(Gramática) Grammar



Qual a diferença: I wish you were X I wish you would

Antes de falar sobre a diferença de usar “I wish you were” e “I wish you would” acho importante friar a diferença entre WISH e HOPE
1) WISH: desejo, sonho, desejar, sonhar, querer algo que você acha difícil de acontecer
2) HOPE: esperança, confiança, expectativa, esperar, ter esperança de que aconteça algo.
Basicamente o HOPE usamos quando acreditamos que algo vá acontecer ou tem grandes chances de acontecer e WISH quando acreditamos que algo é muito difícil de acontecer mas temos esse sonho, esse desejo.

Quando usamos HOPE podemos usar algo no futuro ou presente. Ex. “I hope it doesn’t rain tomorrow” (Espero que não chova amanhã) = “I hope it won’t rain tomorrow” (Espero que não chova amanhã)

Quando usamos WISH é um pouquinho mais complicado:
a. Para falar de um WISH (desejo, sonho) para o presente ou futuro usamos o PASSADO. Ex. “I wish you weren’t leaving” (Eu queria que você não estivesse partindo) – quer dizer que a pessoa está partindo, mas meu desejo é que ela não partisse. Ex2. “I wish I had a car” (Eu queria ter um carro) – eu queria ter, mas não tenho. Ex3. “I wish you were my sister” (Eu queria que você fosse minha irmã) – é um sonho, não tem como você ser minha irmã.
b. Para falar que você gostaria que uma situação MUDE, usa WOULD depois do WISH e não o passado. Ex. “I wish it would stop raining” (eu queria que parasse de chover) – quer dizer que eu tenho a esperança que o tempo mude e que pare de chover. Ex2. “I wish you wouldn’t make such a mess” (Eu queria que você não fizesse tanta bagunça) – eu quero que você mude de atitude. Ex3. “I wish you would arrive earlier” (Eu queria que você chegasse mais cedo) – quero que da próxima vez você chegue mais cedo, quero essa mudança.
c. Quando vou falar de um desejo ou um sonho passado, uso o HAD + PARTICIPLE. Ex. “I wish I hadn’t eaten so much” (Eu queria não ter comido tanto) – eu comi muito mas queria não ter comido tanto.

FONTE: Advanced Language Practice – Michael Vince – livro de gramática usado em cursos preparativos para testes como CAE – Cambridge Advanced Examination.

2 Comentários


At the window x in the window

Preposição é algo que realmente confunde muita gente quando se trata do inglês, principalmente quando falamos de AT, IN, ON.
Isso porque há muitas exceções.
Vou passar uma regra GERAL sobre quando usar AT, IN, ON quando for falar de lugar.
“I’m in the pool” (Estou na piscina)
“I’m on the beach” (Estou na praia)
“I’m at school” (Estou na escola)

Como pode ver, nessas três frases AT, IN, ON tiveram a mesma tradução = NA
Qualquer um desses três pode significar no, na, em.
Mas então quando usá-los com relação à lugar?
Se a tradução pode ser a mesma, o que vai mudar então é o SENTIDO. IN no sentido de dentro. ON em cima, em contato com a superfície. AT sentido geral. Ou seja, “in the pool” porque quando quando você está na piscina só pode estar dentro, pois você não é Deus para estar flutuando na piscina. Da mesma forma dirá que está “in the class” (na sala), “in the car” (no carro), “in the kitchen”(na cozinha) pois só pode estar dentro desses lugares. In Maringá, In Paraná, In Brazil (em Maringá, no Paraná, no Brasil) pois está dentro do perímetro que pertence à essa cidade, estado, país.
Dirá então que está “on the beach” (na praia) porque está em cima da areia, “on the street” (na rua) porque está em cima da rua, “on the farm” (porque está no campo aberto, em cima da fazenda”, “on the floor” (no chão) porque está em cima. Pode dizer que mora “on Brazil avenue” (na avenida Brasil) porque mora em cima desta rua. Mas diz que mora “at 310 Brazil avenue” porque o endereço (localização com número) é algo abstrato, criado pelo homem, não é a localização exata, em contato com uma super;icil ou dentro dela, é um número imaginário criado pelo homem para inventar uma localização.
“At school” (Na escola) porque escola, casa, shopping, trabalho, igreja, banco e qualquer outra construção que tenha mais de um cômodo você sempre fala no sentido geral, pois pode estar em qualquer lugar desse local. Pode estar na garagem, na entrada, no jardim, no banheiro, da sala, na recepção, etc. Da mesma forma diz que está “at the window” (na janela) quando está sentado perto da janela ou debruçado nela, não sentado em cima da janela. Diz que está “at the beach” quando quer dizer que está em Camboriú ou qualquer outra cidade de praia mas não necessariamente está em cima da areia. Diz que está “at the traffic lights” (no semáforo) quando está perto do semáforo e não em cima dele nem dentro do mesmo. Diz que tem uma pessoa “at the door” pois tem uma pessoa perto da porta e não colada na porta como se fosse um adesivo nem dentro na mesma.

