Mês: agosto 2015



Inchaço no tamanho dos ministérios E nós temos de apertar os cintos!

esplanada-dos-ministerios

O site “Contas Abertas” fez um levantamento em parceria com a Rádio CBN sobre como o inchaço da máquina administrativa afeta as contas públicas. Criados os 39 ministérios e abrigando 600 mil servidores, que sabemos ser resultado das barganhas eleitorais para a eleição dos governos petistas, o governo federal já desembolsou, até o último dia 26, quase R$ 1 bilhão somente em aluguel de imóveis, o que inclui a locação de salas, prédios, casas e até espaços de festas e eventos. Esse valor pode chegar perto de R$ 2 bilhões até o final do ano.

O valor já pago para as locações da administração direta nos Três Poderes (R$ 969,5 milhões) é superior aos valores pagos individualmente, nos sete primeiros meses deste ano, pelos ministérios do Esporte e do Turismo, assim como a Justiça Militar, o Superior Tribunal de Justiça e o Supremo Tribunal Federal.

Se a comparação destes valores envolver gastos com a Saúde, os aluguéis são equivalentes às aplicações no programa “Crack, É Possível Vencer”, que se destinam à prevenção, combate, reabilitação e reintegração social de usuários de drogas e recebeu R$ 989,1 milhões até julho deste ano (de cujos resultados, aliás, ninguém ouviu falar).

No Distrito Federal, o governo paga caro pelos aluguéis em endereços privilegiados. Os gastos já somaram R$ 290,5 milhões em 2015. O Ministério da Saúde lidera as despesas com locações brasilienses.

A matéria se estende em mais detalhes e nas “eventuais providências” que o Governo Federal “pretende” tomar para reduzir estas despesas. Mas como conhecemos o histórico das “ágeis providências” que jamais são tomadas, sabemos que tudo vai acabar ficando por isso mesmo. Com certeza, no levantamento de 2016 haverá gastos maiores ainda com essas locações e o número de funcionários abrigados nos prédios terá aumentado proporcionalmente. E ainda somos obrigados a ouvir falar da recriação da CPMF, o imposto sobre operações financeiras para tapar buracos de caixa do governo…

Sem categoria
1 Comentário
 

Ironia: quando os ratos sobem à mesa

Só poderia mesmo acontecer no Brasil, a terra da corrupção: dos 27 titulares da Comissão de Constituição e Justiça do Senado Federal, oito são investigados por Rodrigo Janot pela ‘suposta’ participação no esquema apurado pela operação Lava Jato. Dois dos suplentes também estão na mira da investigação. E foram estes investigados que se arrogaram o direito de “sabatinar” Janot, para decidir pela sua aprovação ou não na continuidade do cargo de procurador-geral da República.

collorEntre os investigados, tivemos o desprazer de assistir Fernando Collor, Lindbergh Farias e Jáder Barbalho – todos com um “currículo” exemplar de ilicitudes – questionarem Janot. Mostrando sua irascibilidade típica, Collor – com o microfone desligado – voltou a xingar o procurador, segundo o jornal Folha de São Paulo, de filho da puta e calhorda, o que já fizera antes, em sessão no Senado, com o microfone aberto, quando completara seus xingamentos: Janot seria um sujeitinho à toa, fascista da pior extração e sujeito ressacado, sem eira nem beira.

Linbergh Farias foi presidente da UNE e nas palavras de Mino Pedrosa, blogueiro do lindbergh bebadoBlog Toma Mais Uma”, de onde foi extraída a foto dele completamente bêbado, eu sempre tive sérias suspeitas sobre a honestidade desse cara desde cedo, mas, a quase certeza me veio depois que ele se elegeu prefeito de Nova Iguaçu, dadas às inúmeras notícias relatando um sem número de falcatruas, investigações e processos contra ele. Agora Lindbergh está enroscado também na Operação Lava Jato.

jaderJáder Barbalho, entre outros delitos,  escapou de uma condenação por desvio de dinheiro público em uma ação de desapropriação de uma fazenda no Pará. Os fatos teriam ocorrido em 1988, quando o senador ocupava o cargo de ministro da Reforma e do Desenvolvimento Agrário. Só escapou porque o processo foi arquivado já que, no julgamento, os ministros entenderam que a acusação de peculato prescreveu. É o chamado decurso de prazo.

