Servidores conquistam reposição da inflação e greve está próxima do fim

Depois de quatro dias de greve e de uma sexta-feira com várias rodadas de negociação, enfim, os servidores municipais de Maringá conquistaram a única reivindicação pela qual deflagraram greve: a reposição da inflação de 11,08%.

A Prefeitura aceitou a proposta elaborada pelo Sindicato dos Servidores Municipais de Maringá (Sismmar), pela Comissão de Organização da Greve (eleita em assembleia), pela Associação dos Funcionários Municipais de Maringá (AFMM) e por vereadores. Essa proposta foi elaborada pela manhã e entregue à administração no início da tarde. Com essa novidade, a greve está a um passo do fim.

Em assembleia realizada depois das 20 horas, na praça do Paço Municipal, a categoria aceitou o pagamento de 4% de imediato e do restante dos 11,08% parcelados em cinco vezes, nos meses de agosto, setembro, outubro, novembro e dezembro – conforme garantia dada pela administração.

A assembleia também autorizou a Comissão de Organização da Greve a acertar os detalhes de dois itens pendentes: como o pagamento do retroativo condicionado à arrecadação do município e a forma como os dias parados serão repostos. Segundo a presidente do Sismmar, Iraídes Baptistoni, esses detalhes serão acertados em nova mesa de negociação a ser realizada neste sábado, às 19 horas, no Paço Municipal. Leia mais detalhes aqui.

Nova assembleia
Para este domingo, o Sismmar já está convocando (e conta com isso com o apoio da imprensa) nova assembleia geral, às 8h30, na Câmara Municipal. Será essa assembleia que votará pelo fim da greve. Na sequência, por volta das 9 horas, os vereadores realizarão sessão extraordinária para aprovar o reajuste salarial da categoria.

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.