Mês: dezembro 2012

 

Thug Life Rihanna

Neste Natal a cantora Rihanna postou uma foto do que seria mais um indício de seu reconciliamento com seu ex, que a agrediu em 2009. Na foto abaixo ela colocou a legenda “Thug life”.

Esta expressão, que hoje significa “Vida bandida”, vem da palavra “Thug”, uma gíria para bandido ou malandro, de acordo com o dicionário. O rapper Tupac começou a usar essa expressão depois que ele e seus amigos passaram a ser chamados de “Thugs” pela vizinhança.

Apesar de em um modo geral ter esse sentido, para o rapper, “Thug Life” tem outro significado, como mostra o vídeo abaixo:

Comente aqui
 

Três significados para Gingerbread

Quando chega o Natal tem algo que os americanos veem muito: o tal do gingerbread.

Esse ano estou vendo cada vez mais esses biscoitinhos doces de canela e super decorados  nos supermercados e padarias como presentes de Natal. Ele ficou famoso ao aparecer no filme Shrek. Mas existem outros significados para essa palavra. Um é que gingerbread pode ser uma versão de sistemas android que eh um sistema operacional para celulares feito pela google e gingerbread é a versão 2.3. Outro significado é do inglês britânico: Gingerbread é uma organização que ajuda pais solteiros e seus filhos.

Abaixo cena do filme Shrek 1 quando o gingerbread é torturado:

Comente aqui
 

Abreviações usadas em mensagens de celular

O uso de mensagens de celulares (text messages/SMS) geralmente é diferente de um email ou carta, pois precisa ser bem curto e para isso as pessoas tendem a usar abreviações, números e símbolos no lugar de palavras. Abaixo alguns mais comuns:

R: are

U: you

2: too, to

4: for

Y: why

&: and

@: at

#: number

CHK: check

PLS: please

KNO: know

MSG: message

BCZ: because

L8: late

 

Comente aqui


Fanboy / fangirl

No meu post sobre vocabulários do filme “O Hobbit”, alguns fãs me criticaram e se mostraram muito bravos com o fato de eu ter escrito que “parece uma cópia” do Senhor dos Anéis. Não queria ofender, sei que ele conta uma história que aconteceu antes da história do filme Senhor dos Anéis, o que fica muuuuuito óbvio se você assistir ao filme, mas achei muito igualzinho mesmo e só escrevi isso, sem dizer se gostei ou não do mesmo. Nem crítica fiz! Pronto! Bastou para ter gente quase me xingando dizendo “O trabalho de Peter jackson é simplimente incrivel, mas pra quem entende ou que se informa do que vê no cinema, não pra leigos que vão ao cinema e nem se quer sabem o porque do que viram ou que tecnologia foi emprega”.  Então tive que me defender: no início do ano fiz a disciplina de Televisão, Memória e História, no mestrado em Comunicação Visual da UEL e esse semestre acabei de terminar a disciplina Imagem e Cultura Midiática, que tem praticamente tudo sobre cinema. Vou muito ao cinema e considero bons filmes “Irreversível, Pi”, ou qualquer filme do Ingmar Bergman (O sétimo selo, persona, etc). Para mim isso é cinema.

Foi então que o leitor Ben Dover sugeriu a palavra “fanboy” como novo post.

Pois bem, aqu iestá a definição em inglês, do site urbandictionary, que sugiro muito para quando as pessoas tiverem dúvidas sobre gírias: “An extreme fan or follower of a particular medium or concept, whether it be sports, television, film directors, video games (the most common usage), etc. Known for a complete lack of objectivity in relation to their preferred focus. Usually argue with circular logic that they refuse to acknowledge. Arguments or debates with such are usually futile. Every flaw is spun into semi-virtues and everything else, blown to comedic, complimentary proportions. Insult/chastise others for using public forums to express an objective opinion, no matter how constructive or, respectful it may be.”

Agora a definição em português (wikipedia):  “é um termo usado em muitos fóruns para definir uma pessoa que não é só um fã de alguma coisa, mas é obcecada por ela e defende fortemente sua opinião ao respeito do assunto. Ignorando, quase sempre, a opinião alheia, sem estar, muitas vezes, aberto a novas ideias. Por achar que o que ama é melhor e muitas vezes atacar os que não concordam, eles são mal vistos por isso.”

1 Comentário
 

Do filme “O Hobbit”

Ontem assisti no cinema esse filme “O Hobbit” que mais parece uma cópia do “Senhor dos Anéis” em tudo. Enfim, há uma cena em que um dos personagens, não me recordo se foi Gandalf ou um dos anões (dwarf) pega uma espada encontrada numa caverna e diz “They were forged by…”

O verbo “forge”  tem algumas traduções. No caso desta cena está correto, já que forjar significa criar, dar forma. Outras traduções possíveis são falsificar (“Do you buy forged products?” – Você compra produtos falsificados?), criar laços ou ligações, ou usando “forge ahead” seria tomar a dianteira.

Outra expressão que achei interessante foi quando Frodo disse ao bolseiro que ele estava “becoming odd”. A palavra “odd” pode significar ímpar, números ímpares, exceção (the odd one out), no inglês britânico pode ser algo esporádico, ou como no exemplo do filme, estranho.

Sem categoria
18 Comentários


Presente perfeito x Passado simples

Estou lendo o livro “The Diary of a Young girl”, que era o diário da adolescente judia Anne Frank, escrito pela mesma entre 1942 e 1944. O diário foi entregue para seu pai depois de confirmada sua morte e virou um ícone mundial. O que achei interessante mencionar nas primeiras páginas é que vi um exemplo claro da diferença entre “Simple Past” e “Present Perfect”

Primeiro a explicação básica:

“Simple Past”, ou passado simples, é uma ação em um determinado momento no passado. Ex. “I visited my friend on Friday” (Eu visitei minha amiga na sexta).

“Present Perfect”, ou presente perfeito, é quando há uma ação no passado que já acabou mas não se diz quando ou não se sabe quando aconteceu – Ex. “I’ve already met her” (Eu já conheci ela) – ou algo que começou em determinado ponto no passado mas ainda não acabou, ou seja, uma ação que se estende desde o passado até agora. Ex. “I haven’t had a moment to write to you until now” (Não tive tempo de escrever para você até agora)

Este último exemplo é a primeira frase da foto abaixo. Na frase seguinte já houve uma mudança de tempo verbal para o “simple past” porque ela diz quando aconteceu: “I was with friends all day on Thursday” (eu estive com meus amigos o dia todo na quinta).  Depois: Harry and I have got to know each other well in a week, and he has told me a lot about his life” (Harry e eu nos conhecemos muito bem em uma semana e ele tem me dito muito coisa sobre sua vida) – mesma situação: a semana ainda não acabou “in a week” seria nesta semana.


Comente aqui