Mês: outubro 2013



Você sabe o que é uma audioteca?

A Audioteca Sal & Luz é uma instituição filantrópica, sem fins lucrativos, estabelecida no Rio de Janeiro que produz e empresta livros falados (audiolivros) gravados por vozes voluntárias para pessoas cegas ou com deficiência visual, em todo o território nacional, de forma gratuita. Possui hoje mais de 1.700 associados e conta, em seu acervo, com cerca de 2.700 títulos, entre didáticos/profissionalizantes e literatura.

Nosso blog Bahr-Baridades está colaborando com a divulgação desta entidade beneficente para que mais e mais ledores se aproveitem desses esforços, aumentando o número de associados. Não é necessário ser morador do Rio de Janeiro: os livros podem ser solicitados pelo telefone, escolhendo-se o título pelo site, e serão enviados gratuitamente pelos Correios.

http://www.audioteca.com.br

Rua Primeiro de Março, 125 – 7º andar
Centro – Rio de Janeiro – RJ – CEP 20010-000
Telefone: (21) 2233-8007 – E-mail: [email protected]

Sem categoria
Comente aqui


Censurando biografias. Assim começa o autoritarismo

livro-robertocarlosUm grande debate estabeleceu-se nestes últimos dias, quando voltou à pauta o assunto da biografia de Roberto Carlos, chamada de “não autorizada”, escrita pelo jornalista Paulo César de Araújo, com o título “Roberto Carlos em Detalhes”. O autor concedeu entrevista para o programa Roda Viva da TV Cultura nesta segunda-feira (28). O autor é também jornalista e historiador e esclareceu que na verdade, Roberto Carlos foi sempre desprezado pelos escritores e elitistas, que diminuem a importância histórica do Rei, não só para a música mas para a cultura também.

O livro ressaltou a importância artística de Roberto Carlos no cenário nacional e, segundo o autor, a proibição da publicação foi resultado do TOC (Transtorno Obsessivo Compulsivo), mal de que sofre o cantor/compositor. A doença faz Roberto Carlos querer controlar tudo a sua volta, desde a luz que se acende ou apaga no palco até a cor das roupas das pessoas que o cercam. O livro escrito pelo jornalista – que tentou por mais de 10 anos uma entrevista com Roberto Carlos antes de publicar o livro, sem sucesso, fugiu ao absoluto controle do biografado e por isso seus advogados conseguiram a proibição da distribuição – nada mais do que uma verdadeira censura – ameaçando cobrar da Editora Planeta a bagatela de R$500 mil por dia, caso os livros não fossem recolhidos. Provavelmente nem na velha União Soviética os censores de tudo e de todos imaginariam um valor tão descabido para fazer valer uma chamada “justiça” .

Paralelamente, um grupo de artistas que havia criado uma entidade de nome “Procure Saber” por época da discussão sobre direitos autorais – uma briga contra a caixa preta do ECAD, a obscura entidade que controla direitos autorais em todo o Brasil – juntou-se sob o comando de Paula Lavigne para combater uma ação movida pela Associação Nacional dos Editores de Livros (Anel) no Supremo Tribunal Federal contra artigos do Código Civil que protegem os biografados, ação em andamento desde 2012. A tal associação conta com vários artistas, todos contra a publicação de biografias não autorizadas, como Chico Buarque (sempre ele, o amante do obscurantismo de Cuba, protegido e injusto vencedor do Prêmio Jabuti de Literatura), Caetano Veloso e Gilberto Gil (ex-Ministro da Cultura do governo do PT), entre outras figuras aparentemente amantes da queima de livros e da censura generalizada.

A tal Associação Procure Saber está se valendo do Art. 20 do Código Civil que foi aprovada nesta década e informa que:

“Salvo se autorizadas, ou se necessárias à administração da justiça ou à manutenção da ordem pública, a divulgação de escritos, a transmissão da palavra, ou a publicação, a exposição ou a utilização da imagem de uma pessoa poderão ser proibidas, a seu requerimento e sem prejuízo da indenização que couber, se lhe atingirem a honra, a boa fama ou a respeitabilidade, ou se se destinarem a fins comerciais.

Parágrafo único. Em se tratando de morto ou de ausente, são partes legítimas para requerer essa proteção o cônjuge, os ascendentes ou os descendentes

Art. 21 A vida privada da pessoa natural é inviolável, e o juiz, a requerimento do interessado, adotará as providências necessárias para impedir ou fazer cessar ato contrário a esta norma.

