15,2 milhões vivem abaixo da linha da extrema pobreza

Segundo o IBGE, dados mostram que em 2017 uma triste consequência da crise econômica provocada pelo Partido dos Trabalhadores, foi o aumento do número de cidadãos em situação de pobreza e de extrema pobreza. Um caminho inverso ao trilhado por outros países, inclusive na América Latina.

Sem categoria

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.