Mês: julho 2017



Como explicar estas safadezas aos jovens?

Como explicar aos jovens que o presidente da República esteja destinando milhões e milhões de reais para “comprar” deputados, exigindo em contrapartida que eles votem contra a abertura do processo no STF, que ameaça encurtar seu mandato? Todos sabem que o Brasil caminha da mal a pior e o próprio governo Temer estima um déficit de 139 bilhões nas contas públicas para este ano.

Como explicar aos jovens que o presidente da República esteja ocupando sua agenda apenas para promover reuniões dia e noite visando traçar sua estratégia de defesa neste processo que tramita na Câmara dos Deputados, enquanto a educação, a saúde, os hospitais, a segurança pública e as estradas agonizam na UTI e estão indo para o brejo?

Como explicar aos jovens, que um bandidaço, que foi preso quando transportava 130 kg de maconha e armamento pesado, considerado de alta periculosidade pela Polícia Federal, foi libertado da cadeia apenas e tão somente por ser filho de uma desembargadora que é presidente do Tribunal Regional Eleitoral e integrante do Tribunal Pleno do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul? E quanto àqueles presos mofando nas cadeias por terem roubado um pedaço de carne, uma lata de leite, um alimento?

Como explicar aos jovens que há uma casta composta por incontáveis políticos, que andou desviando bilhões de reais do dinheiro público (dinheiro resultante dos esforços de trabalhadores e empresários), apanhados em operações realizadas pela Polícia Federal como Mensalão, Lava Jato, Cui Bono, Fatura Exposta, Wolverine, Zelotes, entre outras centenas de operações?

Como explicar aos jovens que pouquíssimos políticos envolvidos na corrupção desenfreada que corrói o país estejam presos apenas por não contarem com o tal (desa)foro privilegiado, cumprindo as penas que merecem, enquanto outros envolvidos já foram condenados a penas pesadas?

Como explicar aos jovens que o governo ignora o crescimento desorganizado de favelas, da criminalidade, da violência, do armamento pesado em mãos da bandidagem, do crescimento das vendas e do consumo de drogas, enquanto acomoda milhares de “aspones”, “gepones” e “dipones”, pagando-lhes régios salários?

Como explicar?

Charge: Roque Sponholz
Sem categoria
1 Comentário


E o velho Requião não entendeu nada

Truculento. Grosso. Sem papas na língua. Já falaram isso e muito mais do ex-governador Roberto Requião, do Paraná. Dois dos apelidos dele que ouvi em Curitiba foram “O Exterminador do Futuro” e “Maria Louca”…

Mas parece que ele também é obtuso. Não apenas pela célebre história das mamonas que quase chegou a comer. Nas breves inserções de propaganda política (irghh) do seu partido, em que ele e seu filho Requião Filho dominam a cena, ele fez duas afirmações que não condizem com a verdade:

“Não queremos que acabem com o horário de almoço dos trabalhadores” – referindo-se à reforma trabalhista. O projeto é claro: o trabalhador PODE optar por reduzir seu horário de almoço e sair mais cedo da empresa, para seu lazer ou outro compromisso. Ele NÃO É OBRIGADO a reduzir seu horário de almoço, como erroneamente proclamou o Exterminador.

“Querem acabar com a Previdência” – referindo-se à reforma da Previdência. Ninguém quer acabar com nada. As pessoas lúcidas sabem que do jeito que está, o sistema vai falir. O que se deve é discutir o projeto com a sociedade e tentar achar caminhos que equilibrem receitas e despesas. Países civilizados elevaram a idade mínima para que os cidadãos se aposentem, enquanto por aqui pessoas que nem chegaram aos 50 anos obtêm suas aposentadorias.

Essa dialética enganosa de Requião mostra como os políticos tentam induzir seu eleitorado com falsas afirmações. Tudo para se manterem no poder. E através dos comerciais que só servem para nos irritar e são privilégio de muitos políticos enrolados com a justiça. Como o próprio Requião:

TRF-4 – Seção Judiciária do Paraná – Ação civil pública nº 2007.70.00.031462 – Foi condenado a devolver à RTVE (TV pública do Paraná) o montante gasto em programas e conteúdos considerados de caráter político-partidário durante seu mandato como governador.