Então “at the door” seria “na janela” quando você está perto da janela ou debruçado, com os braços apoiados na mesma. “In the window” seria “na vitrine”, pois está “do lado de dentro da janela” ou seja, lá dentro na vitrine. Viu só como o uso errado de uma preposição muda totalmente o sentido da frase?
AT the window = na janela
IN the window = na vitrine

2 Comentários


Past perfect X Past perfect continuous

Estou lecionando Past Perfect e Past Perfect continuous para uma turma e eles estavam com bastante dúvidas que acho que são pertinentes esclarecer para todos que também confunde muito os dois.

Primeiro vou esclarecer o que é cada um e depois dizer a diferença entre os dois.

1) PAST PERFECT (HAD + PARTICIPLE): Usamos quando temos 2 ações no passado e a ação com o “past perfect” é SEMPRE a ação que aconteceu antes da outra ação. Seria um “duplo passado”. Ex. When he arrived I had already left (Quando ele chegou – SIMPLE PAST – eu já tinha saído – PAST PERFCT – primeiro eu saí, depois ele chegou) ex2. By the time I got to the station the train had left (quando ele cheguei na estação o trem tinha saído) ex3. I didn’t know who she was. I’d never seen her before (Eu não sabia quem ela era. Eu nunca a tinha visto antes – antes daquele momento no passado)

2) PAST PERFECT CONTINUOUS (HAD BEEN + VERB-ING): Usamos pra dizer que algo começou a acontecer num passado anterior a outro evento/ação, continuou acontecendo e parou LOGO antes desse outro passado OU continuou a acontecer até ocorrer essa outra ação no passado. Ex. “The sun was shinning, but the ground was wet. It had been raining” (O sol estava brilhando mas o chão estava molhado, tinha chovido) – quer dizer que estava chovendo por um período e parou de chover um pouco antes de eu olhar e ver o sol brilhando, pois a grama ainda estava molhada. Ou seja, algo que estava acontecendo por um tempo e parou um pouquinho antes da outra ação no passado (o sol estava brilhando). Ex2. “At last the bus came. I had been waiting for 20 minutes.” (Finalmente o ônibus veio. Eu estava esperando fazia 20 minutos) – Ou seja, a ação estava acontecendo por um certo período (eu estava esperando) e parou de acontecer quando a outra ação no passado aconteceu (o ônibus veio)

FONTES: English Grammar in Use (Raymond Murphy), Advanced Language Practice (Michael Vince)

Pra resumir, past perfect é uma ação anterior a outra ação no passado. Past Perfect continuous é uma ação no passado que acabou um pouco antes de outra ação no passado acontecer OU que estava acontecendo e foi interrompida por essa outra ação no passado.

7 Comentários


Neither X either X none

“Neither”, “either” e “none” podem ter a mesma tradução: nenhum (a). Mas qual a diferença?

NEITHER é usado quando estamos falando de duas coisas ou pessoas.
Ex1. “Neither of my parents speaks English (nenhum dos meus pais fala inglês).
Ex2. “Which flavor do you prefer strawberry or chocolate? Neither” (Qual sabor você prefere morango ou chocolate? Nenhum).

NONE é quando há mais de duas coisas ou pessoas.
Ex1. “None of my friends speaks English” (Nenhum dos meus amigos fala inglês)
Ex2. “Which flavor do you prefer strawberry, chocolate, vanilla ou lemon? None” (Qual sabor você prefere morango, chocolate, baunilha ou limão? Nenhum).

EITHER é usado quando estamos falando de duas coisas ou pessoas. No entanto, pode significar QUALQUER ou NENHUM. Vai significar “qualquer” quando a frase for na afirmativa e “nenhum” quando a frase for na negativa.
Ex1. “Which flavor do you prefer strawberry or chocolate? Either” (Qual sabor você prefere morango ou chocolate? Qualquer um)
Ex2. “Which flavor do you prefer strawberry or chocolate? I don’t want either. I prefer vanilla” (Qual sabor você prefere morango ou chocolate? Eu não quero nenhum. Eu prefiro baunilha)

ESSE VÍDEO É ÓTIMO PARA EXEMPLIFICAR MELHOR:

3 Comentários


Quando usar In the front x at the front x on the front

Preposição. Sempre digo que é o calcanhar de Aquiles dos estudantes e também dos nativos da língua inglesa.
At, IN, ON são os que mais se confundem.
A tradução é a mesma: qualquer um deles pode significar no, na, em.
O SENTIDO (e não a tradução) é que se diferem.

