Haddad bate o ponto em Curitiba

– Bom dia presidente, Trago más notíc….
– Trouxe a 51, Radadi?
– Está aqui, presidente.
– Me dá um copo, porra!
Pausa, enquanto o chefão entorna o copo.
– Pois é, presidente, desta vez não deu!
– Eu falei, eu falei, cês não me escutaram! Cês deviam ter acabado com o Boçonaro em Juiz de Fora. O cara da faca era ruim de manejo, hein? Agora a gente tem de aguentar esse porra quatro anos.
Pausa.
– E vocês vem me tirar dessa porra em janeiro?
– Agora acho difícil, presidente. Nós perdemos muito pessoal.
– Então chama o Zé Dirceu, porra.
– Ele está preso, presidente!
– Chama o Lindberg. Chama o Suplicy…
– Eles não foram reeleitos, presidente!
– Então fala pra dilma sar um jeito…
– Ela está fora. Perdeu em Minas.
Silêncio.
– Me dá outro copo da 51…
– Aqui está, presidente!
– E a Gleisi? Ela sabe mexer os pauzinhos…
– Fora de combate: teve uma crise nervosa e está chorando até agora, presidente!
– Fala com a Vanessa. Ela tem bocão para reclamar!
– Também perdeu, presidente!
– Radadi, manda um ofício pra Fátima Bezerro lá em Roraima. Ela pode ajudar.
– Difícil, presidente. Ela não consegue ler o que está escrito… e é em Natal, não é Roraima.
– E a nossa militância?
– Sumiram das ruas, presidente! Já não estão mais usando as camisas vermelhas. Nem gritando palavras de ordem.
– O Maduro ligou?
– Sim, mas foi para desejar sucesso ao Bolsonaro!
– Porra, Radadi, me dá outro gole. E o que vai ser agora?
– Acho que nada, presidente. Daqui para frente o senhor precisa ter bom comportamento, senão o Bolsonaro dá um jeito de mandá-lo para a Papuda. Em isolamento. Sem direito à 51…
– Porra, Radadi! O que eu faço? O que eu faço?

Sem categoria

5 comentários sobre “Haddad bate o ponto em Curitiba

  1. Adolfo Musso 29 de outubro de 2018 10:42

    É isso aí. O nosso presidente de mão forte precisa prender o Haddad, o Suplicy, a Dilma, todos os petistas que podem atrapalhar a adoção das novas medidas econômicas do novo governo. E petista que não quiser ser preso que caia fora do país. E a primeira coisa que Bolsonaro precisa fazer é acabar com essa farra nas aposentadorias que está provocando déficit gigantesco nas contas públicas. Aliás, o presidente Bolsonaro deveria para de cobrar INSS das empresas. Quem tem que recolher dinheiro pro INSS é o empregado, se ele quiser se aposentar pelo INSS. Empresa não se aposenta, então pra que ficar pagando previdência, não é mesmo? O ministro Paulo Guedes deve fazer igual no Chile onde o governo não tem um centavo de déficit na previdência. Aliás, o ministro Paulo Guedes (pra mim já é ministro e não futuro ministro) vai zerar o déficit público já no ano que vem. Maravilha! Tem muito dinheiro desperdiçado no SUS, na saúde e na educação. Pode cortar tudo pela metade. Nas universidades federais, como já foi anunciado pelo novo governo, estudante vai ter de pagar. Maravilha! Força, grande presidente e nosso grande irmão Bolsonaro, um Brasil só pra quem merece. Anauê!

  2. maso 29 de outubro de 2018 12:22

    Três doses de 51 ou 17 X 3= 51.

    • Bahr-Baridades 29 de outubro de 2018 15:40

      Kakakaka

    • Adolfo Musso 30 de outubro de 2018 0:06

      Obrigado pelo seu comentário jocoso. Você é gênio, amigão. Demorei um pouco para entender sua joke porque sou péssimo em matemática, parei na tabuada do dois.

  3. Passig 30 de outubro de 2018 8:24

    Muito bom, vou compartilhar…

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.