Mês: janeiro 2011



Velha malandragem

Sabe aquele antigo golpe das notas frias?

Pois a CGU (Controladoria Geral da União) andou fiscalizando 120 cidades brasileiras, escolhidas por sorteio. Adivinhe: todas as 120 cidades apresentaram irregularidades e praticamente sumiram com boa parte dos R$2,4 bilhões repassados pela União.

A “mumunha” é a de sempre: gastos sem comprovação, uso de notas fiscais frias e pagamentos de projetos que jamais foram realizados.

Agora os relatórios foram encaminhados à Polícia Federal, aos Ministérios Públicos Federal e Estaduais, ao Tribunal de Contas da União, à Advocacia-Geral da União, à Câmara dos Deputados e ao Senado Federa e às respectivas prefeituras e câmaras municipais para tomadas de providências.

Você sabe o que vai acontecer daqui para frente? As providências serão demoradas, cairão no esquecimento, não haverá cobranças no andamento dos processos e nem restituições do dinheiro desviado.

Ou estarei enganado?

Sem categoria
Comente aqui


Desconhecimento das leis?

Não sei se sinto pena ou indignação. Um jornal da cidade publicou matéria sobre a tão falada Lei da Cidade Limpa, entrevistando alguns lojistas.

Um dos entrevistados afirmou que “desconhecia a lei por não escutar rádio, não assinar jornal e não ver tevê”.

Dois dos entrevistados alegam ter contratado uma empresa para instalar placas na frente das suas lojas e foram enganados. O pessoal da empresa que vendeu as placas “não conhecia a tal lei”!

Eu me pergunto: e como pessoas assim podem se dar ao luxo de ser empresários? A própria justiça estabelece que “ninguém pode alegar ignorância sobre leis”. E eu reforço: ainda mais sendo proprietário de um negócio, que exige cumprimento de leis trabalhistas, sobre higiene, instalação de banheiros masculino e feminino, azulejos (quando for o caso), iluminação de emergência, horários de funcionamento, equipamentos contra incêndio, notas fiscais, obediência à Lei do Consumidor, etc., etc., etc. Empresário que não está antenado, está fadado a desaparecer.

A verdade é cristalina: há muita resistência por parte dos empresários quanto à lei da Cidade Limpa.

O juiz Abelar Batista Pereira Filho, da 6ª Vara Cível de Londrina concedeu liminar para equiparar o prazo concedido às lojas e o comércio à data fatal estipulada pela lei às empresas de outdoor, ou seja, mais seis meses. A Prefeitura pretende derrubar a decisão para começar a autuar e multar as empresas o mais rápido possível.

Londrina é uma cidade muito complicada mesmo!

Sem categoria
3 Comentários


Dilma e o “Fogo Amigo”

Curiosamente, a presidente Dilma não tem sofrido oposição nem críticas dos seus adversários políticos. Aparentemente a oposição está esfacelada: o PSDB, que já vinha se dividindo na campanha eleitoral, parece que anda cada vez mais rachado. E tudo indica que o DEM se tornou parcialmente aliado do partido governista, haja vista a aproximação do prefeito Gilberto Kassab com o PMDB.

Aqui entra o “fogo amigo”, o pior tipo de adversário. O PMDB andou virando a mesa para alcançar cargos do primeiro e segundo escalão – principalmente nas estatais onde gira o maior volume financeiro.

A insatisfação com as (in)decisões da presidente já deixam marcas bem complicadas: a Aeronáutica está cobrando seus caças – assunto que se arrasta há muito tempo.

Os sindicalistas desafiam frontalmente a presidente em relação ao valor do salário mínimo.

O STF reclama da cadeira vaga com a aposentadoria do ministro Eros Grau – nomeação que também vem sendo protelada há meses.

O caso do italiano Battisti, que a Itália quer ter de volta para cumprir pena de prisão perpétua, vai deixar a presidente com os primeiros cabelos brancos prematuramente, pois ou ela contraria os tratados internacionais, ou contraria seu mentor Lula.

Órgãos como Furnas e Funasa estão sendo disputados a ferro e fogo pelo PMDB, o que poderá até servir de motivo para uma ruptura entre os “aliados”.

Para complicar, os índices inflacionários estão subindo muito além das previsões – e o FMI apontou uma deterioração “brusca” nas contas fiscais do Brasil.

Segundo Josué de Souza, da Folha de São Paulo, “o primeiro mês de Dilma serviu para eliminar uma ilusão que acomete todo presidente novo: a ilusão de que preside”.

Agora os brasileiros conhecerão a verdadeira face e a capacidade (ou não) da presidente em presidir.

