Receita Federal fecha o cerco. Menos para os corruptos!

Como se sabe, em novembro do ano passado foi emitida a Instrução Normativa RFB nº 1.760, de 2017, que instrui os contribuintes que pretendem incluir seus dependentes na declaração do Imposto de Renda de 2018. Por incrível que possa parecer, estes dependentes deverão ter seu próprio número de CPF já desde os 8 anos de idade.

É o cerco cada vez mais ferrenho da Receita Federal em torno dos cidadãos brasileiros – menos, obviamente, para aquele pessoal corrupto, que consegue girar milhões e milhões de reais sem que sejam minimamente molestados. Compram apartamentos de luxo, fazendas, carrões, jóias, pacotes de viagens, ações e possuem contas no Exterior, posses e valores que não constam das suas declarações de renda. Passam bem longe da Receita Federal. Quem explica?

Além disso, os trabalhadores brasileiros não têm correção na tabela do Imposto de Renda no mesmo ritmo da inflação. O Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal (Sindifisco Nacional), alertou que nos últimos 20 anos não houve correção em quatro governo diferentes, e de 1996 a 2017 a defasagem chegou a 88,40%. O que é a mesma coisa que aumentar impostos – como sempre – sangrando nossos bolsos.

O jurista Walter Maierovitch batizou nosso governo de “cleptocracia”, um conjunto de criminosos poderosos (aqueles detentores de poder público) e os delinquentes potentes (os possuidores de capitais), que conseguem, através da corrupção, aniquilar um Estado democrático.

Deduz-se que para sustentar esta cleptocracia os brasileiros são cada vez mais exigidos em pagamentos de impostos… e a forma mais direta se dá através do imposto de renda e das suas tabelas congeladas.

Sem categoria

3 comentários sobre “Receita Federal fecha o cerco. Menos para os corruptos!

  1. maso 23 de fevereiro de 2018 16:39

    Receita Federal e uma instituicao injuta e sem vergonha. Nao fosse o silencio da Receita Federal teriamos menos ladroes do dinheiro publico.

  2. Luiz 24 de fevereiro de 2018 11:38

    Além da miopia, que faz com que só enxerguem e penalizem nós, os pobres mortais, a grande maioria dos que lá trabalham são prepotentes e arrogantes, nos atendem com frieza geralmente nos olhando de cima para baixo, enfim, se acham!

  3. Eduardo Ribeiro dos Santos 26 de fevereiro de 2018 20:36

    Não sei como tem gente que consegue sonegar tanto, mas tanto e não acontece nada, como a Receita não vê isso?

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.