TJ-PR – 2ª Vara da Fazenda Pública de Curitiba – Ação civil pública nº 0002680-03.2015.8.16.0004 – É réu em ação civil de improbidade administrativa, ajuizada pelo Ministério Público do Estado do Paraná.

TCE-PR – Processo nº 547935/2008 – Condenado à multa administrativa devido ao pagamento de encargos especiais indevidos a servidores efetivos e comissionados da Casa Civil do Paraná, na época em que era governador.

 

Sem categoria
5 Comentários


Manchetes sobre campeões

Treino é treino, competição é competição. Duas manchetes chamaram a atenção nesta quinta-feira dia 27. Uma trata de competição esportiva e a outra trata de… competição financeira? Alisamento de egos? Imitação de Tio Patinhas?

Pois para orgulho dos brasileiros, a nadadora Etiene Medeiros foi campeã dos 50m costas do Campeonato Mundial de esportes aquáticos, que está sendo disputado em Budapeste, na Hungria. É a primeira mulher brasileira a atingir tal feito. Após um duelo braçada a braçada com a chinesa Fu Yuanhui, a brasileira ganhou por apenas um centésimo. O tempo foi de 27s14, contra 27s15 da rival. Com esta vitória, Etiene se tornou a primeira mulher campeã mundial de natação do país.

Para orgulho da classe empresarial (ou a palavra orgulho seria exagero?), Jeff Bezos ultrapassou Bill Gates, fundador da Microsoft, e se tornou o homem mais rico do mundo. Bezos é o fundador e presidente da gigante varejista Amazon e conquistou o posto de homem mais rico do mundo no ranking em tempo real da revista “Forbes”. Ao invés do indicador de minutos e segundos como na competição de natação, a Forbes cita uma estimativa do valor das fortunas dos dois competidores: a fortuna de Bezos está estimada em US$ 90,6 bilhões, US$ 500 milhões acima da de Gates.

Sem categoria
Comente aqui


Também quero voar pela FAB – de graça!

Existe um decreto federal de 2015 que restringe o uso de jatinhos da FAB – a Força Aérea Brasileira, para impedir o uso e abuso de voos pelas nossas “caríssimas otoridades”. Mesmo assim, ministros e outros detentores de cargos (os amigos do rei) continuam utilizando as aeronaves para ir e voltar das cidades onde moram. Os motivos alegados: “à serviço”, “por razões de segurança” e “locomoção para a residência”.

A BandNews FM apurou que, “entre janeiro e março, os ministros do governo Michel Temer e outras autoridades, como os presidentes da Câmara e do Senado, fizeram 519 voos com jatos da FAB – uma média de quase seis por dia. Desses, 160 foram para o local de domicílio”. Este número mostra que o número de viagens para ir ou voltar de casa cresceu 40% no governo do PMDB em relação ao governo anterior.

Quem acompanha o dia-a-dia dos políticos em outros países (civilizados), sabe que eles se utilizam de transporte comum – ônibus, metrô, trem – e quando não viajam a serviço pagam passagens aéreas do próprio bolso.

O presidente da Comissão de Ética Pública da Presidência, responsável por fiscalizar os atos do Executivo, Mauro Menezes, afirma que “uma das questões éticas mais séries em nosso país constitui em coibir a burla à legalidade. Muitas vezes aparecem justificativas indiretas para que o uso se dê de maneira indevida. E as autoridades, no fim das contas, acabem usando para um proveito particular aquilo que é público”, afirma.

Pasmem: entre janeiro e março de 2016, Eduardo Cunha fez 24 viagens com aviões da FAB – todas com decolagem ou pouso previsto no Rio de Janeiro. Rodrigo Maia voou 54 vezes com os jatinhos de janeiro a março deste ano– 30 deles para a cidade de origem, também o Rio de Janeiro.

