Viagem & Aventura



Londrina – Nova York por apenas R$ 1.233; e Joinville – Miami por R$ 613 mais taxas

Os caríssimos viciados em café devem ter notado que o Café com Jornalista está meio parado. Mas vai voltar mais forte, em breve. A pausa, no entanto, precisa ser interrompida por esta promoção daquelas difíceis de acreditar. Que tal Londrina a Miami ou a Nova York ou a Orlando por R$ 1.233 mais taxas? A promoção, da Delta, é confirmada por sites como Submarino Viagens e Decolar. Confira aqui a tabela promocional.

Na promoção anunciada pelo Melhores Destinos, nesta sexta-feira (10) à noite, a partida mais em conta é do Aeroporto de Joinville: ida e volta pela TAM ou LAN por R$ 613 (mais taxas). Com taxas, sai por R$ 980. O curioso é que partindo de São Paulo (onde há conexão no voo de Joinville) fica mais caro. Vale a pena conferir.

Miami (EUA)

Comente aqui


Imagens da Oktoberfest, em Blumenau

Coisa bonita essa Oktoberfest de Blumenau (SC), a maior festa de chope depois da de Munique. Vale a pena visitar esta que é considerada a maior festa alemã das Américas. Para quem não bebe, restam música, cultura e comidas típicas, além do vai e vem de moças bonitas.

A Oktoberfest 2014 vai de 8 a 26 de outubro.

Oktoberfest 1

Oktoberfest 4

Oktoberfest 2

Oktoberfest 3

Fotos de Divulgação.

Comente aqui


Hyperlapse: 4 minutos para se apaixonar por Dubai

Mais populosa cidade dos Emirados Árabes Unidos, Dubai é a prova de que o dinheiro do petróleo, quando bem investido, pode mudar radicalmente (para melhor) a cara de uma cidade e a qualidade de vida de seu povo. A Nova York do Oriente Médio, com arranha-céus que lembram a cidade norte-americana, esbanja elegância. É um daqueles destinos que o sujeito precisa conhecer antes de morrer.

Se você é um daqueles que, assim como o autor deste Café, não vê a hora de conhecer Dubai, há de apreciar ainda mais essa bela cidade depois de assistir a este vídeo, em Hyperlapse.

http://youtu.be/FO8FxEvNtBI

Mais hyperlapse no Café:
* Itália 

Hyperlapse é uma técnica de filmagem que utiliza uma série de capturas com foco em um mesmo ponto. Normalmente, trabalhos com essa técnica permitem um novo olhar do que já se conhece. Detalhe: dá para montar seu Hyperlapse a partir do Google Street View. Veja aqui.  

Comente aqui


Hyperlapse: 3 minutos de ótimas razões para visitar a Itália

Com a técnica de exposição Hyperlapse, Adam Shomsky – dono de um perfil pra lá de interessante no YouTube – mostra o que há de melhor na Itália sob nova ótica. O filme foi produzido durante visita de suas semanas do autor a alguns dos pontos turísticos mais famosos daquele país, como Veneza de Florença. Vale a pena conferir!

Comente aqui


Está estudando para concurso público? Então #FollownaMadruga @caocurseiro

É crescente o número de pessoas que abandonam seus empregos para se dedicar, em tempo integral, aos estudos. O objetivo dessa turma é passar em concursos públicos concorridos, que oferecem altos salários. Os chamados “concurseiros” chegam a dedicar mais de 5 horas por dia aos estudos.

Tanto esforço faz sentido. O salário para jornalista concursado do Senado Federal (de acordo com o último edital), por exemplo, é de impressionantes R$ 18 mil . Enquanto isso, repórter de jornal impresso no Paraná, mesmo que faça um ótimo trabalho, dificilmente ganha mais de R$ 3,5 mil.

Para essa turma que busca estabilidade no serviço público, e tem de ralar muito nos estudos para chegar lá, um bom perfil a ser seguido no Twitter é o @caocurseiro, que costuma informar seus seguidores sobre novos editais. E tem mais, o Cão Curseiro ainda traz dicas de cursos específicos para alguns concursos e, de forma bem humorada, tuíta mensagens de incentivo para os concurseiros. Por isso o #FollowdaMadruga desta madrugada vai para ele!

 

Comente aqui


Intercambistas da Austrália, Argentina e Uruguai visitam região de Maringá

Dois times do Intercâmbio de Grupo de Estudos (IGE), patrocinado pela Fundação Rotária, estão conhecendo a região noroeste do Paraná, que corresponde ao distrito 4630 do Rotary International. Um dos times é formado por cinco australianas e o outro tem membros da Argentina e do Uruguai.

Australianas em reunião em Rotary Club de Campo Mourão

Ambos os times, que estão tendo a oportunidade de conhecer várias cidades da região, estarão em Maringá a partir do fim de semana para participar da Conferência Distrital do Rotary. No evento, também estarão presentes o time de IGE do Brasil que esteve recentemente na Austrália e também o grupo de intercambistas daqui que viajará para o Uruguai e Argentina em maio.

No IGE, cada membro tem a oportunidade de fazer visitas técnicas em sua área de atuação profissional. Além disso, sendo os hospedados em casa de rotarianos, os membros do intercâmbio acabam conhecendo a fundo os costumes e o estilo de vida da região anfitriã. De quebra, os intercambistas têm a oportunidade de visitar o que a região tem de melhor para oferecer.

