Mês: março 2012



Cuidado SETRAN

Tudo começou assim: chegando para trabalhar, o trânsito inevitavelmente lotado e quando chego à esquina da Av. Colombo com a Av. Lauro Verneck (continuação da Duque de Caixas) os semáforos estavam com alguma avaria e piscavam no amarelo.

Esse cruzamento permite a conversão para a esquerda, para quem vem na Colombo sentido Av. Paraná->Av. SãoPaulo, para isto a semaforização é feita em 3 tempos.

Para nossa sorte, devido ao problema nos semáforos, haviam dois agentes da Setran orientando o transito e quando chegou a nossa vez de entrar na UEM fomos obrigados a seguir reto. Pedi aos agentes que nos deixassem virar ali, pois precisávamos trabalhar e estudar e não havia irregularidade, pois é permitido virar a esquerda.

Um deles ficou muito irritado e me ordenou “Segue pra lá, senhor”. Assustado segui reto, mas conhecendo a região, sei que é praticamente impossível entrar na Colombo pelo retorno após a Av. Demétrio Ribeiro (atrás do colégio Gastão Vidigal), quanto mais tomar a pista da direita para entra na UEM. Tive que contornar o a Vila Olímpica, lentamente claro, e entrar na UEM pela Lauro Werneck.

Estacionei e assistir o que estava acontecendo.

Por falta de treinamento, os agente nem sabiam que ali era 3 tempos e que era possível virar a direita legalmente.

Vale destacar que eles faziam um bom trabalho dentro da orientação que receberam e, se cometiam uma ilegalidade proibindo o que é permitido acredito ser por falta de treinamento.

Enfim, após assistir um pouco, percebi que alguns carros já forçavam a passagem para a esquerda, quando um deles falou para o outro: “_ aqui é três tempos!” e o trânsito finalmente passou a fluir normalmente.

Cuidado Setran, vocês estão aqui para ajudar, não para atrapalhar.

Política
2 Comentários


MIT cria célula solar a partir da grama

Andreas Mershin,  um pesquisador do MIT, criou painéis solares a partir de resíduos agrícolas, como aquelas aparas da grama cortada e também de folhas mortas.

A descoberta se baseia na fotossíntese, processo pelo qual as plantas transformar luz solar em energia.

A grande sacada do pesquisador foi isolar as moléculas da proteína que promovem a fotossíntese, convertendo fótons em um fluxo de elétrons, a eletricidade.

O sonho de Mershin é misturar aparas de grama (ou outro resíduo agrícola) em um saco com produtos químicos baratos, pintar uma lâmina de vidro ou o próprio telhado com a mistura e começar a produzir eletricidade logo em seguida.

Uma descoberta ou invenção destas pode revolucionar a geração de energia em áreas de baixa densidade demográfica que, em geral,  ficam em países em desenvolvimento.

Fonte: ExtremeTech

Comente aqui


Corrupção

O que me inspirou este artigo foi o simples fato de eu ter estacionado hoje em lugar permitido, mas numa região com “Zona Verde”.

Para os leitores que não conhecem Maringá “Zona Verde” é o apelido dos espaços públicos, laterais às ruas, avenidas e outros, utilizados como estacionamento regulamentado chamado “EstaR”, para tanto, devemos pagar R$ 0,80 para estacionar por 2 horas, muito barato quando comparado aos estacionamento privados.

Pois bem, ao estacionar procurei um funcionário e encontrei uma senhora ao telefone, esperei alguns minutos ela terminar a conversa e me atender. Pedi um cartão de 2 horas e dei uma moeda de R$ 1,00.

Para minha surpresa ela me disse:

_ O Sr. vai permaner aqui?

_ Sim!

_ Então pode ficar que eu não vou multar não, mas não tenho cartão.

Bem, eu fui a loja que pretendia, não encontrei o que queria e gastei 10 minutos das duas horas permitidas. Claro, sei que a primeira 1/2 hora não precisava nem pagar, mas não tinha ideia de quanto tempo ia gastar, por isto preferi deixar regularizado.

