Mês: fevereiro 2012



Ulysses Guimarães, Tancredo Neves e Barbosa Neto

Vivendo agora a minha sétima década, acompanhei – de perto ou à distância – o desenrolar da vida pública no Brasil. Ouvi discursos de políticos que acabaram ficando marcados na História do Brasil. Acompanhei situações difíceis vividas pelos brasileiros, o surgimento de figuras predestinadas a grandes feitos por um lado, e mediocremente dantescas, por outro.

Vivi o desenvolvimento do país a partir da década de 1950, o suicídio de Getúlio Vargas, a posse de Juscelino Kubitschek, a construção de Brasília, a fantástica oratória de Carlos Lacerda – o demolidor de presidentes -, a renúncia de Jânio Quadros, a tentativa de virada de mesa de Jango, sua derrubada do governo pelos militares, a luta pelas “Diretas Já”, a implacável inflação brasileira, a rendição do país ao FMI, a chamada redemocratização, o surgimento do Real criado por FHC, a ascensão de um torneiro mecânico a presidente, o mensalão, a volta dos esquerdistas ao poder e, principalmente após 2003, o mundaréu de políticos incompetentes que passaram a fazer parte da nossa outrora viçosa paisagem moral.

Ouvi de Tancredo Neves que o “entendimento nacional não exclui o confronto das idéias, a defesa de doutrinas políticas divergentes, a pluralidade de opiniões. Não pretendemos entendimento que signifique capitulação, nem o morno encontro dos antagonistas políticos em região de imobilismo e apatia. O entendimento se faz em torno de razões maiores às da preservação da integridade e da soberania nacionais. Dentro dessa ordem de idéias a conciliação, instruindo o entendimento, deve ser vista como convênio destinado a administrar a transição rumo à nova e duradoura institucionalização do Estado. “

Ouvi de Ulysses Guimarães que “não se pode fazer política com o fígado, conservando o rancor e ressentimentos na geladeira. A Pátria não é capanga de idiossincrasias pessoais.”

Foto: o prefeito Barbosa Neto no Carnaval londrinense de 1999, desfilando pela Escola Gaviões Londrinense. Imagem: YouTube

Há poucos dias tive o enorme desprazer de ler em jornal londrinense um texto, originalmente publicado via tweeter pelo prefeito de Londrina, Barbosa Neto, que mais parece briguinha de lavadeiras de periferia – aquela periferia que a Band mostra no seu programa semanal noturno, repleta de gente ignorante, inculta, deseducada e mal formada.

Veja só o vergonhoso texto escrito pelo prefeito:

“ Cara de pau, não pagou 13o., nem entregou a chave da cidade pro sucessor, cobrou pelo asfalto, tua mulher à época teve que abrir a Prefeitura porque o covarde tinha medo de enfrentar os grevistas, “concedeu” 6 hs de jornada e deixou a Prefeitura este estado e vem falar d mim. Lava tua boca com creolina. Entra na justiça contra mim! Quem é vc p/ falar de gestão, traíra. Se vc tivesse feito oq fiz: contratar FGV, talvez, Prefeitura não estivesse nesta situação! Cheida, pior prefeito da história.”
E mais:

É de dar pena ouvir isto a esta hora! Vc acha q o povo se esqueceu de todo mal q fez por Londrina, seu incompetente. Deputado gazeteiro. Ambientalista meia tigela: veja quem era o secretário do Ambiente quando foi liberada a construção da Usina de Mauá no Rio Tibagi, traidor?” 

Esse texto de baixíssimo nível, não condizente com a posição de um prefeito (nem lá de Cafundó do Embrenho da Serra de Baixo) se reportou a uma crítica do deputado Luiz Eduardo Cheida, que já foi prefeito de Londrina, a respeito da intenção de o executivo liberar R$600 mil para a Fundação Getúlio Vargas fazer um levantamento patrimonial da Sanepar (empresa estadual de saneamento) em Londrina, que o prefeito gostaria de municipalizar. Crítica de Cheida:

“Quem sabe, com estes R$ 600 mil pagos desnecessariamente pela Prefeitura, a FGV pudesse ensinar gestão atual Administrar a Saúde em Londrina?”

