O belicista ianque

Provocador. Narcisista. Mal-educado. Antipático. Grosseiro. Assediador. Filhinho de papai. Ricaço. Catastrófico. Polêmico. Boateiro. Briguento.  Estamos nos referindo ao presidente norte-americano, Donald Trump. E os leitores poderão perguntar: o que nós, brasileiros, temos a ver com isso?

Diariamente somos surpreendidos pelas intrigas e provocações de Trump. Ele já conseguiu criar polêmicas, intrigas e inimizades com o presidente do México, Enrique Peña Nieto. Com o presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan. Atacou a política comercial e militar da China. Provocou os países árabes ao reconhecer Jerusalém como capital de Israel. Provocou Síria, Somália, Irã, Líbia, Sudão, Iêmen, Venezuela e Chade ao proibir a entrada dos seus cidadãos nos EUA. Deu umas cotucadas no presidente do Irã, Hassan Rouhani. E agora Trump se delicia fazendo o que aparentemente mais gosta: ameaça apertar o botão vermelho da guerra nuclear em represália às provocações de Kim Jong Un, o ditadorzinho da Coreia do Norte. “Meu botão vermelho é muito maior e mais poderoso do que o seu”, ameaçou Trump.

De todas as atitudes e afirmações de Trump pode-se depreender que ele quer, a todo custo, provocar alguma guerrinha aqui ou ali… e todos nós sabemos, uma guerrinha transforma-se rapidamente numa guerrona e pode virar um conflito internacional de proporções inimagináveis. Lembramos que no período da II Guerra Mundial os países aliados praticamente impuseram ao Brasil a nossa participação e Getúlio Vargas, a contragosto, viu-se obrigado a enviar soldados para a Itália. Até hoje resta a lembrança da Batalha de Monte Castello, travada ao final da Guerra e que marcou a presença da nossa Força Expedicionária Brasileira (FEB) no conflito.

Em geral a teimosia colhe seus frutos, para o bem ou para o mal. Se os EUA não conseguirem frear ou “impichar” Donald Trump, o mundo inteiro corre o risco de viver momentos muito, muito tensos – isso para dizer o mínimo.

Charge do site Pinterest
Sem categoria

2 comentários sobre “O belicista ianque

  1. maso 4 de janeiro de 2018 12:32

    A coisa so nao fedeu ainda que a Coreia do Norte tem um irmao grande ali do lado. Mas tudo pode piorar. E so Deus sabe oque nos espera. E se a mira desses coreanos nao for boa num foguete potencializado…….

    • Bahr-Baridades 5 de janeiro de 2018 11:52

      …até nós aqui no Hemisfério Sul poderemos estar ferrados…

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.