Mês: junho 2014



Freio de mão puxado

freio de maoSim, a euforia com a Copa do Mundo é enorme. Sim, alguns produtos ligados ao evento tiveram um aumento entre razoável e bom de vendas. Sim, há turistas cruzando o país de Norte a Sul, trazendo dólares, euros e divisas ao país.

Mas os especialistas em economia advertem: a paradeira provocada pela Copa e que afetou a atividade do comércio e da indústria em junho antevê um cenário desanimador. As projeções de vendas para julho previstas pelo Instituto para o Desenvolvimento do Varejo (IDV), feitas por 56 grandes redes varejistas, indicam que o faturamento deve crescer apenas 1% em relação a julho de 2013, descontada a inflação, depois de ter avançado 5,4% em maio e 3,9% em junho em comparação aos mesmos meses do ano passado. As lojas de vestuário já começaram a liquidação de inverno praticamente com a abertura da estação, em 21 de junho. “Tínhamos uma previsão que não era boa, mas este mês foi muito ruim”, nas palavras do presidente da Associação de Lojistas de Shoppings, Nabil Sahyoun.

Para o setor de veículos, o governo decidiu esticar a redução do IPI até o final do ano, já que os estoques nas montadoras continuam alto.

A inadimplência também está crescendo: a denominada nova classe B encontra dificuldades para pagar as prestações da casa própria, do automóvel e até do aluguel de imóveis. O número de cheques sem fundo voltou a subir. As previsões de crise na construção civil estão na pauta das incorporadoras.

Para felicidade geral da nação, há dois segmentos de mercado que não param de crescer: o sistema financeiro e a arrecadação da Receita Federal, já que o governo nem cogita na redução de impostos. Afinal, o caixa anda baixo, a dívida interna está astronômica, o número de ministérios, prepostos, funcionários e pessoal em cargos de confiança é gigantesco, as verbas e mordomias designadas aos congressistas é incontrolável… e as eleições estão logo aí, demandando recursos que certamente serão muito maiores do que os desvios ocorridos pelo pessoal do mensalão.

Foto: Wikipedia PT
Sem categoria
Comente aqui


Alguns “Coringas” da Internet

coringas da internetNo post anterior, “Blogs, redes sociais e o futuro”, terminei com a observação de que “a gente precisa se lembrar de que para cada Batman existe, no mínimo, um Coringa”. Um amigo pediu-me para exemplificar quem seriam os Coringas na Internet. Então, aqui vão elencados alguns – e certamente existem muitos mais:

– Hackers que roubam senhas bancárias e de contas de acesso (e-mails, redes sociais, etc.).

– Pedófilos que se utilizam de nomes e fotos falsas para seduzir menores de idade (há pais que infelizmente permitem às suas crianças utilizarem as redes sociais, sem maiores cuidados e prevenções).

– Sequestradores que analisam os dados de famílias inconsequentes, exibicionistas, de posses, que informam nas redes sociais os nomes dos filhos, das escolas onde elas estudam, seus horários, atividades extracurriculares e idades. Estas famílias acabam visadas e muitas são atingidas através do sequestro de seus filhos e obrigadas a pagar caros resgates.

– Assaltantes ligados nas informações das redes sociais, prontos para invadir residências ao descobrirem que a família viajou e está esquiando em Bariloche, Nova Iorque, ou nos Alpes suíços…

– Especialistas em espionagem comercial e industrial, através da invasão de computadores das empresas.

– Chantagistas políticos que se valem de invasões de computadores de adversários, obtendo informações privilegiadas ou comprometedoras.

– “Pelotões de choque” que vigiam incessantemente escritores, jornalistas e blogueiros que escrevem temas antigovernistas, ameaçando-os inclusive de morte.

– Ladrões que praticam plágios e se utilizam de cópias de trabalhos intelectuais, teses universitárias, criações publicitárias – a internet universalizou o acesso  a estes trabalhos.

– Partidários de movimentos tipo “black blocs”, que promovem convocações para vandalismo, queima de ônibus, destruições, rolezinhos em shopping centers e outros.

– Divulgadores de informações falsas e até bullying, ocasionando injúrias, difamações, fofocas, chegando a arruinar reputações.

– Vingativos e psicopatas que expõem nas redes sociais fotos de ex-namoradas, amantes ou esposas, em situações constrangedoras, como represália ao fim de um relacionamento.

– Exploradores da prostituição, através de sites especializados em sexo, envolvendo inclusive menores de idade. Muitos destes sites situam-se no Exterior, principalmente na Europa Oriental e são inalcançáveis pelas leis de outros países.

– Criadores de perfis falsos nas redes sociais com finalidades desonestas, sempre para obter vantagens ilícitas.

