Corrupção

O que me inspirou este artigo foi o simples fato de eu ter estacionado hoje em lugar permitido, mas numa região com “Zona Verde”.

Para os leitores que não conhecem Maringá “Zona Verde” é o apelido dos espaços públicos, laterais às ruas, avenidas e outros, utilizados como estacionamento regulamentado chamado “EstaR”, para tanto, devemos pagar R$ 0,80 para estacionar por 2 horas, muito barato quando comparado aos estacionamento privados.

Pois bem, ao estacionar procurei um funcionário e encontrei uma senhora ao telefone, esperei alguns minutos ela terminar a conversa e me atender. Pedi um cartão de 2 horas e dei uma moeda de R$ 1,00.

Para minha surpresa ela me disse:

_ O Sr. vai permaner aqui?

_ Sim!

_ Então pode ficar que eu não vou multar não, mas não tenho cartão.

Bem, eu fui a loja que pretendia, não encontrei o que queria e gastei 10 minutos das duas horas permitidas. Claro, sei que a primeira 1/2 hora não precisava nem pagar, mas não tinha ideia de quanto tempo ia gastar, por isto preferi deixar regularizado.

Ao voltar não encontrei mais a fiscal da Zona Verde e, como não tinha o cartão, não pude estacionar na outra loja que acabei por ir.

Essa pessoa foi corrupta?

Certo dia fui ao médico (meu plano de saúde pública é o SAS) que levou menos de um minuto para me dizer algumas palavras grosseiras e dar um pré-diagnóstico que exigia determinado exame. Pensei no lado bom, foi apenas um minuto de grosseria.

Outro dia, fiz o exame e levei para ele, chegando lá ele não estava na hora marcada, atrasou 15 minutos, e estávamos em 6 esperando-o.

Eu tinha a esperança que ele estivesse mais calmo e me ouvisse sobre os todos os problemas de saúde envolvendo aquele mal principal. Enquanto eu esperava ouvi muitos pacientes comentado como ele costumava ser impaciente e grosso com as pessoas.

Como eu já tinha sido atendido muito rapidamente da outra vez, resolvi cronometrar todos os atendimentos dele.

Resultado: 6 pacientes em 5 minutos!

Essa pessoa foi corrupta?

Todos são corruptos?

Política

Um comentário sobre “Corrupção

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.