Se o Senado Federal fosse uma casa séria, nenhum dos três teria sido eleito. E Collor já teria sido cassado do cargo de senador, por falta de decoro parlamentar. Mas, visto que na Comissão existem 10 investigados no caso da Lava Jato, não é de se estranhar que nada aconteça, uma vez que os “iguais” se protegem.

É gente deste baixo nível que nos dita leis, ordens e comportamentos. Se Franz Kafka vivo fosse, certamente nos premiaria com um novo livro nos moldes de “A Metamorfose”, ou “O Processo”. O livro poderia se chamar “Os Maquiavélicos”.

Sem categoria
Comente aqui


Onde peca a fiscalização?

O vídeo acima é apenas exemplificativo da falta de responsabilidade de muitos motoristas

Chocou-nos o recente episódio ocorrido com o empresário Ivo Nascimento Pitanguy, de 59 anos, que foi indiciado na segunda-feira por homicídio doloso (quando há intenção de matar) e embriaguez ao volante, após atropelar o operário José Ferreira da Silva na madrugada da última sexta-feira (21). Filho do famoso cirurgião plástico Ivo Pitanguy, Ivo foi preso e está na Cadeia Pública José Frederico Marques, no Complexo Penitenciário de Gericinó, em Bangu, desde a tarde deste domingo. O que mais nos assusta é o fato de que o indiciado recebeu 70 multas nos últimos cinco anos. Desse total, 14 foram por dirigir embriagado. E nos surpreende ainda mais que com esse número incrível de multas, além de todas as vezes em que ele foi apanhado dirigindo embriagado, apenas agora – segundo o Detran carioca – ele teria somado 27 pontos até o dia 21 de junho deste ano (com 20 pontos a carteira deveria ter sido apreendida)

No mês de fevereiro, em Caucaia, Ceará, ocorreu um grave acidente em que o condutor E.S.C.J. (a imprensa não quis revelar o nome do infrator) de um veículo atropelou um segurança de supermercado que saia do trabalho em sua bicicleta. Preso em flagrante pela Guarda Municipal, o motorista se recusou a realizar o teste do bafômetro. E, de pasmar: ele é reincidente, responde por dois homicídios no trânsito e sua CNH estava vencida,

Um eletricista de 37 anos foi detido pela polícia de Araçatuba (SP) depois de atropelar um idoso de 74 anos. Difícil é explicar que o homem estava com a Carteira Nacional de Habilitação vencida há desde 2001, há longos 14 anos. Para coroar, também o seu veículo estava com a documentação vencida.

O rapper Mano Brown, vocalista do grupo Racionais MC’s, foi detido pela PM de São Paulo acusado de desobediência após ter sido abordado em uma blitz na Zona Sul da cidade. De acordo com a polícia, Mano estava passando pela região sozinho em seu carro e, ao perceber a blitz freou bruscamente. Isso chamou atenção dos policiais, que pararam o carro. Ainda de acordo com a polícia, os agentes fizeram o procedimento de abordagem padrão e pediram que ele saísse do veículo. Na hora que pediram para ele colocar as mãos na cabeça, Brown não teria gostado e teria desacatado os policiais. Aí descobriram que Mano estava com a carteira de motorista vencida desde 2012. O carro, em nome da mãe dele, tinha multas que somam cerca R$ 2.300 e o IPVA estava vencido também desde 2012.

Uma motorista atropelou e matou uma criança de 7 anos em Cabo Frio e fugiu do local sem prestar socorro à criança atropelada – alegadamente por medo de ser linchada. E mais uma vez a afronta à lei: a mulher assumiu não possuir Carteira Nacional de Habilitação.

