Mês: maio 2017



Minhas fraquezas são mais fortes que eu!

Quantas vezes nos deparamos com situações que a decisão, ou o resultado de uma decisão, implica em uma mudança comportamental definitiva.

Sempre ouço de todos, quero melhorar como pessoa, mas realmente não sei se isto é possível. Oportunidade temos, mas mudar mesmo… difícil. Mudar é difícil.

A ansiedade faz tanta gente sofrer de uma maneira vil, torpe, sem necessidade, mas desse mal não padeço graças a Deus.

Compreendo as fraquezas de cada um, pois aos poucos estou compreendendo as minhas e não falo das minhas fraquezas físicas promovidas pelo câncer, mas sim das psicológicas.

Sou obrigado a esperar muito no sistemas de saúde: filas para exames, tempo para laudos de peritos, tempo de tratamento, tempo de espera para cirurgia… enfim, se eu fosse ansioso teria uma parto a cada espera, ainda mais que muitas são infrutíferas.

Porém, enfrentar o envelhecimento precoce é um dos fatores que me assustam. Não poder frequentar uma academia e não poder praticar o ciclismo, pedalando 50 km pela zona rural, pelos campos e visitando as cachoeiras, isto sim me deprime, pois vejo meu corpo mudando de uma forma que eu não tenho controle.

Hummm… uma boa comida com uma sobremesa deliciosa, nossa difícil de resistir. Uma boa festa de família e ou amigos com uma cervejinha gelada e uma carne mal passada, impossível não sucumbir.

Por isto julgo essas fraquezas tão fortes, mesmo sabendo o quanto devemos ser moderados na alimentação, nem sempre resistimos a um bom prato.

Tantas outras fraquezas fortes residem no meu ser que não posso nem contar (kkkkkkk), mas cada um sabe de suas fraquezas e lutam para mudar e se tornar melhor.

Nem sempre vencemos, mas sempre lutamos, o que é até mais importante. Não perder o afã da vida, não deixar de viver bem, com alegria e com respeito aos outros. Liberdade para mim é isto, fazer o que quer sem interferir no que o outro quer. Nunca obrigue o outro a fazer o que não quer, pois ser livre é, antes de tudo, dar liberdade.

Conhecer, reconhecer e aceitar nossas fraquezas é o primeiro passo para a felicidade. A partir daí você pode lutar contra o inimigo certo: você mesmo.

Em nome da Santa Cruz, livrai-nos Senhor dos nossos inimigos. Principalmente quando nossos inimigos são nossos pensamentos, palavras e sentimentos.

Pense nisto, seja feliz e fique com Deus.

Saúde
1 Comentário


Justiça seja feita

Amigos, como todos sabem, tratar da saúde, quando realmente necessário, é uma tarefa de árduo trabalho. Temos que vencer os planos de saúde, o Governo e toda sorte de esquivas para conquistar os tratamentos necessários.

No caso do Paraná, quando funcionários públicos, somos atendidos pelo SAS (Sistema de Assistência à Saúde). Quando CLTistas, funcionários públicos ou não, somos atendidos pelo SUS (Sistema Único de Saúde).

Ademais resta-nos pagar um plano de saúde particular.

Relatos de amigos, me deixam desanimados com todos os sistemas de atendimento à Saúde, pois mesmo pagando mensalmente os planos privados, sofrem na hora que precisam ser atendidos em casos graves como o câncer.

Eu, Professor Universitário do Paraná, sou atendido pelo SAS que cobre o protocolo básico ao tratamento do câncer com dignidade. Nunca me senti mal por ser atendido por esse sistema público.

Porém existem remédios que não são incluídos no protocolo de atendimento e, por três vezes, precisei recorrer a justiça para conseguir tais remédios.

O protocolo de tratamento do câncer do intestino (CID C18.8) prevê duas baterias de quimioterapia e tantas cirurgias forem necessárias. Por isto julgo que sempre fui muito bem atendido, pois fiz quatro cirurgias de grande porte no abdome, sem que o sistema de saúde me barrasse em algum detalhe ou argumentasse contrário.

Para as duas baterias quimioterápicas previstas são receitados medicamentos complementares, mais modernos que auxiliam no processo de cura, segundo os médicos. Bem, apesar do SUS fornecer alguns desses remédios para alguns tipos de câncer, o mal que eu carrego não é contemplado, portanto foi necessário recorrer a justiça, pois a saúde, por força de Constituição Federal, é de responsabilidade de Governo.

Essa é a primeira dificuldade, pois precisamos de um advogado, visto que o valor da causa é sempre maior que o Tribunal Especial de Pequenas Causas pode receber. As custas de um causa dessa, atualmente está em torno de R$ 3.000,00 valor proibitivo para muitos pacientes. E para esses menos providos, como fica? Nem entrar na justiça ele conseguem.

Cabe neste caso, recorrer à Universidade que tem escritório público e gratuito de advocacia.

Para quem pode pagar o advogado e as custas processuais, basta aguardar o tempo da burocracia e receber o julgamento. Percebo que a Justiça está sendo feita, pois se o remédio é necessário e a obrigação do Governo é constitucional, porque um juiz analisando um justo pedido, negaria provimento? Pode acontecer, mas não seria justo.

Efeito do PANITUMUMABE, por fora e por dentro.

Eu tomei três remédios complementares: na primeira bateria o PANITUMUMABE que custa em torno de 22 mil a dose e, a previsão, era tomar 12 doses acompanhando a quimioterapia. Na segunda fase do tratamento quimioterápico, tomei o AVASTIN, menos caro, mas também inacessível para nós. Vencida estas duas etapas que levaram em torno de 3 anos, partimos para um tratamento diferente que não é contemplado pelos sistemas públicos de saúde. Nesta terceira fase então, eu tomo o REGORAFENIBE, que custa em torno de 17 mil 3 caixas equivalente ao mês e eu vou tomar por 6 meses.

É isto, manifesto meu reconhecimento aos juízes que compreenderam a necessidade de atender a população com assertividade e agilidade. Mais que isto, manifesto meu agradecimento ao Magistrado que julgou meus processos e entendeu a verdadeira necessidade que passamos. A doença nos deixa frágil e, resultados como estes nos faz acreditar no ser humano. Não revelo o nome por motivos óbvios, mas espero que ele leia este artigo e sinta meu reconhecimento pelo seu trabalho.

Quero transmitir também meu singelo agradecimento aos meus amigos Fábia e Evandro que sempre caridosos, são aliados nesta luta.

Muito obrigado.
Deus os abençoe.

Saúde
Comente aqui