Ao voltar não encontrei mais a fiscal da Zona Verde e, como não tinha o cartão, não pude estacionar na outra loja que acabei por ir.

Essa pessoa foi corrupta?

Certo dia fui ao médico (meu plano de saúde pública é o SAS) que levou menos de um minuto para me dizer algumas palavras grosseiras e dar um pré-diagnóstico que exigia determinado exame. Pensei no lado bom, foi apenas um minuto de grosseria.

Outro dia, fiz o exame e levei para ele, chegando lá ele não estava na hora marcada, atrasou 15 minutos, e estávamos em 6 esperando-o.

Eu tinha a esperança que ele estivesse mais calmo e me ouvisse sobre os todos os problemas de saúde envolvendo aquele mal principal. Enquanto eu esperava ouvi muitos pacientes comentado como ele costumava ser impaciente e grosso com as pessoas.

Como eu já tinha sido atendido muito rapidamente da outra vez, resolvi cronometrar todos os atendimentos dele.

Resultado: 6 pacientes em 5 minutos!

Essa pessoa foi corrupta?

Todos são corruptos?

Política
1 Comentário


Você sabia que o Brasil já fabrica Smartphones bons, bonitos, baratos e confiáveis?

Telefones móveis inteligentes brasileiros!

A empresa SYNO, de Curitiba, capital do Paraná fabrica vários modelos de smartphones.

O foco dessa fábrica é criar aparelhos com 4 chips, por isto deixa de oferecer GPS, 3G e Android. Mas, além dos 4 chips simultâneos, eles são vendidos já desbloqueados com WIFI (acesso a internet sem fio), televisão analógica, Bluetooth, agenda para 3.500 números, calendário, tocador MP3, 2 Gb de memória, acesso as redes sociais, câmera filmadora/fotos radio FM.

Creio que o mais importante em um equipamento fabricado no Brasil, que derruba qualquer opção dos importados, como aqueles duvidosos que vem da China, os telefones SYNO vem com 1 ano de garantia e assistência técnica aqui, em nossa casa.

Todas as vendas são oficiais, com no fiscal eletrônica, manual em português e videos explicativos.

São oferecidos dois modelos: o ESTILO e o 8980, que custam, respectivamente, R$ 350,00 e R$ 290,00, ambos com 7% de desconto para operações com depósito bancário antecipado.

Você poderá comprar também os acessórios pela Internet. Recomenda-se adquirir duas baterias, porque um telefone com 4 chips consome muita energia para se conectar com 4 satélites ao mesmo tempo.

Concluo que são telefones móveis modernos e muito competitivos para o mercado atual. Em uma visita á página da empresa, verifiquei que os usuários estão muito satisfeitos com a aquisição.

Acessórios comercializados separadamente.

Os pontos negativos se concentram em limitações que, segundo alegação da empresa, são comuns aos aparelhos com 4 chips.

• Não sabemos se por falta de oferta da Google ou dos fabricantes de hardware não são oferecidos com o sistema operacional Android.

• Não vem com GPS porque não supre as necessidades dos clientes e, quando oferece o google maps ele não tem rotas e demonstra não ser eficaz pela sua lentidão.

• A conexão do aparelho SYNO Estilo é 2G, também porque ainda não existe no mercado qualquer modelo 4 chips com conexão 3G.

Para aquisição e maiores detalhes sobre preços e condições acesse o site da empresa: www.syno.com.br

3 Comentários


Colégio Estadual em Maringá investe em computadores e projeta ações sociais.

Cada dia mais os computadores estão presentes na vida da pessoas. Apesar das escolas estarem um pouco atrasadas, é possível encontrar laboratórios de informática nas unidades de ensino público.

O professor Mauro Hakutake, do Colégio Silvio Magalhães Barros, informa que já desenvolve atividades computacionais desde o ano passado. As aulas no laboratório ajudam os professores que coordenam e orientam seus alunos nas atividades de pesquisa e elaboração de arquivos de multimídia, inclusive com vídeos criados pelos próprios alunos e editados aqui na sala de informática.