IN THE FRONT/BACK OF A CAR – na frente/atrás no carro. Quando você vai sentar na frente ou atrás no carro usa IN, pois o sentido é que difere essas três preposições (AT, IN, ON) e o sentido aqui é de estar sentado na frente ou atrás DENTRO do carro. A referência aqui é o carro e você está dentro do mesmo. Se fosse falar que sentaria no assento da frente ou de trás diria “ON THE FRONT/BACK SEAT” pois a referência nesta segunda frase é o assento/banco e você senta em cima do mesmo.

AT THE FRONT/BACK OF A BUILDING, THEATER, HOUSE, GROUP OF PEOPLE. Na frente/atrás no prédio, casa, grupo de pessoas, etc. Atrás não especifica exatamente aonde, ou seja, tem um sentido mais geral. Ex. “The garden is at the back of the house” (o jardim fica nos fundos da casa). Ex2: “When we go to the movies we always sit at the front” (Quando vamos ao cinema sempre sentamos na frente – em qualquer lugar – não especificado). No entanto, se você vai dizer em qual fileira vai sentar, usa IN. Ex. “When we go to the movies we always sit in the front row” (Quando vamos ao cinema sempre sentamos na fileira da frente – num acento dentro desta fileira – mais específico)

ON THE FRONT/BACK OF A LETTER/PAPER. Quando vai falar que está no papel, ou seja, em cima da superfície do mesmo, usa ON. Ex. “I wrote the date on the back of the picture” (Eu escrevi a data atrás da foto). Ex2. “Write your name on the front of the paper” (Escreva seu nome na frente do papel).

2 Comentários


Other X another X others

Fui perguntada por um amigo a diferença entre OTHER e ANOTHER.
Primeiro vou falar sobre a regra geral:
1) ANOTHER – significa outro ou outra. É a junção da palavra AN (um, uma) + OTHER (outro, outra). Ou seja, SEMPRE é usado com palavras no SINGULAR. Ex. “Would you like another glass of water?” (Você gostaria de outro copo de água?) – SINGULAR. Pode ser usado antes de um substantivo ou sem.
2) OTHER – significa outro ou outra, outros ou outras. Pode ser usado com palavras no plural ex. “Do you have other kinds of soda?” (Você tem outros tipos de refrigerante?)

* O problema é quando OTHER é usado no singular. Neste caso é usado após o uso de THE, pronome possessivo (his, her, my, your, our, its, their) any (qualquer). Ex. “I prefer the other T-shirt” (Eu prefiro a outra camiseta – uma camiseta específica) x “I prefer another T-shirt” (Eu prefiro outra camiseta – qualquer outra, sem especificar qual).

* Outro problema é saber diferenciar other e others, quando ambas palavras são usadas se referindo ao plural. Neste caso usamos OTHER antes de palavras no plural (substantivos). Ex. “Do you have other options?” (Você tem outras opções? – OPTIONS está no plural e é o substantivo seguinte ao adjetivo “other”) Enquanto que OTHERS não há uma palavra no plural após, ou seja, OTHERS já é o substantivo. Ex. “Do you have others?” (Você tem outros?)

Há outro blog com outra explicação bacana aqui.

Abaixo vídeo que pode ajudar na explicação:

Comente aqui


Os diferentes usos do “wish”

“Wish” como substantivo tem o significado de “desejo, vontade, anseio”. Como verbo pode ser “ter vontade de, desejar, querer”.
Saber o seu significado não é tão difícil, o mais complicado é saber usá-lo no tempo verbal correto de acordo com o que se pretende falar.

1) Quando for representar um sonho que você tem para para o futuro usamos o verbo no passado após “wish”. Ex. “I wish I had a car” (Eu queria ter um carro). Significa que não tenho agora mas é um sonho meu ter no futuro.
Muito cuidado pois apesar de no português usarmos os verbo no infinitivo após o “queria, desejaria, tenho vontade de” no inglês o verbo vem no passado simples, mesmo se tratando de um sonho futuro.

2) Quando você quer que alguém ou algo mude usa “would” após o wish. Ex. “I wish it would stop raining” (Eu queria que parasse de chover)

3) Referente a sonhos no passado, ou seja, algo que já aconteceu, que não tem como mudar mas você gostaria que tivesse sido diferente, usamos “had/hadn’t + particípio”. Ex. “I wish I hadn’t eaten so much!” (Eu queria não ter comido tanto). Neste caso, no lugar de “wish” posso usar também “if only” (Se ao menos). Ex. “If only I hadn’t eaten so much!” (Se ao menos eu não tivesse comido tanto!)

