Mês: janeiro 2012



Anonymous again

A WWW continua, os anônimos continuam ameaçando o governo americano.

Dezenas de mensagens na Internet (email, youtube, …) ameaçam o governo americano depois que eles fecharam o site MegaUpload e outros sites filiados.

A acusação é que os opressores se apossaram de todos os dados pessoais contidos nos computadores apreendidos.

Se isto for verdade, realmente, uma opressão sem tamanho foi cometida. Comparada aos velhos tempos da ditadura militar que muitos brasileiros viveram.

Quero recomendar dois vídeos para nossos leitores.

– Uma mensagem dos anonymous que se dizem da América Latina, com 2.966.286 visualizações até a hora desta postagem (clique aqui).

– Uma iniciativa de alguns jovens maringaenses, muito legal de se assisitir. O Autor, que já faz mestrado na UEM, garante que pagou para usar o fundo musical.

 

Internet
Comente aqui


Não é só a Google que brinca, o Facebook também gosta de brincadeiras

A nova brincadeira das redes sociais está no facebook!

Entre o face e encontre o meu perfil ou outro qualquer:

a) comente o meu “status” digitando @[123:0] mas no lugar do 123 coloque os três últimos dígitos do fone
b) digite enter (publique o comentário) e aguarde um segundo

Você vera um nome, que segundo os brincalhões é o nome do chip do seu celular.

………………………….

Já descobri um pequeno “bug”: quando a trinca de números começa por zero a brincadeira não funciona @*[050:0]

7 Comentários


Venda de endereços de email será crime

O Ministério da Justiça e o Ministério Público consideram ilegal o comércio de dados pessoais como os endereços eletrônicos, mas não existe nenhuma lei para tratar do assunto. Então eu pergunto, o que regula qualquer tipo de comércio não são as leis? Se estiver dentro da lei é legal, senão é ilegal. Pois bem, segundo o promotor Leonardo Roscoe Bessa, isto é considerado uma ofensa e não um crime (fonte).

Crime ou não os spams são detestados por muitos e causam danos as linhas de comunicação do mundo inteiro. O volume de propagandas é muito alto, porém o Comitê Gestor da Internet no Brasil (cgi.br) alerta que o Brasil tem um grande número computadores infectados por códigos maliciosos que enviam mensagens não solicitadas.

Isto significa que neste momento, sua máquina pode estar fazendo disparando emails de propaganda para todos os seus amigos registrados, sem que você saiba.

Esta é uma técnica que os spamers utilizam para atingir um maior número de destinatários sem que o remetente seja o computador da própria empresa.

A forma comum é a criação ou compra de uma grande lista de emails que serão os destinatários, mas como conseguir um número significativo de endereços?

Os próprios usuários acabam proporcionando isto quando enviam um email para uma lista de amigos utilizando o campo “Para:” ou “CC”. Existem três campos para colocar os destinatários: Para, CC (Com Cópia) e CCO (Com Cópia Oculta).

Para evitar que todos aqueles que receberem a mensagem enxerguem o endereço do destinatário, utilize sempre o CCO, porque se sua mensagem for encaminhada, o endereço de todos os seus amigos ficarão visíveis e podem ser copiados.

Ainda segundo o CGI, o Brasil é o quarto colocado em transito de spams, ficando atrás da Índia, Vietnã e Paquistão.

Comente aqui


A derradeira guerra mundial é eletrônica

Na minha humilde opinião, as guerras são torpes e sempre foram iniciadas por motivos torpinhos, ou seja, pequenos motivos torpes que tomam proporções bélicas (ou deveríamos chamar félicas?).

Na tentativa de bloquear a pirataria que acontece pela internet, políticos do mundo todo estão tentando criar leis que de tão genéricas, podem incriminar cidadãos inocentes.