O país tem um déficit previsto nas contas públicas de 139 bilhões de reais para esse ano (e que talvez não consiga nem cumprir, resultando daí o recente aumento no preço dos combustíveis). Enquanto isso, há autoridades rasgando dinheiro público em jatinhos da FAB.

No governo Michel Temer, além de Rodrigo Maia, Eliseu Padilha, fez 21 viagens – todas partindo ou chegando de Porto Alegre, onde mora. Em nenhum dos casos, ele alegou residência e na maioria das vezes, segurança. Gilberto Kassab fez 22 viagens, sendo 14 decolando ou pousando em São Paulo. Henrique Meirelles, voou 27 vezes – 18 partindo ou chegando em São Paulo, onde mora. O ex-ministro das Relações Exteriores, José Serra, fez 25 viagens, sendo 16 para ir ou voltar de casa.

Enquanto isso, nós, os vassalos do reino, mal conseguimos programar com antecedência alguma viagem aérea para serviço ou lazer: os preços estão pela hora da morte.

Sem categoria
Comente aqui


E então, para que servem as tornozeleiras eletrônicas?

Um suspeito de assalto a supermercado foi morto com um disparo de arma de fogo efetuado por um policial militar que estava no estabelecimento, localizado em Londrina. De acordo com a polícia, ele estava com uma tornozeleira eletrônica, coberta com papel alumínio. (Folha de Londrina, 22/07/2017)

Um homem que usava tornozeleira eletrônica foi preso suspeito de tentar assaltar uma pessoa em Jaboatão dos Guararapes, na Região Metropolitana do Recife, usando uma faca. (G1 Pernambuco, 14/05/2017)

Um homem de 36 anos, que teve a chance de voltar às ruas com uma tornozeleira eletrônica, foi preso, suspeito de um roubo um tanto quanto diferente. Segundo a polícia, depois de romper o equipamento que o monitorava, ele assaltou uma loja de lingeries, no bairro Sítio Cercado, e foi reconhecido pelas vítimas. (Tribuna do Paraná, 24/07/2017)

Ladrão que usava tornozeleira eletrônica desligada é preso depois de roubar motocicleta em Várzea Grande. Robson foi ferido em um dos calcanhares e mesmo continuou fugindo, conseguindo subir no telhado de uma das residências. Mas caiu do telhado e foi preso em seguida. (Gazeta Digital, MT, 20/05/2017)

Já condenado por porte ilegal de arma, tráfico de drogas e receptação, um homem foi preso burlando o sistema de monitoramento da Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejus). Ele usava uma tornozeleira eletrônica, mas conseguia interromper o sinal do equipamento envolvendo-o com papel alumínio. Conforme testemunhas, o acusado participava de uma série de assaltos a residências na Capital quando foi flagrado. (Diário do Nordeste, 07/07/2017)

Um detento do regime semiaberto foi preso no bairro 23 de Setembro, em Várzea Grande. Ao ser encaminhado para a delegacia, o criminoso mostrou aos policiais como faz para retirar a tornozeleira eletrônica. O bandido foi abordado pelos PMs que durante a checagem constataram que ele deveria estar utilizando tornozeleira eletrônica, porém, estava sem o equipamento, deixado na casa da sua mãe. Esta disse à Polícia que ele tira e coloca o equipamento “quando quer”. (Reporter MT, 04.02.2017)

Mais um ladrão que deveria estar preso, mas não estava, volta a agir. E praticamente todos os dias, pelo menos um bandido usando tornozeleira eletrônica é preso agindo em assalto e outros crimes. O roubo ocorreu a moto de um casal no Jardim Beira Rio, em Várzea Grande (Grande Cuiabá). O bandido de 23 anos portava uma pistola de brinquedo e deveria estar preso, mas não se sabe por que, estava em liberdade, (24 Horas News, 20/05/2017)

Sem categoria
Comente aqui


Coitadinho do Lula…

Após tomarem conhecimento do bloqueio de bens do seu cliente Lula, os advogados Cristiano Zanin Martins e Valeska Teixeira Martins, que defendem o ex-presidente, afirmam que a decisão de Moro “retira de Lula a disponibilidade de todos os seus bens e valores, prejudicando sua subsistência, assim como a subsistência de sua família”.