O jornalista Paulo César de Araújo, autor da biografia censurada por Roberto Carlos fez ver aos telespectadores da TV Cultura que acima do Art. 20 do Código Civil reina absoluto o Art. V da Constituição brasileira (a Constituição está sempre acima de outros artigos de lei):

Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes:
…….
IV – é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato;

V – é assegurado o direito de resposta, proporcional ao agravo, além da indenização por dano material, moral ou à imagem;
………

Explica-se: uma biografia pode ser publicada sem autorização do biografado, mas se este se sentir lesado ou atingido em sua honra, lhe é assegurado o direito de resposta, de mover um processo e de requerer uma indenização por ofensas ou danos.

Caso a tese do grupo Procure Saber vingue na ação que tramita no Supremo Tribunal Federal, poderemos equiparar o momento brasileiro como uma volta à Inquisição, ao obscurantismo e certamente uma caça às bruxas: livros, artigos, biografias, artigos em jornais e revistas, editoriais e postagens em blogs estarão sujeitos a censura prévia. O autoritarismo estará de volta com toda sua força.O ato de escrever vai virar heroísmo suicida.

Sem categoria
Comente aqui


Se a Bolívia invadir o Brasil…

black-bloc

Pelas imagens que assistimos na tevê, que se repetem ultimamente em várias cidades brasileiras, vândalos (ou bandidos, terroristas, arruaceiros, infiltrados, bandoleiros das FARCs, qualquer adjetivo serve) estão com tudo e não estão prosa. Eles agem com uma facilidade impressionante, enfrentando policiais, quebrando equipamentos públicos, tocando fogo em carros, ônibus e caminhões, arrebentando vitrines e caixas automáticos, pichando muros de prédios históricos, quebrando gradis e vidraças, arremessando bombas, distribuindo cacetadas, virando as viaturas policiais de ponta-cabeça e mostrando para quem quiser ver que a polícia, ao contrário do que a imprensa insiste em relatar, não tem planejamento nem estratégias para enfrentá-los.

Alguns dirão que a polícia está cheia de dedos para não chocar a opinião pública, pois após a primeira repressão mais enérgica a manifestantes em São Paulo, ainda em junho, a imprensa mandou ver em críticas, recriminações e ofensas ao governador Alckmin, coitado. Depois disso, os black blocs tomaram conta. Sitiaram a casa do governador carioca, desfilaram pelas principais cidades brasileiras arrebentando tudo e, para cúmulo dos cúmulos, aquela ameaça de que os mascarados iriam presos parece-nos que foi só do gogó para fora.

Então é o caso de se pensar: se amanhã a Bolívia (pode ser qualquer outro país da América Latrina) ou a Coreia do Norte cismarem de invadir o Brasil, provavelmente terão muito mais facilidades do que se imagina. Pois se o governo federal – responsável em última instância pela segurança nacional – não consegue oferecer garantias de vida nem de propriedade aos próprios nativos, que somos nós, como supor que haja alguma estratégia para conter inimigos muito melhor armados e preparados? E se houver estratégias, por que estas não são colocadas em prática? Basta assistir às imagens panorâmicas aéreas mostradas pelos helicópteros das emissoras de tevê para termos a certeza de que os arruaceiros se movem em blocos e se distribuem pelas ruas e estradas totalmente à vontade, sem que a polícia sequer cogite de montar um plano de ação, seu cerco ou a sua captura.

Se as forças armadas ainda não foram mobilizadas para esta guerra – sim, são verdadeiras batalhas que se travam nas ruas com desvantagem para motoristas, passageiros de ônibus, donos, funcionários e clientes de lojas e bancos, transeuntes – então é hora de se perguntar em quais situações elas entrarão em ação. Ou elas só serviram na época do Pan no Rio de Janeiro?

Só falta avisar à Bolívia e a outros países: entrem que a casa é toda sua.

Sem categoria
2 Comentários


Apenas para quem gosta de opereta

Plácido Domingo, Anna Netrebko e Rolando Villazón cantam, de Franz Lehár, “Dein ist mein ganzes Herz” (Meu coração é todo seu) de Frank Lehár, com a Orquestra da Ópera de Berlim, sob a batuta do maestro Marco Armiliato. Gravado no Concerto de Berlim em 2006.

São quatro minutos de muita beleza musical, animação cênica e a beleza da soprano Anna Netrebko – uma exceção perante as tradicionais cantoras líricas.