Ontem o maior site de upload e download foi fechado acusado de pirataria. O fechamento do “megaupload.com” causou comoção entre os internautas e um grupo conhecido como Anonymous (anônimos em inglês) promoveu uma série de ataques retaliando a ação do governo e assumiu que derrubou sites da justiça americana (Justice.org) e de associação de gravadoras de música e de cinema (riaa.com e mpaa.org) e até o site do FBI ficou comprometido durante a madrugada.

Aparentemente, quase 6000 pessoas se envolveram no contra-ataque e assumiram a autoria da invasão pelas contas no Twitter que é @YourAnonNews. O Anonymous retratou que seria uma resposta à altura do grande golpe que o FBI norte-americano aplicou sobre os usuários do MegaUpload. O caso é que o site não é utilizado somente para pirataria de filmes e músicas, mas sim para fins legais como científicos e sociais.

Na verdade, nenhum site foi invadido ou teve seus dados subtraídos. Em geral, os ativistas disparam uma série de pedidos de acesso e, esse volume faz com que o site fique lento, as vezes até para de funcionar para negar os pedidos. Programas que simulam pessoas pedindo acesso são utilizados para disparar uma metralhadora de pedidos, ai sim o site atacado fica mais perdido ainda.

GOVERNO x ATIVISTAS

Esta dupla se envolve em embates homéricos há tempos, e provavelmente ainda manterão essa relação democrática por muito tempo.

Diferentemente dos grupos ativistas ou terroristas conhecidos, o Anonymous não tem uma estrutura definida, sabe-se apenas que um núcleo central de pessoas, não necessariamente reunidas fisicamente, incentiva os cibernautas ao ataque, qualquer um pode se pode juntar.

Já sabemos que a grande rede adquiriu um poder muito grande, principalmente quanto à comunicação e distribuição de conhecimento. Muitos estão conhecendo um poder que até então duvidavam, o poder de ataque.

Preciso deixar claro que sou contra o terrorismo, vindo da forma que vier. Mas acho interessante as diversas formas de expressão, em especial, estas que a novas tecnologias proporcionam.

O paradoxo é que a indústria, que naturalmente visa lucro, está lutando contra a pirataria que diminui seus lucros. Porém, ao produzir tecnologia de ponta, fornece armas para os próprios piratas que as utilizam fortemente contra o lucro exacerbado!

REDES SOCIAIS

Os “amigos” das redes sociais estão sugerindo que todos os internautas entrem nesta luta e, simbolicamente, troque suas fotos do perfil pela imagem exibida neste artigo. Como sempre um movimento virtual ganha proporções iguais ou maiores que as passeatas. Aliás, está ficando comum os movimentos se iniciarem pelas redes sociais, para depois, tomarem proporções físicas.

O Internautas já chamam esta guerra de WWW, iniciais de World War Web, arrisco traduzir como Guerra Mundial na Teia, ou Guerra Mundial na Internet. Será que ela chegou?

3 Comentários


Bolinhas no deserto de Saara

Depois da Antártica que é um deserto frio, o deserto do Saara é o maior deserto quente do planeta, são 9.065.000 km² de superfície.

A surpresa é viajar de avião sobre esse deserto, ou navegar pelo Google Maps, e nos depararmos com visões inesperadas como a da foto abaixo, que nos lembram impressões em Braille.

Vista do Google Maps

Me fez lembrar o livro “Eram os deuses astronautas?”, escrito em 1968 pelo suíço Erich von Däniken. Nesta publicação o autor teoriza a possibilidade das civilizações mais antigas serem descendentes astronautas, extraterrestres… claro!

E repare que, chegando mais perto, ainda no Maps, enxergamos as bolinhas com mais nitidez, são círculos perfeitos com tom esverdeado.

Foto de Renato Chirici e uma visão ampliada do Google Maps

Bem, para resolver este mistério, um pouco de leitura e está tudo lá, registrado na Internet. Dentro do Saara está a Líbia, por exemplo, com apenas 1% do seu território arável.

