Adoradores do corrupto Lula

A Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) de 2016, indica que existem 12,9 milhões de analfabetos no Brasil. E o mais assustador: apenas 8% das pessoas em idade de trabalhar são consideradas plenamente capazes de entender e se expressar por meio de letras e números, segundo estudo conduzido pelo IPM (Instituto Paulo Montenegro), ou seja, oito a cada grupo de cem indivíduos da população.

Exatamente por conta desta “disfunção” educacional nas nossas escolas públicas, cujo ensino é fraco e não incentiva os estudantes a pensarem, existe o grupo da ortodoxia petista, “cujo método é reafirmar obstinadamente, a despeito dos fatos, o caráter popular e democrático do projeto petista, cujo fracasso, portanto, deve ser todo posto na conta de uma ‘elite’ (termo que incluiria a maior parte da população brasileira, a oposição, a Polícia Federal, o Ministério Público, o STF) em tese refratária à ascensão social dos mais pobres” (*).

Este pessoal da ortodoxia petista conseguiu somar um séquito composto por parte dos 92% da população acima, aproveitando-se de sua fraca compreensão política, opinativa e obviamente sujeita aos formadores de opinião, arte na qual a esquerda é especialista. São estes os adoradores do corrupto Lula (agora já condenado em um processo, outros estão por vir) e cujo bloqueio mental os impede de vislumbrar a verdade dos fatos. Para eles, Lula é seu rei, seu ídolo, seu paizão, seu tudo. Por ele, promovem manifestações nas ruas, quebra-quebra, empunham bandeiras vermelhas (e não a nossa verde-amarela), acreditam piamente que todas as acusações são mentirosas e que não existem provas, apenas delações (pois não são capazes de ler nem de entender o processo minucioso montado pela Polícia Federal, pelo Ministério Público e pelo juiz Sergio Moro, ao qual atacam sistematicamente).

Em contrapartida, há uma frase do cantor Lobão que certamente define com precisão o perfil de um petista:

“DISCUTIR COM PETISTA É COMO JOGAR XADREZ COM POMBO. ELE VAI DERRUBAR AS PEÇAS, CAGAR NO TABULEIRO E SAIR DE PEITO ESTUFADO CANTANDO VITÓRIA”.

(*) Fonte: “Deturparam Marx: milésima edição”
Sem categoria

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.