Para quem em priscas eras ouviu Lacerda, JK, Ulysses, Tancredo, Covas, Prestes Maia, Faria Lima e tantos outros expoentes da inteligência política brasileira, esse texto do Barbozinha é uma afronta, uma ofensa, uma vergonha, uma grosseria ao cidadão brasileiro.

Sem categoria
1 Comentário
 

Enquanto o governo incentiva a falar “nóis pega os peixe”…

…um britânico de nome Alex Rawlings, com apenas 20 anos de idade, já fala com fluência e perfeição 11 línguas e pretende aprender outros idiomas. Ele aprendeu o grego e francês por influência da mãe. O holandês e o africâner, idioma da África do Sul, foram aprendidos ainda na adolescência. Alex fala ainda espanhol, hebreu, italiano e catalão.

“Quanto mais se aprende, mais fácil fica”, diz ele, que passa atualmente uma temporada de oito meses na Rússia para se aperfeiçoar no idioma russo, que estuda como parte de seu curso na Universidade de Oxford, onde também estuda o alemão.

Após o russo, ele diz pretender estudar árabe. “Acho lindo e há tempos quero aprender.”

Dominar o idioma eslavo pode ainda ajudá-lo a aprender línguas similares como o sérvio e o polonês.

“Fiz muitos amigos por causa dos meus idiomas. Quero aprender outras línguas. Há muitos lugares para ver e pessoas para conhecer”, completa.

(Da BBC Brasil)
Sem categoria
Comente aqui


Preparação carioca para a Copa

Cerca de 20 pessoas foram assaltadas na Pedra da Gávea, ponto turístico na zona sul do Rio de Janeiro, na manhã deste domingo, por três homens encapuzados, um deles armado com uma pistola. Os cariocas têm o hábito de passar a noite na pedra para ver o nascer do sol. A bandidagem levou dinheiro, celulares, câmeras e mochilas das pessoas no topo, e na descida da trilha assaltaram mais dez pessoas que subiam ao ponto turístico. Um policial que estava de folga e subia para o ponto turístico, ouviu os gritos das vítimas e efetuou dois disparos para o chão após um dos bandidos atirar em direção a uma das vítimas que tentava escapar. Os bandidos fizeram dessa vítima refém e iniciaram a fuga pela mata.

As vítimas narraram que os bandidos colocaram todos de costas no canto da pedra e repetiam a cada instante que iriam matar quem quer que olhasse para o rosto deles. A situação durou cerca de 15 minutos. Uma das vítimas afirmou que o bandido armado, que parecia ser o líder do grupo, estava visivelmente drogado, com os olhos arregalados e os lábios roxos.

Tudo indica que a preparação carioca para a Copa do Mundo vai muito bem, obrigado. Daqui até o início da Copa os bandidos estarão muito melhor treinados e certamente não serão apenas três deles a agir. Haverá dezenas, muito bem armados, provavelmente mais drogados ainda.

Essa é a terra do “seo” Cabral, amiguinho de Lula e Dilma. Como já deu para perceber, não há polícia, UPP, forças federais ou exército que deem jeito no Rio. Se eu fosse turista, jamais viria ao Brasil para a Copa nem para a Olimpíada. Afinal, precaução e caldo de galinha não fazem mal a ninguém.

Sem categoria
Comente aqui
 

Acidentes com ônibus. Até quando?

Alguma coisa está muito errada na fiscalização de ônibus e dos seus motoristas, que trafegam pelas cidades e estradas do país. Quase que diariamente somos obrigados a conviver com notícias de acidentes, a maioria graves, com mortos e feridos, sem que as autoridades ao menos expliquem o que está sendo feito para minimizar estes problemas.

Serão ocasionados por imprudência?  Serão ocasionados por excesso de horas de trabalho? Serão ocasionados por falta de competência na direção? Serão ocasionados por problemas de conservação dos veículos? Serão ocasionados por causa do estado das estradas?

Belo Horizonte, 23/02

Um acidente envolvendo um ônibus e uma carreta matou duas pessoas e deixou 32 feridos. A batida ocorreu na manhã desta quinta-feira, 23, na altura do quilômetro 474 da BR-040,em Sete Lagoas, na região central de Minas.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal, o motorista do ônibus de turismo, que seguia de Pirapora, no norte do Estado, para a capital, perdeu o controle e atingiu a traseira do caminhão, que estava carregado de carvão. Apesar de a parte da frente do ônibus ter sido completamente destruída, o motorista teria sido retirado com vida das ferragens.