Para resolver isto, o Governo vem empreendendo soluções para aumentar o plantio e criou fazendas bem no meio da areia.Uma das soluções é furar poços artesianos e outra trazer água do mar, remover o sal e irrigar as hortas que já dão bons frutos.

Os círculos são formados por irrigadores enormes que, com formato longitudinal, giram em torno do próprio eixo para manter a umidade na plantação.

Fotos de Cuneyt Basegmez e Ertan Selcuk Atalay, respectivamente.

Isto não é mistério, mas sim tecnologia.

Fotos originais:

Renato Chirici

Cuneyt Basegmez

Ertan Selcuk Atalay

Comente aqui


Arma de defesa e ataque no braço!

A empresa americana Arm Star Inc. é uma fábrica de artigos para defesa pessoal e está vendendo uma luva que será muito útil para a polícia.

Ela é composta por muitos elementos de defesa e ataque, como câmera digital de alta definição com mira laser, farolete e, eletrochoque. os novos modelos virão com rádio comunicador, leitor de digitais e outros dispositivos.

Quando o usuário percebe que precisa para ativar o choque ele puxa o pino de segurança e, em seguida, fecha os dedos e aperta o botão de pressão na palma da luva. Pronto o choque não letal é disparado e, ao abrir a mão, o choque é desligado.

A faísca visível de 300.000 volts e o barulho muito alto já intimidam o oponente, mas se o mau elemento insistir, o policial tem a opção de colocação dos eletrodos de choque em contato direto com o agressor, que com certeza será imobilizado.

A arma utiliza baterias de íons de lítio e para ser carregada deve ser ligada na tomada de 120 Volts.

Nenhum dos elementos é novo, porém o conjunto instalado em uma única peça ergonômica, pode ajudar muito quando o confronto é inevitável. As aplicações prevista são no combate ao crime nas ruas, aeroportos, prisões e muitos mais.

Vamos torcer para que os seguranças e policiais despreparados não recebam mais esta arma.

Indicação do tema: Celso Duarte Junior

Fonte: Armstar

Tecnologia
3 Comentários


Folhas artificiais levam gelo para o deserto.

Desde 2010 que um projeto muito interessante, chamado  geleira solar (SunGlacier), procura levar água para o deserto com um aparelho que tem um funcionamento semelhante ao das geladeiras mais antigas.

A energia solar captada durante o dia faz com que a “falsa geladeira” funcione plenamente, e todos sabem que as geladeiras convencionais fabricam gelo espontaneamente, tanto que precisam ser “degeladas” periodicamente.

Isto acontece porque ela congela a água presente no ar, sim, a famosa umidade relativa do ar! E no deserto, por mais baixa que ela seja, sempre existe um pouco d’água no ar.

O modelo mais moderno da SunGlacier foi fabricado em forma de folha para receber maior quantidade de luz e os elementos que vão congelar a umidade presente no ar ficam embaixo dela.

Apesar de o desenho ter sido feito pelo artista já consagrado por projetos arrojados como este, Ap Verheggen, 47 anos, não podemos deixar de dizer que imitar a natureza é sempre a melhor solução. Leia o artigo Árvore Solar!

A folha tem 200 m2 de superfície e é recoberta de painéis solares. A energia solar coletada é transformada em elétrica e usada pelos condensadores do lado inferior que resfriarão a umidade relativa presente no ar.

Isto prova que é possível fabricar água no deserto e ainda mais, com energia limpa, aquela mais abundante por aqueles lados, a solar.

Este projeto bem que podia ser aplicado nas regiões áridas do Brasil, que tanto sofrem com as secas.

Indicação do tema: Celso Duarte Junior

Fonte: SunGlacier Virtual Pressroom

Comente aqui


Fotografe com Lytro e nunca mais erre uma foto!

Se você está pensando em comprar uma nova máquina fotográfica, pare tudo e estude a inovadora câmera campo de luz.

Sim, as câmeras digitais já podem ser consideradas ultrapassadas, pois utilizam sensores CCD para capturar a imagem. Falamos sobre este tipo de sensor no artigo Saiba como são feitas as fotos digitais.

