teria confirmado que o rapaz já foi internado diversas vezes por problemas psiquiátricos, e que além de ser usuário de drogas é dependente de remédios. O acusado deverá permanecer preso para aguardar seu julgamento que poderá ocorrer ainda em 2018.