Coitadinho do Lula.

Pena que os advogados se esqueceram de mencionar publicamente que Lula, como ex-presidente do Brasil, tem acesso a diversos benefícios que a maioria dos aposentados nem sonha em ter: dois carros de luxo com gasolina à vontade e oito funcionários, entre motoristas, seguranças e assessores cujos salários em 2016 chegavam a R$ 8.988 cada. Esses benefícios, concedidos aos ex-presidentes, custam aos cofres públicos aproximadamente R$ 3 milhões por ano. Presume-se que Lula continue recebendo o salário de presidente, como já ocorreu com antigos ocupantes do cargo, no valor de R$30.900,00 por mês.

Além do salário, das regalias de ex-presidente e as viagens patrocinadas, Lula recebe duas aposentadorias dos cofres públicos que somam R$ 9.000 por mês. Uma delas é por invalidez (perdeu o dedinho da mão esquerda quando era torneiro mecânico) e a outra, por ter sido anistiado político nos tempos da ditadura. Some-se ainda a pensão a que tem direito pelo falecimento da sua mulher…

Qualquer um de nós gostaríamos de ter nossa subsistência prejudicada, desde que recebêssemos tanta grana todo mês do Estado brasileiro.

Charge: Bruno
Sem categoria
2 Comentários


Se nossa justiça fosse ágil… não teríamos presidente da República

O presidente Michel Temer está sendo acusado de corrupção passiva. Teremos pela frente infindáveis notícias sobre o transcurso do processo, inicialmente na Câmara dos Deputados e depois… depois nós brasileiros estaremos literalmente pagando para ver.

Seu sucessor imediato é o atual presidente da Câmara, Rodrigo Maia. Só que este também foi acusado de corrupção e lavagem de dinheiro pela Polícia Federal. Um relatório enviado ao Supremo Tribunal Federal concluiu que Rodrigo Maia beneficiou a construtora OAS em troca de dinheiro para a campanha.

Caso haja algum impedimento de Rodrigo Maia, a faixa presidencial iria para Eunício Oliveira, atual presidente do Senado. Mas Eunício está inserido na chamada “lista Janot” em que constam os parlamentares que deverão ser investigados pelo Supremo Tribunal Federal no âmbito da Lava Jato.

Também seria muito difícil montar um Ministério competente: na lista de Janot aparecem seis ministros do governo Temer – Aloysio Nunes (Relações Exteriores), Eliseu Padilha (Casa Civil), Moreira Franco (Secretaria Geral), Gilberto Kassab (Ciência e Tecnologia), Bruno Araújo (Cidades), Marco Pereira (Indústria, Comércio Exterior e Serviços), além de cinco governadores: Renan Filho (Alagoas), Luiz Fernando Pezão (Rio de Janeiro), Fernando Pimentel (Minas Gerais), Tião Viana (Acre), Beto Richa (Paraná).

Está na hora de implantar o parlamentarismo no Brasil!

Sem categoria
1 Comentário


Adoradores do corrupto Lula

A Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) de 2016, indica que existem 12,9 milhões de analfabetos no Brasil. E o mais assustador: apenas 8% das pessoas em idade de trabalhar são consideradas plenamente capazes de entender e se expressar por meio de letras e números, segundo estudo conduzido pelo IPM (Instituto Paulo Montenegro), ou seja, oito a cada grupo de cem indivíduos da população.

Exatamente por conta desta “disfunção” educacional nas nossas escolas públicas, cujo ensino é fraco e não incentiva os estudantes a pensarem, existe o grupo da ortodoxia petista, “cujo método é reafirmar obstinadamente, a despeito dos fatos, o caráter popular e democrático do projeto petista, cujo fracasso, portanto, deve ser todo posto na conta de uma ‘elite’ (termo que incluiria a maior parte da população brasileira, a oposição, a Polícia Federal, o Ministério Público, o STF) em tese refratária à ascensão social dos mais pobres” (*).

