Mês: dezembro 2010

 

Jornalista afirma que titulo do Grêmio Maringá é possivel

O reconhecimento do Roberto Gomes Pedrosa e da Taça Brasil como títulos brasileiros pela CBF vem causando uma onda por todo o país. De Norte a Sul, clubes se manifestam e reivindicam o reconhecimento de antigas conquistas por parte da entidade. Sobrou até para a Fifa, que deve receber em breve algumas reivindicações.

De grandes clubes da Primeira Divisão ao Grêmio Maringá, passando pela polêmica conquista da edição de 1987 do Campeonato Brasileiro, dirigentes de todo o país apresentaram reivindicações desde a última quarta-feira, dia da oficialização.

A Portuguesa, por exemplo, quer ser reconhecida como bicampeã brasileira, uma vez que conquistou os títulos do Torneio Rio-São Paulo em 1952 e 1955. A diretoria da Lusa alega que a competição antecedeu o Roberto Gomes Pedrosa, oficializado como Campeonato Brasileiro pela CBF.

Há casos também como o do Grêmio Maringá, clube da Terceira Divisão paranaense. Nessa quinta-feira, o presidente Aurélio Almeida afirmou que vai reivindicar como título brasileiro a conquista do Torneio dos Campeões de 1969, competição organizada pela CBD.

– Isso não vai ficar assim, vamos atrás do que é nosso por direito. O Grêmio Maringá conquistou esse título e é com respeito à história do nosso clube e a todos os torcedores maringaenses que vamos reivindicar este título – disse o dirigente.

Para o jornalista Odir Cunha, responsável pela elaboração do dossiê que reuniu os documentos apresentados à CBF para a unificação dos títulos, são casos distintos. Em relação à reivindicação da Lusa, ele não vê chances de o Rio-São Paulo ser reconhecido como título nacional.

– Isso tudo tem um lado positivo. Algumas competições que estavam esquecidas vão ser analisadas. É simples. Tem de se ver a finalidade da competição. O Torneio Rio-São Paulo não tinha a finalidade de indicar o campeão brasileiro. Apesar de termos a quase certeza de que os melhores times e os melhores jogadores estavam envolvidos nessa competição, não há como dizer que era um torneio nacional, uma vez que os clubes de Minas, do Rio Grande do Sul, do Paraná e do Nordeste não participaram.

Já no caso do Grêmio Maringá, Odir Cunha reconhece que cabe uma análise.

– O Torneio dos Campeões, conquistado pelo Grêmio Maringá em 1969, era uma competição experimental. Não pegou. Botafogo e Santos abdicaram da competição para excursionarem pela Europa para arrecadar dinheiro. Mas o Maringá não tem culpa disso. No entanto, não dá para ser considerado o campeão brasileiro de 1969. O bom senso fala mais alto. Não falo pelo departamento jurídico da CBF. A competição não tinha um nível superior ao Torneio Roberto Gomes Pedrosa ou à Taça do Brasil – analisou Odir.

Reivindicações à Fifa

Até quem se deu bem com a unificação está correndo atrás de algo a mais. O Santos, idealizador do dossiê e maior beneficiado pela oficialização, prepara para uma nova batalha. Com a ajuda da CBF, vai reivindicar à Fifa o reconhecimento da conquista da Recopa Internacional de 1968 – que terminou em 1969 – como título mundial, já que na decisão derrotou o Inter de Milão.

Empolgado com a oficialização dos títulos do Palmeiras na Taça Brasil e do Roberto Gomes Pedrosa, ambos em 1967, o presidente Salvador Hugo Palaia trouxe de volta à tona o assunto da Copa Rio de 1951. E quer vê-la reconhecida como título mundial. Antes da decisão da CBF, o Fluminense – campeão do Roberto Gomes Pedrosa em 1970 – já havia reivindicado o mesmo em relação à edição de 1952.