Bauru, SP, 22/02

Na volta do carnaval, um acidente envolvendo um ônibus e um caminhão deixou 26 pessoas feridas, por volta das 5h50, no km 335 da rodovia Marechal Rondon em Bauru, no interior de São Paulo.

A batida foi no fim de uma subida, onde veículos de grande porte normalmente trafegam em velocidade reduzida. O ônibus bateu na traseira do caminhão e teve a frente destruída com o impacto. De acordo com o motorista do ônibus chovia no momento do acidente e, apesar de ter visto o caminhão, não deu tempo de desviar.

Vilhena, RO, 22/02 

Por volta das 21h15 desta segunda-feira, 20, as autoridades de Vilhena registraram mais um grave acidente na BR. Desta vez o fato aconteceu poucos metros da divisa do estado de Rondônia com Mato Grosso. O motorista do ônibus da empresa TUT trafegava pela pela BR-364, sentido Porto Velho- Cuiabá, quando logo após passar a divisa de estado bateu de frente com uma carreta que trafegava em sentido contrário.

Acredita-se que o carreteiro tenha tentado entrar no pátio do posto fiscal que fica do lado mato-grossense ou tenha cochilado na direção e acabou provocando o acidente.

O Corpo de Bombeiros rapidamente chegou ao local e conduziu os feridos ao Hospital Regional.

Goiânia, GO, 18/02

15 pessoas morreram no acidente em que dois ônibus colidiram de frente. Duas jovens, vítimas do acidente e que eram amigas, foram sepultadas juntas no domingo dia 19, no cemitério do Gama. Uma vítima ainda não foi identificada e nove passageiros seguem em estado grave, internadosem Goiânia. O motorista do veículo que saiu do Maranhão para São Paulo foi preso em flagrante.

Até aqui, parece que os acidentes fazem parte apenas dos noticiários da mídia e das estatísticas anuais divulgados pelas autoridades. Mas providências efetivas, como maior rigidez nos exames e reciclagem de motoristas, mais rigor na verificação do estado dos veículos… sonho nosso!

Sem categoria
Comente aqui
 

Miss Aborto

Prosseguindo na concessão de diplomas, missão auto-delegada por este blog Bahr-Baridades, temos o desprazer de diplomar a Miss Aborto, que vai para a nova ministra da Secretaria de Política para Mulheres, Eleonora Menicucci. Em entrevistas concedidas a veículos de comunicação, a ministra afirmou ser favorável ao aborto, dando inclusive uma aula de como as mulheres podem proceder ao próprio aborto, utilizando-se de uma técnica de “sucção” que ela aprendeu em algum país latrino-americano. Irggghhhh!

As teses da ministra contrariam os conceitos éticos e religiosos da maioria do povo brasileiro. Tanto é verdade, que já existe um projeto denominado “Estatuto do Nascituro”, elaborado pelos deputados Luiz Bassuma e Miguel Martini para garantir alguns direitos aos fetos. “Nascituro é o ser humano concebido, mas ainda não nascido”. O projeto prevê prisão de até três anos para mulheres que praticarem o aborto.

Apesar de o projeto ser muito radical (impossibilita o procedimento em casos de estupro, o que é uma verdadeira camisa de força (ou burka) estilo iraniano para as pobres mulheres estupradas, mas pretende compensá-las com uma “bolsa-estupro” de quem a violentou, paga pelo estuprador ou pelo próprio estado, caso este não seja identificado), a intenção é evitar que adolescentes, jovens e as mulheres chamadas “porra-loucas” abram suas pernas a torto e a direito para qualquer malandro que tenha um bocadinho só de lábia. Ao engravidarem, elas correm para fazer aborto no primeiro antro clandestino que encontram – e muitas vezes perdem, além do feto, a própria vida.

O problema do aborto é delicado e é necessária uma ampla discussão da sociedade para se encontrar uma solução comum. Por isso, não é ético e não cabe à nova ministra expor suas ideias e técnicas de procedimento de aborto a partir da sua posição no governo.

