Mês: julho 2012

 

Vista noturna a partir da nave ISS

E vídeo é uma composição de fotografias tiradas da Estação Espacial Internacional (Internacional Space Station), portanto o crédito é da tripulação a bordo da nave ISS.
Tratamento de vídeo
Música de John Murphy – Sunshine (Adagio In D Minor)
Cortesia da imagem do Image Science & Analysis Laboratory,
NASA Johnson Space Center, The Gateway to Astronaut Fotografia da Terra
eol.jsc.nasa.gov

1 Comentário


O Sapato Velho da Google

A empresa Google, preocupada com o desuso do Orkut criou há algum tempo o site de relacionamento chamado Google Plus (G+).

Tudo começou com a criação de uma expectativa de que só convidados especiais poderiam utilizar. Pura jogada de “marketing”, pois em pouco tempo todos podiam utilizar a rede abertamente.

O serviço foi  sendo ampliado e foi possível importar todas as fotos do Orkut para o G+ e logo em seguida outra estratégia de migração foi lançada.

Chamada de “conexão”, o que acontece é quase uma migração, pois tudo que é feito no G+ aparece no Orkut, ou seja, ninguém mais precisa entrar no Orkut para postar.

Claro que não podemos deixar de considerar a possibilidade inversa, a de re-aquecimento do Orkut, pois parece que o G+ não consegue acompanhar o Facebook nem de perto.

Será que eles estão querendo voltar a utilizar o “sapato velho”?

Internet
Comente aqui


Observando os astros.

O Clube de Astronomia Edmond Halley (CAEH), em parceria com o Grupo Centauro de astronomia amadora (GCAA), realizará uma observação astronômica pública no próximo sábado dia 28/07/2012.
Será no cruzamento das avenidas são Paulo com Horácio Racanello, em frente ao Shopping avenida Center.
Serão disponibilizados alguns telescópios para ver Saturno, Marte, Lua e aglomerados estelares.
A observação é gratuita e aberta para toda a comunidade.

Astronomia
1 Comentário


Cidades médias são as que mais crescem no país

Maringá apresentou projeto para pleitear recursos de novo ao se enquadram nos critérios definidos pelo Programa de Aceleração do Crescimento, desta vez com o objetivo de investir no transporte coletivo.

Segundo a Gazeta do Povo,  Maringá, uma das cidades se enquadram nos critérios definidos pelo PAC, irá pleitear recursos para fazer 3 ligações de linhas entre bairros da cidade e que para isto pede 13,2 milhões de reais.

Cada dia mais, precisamos de soluções alternativas para controlar o trânsito de nossa cidade que já beira o colapso e segundo o mesmo veículo de comunicação, Maringá ignorou a oferta de recursos para ciclovias.

Segundo dados do Orça­­mento da União e do Portal da Transparência, dos mais de R$ 10 milhões reservados para repasse a ações de apoio ao transporte não-motorizado no último triê­nio, apenas R$ 957 mil foram efetivamente utilizados pelas prefeituras.

Trânsito
Comente aqui


67 carros para cada vaga

Maringá tem uma frota de 260 mil carros para 360 mil habitantes.

Este é um número alarmante que indica um colapso no trânsito num futuro breve.

Bom também dá pra saber porque é tão difícil estacionar na cidade, são 67 carros para cada vaga disponível.

Alguns enxergam como oportunidade de mercado, abrir estacionamentos é ótimo, porém com a visão fechada, pois o maior mercado que vem por aí é o de bicicletas, bicicletários, paraciclos, cliclovias e ciclofaixas.

Empreendedor: Fique atento!

Amsterdam - Holanda

Comente aqui


Rede Cicloviária e infraestrutura na UEM: resultados do DIA DA BICICLETA

Em conversa agora há pouco com o Reitor da Universidade Estadual de Maringá, Julio Prates Filho, chegamos ao consenso que a UEM deve encabeçar a fila e criar uma infraestrutura adequada para o trânsito e estacionamento de bicicletas.

Patrocinadores do evento, DIA DA BICICLETA, investiram em alguns bicicletários cobertos e com o contrapartida a UEM entrará com a mão de obra e iluminação dos mesmos.

O Reitor também anunciou que vai investir em ciclofaixas em toda a extensão do campus universitário.

A Segunda edição do DIA DA BICICLETA, que ocorrerá entre 15 de outubro e 15 de novembro, já contará com toda esta infraestrutura.

