Habemus praesidentum: Lewandowski

lewandowskiEste título parece ser um imbróglio linguístico. E é! Pois a nossa governanta, como manda a tradição, fará o discurso de abertura da Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas nesta quarta-feira (24) e também discursa na cúpula que discutirá as mudanças climáticas no planeta.  O vice-presidente Michel Temer, primeiro na linha de sucessão, estará em Montevidéu , onde tem compromissos agendados. O presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves estaria na linha de sucessão para assumir o comando do país. Mas pediu licença, já que é candidato ao governo do Rio Grande do Norte. Na ausência do presidente da República, de seu vice, e do presidente da Câmara, quem deveria assumir a chefia do Planalto é o presidente do Senado, Renan Calheiros, que se recusa, já que, seu filho, Renan Filho candidato ao governo de Alagoas, ficaria inelegível.

Sobrou para quem? Para o atual presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Ricardo Lewandowski, que “está” presidente do Brasil por dois dias, apesar de ser o quarto na linha de sucessão.

Daí se depreende que:

1 – Seja lá quem for nosso presidente da República, as tradições fazem com que seja sempre ele (ou ela, neste caso) a discursar na abertura da Assembleia Geral da ONU. Mesmo que gagueje, se atrapalhe e não diga coisa com coisa, como é o caso da nossa governanta.

2 – Todos os políticos brasileiros, via de regra, são oportunistas. No caso dos presidentes da Câmara e do Senado, estão se valendo da sua projeção na mídia para, ou se candidatarem, ou empurrarem parentes em direção a outros cargos eletivos.

3 – O imponderável existe, sim: pois eis que acaba na presidência da República o Ricardo Lewandowski, execrado por todos aqueles que assistiram o julgamento do mensalão (menos a turma dos petralhas, é claro) e protagonista de discussões sem fim com o ex-presidente Joaquim Barbosa.

4 – O que mostra que o Brasil é mesmo um saco de gatos com a aura de uma democracia hipócrita!

Sem categoria

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.