Mês: dezembro 2014

 

Balanço de final de ano: um Brasil bipolar

bipolaridade

Do muito que se leu, ouviu e presenciou neste ano em nosso país, chegamos à conclusão que se trata de um país bipolar. Ao mesmo tempo em que acompanhamos ilhas de progresso, modernidade e desenvolvimento, ficamos estarrecidos com os cada vez maiores bolsões de miséria e pobreza, a falta de estrutura, a mediocridade dos governantes e principalmente a falta de sensibilidade em relação ao próximo.

De um lado o Brasil é capaz de fazer inveja aos seus vizinhos sul-americanos: industrialização avançada, alta tecnologia em todas as áreas de produção, cientistas de Primeiro Mundo, equipamentos de última geração, agroindústria entre as mais produtivas, construções arquitetonicamente arrojadas, consciência ecológica, cidades e bairros modernos, estradas ligando praticamente todo o país, empresas altamente capitalizadas, autossuficiência (ou quase) em energia elétrica, petróleo, universidades, medicina…

De outro lado, essa modernidade não chega nem próxima a uma porcentagem gigantesca da população, que mora (sic) em bolsões de pobreza, não tem acesso à ciência e à medicina, não consegue atendimento médico, não tem transporte público de qualidade, não tem segurança pública, não tem escolarização nem escolas com ensino adequado, cuja juventude convive  ou está envolvida com a criminalidade, as drogas e a violência.

Há sete décadas ouvimos sistematicamente a afirmação de que “o Brasil é o país do futuro”. Essa ladainha nos soa cada vez menos intensa, as vozes cada vez mais fracas: o futuro que se espera está dia após dia mais distante, graças à incapacidade dos governantes em direcionar nosso país a um porto seguro.

Se este fosse um balanço contábil, como aqueles que se se preparam para as empresas, chegaríamos à conclusão de que o Brasil é um país com suas contas (financeiras, sociais e humanísticas) totalmente deficitárias, com um enorme saldo devedor. Irrecuperável, segundo alguns analistas. Falido, segundo outros.

Sem categoria
3 Comentários


Procura-se Executivo com extrema competência

Multinacional com atuação em dezenas de países distribuídos por vários continentes precisa de Executivo com larga experiência em gerenciamento, tomada de decisões e remontagem de equipe diretiva, para início imediato. O escolhido deverá tomar medidas saneadoras, proceder a demissões em massa, estancar sangrias financeiras, analisar contratos em andamento, reequacionar processos de licitações, revalorizar as ações negociadas em bolsas do Brasil e nos EUA.

Será necessário também coordenar uma equipe externa de auditoria para análise de irregularidades cometidas e até aqui acobertadas por diretores e funcionários, sendo condição sine qua non para assumir o cargo encaminhar os relatórios finais da auditoria para o Ministério Público a fim de exigir ressarcimentos e cobertura dos prejuízos.

O novo executivo deverá reportar-se a um novo Conselho Deliberativo formado por pessoas de ilibada reputação, selecionadas no Brasil e do Exterior.

Daremos preferência a profissionais que já exerçam função de alto nível em multinacionais ligadas a extração e refino de petróleo e que estejam ocupando cargo de direção em empresas com alta lucratividade, suas ações valorizadas no mercado e cuja marca seja reconhecida como uma das mais valiosas do mundo.

Dentre os atributos dostf selecionado(a) exige-se boa apresentação,  ética, absoluta honestidade e transparência em seus atos. O candidato não poderá ter ligações com partidos políticos.

Cartas com currículo deverão ser encaminhados para o Ministério Público Federal, Praça dos Três Poderes, Brasília – DF, 70175-900.

Sem categoria
2 Comentários


Jerusalém de Ouro

“Yerushalayim Shel Zahav”, composição de Naomi Shemer, 1967. Considerada a maior dama da música de Israel, composta em homenagem à cidade mais amada pelos israelitas: Jerusalém. Esta canção fez parte do “Roberto Carlos Especial” deste final de ano. É uma espécie de segundo hino nacional do país, a música judaica mais cantada de todos os tempos, aqui na interpretação de Ofra Haza, com legendas em português. Combina com este dia de Natal.

Sem categoria
Comente aqui
  

Os dois Thor

thor batistaNa mitologia nórdica,Thor (filho de Odin e Jord) é o deus que empunha o martelo e está associado aos trovões, relâmpagos, tempestades, árvores de carvalho, força, proteção da humanidade e também a santificação, cura e fertilidade. A divindade era conhecida pela mitologia germânica e paganismo como Donar (em alemão antigo), que significa “trovão”.

Já o Thor “made in Brazil” – filho de Eike Batista – anda provocando outros tipos de tempestades. No dia 06 deste mês ele teve seu carro apreendido em uma blitz da Lei Seca, pois o veículo estava com o licenciamento anual atrasado. Na ocasião, o filho de Eike Batista fez o teste do bafômetro e deu negativo. Sorte?

Em 2012, Thor teve sua Ferrari apreendida pela polícia por estar sem a placa dianteira. No mesmo ano ele se envolveu em um acidente fatal quando seu Mercedes-Benz atropelou e matou o ciclista Wanderson Pereira dos Santos, de 30 anos, na rodovia Washington Luís (BR 040).