Carlos Sica (Professor Voluntário), Gilson Pereira Garcia (Diretor de Serviços Industriais da UEM), Amanda Bakai Olsen e Ágata Rodrigues (Acadêmicas Voluntárias) e Prof. Igor José Botelho Valques (Prefeito da UEM)

Desde o início do ano que a UEM estudando formas de implantar a bicicleta como transporte urbano alternativo. Foram fabricados 6 protótipos de para-ciclos que já estão instalados nos blocos 27, c-56 e D-67 e apresentaram excelentes resultados.

O próximo passo será implantar o sistema de bicicletas públicas, que são pontos de estacionamento que o usuário cadastrado pode retirar uma bicicleta emprestada e usá-la dentro do campus. Após isto ele devolve em qualquer um dos pontos instalados.

Viva! Parabéns à equipe e ao Reitor pela iniciativa e execução do projeto.

1 Comentário


Trabalho da UEM é um dos mais acessados na Soft Matter


Trabalho de pesquisadores da Universidade Estadual de Maringá, publicado na Soft Matter, uma revista muito conceituada, tem sido um dos cinco artigos mais lidos (Top 5) durante 20 dias. Intitulado Albumin release from a brain-resembling superabsorbent magnetic hydrogel based on starch, o paper aborda a pesquisa sobre o biohidrogel magnético à base de amido com aparência de um cérebro humano para uso em formulações farmacêuticas, desenvolvido na UEM. Os pesquisadores do Departamento de Química e do Programa de Pós-Graduação em Química da Universidade foram os pioneiros em demonstrar a configuração real de uma rede polimérica em um hidrogel, podendo ser visualizada a olho nu.

O trabalho faz parte um de projeto de pós-doutorado (PNPD/CAPES, proc. n° 23038.028333/2009) conduzido por Marcos Rogério Guilherme, sob a supervisão do professor Adley Forti Rubira, com a colaboração dos seguintes autores: Rodrigo S. de Oliveira, Marcos R. Mauricio, Thelma S. P. Cellet, Guilherme M. Pereira, Marcos H. Kunita e Edvani C. Muniz. Os pesquisadores comemoram o destaque, principalmente porque a revista tem alto fator de impacto, em torno de 4.5.  O artigo pode ser visto no site Soft Matter da RCS Publishing. Outras informações com o Grupo de Materiais Poliméricos e Compósitos, fone 3011-3687.

Reprodução: UEM

.

Química
1 Comentário


O Facebook vai durar para sempre?

Há alguns anos a febre do Orkut dominava o Brasil e ele era chamado o queridinho dos brasileiros. Já naquela época e ingressei no Facebook e comecei a criar uma rede de contatos. Hoje é, sem sombra de dúvidas, a rede social mais utilizada no mundo todo, mas existem  outras.

O Linkedin, traduzindo fica algo como “ligado dentro” reúne um grande número de usuários com o objetivo específico de se apresentar como profissional.

Empresas já buscam ali os perfis desejados para compor seus quadros de colaboradores.

Fique atento, muitas oportunidades de empregos, parcerias e negócios surgem no mundo virtual.

Claro que está não é uma rede social para simples bate-papo, mas está cada dia maior. Quer conhecer? Visite o site Linkedin.

Comente aqui


Pesquisa de mestrado comprova: o trânsito de Maringá é ideal para bicicletas.

 

Thiago Botion Neri apresentando os resultados do seu estudo.

Thiago Botion Neri, professor e pesquisador, desenvolveu seu mestrado em Engenharia Urbana da Universidade Estadual de Maringá (UEM) no qual realizou um pesquisa completa que apontou a possibilidade de criação de uma rede cicloviária completa e integrada na cidade de Maringá com 95 quilômetros.

Em uma palestra no Dia da Bicicleta, evento realizado pela UEM, coordenado por este professor blogueiro, Thiago apresentou a sua investigação e comprovou com dados muito convincentes que nossa cidade tem a topografia e o clima ideais para pedalar.

Segundo os dados apresentados por Neri, Maringá, atualmente, conta com uma malha cicloviária de 17 quilômetros, formados pelas contestadas ciclovias da Av. Pedro Taques, Av. Mandacarú, Horácio Racanelo, saída para Sarandi e saída para Paiçandú que são totalmente desconectadas.

Quanto ao relevo, dentro dos 95% “clicláveis” apenas 5% tem terrenos acidentados e se concentram pontualmente em zonas de preservação.

 

Comente aqui