– Vigaristas que enviam e-mails com falsas promessas de ganhos e lucros, inventando histórias mirabolantes, “pescando” alguns crédulos inocentes.

Sem categoria
Comente aqui
  

Estranha contabilidade do governo

pinochioQuisera eu, nos tempos em que possuía uma empresa, ter as mesmas facilidades que nosso governo, para mexer nos números de balanços, dívidas, créditos e dinheiro em caixa.

Pois parece uma brincadeira de crianças o que fizeram com a Petrobrás: para “engordar” o caixa com R$ 2 bi e ajudar a fechar suas contas públicas deste ano elevando sua economia para pagar os juros da dívida, o chamado superávit primário, o governo entregou áreas sem licitação à Petrobrás, o que obrigará a estatal a pagar de forma parcelada um total de R$ 15 bilhões em troca, sob a forma de bônus e antecipações.

Sem que houvesse intervenção do Congresso ou análise de alguma empresa de auditoria – afinal a Petrobrás é uma empresa de capital aberto e conta com inúmeros acionistas – o Palácio do Planalto simplesmente decidiu eliminar a licitação de quatro campos do pré-sal para concedê-los diretamente à Petrobrás. Em outras palavras: a Petrobrás, que já estava endividada, piorou sua situação em R$15 bi, em troca de eventuais futuros ganhos com os poços de petróleo do pré-sal, que tanto poderão gerar lucros, como prejuízo. E não custa lembrar: a Petrobrás é do próprio governo!

Como resultado dessa “brincadeira”, o mercado reagiu mal: as ações preferenciais da estatal, que estavam em alta até 15h45, hora em que a notícia foi divulgada e imediatamente inverteram a tendência, fechando em baixa de 3,49%.

Desse jeito, não há como confiar nos números e na contabilidade do governo petista que aparentemente está tomando uma surra em tudo que se refere à economia. São manipulações e informações desencontradas, deixando-nos todos com a pulga atrás da orelha. Os únicos números concretos são os da inflação, que não para de crescer.

Sem categoria
Comente aqui


Xô, Sarney!

sarney e seu ossoEnfim uma boa notícia, quase tão boa quanto uma eventual conquista da Copa do Mundo pelo Brasil: o Nhonhô, coronel do Nordeste, pústula da política, de nome José Sarney, informou publicamente que abandonará a política. Ou pelo menos, que não será (mais uma vez) candidato a senador nas próximas eleições.

Uma nota distribuída na tarde desta segunda-feira pelo jornalista Cleber Barbosa, que presta serviços para Sarney no Amapá, informa que Sarney decidiu que está na hora de “parar um pouco com esse ritmo de vida pública” que consumiu quase 60 anos de sua vida e afastou-o muito do “convívio familiar.” Como antecipação à sua despedida, Nhonhô levou cinco vezes vaias de milhares de pessoas na inauguração do Conjunto Habitacional Macapaba (obra do programa Minha Casa Minha Vida), em Macapá, diante da governanta Dilma.

Com a sua saída, o país só tem a ganhar: será menos um a fazer conchavos, mudar de bandeira, perseguir desafetos e críticos e ditar regras nefastas ao povo nordestino e aos brasileiros em geral. Sua força política, inexplicável para os simples mortais, o levou a ser Presidente da República após 21 anos de regime militar – apenas por ter sido vice na chapa de Tancredo Neves que faleceu antes da posse. Lá permaneceu por cinco anos. Foi em seguida eleito senador pelo Amapá (1990) e reeleito em 1998 e 2006. Contrariando a lei e a Constituição, ele continuou morando no Maranhão e apenas visitando raras vezes por ano o Estado do Amapá, que lhe deu 24 anos de mandato.

Xô, Sarney! Já era hora!

Sem categoria
Comente aqui
 

Os perigos de pertencer à Terceira Idade

Maus-tratos-contra-idososMais uma notícia estarrecedora sobre o tratamento que algumas pessoas dão para velhinhos e velhinhas surgiu no noticiário: em Piratininga, SP, uma idosa de 80 anos, que não consegue mais andar e tem dificuldades para falar, foi simplesmente levada embora pelos donos de um asilo em Bauru onde estava internada e abandonada numa estrada erma. Motivo: falta de pagamento das mensalidades.

Segundo a polícia, o casal dono do asilo “pode” responder por abandono de incapaz. O que é brando demais para o tipo de crime que Oswaldo Yachel Filho e Solange de Oliveira – sim, os nomes devem ser dados a público – cometeram. Esse tipo de ação poderia receber a classificação de tentativa de homicídio.