Este pessoal da ortodoxia petista conseguiu somar um séquito composto por parte dos 92% da população acima, aproveitando-se de sua fraca compreensão política, opinativa e obviamente sujeita aos formadores de opinião, arte na qual a esquerda é especialista. São estes os adoradores do corrupto Lula (agora já condenado em um processo, outros estão por vir) e cujo bloqueio mental os impede de vislumbrar a verdade dos fatos. Para eles, Lula é seu rei, seu ídolo, seu paizão, seu tudo. Por ele, promovem manifestações nas ruas, quebra-quebra, empunham bandeiras vermelhas (e não a nossa verde-amarela), acreditam piamente que todas as acusações são mentirosas e que não existem provas, apenas delações (pois não são capazes de ler nem de entender o processo minucioso montado pela Polícia Federal, pelo Ministério Público e pelo juiz Sergio Moro, ao qual atacam sistematicamente).

Em contrapartida, há uma frase do cantor Lobão que certamente define com precisão o perfil de um petista:

“DISCUTIR COM PETISTA É COMO JOGAR XADREZ COM POMBO. ELE VAI DERRUBAR AS PEÇAS, CAGAR NO TABULEIRO E SAIR DE PEITO ESTUFADO CANTANDO VITÓRIA”.

(*) Fonte: “Deturparam Marx: milésima edição”
Sem categoria
Comente aqui


Rito jurídico estranho

“Se Pedro Álvares Cabral imaginasse no que se tornaria o Brasil 517 anos depois, ele teria passado reto com a caravela dele”. (Frase de Eric Luiz C. de Macedo, na Internet)

Deste rito a gente raramente ouviu falar: é sobre a discussão do parecer do relator da CCJ (Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania) que está se desenrolando na Câmara dos Deputados, em Brasília, para discutir a denúncia da Procuradoria-Geral da República segundo a qual o presidente Michel Temer cometeu crime de corrupção passiva no exercício do cargo.

Se o parecer de Zveiter for aprovado por pela maioria simples dos deputados presentes na comissão, seguirá para a apreciação do plenário. Caso seja rejeitado, o presidente da comissão designará outro relator que deve apresentar um parecer com mérito divergente do relatório vencido. Se o novo parecer for aprovado, é este que seguirá para votação no plenário da Câmara. Em outras palavras, se não tiver cachorro para caçar, vai com cachorro mesmo…

O pior: a quantidade de deputados “julgadores” que está enrolada com a justiça, é de abismar: um terço dos deputados que declaram voto a favor de Temer responde a acusações criminais. E 91 dos 594 congressistas estão na mira da Lava Jato. Existem ainda 39 deputados federais que aparecem entre os investigados nos inquéritos abertos pelo ministro Fachin – sendo um deles o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, atualmente na condição de vice-presidente de plantão. Que orgulho patriótico o nosso!

Charge: Alpino
Sem categoria
Comente aqui


Em defesa da honra

O presidente Temer está perdendo uma excelente oportunidade para provar que é integro, honesto e de “reputação ilibada”: ele poderia deixar de interferir nos rumos das decisões que tramitam na Comissão de Justiça da Câmara dos Deputados, sem tentar manipular seus membros, da forma como vem fazendo.

Com medo de que a Comissão vote favoravelmente, autorizando o plenário a afastá-lo temporariamente e permitir que o Supremo proceda ao julgamento da sua eventual participação em corrupção, Temer vem trocando os membros da Comissão, um após o outro, por deputados que o apoiem na empreitada de defesa.

Se ele não tem nada a temer (sem trocadilho), se não praticou nenhum ilícito, se as acusações foram forjadas como ele apregoa, por que não deixa o processo caminhar e assim provar que sua honra permanece intocada?

Neste blog já propusemos – assim como centenas de outras pessoas – que ele se afastasse do cargo para cuidar da sua defesa. Mas seu apego ao poder, sua falsa ideia de que terá o apoio de vários partidos, especialmente daqueles aos quais ofereceu ministérios e cargos, está colocando sua reputação em xeque. Não haverá advogado Antonio Mariz de Oliveira que impeça o presidente de levar um xeque-mate.

Sem categoria
Comente aqui