Estes são apenas parcos exemplos da falta de cidadania, de respeito às leis, mas também da falta de fiscalização e controle dos ógãos de trânsito no Brasil em relação aos motoristas em geral. Como sempre, existem dois pesos e duas medidas. Há motoristas que procuram fazer tudo certinho, mantêm suas carteiras de habilitação atualizadas, pagam as taxas anuais – mas são multados a torto e a direito por infrações que chegam a ser irrelevantes quando comparadas com os crimes acima: velocidade de 10 a 15% acima do permitido (geralmente num declive, quando o veículo desenvolve mais velocidade, independentemente do desejo do condutor), esquecimento do cartão de idoso na hora de parar nas vagas a ele reservadas, mau-humor de algum agente de trânsito que inventa uma infração inexistente, tipo “falta do uso do cinto de segurança”, ver-se enroscado num cruzamento e o farol virar para o vermelho e outras tantas imponderáveis.

Será que já não é hora de se inventar um sistema muito mais moderno, dinâmico e eficiente para o controle das documentações de motoristas e veículos, reduzindo o número de infratores que circulam ilegalmente pelas ruas, avenidas e estradas?

Sem categoria
1 Comentário


A grana continua jorrando da Petrobrás – para os bolsos dos privilegiados

altos salariosTudo indica que a Operação Lava Jato e as condenações impostas pelo juiz Sergio Moro não abalaram o festival de orgias financeiras que ocorre na nossa Petrobrás (nossa?).

Pois na última asssembleia geral da empresa foi proposto um aumento de 13% na remuneração anual dos oito diretores da companhia em relação ao ano passado. Essa proposta elevada supera a inflação de 2014, que ficou em 6,14%.

Segundo o texto da própria empresa, a Petrobras propôs uma remuneração total de R$ 19,9 milhões aos diretores este ano – em 2014, foram R$ 15,4 milhões. No ano passado, no entanto, a estatal tinha sete diretores, ante os oito atuais (após as denúncias de corrupção, a Petrobras criou, em janeiro, a diretoria de Compliance, sob comando de João Elek Junior).

Agora, veja bem: a proposta prevê o aumento dos salários, por diretor, chamada de remuneração, que era de R$ 2,2 milhões para R$ 2,48 milhões anuais, uma alta de 12,9%. Esse valor inclui salários, bônus por desempenho, participação nos resultados, moradia, assistência à saúde, planos de previdência, INSS e FGTS. O que resulta em cerca de R$ 183.300,00 por mês. Nada mal, considerando-se que o salário mínimo pago a milhões e milhões de brasileiros é de R$ 788,00 – e que os aposentados não conseguem sequer recuperar os patamares que recebiam ao se aposentar.

Já para os membros do Conselho de Administração, a proposta é que a remuneração total passe dos R$ 156,2 mil anuais em 2014 para R$ 169,7 mil este ano – uma alta de 8,6%. O conselho tem dez membros, mas o presidente da estatal, Aldemir Bendine, que também faz parte dele, não recebe remuneração por essa participação.

Para se ter uma ideia, um levantamento feito pela consultoria Michael Page ao longo de 2014 apontou os profissionais mais bem pagos do momento no Brasil. No topo da lista estão os CFOs ou diretores financeiros, com média salarial de R$ 80 mil por mês – remuneração praticada sobretudo em empresas de grande porte. Muito bem pagos, recebem “apenas” a metade do valor destinado aos “top” da Petrobrás…

De 2013 para 2014, a renda anual total de um presidente de multinacional que fatura de R$ 100 milhões a R$ 500 milhões no Brasil havia subido 8,5%, para R$ 1,045 milhão. Em 2015, no entanto, a renda anual caiu 11,2%, para R$ 928 mil ( cerca de R$ 77.000,00 por mês).

Sem categoria
Comente aqui
 

E agora, Mané?

ze maneVocê, Mané, que votou no molusco de quatro dedos, na governanta e em toda a curriola que os cercam, formando uma turma da pesada para garfar o dinheiro público, turma que dilapidou o patrimônio da Petrobrás, que sacou dinheiro dos bancos estatais, que chantageou e envolveu empresários para enriquecerem com a corrupção…

Você, Mané, que saiu às ruas portando bandeiras vermelhas cor de sangue, muitas delas estampando a foice e o martelo dos comunistas – um regime totalitário de tristes lembranças, com milhões e milhões de pessoas massacradas e fuziladas -, xingando seu patrão, detonando o capitalismo, quebrando lojas e bancos, vandalizando a torto e direito…

