Radiofrequência no rosto, eu vou fazer!

Semana que vem eu vou fazer radiofrequência e tô bem empolgada.  Quero contar tudo para vocês!

Faz um tempo que tô querendo dar um up no rosto, sabe como é idade chegando, rugas, marquinhas de expressão, manchas no rosto e tudo isso incomoda, né?! Estava conversando com a  Fisioterapeuta Dermato-Funcional Amanda Helena Lima sobre isso  e ela me indicou fazer radiofrequência no rosto, pescoço e colo. Para ajudar na elasticidade da pele.

A radiofrequência  foi usada pela primeira vez no século XIX pelo físico francês Jacques-Arsène D’Ansorval e vem sendo utilizada ate hoje nas práticas da dermatologia estética. A radiofrequência tornou-se um padrão de tratamento estético com muitas indicações, devido à sua versatilidade, eficácia e segurança. O conceito básico desta técnica é a geração de calor no tecido subcutâneo, que induz a produção de novas fibras de colágeno e melhora o aspecto da pele.

A técnica não é invasiva e causa efeitos apenas na área de tratamento. O objetivo de cada sessão é elevar a temperatura da pele e do tecido subcutâneo até 39°C a 42°C e mantê-la por um período de 14 minutos.

O aparelho de radiofrequência aquece o tecido através da corrente elétrica, ocorrendo a produção da temperatura acima do normal, que gera a contração imediata do colágeno e remodelação da fibra de colágeno e elastina já existentes. Após o tratamento observa-se o estímulo dos fibroblastos para produção de novo colágeno. ( Fonte: http://www.minhavida.com.br)

Dicas-para-atrasar-o-aparecimento-das-rugas

IMAGEM RETIRADA DA INTERNET – ILUSTRATIVA

Quem quiser saber mais curtam a fan page Dra.Amanda Lima Fisioterapeuta Dermato-Funcional .

Semana que vem conto tudinho para vocês!

Beijos

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.