A polêmica Copa União

A polêmica sem fim da Copa União de 1987 também se tornou assunto com a unificação dos títulos, chegando a uma troca de farpas entre Flamengo e CBF. Ricardo Teixeira declarou que não podia considerar o clube carioca como campeão por causa de uma decisão da Justiça comum em favor do Sport. Patrícia Amorim disse que o clube vai até o fim na luta pelo reconhecimento do título nacional de 1987.

G1

Comente aqui


Confira os reforços dos clubes para o Paulistão!

Santos – goleiro Aranha (ex-Atlético-MG); volante Charles (ex-Lokomotiv Moscou-RUS); meias Vitor Hugo (ex-Santa Cruz); Elano (ex-Galatasaray-TUR) e Maikon Leite (estava emprestado ao Atlético-PR); técnico Adilson Batista (desempregado)

São Paulo – meia Marcelinho Paraíba (estava emprestado ao Sport); atacantes Henrique (estava emprestado ao Vitória) e Mazola (estava emprestado ao Guarani)

Corinthians – zagueiro Wallace (ex-Vitória); lateral-esquerdo Marcelo Oliveira (estava emprestado ao Grêmio Prudente); zagueiro Diego Sacoman (estava emprestado ao Ceará); volante Moradei (estava emprestado ao São Caetano); meias Morais (estava emprestado ao Bahia), Éverton Ribeiro (estava emprestado ao São Caetano) e Edno (estava emprestado ao Botafogo)

Palmeiras – Nenhum

Atualizado em 23/12/2010

Comente aqui


Corinthians Paranaense conta com 26 jogadores no elenco

O Corinthians Paranaense entrou em recesso nesta quinta-feira e retorna aos treinamentos na próxima segunda-feira.

O clube já conta com 26 jogadores, entre eles Adriano Gabiru, Digão,Walter, Mineiro,Tiago, Hote e Willian, que foram recentemente contratados.

O Timãozinho tem ainda os remanescentes da atual temporada: Araújo, Cícero, Elpídio Neto, Elton, Peixoto, Paulinho Urnau e Safira.

Também foi repatriado Paulo Henrique, que estava em Portugal, e serão reintegrados Leandro Paulino, Renan e Tiago Alencar.

Comente aqui


Roma e Cianorte empatam jogo-treino

Cianorte Futebol Clube e Roma Esporte Apucarana empataram por 1 a 1 nesta quarta-feira à tarde, no Estádio Olímpico Albino Turbay, em Cianorte. As equipes do Norte do Estado se preparam para o Campeonato Paranaense da Primeira Divisão do ano que vem.

No Campeonato Estadual, que começa no dia 16 de janeiro, Cianorte e Roma farão as suas estreias em casa. O “Leão do Vale” recebe o Iraty, no “Albino Turbay”, enquanto o Tricolor da “Cidade Alta” vai enfrentar o Rio Branco, de Paranaguá, no Estádio Municipal Bom Jesus da Lapa.

No jogo-treino de ontem, os gols foram marcados na etapa inicial. O volante Amaral (contra), aos 31 minutos, fez 1 a 0 para o Roma, após cobrança de falta do meio-campista Alex. Nove minutos depois, o volante Geandro, ex-Arapongas, empatou para a agremiação local.

O Roma Apucarana jogou com Spada; Cassiano, Luís Paulo, Juninho e Rogerinho; Eurico, Doriva, Alex (Danielzinho) e Fabrício (Fernandinho); Warley (Serginho) e Paulo Sérgio (William Correia). Técnico: Richard Malka.

O Cianorte iniciou o confronto com Colombo; Elvis, Brinner, Geovani e Ligger; Amaral, Geandro, Thiago Santos e Elton; Eliel e Rodrigo. Técnico: Bagé. Durante o jogo-treino, o treinador do “Leão do Vale” ainda utilizou os atletas Maicon e Araújo.

Foi a quarta partida preparatória do Tricolor apucaranense visando o Campeonato Estadual da Primeira Divisão.