Recentemente foi lançada comercialmente uma forma inovadora de fotografar.

São as câmeras que utilizam o sensor “Campo de Luz”, nome que vem do inglês “Ligth Field”, um sensor muito mais poderoso que o utilizado em câmeras tradicionais, mesmo nas profissionais.

Câmeras campo de luz permitem que tanto o fotógrafo como o espectador se preocupem com o foco da imagem depois de clicado. É possível mudar o foco, a perspectiva da cena e até mesmo alternar facilmente entre visualizações 2D e 3D.

Algoritmos sofisticados usam o campo de luz para desencadear novas formas de fazer e ver as imagens. O campo de luz captura  uma cena integralmente, exatamente como ela aparece e só depois de feita a foto, com auxilio do software, você decide onde estará o foco.

A base da ciência envolvida é a quantidade de luz que viaja em todas as direções através de cada ponto do espaço e as câmeras convencionais não conseguem capturar e gravar o campo de luz elas apenas somam todos os raios de luz visível e os gravam como uma única quantia de luz, definindo assim o foco e a profundidade de campo.

O sensor de campo de luz capta a cor, a intensidade e a direção de cada raio de luz. É como se existissem vários micro sensores.

O software, que é muito poderoso, substitui muitas peças internas que são utilizadas em câmeras regulares, por isto o processamento “campo de luz” apresenta novos recursos que nunca foram antes possíveis.

Por exemplo, depois de feita a fotografia, o processo digital desenvolvido permite definir o foco em qualquer profundidade da cena, e foi possível também aumentar a velocidade do obturador que captura até fotos com pouca luz mantendo a qualidade.

Você nunca mais errará uma foto!

E agora, você ainda quer comprar uma câmera digital convencional?

Para comprar uma câmera digital campo de luz entre no site do fabricante www.lytro.com e faça o seu pedido.

As vendas iniciaram este ano, mas a parte chata é que a empresa só despacha para os Estados Unidos e o software só está disponível para computadores Macintosh.

3 Comentários


Especialização em WEB 3.0

A ESPWEB é oferecida pela Universidade Estadual de Maringá, considerada a melhor universidade do Paraná pelo terceiro ano consecutivo e uma das melhores do Brasil segundo avaliação do MEC por meio do ENADE. Com ótimos professores e a infraestrutura da UEM, possui as condições de ensino/aprendizagem adequadas para o aluno desenvolver grandes qualidades profissionais destacando-se no mercado e colaborando com a melhoria da internet.

O curso ESPWEB aborda as principais tecnologias de desenvolvimento para Web, incluindo o estudo dos fundamentos da Internet, a interação humano-computador, Ajax, programação Java para web, segurança na web, programação para dispositivos móveis, inteligência coletiva, computação em nuvem e muito mais. Este é um curso de pós-graduação PRESENCIAL, com duração de 23 meses, sendo um ano (360 hs) de disciplinas aos sábados e 10 meses de orientação em pesquisa. Ao término do curso, o aluno terá produzido uma monografiasobre um determinado assunto dentro da sua área de interesse em Web e ganhará o título de especialista em Desenvolvimento de Sistemas para Web.

1 Comentário


Qual a música de sucesso no ano que você nasceu?

Este artigo vai para os que gostam de música, mais ainda, àqueles que sentem a música como um sentimento que fica gravado no inconsciente… é só ouvir aquela música que o sentimento emerge e traz as lembranças.

Com certeza, a minha não foi o sucesso do dia em que nasci, mas foi uma satisfação saber qual música estourou nas paradas de sucesso daquele ano.

Clique aqui para saber qual música estava tocando nas paradas do sucesso enquanto você nascia.

Se você nasceu antes de 1980 não encontrará os links diretamente para o youtube.

Para assistir ao vídeo, copie o título e o autor e cole no campo de pesquisa do youtube que você com certeza encontrará algum vídeo.

Comente aqui