Você, Mané, que está perdendo o seu emprego, não está mais conseguindo pagar as prestações da sua casa própria do “Minha Casa, Minha Vida”, que está perdendo o carrinho que comprou a duras penas, que está sentindo na pele o resultado da incompetência dos seus queridos governantes…

Você, Mané, que está assistindo à debandada dos políticos nos quais votou e que estão tirando o apoio da sua líder que não sabe liderar, da sua oradora que não sabe falar, da sua governanta que não sabe governar…

Você, Mané, que endeusou aquele ex-operário que prometeu ética, honestidade e mudanças na forma de governar o país – mas se tornou o Ali Babá dos mais de quarenta ladrões e assiste impotente uma leva dos seus ex-ministros, assessores e outros nomeados enjaulados atrás das grades…

Você, Mané, que apoiou uma turma de mentirosos que se dizem “Sem Terra” invadindo e destruindo fazendas, a maioria delas produtiva, e descobriu que a maior parte daqueles que os lideram têm casa própria, carro, salário e são nada mais, nada menos do que políticos profissionais comandando um exército de pobres infelizes, que vivem sendo expulsos das terras invadidas, sob bombas, tiros e porradas das forças policiais…

Você, Mané, que está vendo seus familiares afundarem sufocados pela alta da inflação, a comida ficando escassa na mesa, a conta de luz nas alturas, os salários minguando, muitos dos seus amigos caindo em desespero, o número de bandidos e de traficantes crescendo assustadoramente…

Você, Mané, que caiu no maior conto do vigário, acreditando num bando de políticos que se revelaram, nada mais, nada menos, do que aproveitadores da sua boa-fé e exímios mentirosos…

E agora, Mané?

Foto: igrejahebrom
Sem categoria
7 Comentários


As alfinetadas e os afagos de FHC

fhcO ex-Presidente Fernando Henrique Cardoso, em entrevista de final de ano concedida ao programa Manhattan Connection, declarou que “já estava velho demais” para continuar suas ações políticas – apesar de sua lucidez e discernimento se manterem intactos.

Pois mesmo “afastado”, de vez em quando ele aparece na mídia ora dando algumas alfinetadas, ora dando afagos no partido governista. Desta vez ele se pronunciou em seu perfil oficial do Facebook a respeito das manifestações ocorridas no domingo, e criticou a presidente Dilma Rousseff: ela estaria contaminada por seu antecessor, Luiz Inácio Lula da Silva, e “vai perdendo condições de governar”. O ex-presidente também destacou o boneco inflável de Lula, vestido de presidiário, que marcou os protestos em Brasília e virou meme nas redes sociais.

FHC escreveu que as críticas da população e a baixa aceitação do governo Dilma – segundo pesquisa Datafolha realizada na Avenida Paulista neste domingo, durante os protestos, 85% creem que Dilma deve renunciar – só devem aumentar, e que a presidente deve tomar alguma atitude, ou um “gesto de grandeza”, como a renúncia.

O problema de FHC é que ele só aparece de vez em quando para dar estas alfinetadas e não assume uma posição coerente. Pois em maio deste ano, protegeu a nossa governanta ao declarar em Nova Yorque que “esses malfeitos vêm de outro governo, isso deve ficar bem claro. Vêm do governo Lula. Começou aí. Não é uma questão de personalizar, é um questão de procedimento”.

Lá para trás, em 2005, quando Lula estava todo enrolado com a bandalheira do mensalão, FHC se recusou a pedir o impeachment do molusco. Agora, dez anos depois, FHC responsabiliza Lula. Chegou bem atrasado!

Desse jeito parece que FHC aparece de vez em quando para tocar fogo no atual governo e ao mesmo tempo carrega um balde de água para apagar o mesmo incêndio.

O que a gente espera é que FHC tome posições mais contundentes, firmes e continuadas. Ou, como ele mesmo afirmou, se afaste da política evitando criar desilusões no mundaréu de gente que ainda acredita e torce por ele.

Foto: Revista Exame
Sem categoria
Comente aqui


Impeachment ou Impeachment?

manifestacao na paulista

Tudo indica que o partido do governo e os seus asseclas ainda não entenderam o que significa essa mobilização de milhões de pessoas nas ruas (para eles, apenas milhares; uma questão simples de aritmética, que parece não ser o forte deles, haja vista a situação econômica do país).