Pensando no lado social, o laboratório, que foi montado com recursos do programa Paraná Digital, será utilizado para integrar os funcionários à Internet e outras atividades computacionais, aqueles que tem pouco acesso à tecnologia ou mesmo falta de tempo, terão em breve uma boa oportunidade para conhecer o mundo virtual.

“Este processo eu ainda estou planejando, mas não deve passar desta semana, e utilizaremos horários alternativos para que estas pessoas se capacitem de forma consistente e inclusiva” afirma o professor Mauro.

Comente aqui


Depois da lousa digital interativa, chega a TV interativa com caneta

Foto ilustrativa do site do fabricante.

A LG criou uma tecnologia que permite escrever e desenhar na televisão, chamada “Pentouch Technology” agrega as TVs do fabricante que, naturalmente as chama de TV PenTouch, a possibilidade de rabiscar a tela.

Esse tipo de televisão pode ser o monitor de um computador, e transfosmar o equipamento em um poderosa ferramenta de apoio ao ensino e aprendizagem. Além disso ajuda a organizar fotos, criar desenhos e facilita o manuseio para os jogadores. Tudo isto com uma caneta exclusiva, que vem junto com o aparelho.

As Tvs PenTouch já estão sendo comercializadas por R$ 2.700,00 (50 polegadas) e R$ 6.800,00 (60 polegadas).

Celso Duarte Jr. colaborou com este post.

3 Comentários


Com apenas 19 anos, Javier criou três aparelhos de telefonia móvel

O Madrilenho Javier Agüera tem apenas 19 anos, é estudante de Engenharia de Telecomunicações e empresário de sucesso.

Proprietário da GeeksPhone, ele já criou 3 tipos de aparelhos de telefonia móvel (os celulares). Ele é um Geek!

Você sabe o que um Geek? ou um Nerd? Tantas palavras para definir uma pessoa que se dedica há algo de forma autodidata, como um técnico, estudante ou mesmo um doutor pesquisador. Dizem que a diferença entre os geeks e os nerds é que o primeiro faz acontecer!

Bem, Geek ou não, Javier está fazendo o maior sucesso, junto com o sócio Rodrigo Silva Ramos, procura satisfazer a comunidade de amantes da tecnologia que estão cansados de depender das operadoras e seus contratos de permanência.

Os telefones, GeekPhones como já são conhecidos, custam 165,00 Euros com impostos, mas a empresa promete que são de altíssima tecnologia e qualidade. Afirmam que não pretendem faturar fortunas, por isto o preço tão baixo.

Javier Agüera

Fonte: El País

Comente aqui


Hoje o Brasil pedala contra as mortes no trânsito

Hoje à noite, 19:00 na praça da Catedral Basílica Menor de Nossa Senhora da Glória, os ciclistas de Maringá e região se reunirão para dar largada a mais um evento de protesto contra as mortes no trânsito.

No dia 02/03/2012 três ciclistas morreram após serem atropelados nas cidades de São Paulo, Brasília e Belém. Nas duas primeiras cidades os ciclistas foram atingidos por um ônibus e na última por um caminhão. Sabe-se que morre um ciclista por semana em São Paulo.

Esse pessoal lutar pela vida e, mesmo que muitos ciclistas morram por serem atropelados, não querem ver as pessoas dentro dos carros como inimigos, mas sim como aliados.

O evento ocorrerá em paralelo em mais de 30 cidades brasileiras.

Participe da PEDALADA NACIONAL hoje a noite!

2 Comentários


Quais as vias de Maringá que deveriam receber ciclovia?

 

Até o momento 10 vias maringaenses foram citadas.

Os ciclistas de Maringá estão cada dia mais unidos em um movimento em prol da transformação pessoal para o bem, a paz e a harmonia no trânsito.

Todos querem uma Maringá mais humana e o debate aberto tem sido uma grande ferramenta para encontrar caminhos para atingir este objetivo.