É impressionante como no Brasil os velhinhos são maltratados. São recorrentes as notícias de abandonos por parte dos filhos, que não raras vezes largam seus velhos pais na porta de um asilo sem documentos nem referências e simplesmente somem no mundo. Ou de famílias que, de posse de uma procuração, rapinam os velhinhos de suas aposentadorias, sustentando-se com o dinheiro que de direito seria do pai ou da mãe e deixando-os em situações precárias, muitas vezes sem alimentação e medicações adequadas. Alguns familiares e cuidadores chegam a agredir os idosos indefesos.

Os maus tratos com idosos já são visíveis mesmo quando estes ainda estão hígidos: motoristas grosseiros ocupam as vagas reservadas para a terceira idade, jovens resmungam e xingam quando um deles ganha sua frente nas filas de bancos, dos correios e de outros serviços públicos e, pior, ocupam os assentos especialmente reservados e demarcados em ônibus, trens e metrô sem a menor dor de consciência.

Planos de seguro-saúde são implacáveis nos reajustes desproporcionais que aplicam ano após ano, como se urdissem um plano mórbido para alijar os velhinhos da Humanidade. Mesmo com a aplicação do Estatuto do Idoso, a quantidade e a diversidade de crimes e infrações faz parte do noticiário todos os dias.

Parece que os brasileiros têm muito a aprender com os orientais: no Japão, a reverência e o respeito prestados aos idosos chegam a ser comoventes. Nunca se ouviu falar por lá de um caso de abandono ou de maus tratos. Se isso ocorresse, provavelmente além das penas previstas na lei, a própria sociedade execraria os responsáveis.

Foto meramente ilustrativa: www.cuidardeidosos.com.br
Sem categoria
Comente aqui


Jogador Oscar no Hall da Fama do Basquete

Este vídeo mostra o jogador Oscar Schmidt, nosso maior ídolo do basquete, num discurso emocionante de 18 minutos, ao ser homenageado nos Estados Unidos no “Hall da Fama do Basquete”. Oscar contou da sua vida, dos seus esforços e do orgulho por sua família. Aplaudido de pé ao final, o vídeo mostra várias pessoas chorando de emoção.

Sim, o país da Copa ainda tem espaço para outros esportes e grandes esportistas. Como Oscar.

Sem categoria
Comente aqui


Blogs, redes sociais e o futuro

oradorHá cerca de dois anos, dei uma palestra na então Academia de Letras de Ibiporã, cujo tema abrangia a criação de blogs, aos quais chamei de “as tribunas da livre expressão”, já que os blogs são um espaço aberto para qualquer blogueiro externar suas opiniões sobre os mais variados assuntos – inclusive política.

Os blogs imperavam na rede mundial, chegando a roubar o espaço de sites consagrados, pois podem ser operados com grande facilidade, desde que se domine o ABC elementar da informática. Muitos dos blogs, especialmente aqueles que criaram leitores fiéis e interessados nos temas expostos, acabaram incorporados em portais de jornais, revistas ou outras mídias, fazendo aumentar reciprocamente seus respectivos índices de leitura.

De repente surgiu um novo fenômeno que passou a dividir espaço com os blogueiros: são as redes sociais, abertas a qualquer pessoa, mesmo sem o domínio das ferramentas mais sofisticadas que os computadores oferecem. Nas redes sociais, pessoas de todas as idades, graus de estudo e classes de renda interagem, emitem opiniões, compartilham textos, artigos, fotos e vídeos com extrema agilidade, pouco se importando com os erros de português nem com a qualidade das imagens. Sua interação é tamanha que a maioria dos blogueiros, ao invés de repudiar essa nova ferramenta, lá também compartilha seus posts, procurando aumentar ainda mais sua “audiência”. A evolução dos telefones celulares, que hoje em dia nem são mais meros telefones, trouxe ainda mais interação entre as pessoas, que passam o tempo digitando muito mais do que conversando. São as chamadas amizades virtuais.

O mundo da internet evolui rapidamente. Se anos atrás existiam os “profetas” ou “futurólogos” escrevendo páginas e páginas com suas projeções sobre o futuro da internet, hoje em dia poucos se atrevem a “adivinhar” o que vem pela frente. As lan houses que tiveram um período de apogeu e representavam um negócio altamente lucrativo foram sendo implacavelmente extintas com a chegada das configurações Wi-fi, abertas em bares, restaurantes, shopping-centers e até em praias e praças públicas. Quem diria?

Se toda esta evolução tecnológica veio para somar experiências, cultura e ensinamentos, ainda é uma incógnita. O que se espera é que o ser humano tire o melhor proveito de cada novo avanço, cada nova conquista. Pois a gente precisa se lembrar de que para cada Batman sempre existe no mínimo um Coringa. (JEB)

Sem categoria
1 Comentário