Sem categoria
Comente aqui


A arte de ser corrupto e escapar da justiça

belinatiLondrina tem fornecido múltiplos exemplos positivos e negativos para o Brasil. Já contou com uma operadora de telefonia considerada a melhor do país; apresentou índices de qualidade de vida invejáveis, atraindo novos moradores; foi um dos maiores polos de desenvolvimento do Norte do Paraná; tem uma estação rodoviária desenhada por Oscar Niemeyer; já foi considerada a capital do café;  seu autódromo internacional fez parte do circuito nacional de grandes campeonatos, assim como o Estádio do Café aparece vez por outra na mídia como palco de grandes jogos. de futebol. Por outro lado, conseguiu a façanha de nomear quatro prefeitos em uma única gestão (três deles foram cassados na sequência). Possui um dos únicos aeroportos de porte no Brasil sem ILS (sistema de aproximação por instrumentos). Seu conjunto de lagos, que seria o cartão postal da cidade está completamente assoreado e poluído. E Londrina também tem a “honra” de ter eleito um dos políticos mais corruptos do Brasil: Antonio Belinati, que foi prefeito por três vezes (1977/1982, 1989/1992,1997/2000)

E não se pode acusar Belinati de ter feito poucas realizações, pelo contrário. Mas foi justamente a série de grandes realizações que lhe proporcionou a oportunidade de desviar muito dinheiro público, o que lhe valeu uma avalanche de denúncias que chegaram a ser noticiadas em rede nacional, manchando o nome de Londrina, como o caso do Cogefi (fundo criado por Belinati para desenvolver diversos projetos na cidade), no qual ele é acusado de desviar R$123 milhões para campanhas eleitorais. Segundo informações divulgadas pela midia, Belinati acumula mais de 80 processos que incluem acusações de superfaturamento de obras públicas, compra de votos, desvio de dinheiro público, promoção pessoal com dinheiro público, licitações fraudulentas, peculato, lavagem de dinheiro e falsidade ideológica.

Belinati foi eleito deputado em 2006, mas dois anos depois, em 2008, ganhou a eleição para prefeito pela quarta vez. Por causa dos processos, teve a candidatura cassada pelo Tribunal Superior Eleitoral  e não conseguiu assumir o mandato. Foi então que, para prorrogar os julgamentos dos processos, Antonio Belinati assumiu como deputado, o que obrigou a justiça a cumprir as determinações da lei que prevê forum especial, mudando os processos de jurisdição.

Agora, como coroação pelas maquinações jurídicas, 22 processos foram extintos por prescrição de punibilidade, visto Belinati ter completado 70 anos de idade: o Código Penal Brasileiro estabelece que, quando o réu completa 70 anos, o prazo prescricional cai pela metade. Como o prazo prescricional máximo é de 20 anos, ações protocoladas até 2003 já estão prescritas e mesmo em ações propostas até 2005, com prazos prescricionais inferiores, Belinati seria beneficiado.

Entretanto, vagarosamente, outros 68 processos cíveis que foram movidos contra o político, se arrastam na justiça e pelo andar da carruagem (literalmente, pois já estamos na era do jato), pode-se antever o que acontecerá com o político: provavelmente nada! Nenhuma punição, nenhuma obrigatoriedade de devolver o dinheiro desviado.

Então, fica  o exemplo: se você, caro leitor, pretende se locupletar de dinheiro público, basta entrar para a política e usar de todos os recursos para ir ganhando eleições, preferencialmente de deputado e senador: além de Antonio Belinati, o Brasil está recheado de Renans. Sarneys, Lulas, Barbalhos, Zé Dirceus, Genoínos e outros delinquentes que os brasileiros colocaram no topo da pirâmide do poder.

Sem categoria
2 Comentários


Academia de Letras, Ciências e Artes de Londrina perde seu ilustre presidente

dr joao soares caldasFaleceu na tarde desta sexta-feira dia 25/10 o Dr. João Soares Caldas, fundador e presidente da Academia de Letras, Ciências e Artes de Londrina.

Dr. João Soares Caldas foi também advogado, fundador da Associação dos Advogados de Londrina, rotariano de renome internacional, membro-fundador e ex-presidente do Elos Clube de Londrina, escritor e poeta, autor dos livros “A Vida e o Todo”, “88 Oferendas” e “Fragmentos”, editor da publicação “Almenara” e, nas palavras de Rosa Maria de Mello Bonfim, da Academia de Letras, Ciênciaslogo academia e Artes de Londrina, “antes de tudo um Humanista”.