O título de Miss Aborto cabe perfeitamente a esta mulher: além das baboseiras que falou, ela é muito, muito feia! Com ela, talvez nem seja necessário ampliar muito o leque da discussão sobre o aborto: as criancinhas morrem de susto só por avistá-la.

Sem categoria
Comente aqui


Respingos do Carnaval

Matéria do O Globo revela que os Integrantes das escolas e da Liga Independente das Escolas de Samba (Liesa) não veem problema na participação dos patronos e acham que o desfile pode até ser prejudicado se não houver ajuda deles. Entenda-se: o que esse pessoal chama de patronos é puro eufemismo para denominar os bicheiros cariocas, que na verdade movimentam fortunas do narcotráfico e “patrocinam” as escolas de samba do Rio de Janeiro. Segundo eles, os bicheiros são considerados beneméritos e não devem sofrer sanções penais.

O brasileiro também acha que não é crime saquear todo caminhão carregado com carga que sofra acidente ou se arrebente pelas estradas brasileiras. São sempre centenas de pessoas se apossando de mercadorias que não lhes pertencem, nas barbas dos policiais que atendem a cada ocorrência.

Os delegados de polícia tampouco se entendem quanto ao estabelecimento do valor de valores de fiança para criminosos atropeladores, sejam de uma ou de dezenas de pessoas. Já ouvimos falar de fianças de mais de R$300 mil, mas a maioria dos delegados estabelece valores abaixo de R$1 mil, mesmo para menores de idade, bêbados e irresponsáveis.

Os diretores da Escola de Samba Gaviões da Fiel imaginam que a população é idiota: no episódio do criminoso que pulou até o espaço reservado aos jurados responsáveis pelo julgamento das melhores escolas de samba no Carnaval 2012, a“diretoria” da escola negou que o cidadão fizesse parte da diretoria. Só não souberam explicar o que é que o bandido fazia sentado com eles à mesa, ostentando a pulseira que lhe autorizava estar naquele espaço reservado e vestindo a camisa da diretoria da escola.

A população também gostaria de entender como é que este mesmo cidadão, com uma invejável ficha corrida na polícia, autor de assaltos, arrombamento de cofres e outros crimes, com penas a cumprir, estava soltinho bem nas barbas da polícia. Aliás, as escolas de samba e as torcidas organizadas são o melhor refúgio para criminosos de alta periculosidade: a cada briga ou tumulto pelas ruas da cidade se descobre que lá estão eles, presentes, soltinhos da silva, aprontando horrores e sem jamais permanecerem na cadeia.

Famílias vítimas de atrocidades cometidas por menores de idade não entendem como é que um bitelão de 1,80m de altura, com 17 anos, onze meses e 28 dias de idade, envolvido em latrocínio, sequestro, roubo e até torturas não permanece preso, com a desculpa de ser “di menor”. A justiça é falha e a turma hipócrita dos direitos humanos que está a soldo da bandidagem conseguiu emplacar leis muito brandas na hora da revisão do código penal. Inclusive a mamata das tais progressões de penas.

Tampouco é possível entender a postura de alguns advogados de defesa. Mesmo em crimes provados, testemunhados e cruéis (como foi o recente caso da menina Eloá), os advogados que deveriam zelar apenas pelo estrito cumprimento da lei, sem permitir excessos nem arbitrariedades por parte da promotoria pública, mentem descaradamente em favor dos criminosos, inventam álibis e prestam falsos testemunhos e declarações inverídicas à imprensa e à população. O que demonstra a fragilidade e até a inércia da OAB no Brasil.

E o prefeito Kassab de São Paulo tentou falar grosso, prometendo cancelar as verbas que a prefeitura concede anualmente às escolas de samba, caso não seja esclarecido o incidente do bandidaço que rasgou as papeletas dos jurados que procediam à escolha da melhor escola de ssmba do Carnaval 2012. Só que a imprensa omitiu que Kassab não será prefeito no próximo Carnaval, que tudo foi um jogo de cena político e que em 2013 o novo prefeito simplesmente “se esquecerá” do chamado incidente, voltando a soltar verbas para as escolas – com ou sem criminososs presentes.

Sem categoria
Comente aqui