As quadrilhas brasileiras

Os brasileiros estão boquiabertos! Após a revelação pelo Ministério Público – que se utilizou inclusive do programa power-point para a apresentação à mídia – de que o grande chefe da quadrilha governista era o ex-presidente lula, eis que o título parece ter mudado de lado. Agora, através do gangster Joesley Batista, do conglomerado JBS, descobrimos que o novo chefe da quadrilha seria o atual presidente Michel Temer.

Para vergonha dos brasileiros e pior do que a derrota de 7×1 da nossa seleção de futebol para a Alemanha, as manchetes dos jornais e das tevês internacionais colocam nosso país no foco pelo incessante desfilar de nomes e ocorrências ligados à corrupção. Nunca se roubou tanto em outra parte do mundo!

De quadrilhas o Brasil entende: além das quadrilhas envolvidas em corrupção, há quadrilhas especializadas em roubos de carros-forte, quadrilhas especializadas em explodir caixas eletrônicos, quadrilhas ligadas ao tráfico de drogas, quadrilhas envolvidas em tráfico e roubo de armas, quadrilhas usando e abusando do contrabando de mercadorias, além das enormes quadrilhas compostas de bandidos perigosíssimos que a generosidade da mídia batizou de “facções criminosas”.

Para não confundirmos as coisas, aqui vai uma sugestão: mudar o nome pelo qual chamamos as tradicionais quadrilhas que se apresentam em festas juninas. Pois não queremos passar o país a limpo?

Sem categoria

Um comentário sobre “As quadrilhas brasileiras

  1. José Passos 26 de junho de 2017 22:49

    O Temer tá puto da cara com o Rocha Loures. Os dois estavam naquele restaurante esperando a chegada da “mala”. O Temer foi no banheiro e o Rocha recebeu a mala, aproveitou o “descuido” do chefe e se mandou. O Temer confidenciou a um amigo que só não pegou o Loures por que estava de bicicleta. Pode ou que mais?

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.