Quando todos supunham que Thor cumpriria alguma pena pelo crime de homicídio culposo, após a juíza  Daniela Barbosa de Souza proclamar na sentença que Thor teve conduta imprudente ao volante e estava em altíssima velocidade, eis que a pena foi convertida em multa de R$ 1 milhão, prestação de serviços comunitários por dois anos e a suspensão da carteira de habilitação pelo mesmo período.

Conclusão: menores assassinos, motoristas alcoolizados que matam no trânsito e pessoas muito ricas jamais ficam atrás das grades – mesmo sendo reincidentes, como no caso do não-deus Thor.

Sem categoria
Comente aqui
 

Maluf no país do vale-tudo

nariz do malufDepois de Paulo Maluf ter sido responsabilizado no superfaturamento de cerca de R$ 200 milhões da obra do Túnel Ayrton Senna, quando ele era prefeito da capital paulista; depois de ter sido acusado de manter contas irregulares em bancos no Exterior; depois de ter sido preso, juntamente com seu filho e cumprido pena; depois de ter sido acusado de enterrar uma verdadeira fortuna do dinheiro público na exploração de inexistentes poços de petróleo em São Paulo, criando a “Paulipetro” (e merecendo por dias seguidos a pecha de mentiroso pelo Jornal da Tarde, um jornal filhote do Estadão, cujo nariz crescia a cada edição); e depois de ter sido barrado pelo TSE e pelo Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP) com base na Lei da Ficha Limpa, ficando impedido de assumir seu novo mandato… uma decisão do TER de São Paulo decidiu nesta quarta-feira (17) aprovar o registro de sua candidatura para deputado federal, o que o autoriza a assumir um novo mandato na Câmara, a partir de 2015.

O procurador-geral eleitoral, Rodrigo Janot, chegou a enviar, em setembro, parecer ao TSE recomendando que a Corte negasse o registro eleitoral para o parlamentar.

Após a decisão, Maluf agradeceu aos eleitores pelo Twitter e disse que dedicará “todas as forças” ao novo mandato. “Meus queridos como sempre tenho dito, minha ficha é limpa e mais uma vez a Justiça, através do TSE por ampla maioria assim decidiu e minha candidatura foi registrada”, comemorou. Faltou completar a frase: “Espelho, espelho meu, haverá no mundo um cara-de-pau maior do que eu?”

Sem categoria
Comente aqui


Depois de 53 anos: Cuba + EUA

1950s-cuba-casino

Cuba nos anos 1950, antes da revolução

Cinco décadas depois da “Revolução Cubana” promovida por Fidel Castro e Che Guevara, derrubando o então ditador Fulgêncio Batista e causando o rompimento com os norte-americanos, Obama e Raúl Castro anunciaram nesta quarta-feira a retomada das relações de Cuba e EUA. O embargo comercial ao país caribenho por parte dos EUA, no entanto, permanecerá.

che e fidel

Chê Guevara e Fidel Castro: a revolução

Obama disse que a normalização das relações com Cuba encerram uma “abordagem antiquada” da política externa americana. Ao justificar a decisão, o presidente disse que a política “rígida” dos EUA em relação a Cuba nas últimas décadas teve pequeno impacto e acredita que os EUA poderão “fazer mais para ajudar o povo cubano” ao negociar com o governo da ilha.

Em Havana, Raúl Castro confirmou o restabelecimento de relações diplomáticas e disse que quer restabelecer os vínculos especialmente no que se refere a viagens, correio postal direto e telecomunicações.

cuba hoje

Cuba hoje

A retomada de relações inclui também a soltura e troca de prisioneiros: Castro disse que a ilha vai libertar e mandar para os EUA um homem de origem cubana que espionou para os americanos e, em troca, três agentes de inteligência cubanos que estavam presos nos Estados Unidos voltaram à ilha.

Quem iniciou a mediação entre os dois países foi o Papa Francisco, que facilitou as negociações históricas entre os dois países. Obama dissse que o Papa ajudou ao pressionar pela libertação do americano Alan Gross. Raúl Castro também agradeceu o apoio do Papa Francisco para “ajudar a melhorar as relações entre Cuba e os EUA”. Ele também agradeceu ao Canadá pelo apoio logístico.

Após o anúncio, Papa Francisco parabenizou os dois países e disse que continuará a apoiar o fortalecimento das relações bilaterais.

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, disse que a troca de prisioneiros entre EUA e Cuba foi um gesto “corajoso” do presidente Barack Obama e que tratou-se de uma vitória para a ilha. “Temos que reconhecer o gesto de Obama, um gesto corajoso e necessário”, disse Maduro a líderes do Mercosul em reunião na Argentina.

Para quem se interessar, eias as primeiras medidas da reconciliação:

– restabelecimento das relações diplomáticas entre os dois países;
– facilitar viagens de americanos a Cuba;
– autorização de vendas e exportações de bens e serviços dos EUA para Cuba;
– autorização para norte-americanos importarem bens de até US$ 400 de Cuba;
– início de novos esforços para melhorar o acesso de Cuba a telecomunicação e internet.
– restabelecimento de uma embaixada americana em Havana e a revisão da designação dada pelos EUA a Cuba de Estado que patrocina o terrorismo.

Sem categoria
Comente aqui