O corpo de João Soares Caldas está sendo velado no Cemitério Parque das Oliveiras, à Av. do Café, 225 – Bairro Aeroporto – Londrina, onde se dará o sepultamento hoje, dia 26/10, às 16:00h.

Os membros da Academia de Letras, Ciências e Artes de Londrina choram sua morte.

 

Flores – Sonhos

O amor
é a essência
das flores-sonhos
que medra
simples e pura
como o lírio
do campo…

e anima
os brutos
e revigora
os sábios…

e flutua
nos arcanos
celestes
e irradia luz
na negritude
da noite…

e alimenta
a vida
e transforma
o Mundo.

João Soares Caldas

Sem categoria
1 Comentário


A sacanagem das pesquisas eleitorais

lula e dilmaMais de um ano antes das eleições presidenciais, “alguém” vem encomendando pesquisas de intenções de votos, certamente para induzir a opinião pública antecipadamente, aproveitando um momento que, com toda certeza, não traduzirá a realidade de outubro de 2014.

A campanha eleitoral nem começou. Os candidatos de oposição ao péssimo governo Dilma ainda não se manifestaram abertamente – e, pelas regras e prazos estabelecidos pelo Supremo Tribunall Eleitora, nem deveriam se inscrever ou fazer campanhas políticas desde já.

Assim fica muito fácil para o governo (situação) mandar brasa na campanha da reeleição da atual governanta. O PT aproveita cada entrevista, cada horário político, cada inauguração, cada encontro em viagens, cada projeto de lei e cada oportunidade para marcar sua presença e induzir o eleitor, antecipando escancaradamente sua campanha.

Ainda não se sabe quem serão os opositores. O PSDB nem decidiu se Aécio terá o aval do partido. Poderia ser Serra? Ou surgirá um terceiro nome de consenso?

A gnoma das selvas, que se bandeou aos 45 minutos do segundo tempo da prorrogação para o partido de Eduardo Campos, ainda precisará brigar para ocupar o espaço do atual titular. Nada definido.

E os outros partidos? De repente o PMDB briga com o PT e lança seu próprio nome (difícil, mas não improvável).

Aí vêm as pesquisas divulgadas pelos veículos de comunicação com a tal frase-padrão “se as eleições fossem hoje…”, montando cenários fantasiosos e fora da realidade – tudo para fazer crer que a governanta já papou as eleições – e eles querm porque querem nos induzir que isso vá ocorrer já no primeiro turno.

Muita água vai rolar embaixo da ponte antes das eleições. Uma coisa é certa: se a governanta ganhar, teremos de aturar o chefe do bando do mensalão por mais quatro anos, dirigindo nosso país através da sua marionete (ou nesse caso seria marioneta?) e empurrando-nos cada dia mais em direção ao esquerdismo, ao socialismo e ao mesmo pesadelo que acompanhamos vivido pelo pobre povo da União Soviética até 1989.

Pesquisas eleitorais? Deveria haver uma proibição para jogar com números antes de estabelecidos definitivamente os nomes dos candidatos. No momento, tudo é ficção para iludir trouxas.

Sem categoria
Comente aqui
 

Acabando com a libido masculina

A beleza torna sempre a virtude mais amável
(Virgílio)

Que me perdoem as feias, mas beleza é fundamental
(Vinícius de Moraes)

A beleza é a harmonia entre o acaso e o bem
(Simone Weil)

Toda a beleza é alegria que permanece
(John Keats)

A beleza é o acordo entre o conteúdo e a forma
(Henrik Ibsen)

A beleza salvará o mundo
(Fiódor Dostoiévski)

A beleza pessoal é uma recomendação maior que qualquer carta de referência
(Aristóteles)

Esse pessoal aí em cima que citou as frases sobre a beleza das mulheres com certeza será ainda lembrado por décadas e décadas, pois representaram o senso comum das pessoas, principalmente dos homens aficionados pelo belo e pela estética. Se o Brasil já foi famoso pelas mulatas maravilhosas cantadas em prosa e verso, idolatradas por Sargentelli e pelos poetas dos morros cariocas, além das mulheres maravilhosas que participaram com sucesso dos concursos de Miss Brasil e Miss Universo – o que dizer agora da coleção de bofes petistas que aparentemente foram escolhidas a dedo para chocar nossos olhos e acabar com a libido masculina? E o pior: elas estiveram ou estão o tempo todo nas telinhas!

mulheres petistas

Sem categoria
2 Comentários