Austrália
No Estado da Austrália Ocidental, o time de IGE do qual o autor deste café fez parte, conheceu a capital Perth e várias outras cidades, como a histórica Fremantle; a cidade do ouro na Austrália, Kalgoorlie; e Esperance e suas magníficas praias de areia branca. Um pouco dessa experiência foi compartilhada no blog do grupo. Para conferir, clique aqui!

 

Comente aqui
 

Viajar a partir do aeroporto de Maringá pode sair quase 300% mais caro

No feriado prolongado da Proclamação da República, em 15 de novembro, muitos vão aproveitar para pegar a estrada. Quem optar pelo transporte aéreo, no entanto, precisa ficar atendo à variação do preço das passagens – que pode sair quase 300% mais caro, dependendo do aeroporto escolhido para a partida.

Levantamento feito pelo Café com Jornalista, junto a uma das empresas líderes na venda de bilhetes aéreos pela internet, revela que viajar a partir do Aeroporto Silvio Name Júnior, em Maringá, sai quase sempre mais caro do que partir do Aeroporto Governador José Richa, em Londrina, ou de aeroportos de São Paulo. A tabela comparativa leva em conta 13 destinos nacionais e internacionais, com partida em 15 de novembro e retorno no dia 18 do mesmo mês.

Clique aqui para ver a tabela de preços ampliada.

Para passagens compradas hoje (19), pegar um voo de Maringá  a Florianópolis no feriadão – exceto em caso de tarifa promocional –  não sai por menos de R$ 2.454. Partindo de Londrina, a economia seria de R$ 1.380. Com esse valor, dá para deixar o carro em estacionamento pago pelos quatro dias da viagem, encher o tanque de combustível, mandar lavar o automóvel… e ainda sobra dinheiro.

Na mesma cotação, a economia pode chegar a R$ 1.836, por adulto, se a partida for dos aeroportos de Guarulhos ou Congonhas, em São Paulo. Nesses casos, compensa fazer o trajeto à capital paulista de ônibus (por cerca de R$ 220, ida e volta) ou, ainda, fazer a compra das passagens separadamente, ao invés de comprar o trajeto todo numa mesma cotação.

“Às vezes sai mais em conta fazer duas compras. Uma de Maringá a São Paulo e outra de São Paulo ao destino final, ou ainda comprar as passagens de ida e volta separadamente “, explica o agente de viagens Willy Taguchi, proprietário da Limitur.

De qualquer forma, diz Taguchi, a melhor opção é pesquisar antes de comprar. Uma alternativa é fazer a pesquisa de preços (como esta, do Café) e, antes de fechar com o melhor valor encontrado, procurar uma agência de turismo com os dados em mãos. “Pode acontecer de a agência ter um pacote mais interessante para o mesmo destino ou também passagens com tarifas promocionais”, comenta.

O levantamento mostra também que, nem sempre, é mais barato viajar a partir de São Paulo. O voo de ida e volta para Brasília , nas datas pesquisadas, por exemplo, sai R$ 140 mais em conta partindo de Londrina do que da capital Paulista.

 

8 Comentários


DW revela rotas do Patrimônio Mundial na Alemanha

Em um excelente trabalho de infografia e compilação de curtas reportagens, a Deutsche Welle (DW) revela a seus leitores oito rotas que reúnem os 37 patrimônios da humanidade reconhecidos pela Unesco e situados na Alemanha. Clique aqui para ver!

A sugestão é fazer as oito rotas em oito semanas, mas com disposição para pegar a estrada, dá para fazer em menos tempo. Cada trajeto é apresentado em vídeos, fotos, textos e entrevistas.

Não posso palpitar sobre qual é melhor porque, quando morei na Alemanha, em 2006 – justamente para estagiar na DW –, tive a oportunidade de percorrer apenas parte da Rota 4. A viagem inclui a imponente cidade de Colônia e o magnífico vale do Reno.

De Colônia a Koblenz, pegando um Regional Express (RE – trem regional na Alemanha), que é barato se comparado ao trem-bala (ICE), dá para avistar boa parte dos castelos do médio Reno e seus vinhedos.  Não consta do infográfico, mas na região de Bonn (que também fica nessa rota), mais precisamente na cidadezinha de Königswinter, no topo de uma colina, fica o Castelo de Drachenburg. O melhor: há várias trilhas para caminhada até o topo.

Comente aqui


Murilo Battisti a caminho do Canadá

O jornalista Murilo Battisti, que trabalhou por 4 anos como repórter da CBN Maringá, parte nesta quinta-feira (3) para o Canadá. O colega de cobertura nas sessões da Câmara Municipal passará uma temporada em Vancouver, num intercâmbio de estudos de inglês e trabalho.

Bom para o jovem, natural de Tupassi; ruim para Maringá, que perde (ao menos por um tempo) um de seus melhores repórteres.

Murilo pegará um voo de Foz do Iguaçu para o Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro (Galeão), de onde partirá para Vancouver, com conexão em Houston, nos Estados Unidos. O jornalista prometeu contar suas primeiras impressões do Canadá para os frequentadores deste Café. Aguardem.

Comente aqui