UEM será parceira em programa de inclusão social em municípios de baixo IDH

A UEM foi palco do lançamento do Programa Universidade em Ação, nesta quinta-feira (1º), à tarde, na Sala dos Conselhos Superiores, no térreo da Reitoria. A solenidade contou com a presença do secretário das Relações com a Comunidade do Paraná, Wilson Quinteiro, que foi recebido pelo reitor Júlio Santiago Prates Filho, pró-reitores, professores, servidores e alunos.

O Programa Universidade em Ação é um dos programas que permitem às Universidades Estaduais do Paraná se fazerem presentes em todas as cidades de nosso estado, em especial as que apresentam menor IDH. Possui a finalidade de estimular a construção de parcerias entre IES e municípios para produção de projetos coletivos que atendam as necessidades locais; e implementar ações que têm como foco unir o conhecimento adquirido nas áreas de ensino, pesquisa e extensão. Entre os trabalhos a serem desenvolvidos nos municípios, estão atividades nas áreas de Cultura, Direitos Humanos e Justiça, Educação, Saúde, Tecnologia e Produção, Meio Ambiente e Trabalho.

Segundo Quinteiro, o projeto visa a integrar o universitário no processo de desenvolvimento estadual, estimulando sua participação na construção e execução de ações que possibilitem uma mudança na realidade local do município e despertar no acadêmico seu papel na sociedade e sua responsabilidade enquanto cidadão, por meio da convivência com a comunidade assistida.

Ainda segundo o secretário, a primeira etapa do Universidade em Ação se compõe de um diagnóstico dos municípios do Estado para que sejam escolhidos os primeiros a serem contemplados. Quarenta e dois municípios devem ser atendidos num primeiro momento. A ideia é que as universidades trabalhem integradas para oferecer o maior número de benefícios às cidades de todas as regiões do Estado.

“O projeto tem custo baixo porque usa estruturas já organizadas. Mas também vamos contar com contrapartidas das prefeituras e, num futuro próximo, com a parceria de entidades como a FIEP, a Fecomércio e de faculdades e universidades particulares, nesta empreitada. O objetivo do governo Beto Richa é disponibilizar todo o patrimônio cultural das universidades em prol da gente do Paraná”, completou Quinteiro.

Para o reitor Júlio Santiago Prates Filho, o projeto tem o mérito de ter o foco na questão social, levando as universidades a ajudar o governo no trabalho de reduzir a desigualdade social e fomentar o desenvolvimento nas regiões mais pobres. Ainda segundo Prates Filho, Quinteiro tem sido um parceiro da universidade, sempre disposto a atuar como interlocutor nas negociações entre as universidades e o governo do Estado para discutir desde reposição orçamentária até contratação de pessoal e readequação salarial.

Outro ponto forte do programa é que ele prevê o pagamento de bolsas para estudante que possam atuar nas atividades que serão executadas nos municípios.

Fonte: UEM

Educação

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.