2 Comentários


Student book X Student’s book

Esta semana o leitor Lucas Blanco me perguntou: “Gostaria de saber a diferença, quanto ao uso, de ‘Student Book’ e ‘Student’s Book’. Vejo as duas formas em livros por aí”.

Eu já tinha visto também mas sabe que nunca me ocorreu em pensar o motivo dessas variantes? Muito boa pergunta. Tinha uma ideia mas para não falar besteira resolvi pesquisar. Primeiro perguntei a alguns amigos americanos. Nenhum soube me dizer a resposta. Então resolvi procurar nas minhas duas gramáticas: Advanced Language Practice (Michael Vince) e English Grammar in Use (Raymond Murphy). A melhor resposta que encontrei está abaixo mas se caso alguém tenha alguma outra resposta mais concreta será muito bem vinda:

Student’s book – a forma mais comum e fácil de entender: o apóstrofo significa posse. A tradução então seria “livro DO estudante”. Vale a pena ressaltar que o uso do apóstrofo para indicar posse é geralmente usado para pessoas e animais. Portanto, para dizer “perna da cadeira” dizemos “leg of the chair” e não chair’s leg. Para coisas e ideias o normal é usar “… of….” Exceção seria para organizações (ambos estão corretos: the company’s success “ou” the success of the company), lugares (the city’s streets) e expressões de tempo (yesterday’s newspaper; three weeks’ holiday)

Student book – podemos usar dois substantivos juntos para significar uma única coisa, ideia, pessoa, etc. Ex. Tennis ball – uma bola usada para jogar tênis. No caso da expressão “Student Book” a mesma quer dizer – livro usado por estudantes. O mesmo ocorre com profissões. Ex. “Laboratory managers” – dois substantivos juntos querendo dizer uma única coisa: gerentes de laboratório. A palavra laboratory, apesar de ser um substantivo, serve como função de adjetivo, por isso não está no plural (adjetivos em inglês são sempre no singular) como a palavra managers, que serve como substantivo. Então se eu quiser dizer “livros de estudantes” posso dizer “student books”. Lembrando que isso não quer dizer posse, ou seja, não são livros DOS estudantes, mas sim livros usados POR estudantes.

1 Comentário


Last week x in the last week

Muitas pessoas não sabem, mas há uma diferença entre os dois:

Last week – semana passada
Last year – ano passado
Last month – mês passado
* Quando usamos essas expressões “last week/year/month, etc” usamos o passado simples. Ex: “I went to the movies twice last month” (Eu fui ao cinema duas vezes mês passado).
* Usamos o passado simples pois as expressão “last month” se refere ao mês passado, que já acabou e o passado simples é usado para falar de um determinado momento no passado, como no exemplo dado.

IN the last week – na última semana
In the last month – no último mês
In the last year – no último ano
* Quando usamos essas expressões “IN THE last week/month/year, etc” usamos o presente perfeito. Ex. “I’ve been to the movies twice in the last month” (Eu fui ao cinema duas vezes neste último mês)
* Usamos o presente perfeito nesses casos porque a expressão “no último mês/ano/semana” quer dizer que ainda não acabou, ou seja, neste último mês até hoje e o present perfect (have/has + particípio) é usado quando uma ação começou no passado mas ainda não acabou.

Comente aqui


I will X I’m going to

Muita gente me pergunta quando usar “will” e quando usar “going to” para se referir ao futuro. Não é tão simples de explicar, mas vou tentar:

COM RELAÇÃO AO TEMPO DE TOMADA DE DECISÃO DE UMA AÇÃO:

– Quando se toma uma decisão sobre algo que vai fazer imediatamente, usa “will” (decisão imediata). Ex. está quente aqui. Vou ligar o ar condicionado. “It’s hot here. I’ll turn on the air conditioning”.

– Quando a decisão foi tomada antes, ou seja, algo planejado, usa-se “going to”. Ex. Vou viajar para os Estados Unidos em janeiro. “I’m going to travel to the US in January”.

 

COM RELAÇÃO A UMA PREVISÃO:

– Geralmente, quando usa “eu acho, provavelmente, etc” usa “Will”. Para previsão, opinião. Ex. Eu acho que vai chover. “I think it will rain”.

– Baseado em evidências, a previsão pode ser usada com  “going to”. Ex. Olhe para essas nuvens escuras, vai chover. “Look at those black clouds. It’s going to rain”.

 

2 Comentários