ibam



Ibam divulga horário da nova prova do concurso da Câmara de Joinville

O Núcleo de Concursos do Ibam (Instituto Brasileiro de Administração Municipal) divulgou, nesta quarta-feira (29), o horário das provas do concurso da Câmara de Vereadores de Joinville que serão aplicadas novamente. O exame, marcado para 16 de março (um domingo), será realizado às 8h30, com abertura dos portões às 7h30.

 

 

Com duas horas de duração, a prova será aplicada apenas a candidatos às quatro vagas de jornalista e uma de relações públicas, com questões específicas de conhecimentos técnicos das respectivas áreas. Será vetada a participação de inscritos que não compareceram à primeira prova ou que tenham sidos excluídos do certame.

A decisão de refazer a prova de conhecimentos técnicos de Jornalismo e Relações Públicas foi tomada no último dia 24, após concurseiros denunciarem ao MP (Ministério Público) que parte o concurso da Câmara tinha conteúdo similar ou idêntico a questões usadas em outros concursos – contrariando contrato firmado entre Ibam e Câmara, que previa ineditismo as questões.

Leia mais no ND Online.

Comente aqui


Provas de jornalismo e relações públicas do concurso da Câmara de Joinville são anuladas

Por meio de nota, a Câmara de Vereadores de Joinville anunciou, na noite desta quinta-feira (23), que as provas de conhecimento específico para o cargos de jornalista e relações públicas, que eram compostas de 20 questões para cada cargo, foram anuladas. Ou seja, os candidatos terão de refazer a prova, em horário e local a ser definido, em 16 de março.

A Câmara reconheceu que as referidas provas do Instituto Brasileiro de Administração Municipal (Ibam) apresentavam questões similares a de outros concursos, conforme denúncias feitas por candidatos, desde a última segunda – um dia depois do concurso.

De acordo com a nota, o Ibam cumpriu com as exigências previstas em contrato, como no sigilo das informações, mas deixou a desejar no critério do ineditismo das questões do certame. “As bancas contratadas pelo IBAM firmam um termo de compromisso em que, entre outras coisas, se comprometem a elaborar questões inéditas, o que, nos casos ora mencionados, infelizmente não ocorreu”, menciona a nota.

Continue lendo…

1 Comentário