No primeiro jogo-treino, realizado no Estádio dos Fanáticos, em Campo Largo (Sul do Estado), o Roma empatou por um gol frente ao Grecal, clube que disputou o Campeonato Paranaense da Terceira Divisão em 2010. O gol do Roma foi marcado pelo volante Eurico.

Em seguida, pela Recopa Sul-brasileira, disputada em Gravataí-RS, a equipe de Apucarana foi derrotada por 1 a 0 pelo Cerâmica, que ficou com o título da competição interestadual.

Já no terceiro jogo-treino, realizado no “Bom Jesus da Lapa”, o time do técnico Richard Malka empatou por dois gols com o sub-18 do Grêmio Prudente-SP. O zagueiro Juninho e o lateral-esquerdo Fabrício marcaram os gols do Tricolor.

Após a partida de ontem à tarde em Cianorte, os jogadores e integrantes da comissão técnica do Roma foram liberados para passarem o Natal com os familiares. O supervisor do clube, Ítalo Vasconcelos, disse nesta quarta-feira que a reapresentação do elenco está marcada para a próxima segunda, às 15h30, no “Bom Jesus da Lapa”.

Antes do Campeonato Estadual, o Roma ainda realizará dois jogos. No dia 30, às 19h30, recebe em casa o Cianorte. Já no dia 8 de janeiro, enfrenta o Grêmio Prudente no Interior paulista.

Comente aqui


Arapongas fica no empate em amistoso

Em seu terceiro confronto preparatório para a disputa do Campeonato Paranaense da Primeira Divisão do próximo ano, o Arapongas Esporte Clube empatou por um gol com o Noroeste-SP, nesta quarta-feira à tarde, no Estádio Alfredo de Castilho, em Bauru.

O radialista João Marcos, da Rádio Cultura de Arapongas, acompanhou o jogo-treino e disse que os gols foram assinalados no primeiro tempo.

Segundo ele, Marcelinho fez 1 a 0 para o Noroeste, enquanto o atacante Val Ceará empatou para o alviverde paranaense. “O Arapongas jogou bem e o resultado agradou o técnico Lio Evaristo, principalmente porque a equipe jogou fora de casa”, destacou João Marcos.

Antes do jogo-treino com a agremiação de Bauru, o Arapongas havia realizado duas partidas. Goleou a seleção amadora de Peabiru por 4 a 0, com dois gols de Wellington, um de Rafael e outro de Rafael Henrique, e foi derrotado sábado passado pelo placar mínimo diante do Marília Atlético Clube (MAC), no Estádio Bento de Abreu (Abreuzão).

O Noroeste, que contratou o meio-campista apucaranense Thiago Marin, vai disputar em 2011 o Campeonato Paulista da Série A1. A estreia está marcada para o dia 16 de janeiro, no Estádio Alfredo de Castilho, em Bauru, contra o Santo André, atual vice-campeão paulista.

Comente aqui


Rio Branco também fica no empate

Rio Branco e Joinville empataram em 1 a 1 num amistoso realizado  no Gigante do Itiberê, em Paranaguá. Lima abriu o placar para o time catarinense, que utilizou seus principais jogadores.

Adriano empatou ainda na primeira etapa para o Leão da Estradinha. No segundo tempo, as duas equipes fizeram várias alterações e o jogo caiu de rendimento.

 

No último sábado, o Joinville havia perdido por 1 a 0 para o Iraty, no Emílio Gomes. O Rio Branco, que tenta marcar mais um jogo-treino antes do final do ano, estreia no Estadual contra o Roma, no dia 16 de janeiro, em Apucarana.

 

 

Comente aqui


Grêmio maringá quer reconhecimento de título

O Grêmio de Esportes Maringá (GEM) anunciou que vai entrar na Justiça para reivindicar o título brasileiro de 1969, por ter vencido o Torneio dos Campeões. Em nota divulgada no site do clube, o presidente Aurélio Almeida afirma que “irá à todas as instâncias jurídicas que se fizerem necessárias”.