Sem categoria
Comente aqui
 

Philosophias de bahr: futebol e casamento

Continuando nossa seção “Philosophias de bahr”, aqui vai mais uma pergunta que recebi e para a qual tentei dar a melhor resposta possível:

“… no seu blog deu para perceber que você gosta de futebol. Minha mulher fica brava quando saio nos domingos de manhã para uma pelada com uns amigos. Depois do jogo, tomamos uma cervejinha. Quando volto para casa, vou direto tirar uma soneca. Será que vou conseguir fazer a minha mulher entender?…”
S. R., Sorocaba, SP

R:

Oh, amigo S. R.!
Não sei como é sua vida durante a semana. Mas se você larga a mulher em casa aos domingos, se arrebenta no futebol e volta de pileque para passar a tarde dormindo, os domingos da sua mulher estão condenados à solidão. Para começar, deixe de tomar as cervejinhas depois do jogo e corra para casa. Aí você aproveita meio domingo para um programinha com sua mulher. Só com essa mudança, talvez você salve seu futebolzinho – e também o casamento.

Sem categoria
Comente aqui
  

Quando o dinheiro não é tudo

Charlie Sheen, filho do ator Martin Sheen, é o ator mais bem pago da tevê americana. Protagoniza o personagem que leva o mesmo nome na série “Two and a Half Men”, provavelmente a série de maior sucesso nos Estados Unidos e, provavelmente, no Brasil.

Mesmo assim, Charlie Sheen, com 45 anos, mais uma vez foi encaminhado às pressas ontem com fortes dores abdominais, para um hospital em Los Angeles depois de uma festa em sua casa que durou 36 horas, regada a drogas e álcool.

O site DMZ divulgou a notícia de que Charlie recebera um traficante de cocaína na sua mansão nesta semana.

As internações de Charlie são recorrentes. Em 2009 ele já fora internado em uma clínica de reabilitação. E no ano passado, após agredir sua mulher – o que gerou um enorme escândalo, ele também foi levado a uma clínica.

Para quem não sabe, o ator recebe cerca de um milhão e duzentos mil dólares por cada episódio de 30 minutos. A série já está no ar há muitos anos, o que significa que ele amealhou uma fortuna com seu trabalho. Mas tudo indica que não é nada feliz.

Sem categoria
Comente aqui


Vereador propõe novo prazo para a lei Cidade Limpa

  • As imagens mostram uma fachada qualquer de Londrina como era e um esboço de como poderia ficar após a aplicação da lei, valorizando a construção.

 

Eis alguns tópicos da proposta do vereador londrinense:

1 – O projeto acrescenta um artigo à lei em vigor, estabelecendo a necessidade de notificação individual a cada comerciante, apontado a irregularidade existente, e concedendo prazo de 15 dias para correção.

Comentário: não sei se o vereador julga os comerciantes ou a população ingênuos. Pois para as fachadas, a lei é simples: serão Xm2 de placa proporcionais à metragem da fachada. Ponto.

2 – A lei deve entrar em funcionamento no dia 2 de fevereiro e, na cidade, muitas empresas ainda não se mobilizaram para adequar as fachadas dos estabelecimentos comerciais à legislação que foi promulgada em agosto de 2010.

Comentário: de agosto para cá houve tempo mais do que hábil para que as empresas buscassem informações e tratassem de se adequar à lei.

3 – Na justificativa anexa ao projeto, o vereador afirma que ‘a matéria se justifica em face da aplicação da “Lei da Cidade Limpa” sem a devida comunicação a todos os comerciantes’.

Comentário: a comunicação foi feita publicamente por todos os órgãos da imprensa e já vinha sendo discutida desde 2009.

Está na hora de os londrinenses voltarem a se orgulhar de uma cidade que já foi muito bonita no seu visual.

Sem categoria
4 Comentários


Automóvel movido a ar comprimido

Aqui está o projeto de um veículo inovador. Para abastecê-lo de ar comprimido em qualquer posto de combustível, bastam três minutos e ele terá autonomia para 200 a 300 km. Além disso, ele vem equipado com um pequeno compressor, para recarregá-lo conectado à rede elétrica, o que custaria de R$4,00 a R$6,00.
O custo de produção será 20% menor do que os veículos convencionais, eliminando o tanque de combustível, sistema de refrigeração e silenciadors. A troca de óleo se resume a um litro de óleo vegetal a cada 50.000km.
Também não será necessário o equipamento de ar condicionado: a temperatura do ar purificado que sai do escape é de 10 a 20 graus Celsius e aproveitado no interior do veículo. Motores a ar comprimido têm vida útil muito maior do que outros motores e não são poluentes.
Você pode obter mais informações sobre motores a ar comprimido no site http://www.arcombustivel.com/

Sem categoria
3 Comentários