Os motoristas estão muito estressados e acabam cometendo erros e abusos no trânsito, e quando o erro se trata de colher uma bicicleta, pode ser fatal. Todos estão de luto pela morte de ciclistas no trânsito de cidades brasileiras.

Uma das iniciativas, para a questão estrutural é levantar a opinião da população, por meio de uma enquete, para saber quais ruas e avenidas deveriam receber ciclovias para amenizar o problema estrutural e contribuir para a diminuição da violência no trânsito.

Existem aqueles que vislumbram a necessidade de se implantar ciclovias em todas as ruas e avenidas, já existem outros que desejam um trânsito sem ciclovias, mas com respeito de todos os motoristas.

Participe (clique aqui), a enquete é aberta, você pode votar em quantas opções quiser e pode sugerir novas opções de ruas e avenidas.

Até o momento 10 vias maringaenses foram citadas.

Lembrem-se que todos os veículos de maior porte, devem dar preferência para os de menor porte.

Por fim, o pedestre, único ser vivo desta história tem sempre a preferência!

Isto é lei e, mais que isto, é humano!

12 Comentários


UEM será parceira em programa de inclusão social em municípios de baixo IDH

A UEM foi palco do lançamento do Programa Universidade em Ação, nesta quinta-feira (1º), à tarde, na Sala dos Conselhos Superiores, no térreo da Reitoria. A solenidade contou com a presença do secretário das Relações com a Comunidade do Paraná, Wilson Quinteiro, que foi recebido pelo reitor Júlio Santiago Prates Filho, pró-reitores, professores, servidores e alunos.

O Programa Universidade em Ação é um dos programas que permitem às Universidades Estaduais do Paraná se fazerem presentes em todas as cidades de nosso estado, em especial as que apresentam menor IDH. Possui a finalidade de estimular a construção de parcerias entre IES e municípios para produção de projetos coletivos que atendam as necessidades locais; e implementar ações que têm como foco unir o conhecimento adquirido nas áreas de ensino, pesquisa e extensão. Entre os trabalhos a serem desenvolvidos nos municípios, estão atividades nas áreas de Cultura, Direitos Humanos e Justiça, Educação, Saúde, Tecnologia e Produção, Meio Ambiente e Trabalho.

Segundo Quinteiro, o projeto visa a integrar o universitário no processo de desenvolvimento estadual, estimulando sua participação na construção e execução de ações que possibilitem uma mudança na realidade local do município e despertar no acadêmico seu papel na sociedade e sua responsabilidade enquanto cidadão, por meio da convivência com a comunidade assistida.

Ainda segundo o secretário, a primeira etapa do Universidade em Ação se compõe de um diagnóstico dos municípios do Estado para que sejam escolhidos os primeiros a serem contemplados. Quarenta e dois municípios devem ser atendidos num primeiro momento. A ideia é que as universidades trabalhem integradas para oferecer o maior número de benefícios às cidades de todas as regiões do Estado.

“O projeto tem custo baixo porque usa estruturas já organizadas. Mas também vamos contar com contrapartidas das prefeituras e, num futuro próximo, com a parceria de entidades como a FIEP, a Fecomércio e de faculdades e universidades particulares, nesta empreitada. O objetivo do governo Beto Richa é disponibilizar todo o patrimônio cultural das universidades em prol da gente do Paraná”, completou Quinteiro.

Para o reitor Júlio Santiago Prates Filho, o projeto tem o mérito de ter o foco na questão social, levando as universidades a ajudar o governo no trabalho de reduzir a desigualdade social e fomentar o desenvolvimento nas regiões mais pobres. Ainda segundo Prates Filho, Quinteiro tem sido um parceiro da universidade, sempre disposto a atuar como interlocutor nas negociações entre as universidades e o governo do Estado para discutir desde reposição orçamentária até contratação de pessoal e readequação salarial.

Outro ponto forte do programa é que ele prevê o pagamento de bolsas para estudante que possam atuar nas atividades que serão executadas nos municípios.

Fonte: UEM

Educação
Comente aqui