“Isso não vai ficar assim, vamos atrás do que é nosso por direito. O Grêmio Maringá conquistou este título e é com respeito à história do nosso clube e a todos os torcedores maringaenses que vamos reivindicar este título”, declarou.

A medida foi tomada após a decisão da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), que, na quarta-feira (22), unificou oficialmente os títulos brasileiros conquistados entre 1959 e 1970 (a Taça Brasil e o Torneio Roberto Gomes Pedrosa, o “Robertão”), considerando-os títulos do Campeonato Brasileiro.

Caso a CBF aceite a reivindicação do Grêmio, a equipe de Maringá passa a ser o primeiro time do estado a ser campeão brasileiro, desbancando o posto do Coritiba, que venceu o torneio de 1985.

A reportagem procurou a Federação Paranaense de Futebol, para comentar o caso, mas a entidade está em recesso.

Torneio criado para definir o “campeão dos campeões”

O Torneio dos Campeões da Confederação Brasileira de Desportos (CBD) reuniu quatro equipes, que disputavam, além de uma vaga na Taça Libertadores da América de 1970 ,o título de campeão dos campeões do Brasil.

O Grêmio Maringá garantiu a vaga por ter sido campão do Torneio Centro-Sul de 1968. Além dele, participariam o Sport Recife (campeão do Torneio Norte-Nordeste de 1968), o Botafogo (campeão da Taça Brasil de 1968) e o Santos (campeão do Roberto Gomes Pedrosa de 1968).

O Grêmio enfrentou partidas de ida e volta contra o Sport, vencendo pelo placar de 3 a 0, em ambos os jogos. Na sequência o Grêmio enfrentou o Santos. Após dois empates,seria realizada mais uma partida. Mas o Santos, alegando indisponibilidade de agenda, desistiu da partida, fato que obrigou a CBD a dar o título do torneio ao clube maringaense.

Comente aqui


ACP já anuncia dispensa

Junto com a dispensa dos atletas do AC Paranavaí para a festa de Natal, veio a notícia do desligamento do atacante Cristiano. O diretor de Futebol Lourival Furquim explicou que o atleta não conseguiu evoluir na sua forma física, por isso a decisão do desligamento.

 

Os jogadores terão de estar de volta aos trabalhos na segunda-feira. A maioria viajou. Furquim não quis analisar o comportamento do time no último amistoso e vai esperar o confronto do próximo dia 5, contra o Cianorte. “Temos um time bom, mas vamos esperar o jogo com o Cianorte para ter um parâmetro”.

O dirigente assistiu em Cianorte o empate deste time contra o Roma, em 1×1, na última quarta-feira. O dirigente prevê bom duelo no amistoso do próximo dia 5 no Estádio Waldemiro Wagner. “Nesse momento, quanto menos falar é melhor, trabalho com os pés no chão. Mas estou otimista com o time”, frisou.

Rafael Pulga – O meia Rafael Pulga, 24, foi campeão paranaense com o Paranavaí em 2007 e está de volta ao Vermelhinho. O atleta projeta uma boa campanha do time no estadual de 2011, apesar de considerar o grupo muito jovem.

Comente aqui


Operário dispensa mais três

O zagueiro Tinoco não é mais jogador do Operário. Apontado como um dos principais reforços para a disputa do Campeonato Paranaense em 2011 e cotado para assumir a vaga de liderança dentro de campo deixada em aberto após a saída de Rodrigo De Lazzari, o jogador acertou com o Paysandu – que chegou até as quartas de final da Série C do Campeonato Brasileiro em 2010.

 

Além dessa baixa, a diretoria do clube ponta-grossense também confirmou a dispensa de três atletas que ainda estavam em observação:o atacante Kanela, o meia Augusto e o lateral Tiago.

Comente aqui