Voltamos à era medieval

É inacreditável o estado belicista em que estas eleições se transformaram. Todos os dias a mídia nos presenteia com novas cenas de xingamentos e agressões entre partidários petistas e bolsonaristas.

Poucas vezes se viu tal grau de exacerbação em épocas pré-eleitorais. A facada sofrida pelo candidato Bolsonaro nos dá a medida da intolerância às diferenças de opinião quanto às linhas de pensamento dos partidos políticos, remetendo-nos aos tempos em que era dever de um cavaleiro servir a seu senhor, agindo de modo extremamente violento.

O vídeo mostra o momento em que um policial civil – aluno do curso de Letras da UFC Campus do Benfica e que vestia camisa amarela com o nome de Bolsonaro, leva cusparadas e é agredido fisicamente por outros alunos. Note a histeria coletiva, principalmente das estudantes, que chegam à beira do desespero, sem outra razão aparente a não ser a cor da camisa. Note que em momento nenhum o agredido reagiu fisicamente.

Sem categoria

8 comentários sobre “Voltamos à era medieval

  1. augusto faria 15 de outubro de 2018 15:28

    Primeiro, na atual circunstância, tem que ser muito ingênuo sair por ai com uma camiseta de um dos candidatos. Segundo, se reagisse iria apanhar. Terceiro, espero que tenha aprendido a lição.

    • Bahr-Baridades 15 de outubro de 2018 18:39

      Pois é exatamente sobre essa beligerância que trata o post. Quando os comunistas de camisas e bandeiras vermelhas saiam por aí atazanando a vida dos cidadãos pacatos – inclusive com invasões violentas de propriedades privadas – ninguém reclamou. Tampouco ocorreram agressões. Eu mesmo fiz um vídeo na Av. Paulista (SP) nos feriados de setembro, onde os camisas vermelhas desfilavam tranquilamente, sem sofrer agressões nem xingamentos. Agora vem este cidadão Augusto Faria trazer sua lição de moral: “esperando que o agredido tenha aprendido a lição”. Que país é este? Que mentalidade distorcida é esta?

      • augusto faria 16 de outubro de 2018 15:53

        Bahr-Baridades/ Dar um soco na cara de um leão, é um ato de coragem ou burrice ? Para mim foi o que ele fez !

        • Bahr-Baridades 16 de outubro de 2018 17:06

          Então, foi coragem ou burrice?

  2. maso 15 de outubro de 2018 15:51

    É possível que as após as eleições as coisas piorem.

  3. Martins P. 21 de outubro de 2018 20:09

    Vixe! Esse vídeo é antigo pra caramba, é de maio de 2016. Para o Inspetor Jorge Fontenelle, o cidadão levando o esculacho, esse vídeo foi ótimo. Ele ficou famosinho e este até se candidatou a deputado federal. Mas não foi eleito, obteve míseros 8.419 votos. Porém ele deve estar bem sossegado. Se o Bolsonaro for eleito, certamente o Inspetor Fontenelle vai conseguir alguma boquinha pra aumentar seu salário.

    • Bahr-Baridades 21 de outubro de 2018 21:39

      A época do vídeo é totalmente irrelevante. Serve apenas para ilustrar a matéria que fala de belicismo – como se vê nas notícias do dia-a-dia, cada vez mais acirrado. Várias outras ilustrações e vídeos aqui utilizados são meramente ilustrativos.

  4. Adolfo Musso 22 de outubro de 2018 11:11

    Os agressores do nosso companheiro que ostenta garbosamente a foto de nosso grande irmão Jair Bolsonaro já devem estar bem atentos com o que pode lhes acontecer a partir de primeiro de janeiro de 2019. Bolsonaro certamente foi escolhido por Deus, desde seu batizado no rio Jordão, em Israel, para colocar nosso querido país no caminho certo, o caminho da direita. O apoio do Bispo Edir Macedo é a prova de que Bolsonaro é a luz que o Brasil precisava e agora surgiu. Nosso grande líder ontem mandou um recado direto a gente como aqueles covardes detratores do sr. Fontenele. Disse Bolsonaro: “vamos varrer do mapa esses bandidos vermelhos do país”. Não vejo a hora de chegar primeiro de janeiro. Obrigado, sr. Júlio, por trazer aos seus leitores esse exemplo da violência e da intransigência de esquerdistas.

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.