Quando falam que o povo quer dar um golpe inconstitucional, é mentira!

Quando falam que a oposição (afinal, qual oposição?) quer um terceiro turno, é mentira!

Quando falam que o povo quer a volta dos militares, é mentira!

Quando falam que o molusco tirou o brasileiro da pobreza extrema, é mentira. Basta assistir aos programas policiais de final de dia para ver as condições mais do que precárias em que vive o pessoal das periferias e das favelas – e isso espalhado por todo o país. Uma vergonha explícita.

Quando o molusco aparece em público afirmando com todas as letras que ele fez um governo impoluto, é mentira! Ou pensam que nós nos esquecemos do mensalão, só como exemplo?

Quando os enrolados na roubalheira da Petrobrás falam que são inocentes, é mentira. Ou não haveria ainda nenhum deles condenado à prisão – na verdade, os presídios não vão ter espaço para todos os envolvidos.

Então, entenda-se: quando a população fala de impeachment, é o anseio incontido de tirar a governanta do poder, junto com seus ministros, assessores, aspones e gepones, unicamente por causa da sua incompetência administrativa, dos enormes desvios de dinheiro público e da péssima gestão financeira. Não é por causa do impeachment político, afirmação que os vermelhinhos ficam incutindo nas pessoas, imaginando-se intocáveis e que uma vez eleitos, são eleitos para todo o tempo previsto na Constituição. Não! A fórmula é cristalina: agiu mal, errou, roubou… cai fora! Impeachment neles!

Sem categoria
3 Comentários


O governo tem a cara dos brasileiros

favela

A gente reclama, esperneia e se espanta com os desvios de dinheiro e a roubalheira desenfreada promovida por um enorme grupo de governantes, secretários, políticos, assessores, diretores de estatais, fiscais e os ditos cujos nomeados para “cargos de confiança”, todos eles espalhados pelo país, desde a cúpula do governo federal até os mais distantes vilarejos dos quais nem se ouviu falar o nome.

Não à-toa, neste domingo dia 16 estão programadas novas passeatas de rua por todo o Brasil, marcando muito bem marcado que a maioria participa não com o intuito de afrontar ou desrespeitar a nossa Constituição, mas sim para tentar destituir nossa governanta e sua curriola simplesmente por incompetência, incapacidade e gestão desastrosa. Afinal, os brasileiros têm o direito tanto de eleger como de destituir governantes que são meros empregados do país, mantidos com o nosso dinheiro, suor e lágrimas.

E quando falamos eleitos, ainda paira no ar a dúvida sobre a lisura das ultimas eleições presidenciais, pois notoriamente as urnas eletrônicas há anos tornaram-se suspeitas, sujeitas a fraudes, principalmente pelo fato de que o resultado final só foi divulgado após uma reunião fechada em petit comitê liderado pelo presidente do Tribunal Superior Eleitoral, o ministro Dias Toffoli, suspeitíssimo por sua ostensiva parcialidade e ligações com o PT.

Aqui não se trata de pedir um impeachment político, mas sim a ânsia de buscarmos gente melhor e mais competente para recolocar o Brasil no rumo do progresso e do desenvolvimento, principalmente social.

Por outro lado, aquele pessoal que vem sendo mostrado nas operações da Polícia Federal, tem a nossa cara: a maioria não recebeu educação formal, falta-lhes um mínimo de cultura geral, a palavra ética é-lhes desconhecida, honestidade e preocupações com o próximo não fazem parte dos seus pensamentos e ideais. Estão lá para se aproveitarem dos cargos e nomeações, julgando que em poucos anos possam amealhar dinheiro suficiente para prover seus futuros – e se possível dos filhos e netos.

Quando olhamos em torno e assistimos à precariedade de moradias das favelas, das periferias, das escolas públicas, dos postos de saúde e hospitais, das estradas que deveriam servir de suporte para nosso desenvolvimento, do transporte público, da tristeza e do cansaço estampados nos rostos de milhões de trabalhadores e trabalhadoras, temos de colocar em xeque nossa consciência e lembrar que fomos nós mesmos que colocamos aqueles governantes no poder. Eles são a nossa cara!

Sem categoria
Comente aqui