Na Câmara

Nesta quinta-feira, 27, às 9h30, o prefeito Ulisses Maia estará na Câmara Municipal para sancionar a lei que normatiza o Plano Municipal de Gestão de Resíduos Sólidos.
A sanção será realizada logo após a sessão, que aprovará a redação final da lei.
Não lembro de outra ocasião em que isto tenha acontecido.
A presença do prefeito na Câmara, da mesma forma, tem sido frequente. Provavelmente a maior convivência de um prefeito no Legislativa, na história da cidade.
Ulisses foi vereador eleito para dois mandatos (em 1996 e 2014) e presidente da Câmara por quatro anos, sempre os dois primeiros dos seus mandatos (1997/1998 e 2015/2016).

Comente aqui


Recuperação asfáltica

A recuperação do piso asfáltico de trechos de ruas e avenidas com maior fluxo de veículos é uma das prioridades da Secretaria Municipal de Serviços Públicos (Semusp), que já finalizou intervenções em diversos bairros da cidade e se concentra agora no entorno do Parque Alfredo Nyffeller, na Vila Morangueira. As obras começaram ontem pela rua Bogotá, em frente ao parque, de acordo com compromisso do prefeito Ulisses Maia, que recentemente esteve no local e se comprometeu com vereadores e moradores em investir em melhorias na área.
Além da Bogotá, outras ruas que dão acesso ao parque serão recapeadas, dando sequência a extensa agenda de serviços de recuperação da malha asfáltica em trechos mais deteriorados. “Num primeiro momento estamos apressando obras em locais de movimento mais intenso de veículos e que, por conta disso, ocorreu maior desgaste do asfalto”, afirma o secretário de Serviços Públicos, Vagner de Oliveira, acrescentando que, a determinação do prefeito Ulisses Maia, é recuperar todo piso asfáltico da cidade, com melhorias também da sinalização e iluminação.
Bom exemplo de intervenções com o padrão que a administração quer imprimir na recuperação das vias pode ser observado no trecho da avenida Cerro Azul, entre a praça da Catedral e a Praça de Patinação. Junto com o recape, foi construída ciclovia, ajardinado o canteiro centro, reformada a sinalização vertical e horizontal e reforçada a iluminação. O modelo de intervenção no trecho será estendido ao longo da Cerro Azul, em etapas, até a avenida Nildo Ribeiro da Rocha. A Praça da Patinação já está em reforma como parte desse projeto.
Ruas e avenidas da Vila Nova, Jardim Alvorada (Pedro Taques) e entorno da praça Emídio de Brito, para onde convergem as avenidas Alexandre Rasgulaeff, Américo Belay e São Judas Tadeu, também passaram por obras de recuperação do asfalto e outras melhorias. “O trabalho é contínuo e intenso para cumprir uma extensa agenda de recuperação de ruas e avenidas, sempre dando atenção urgente aos trechos mais deteriorados”, afirma Vagner de Oliveira. “Mas vamos executar obras de recape em toda cidade”, acrescenta o secretário.

Comente aqui


Jogador de Campo Mourão morre em campo

Um atleta do Sport Clube Campo Mourão morreu após sofrer um infarto na tarde desta desta terça-feira, 25, no campo do Jardim Silvana durante um treinamento. João Pedro da Silva Rocha, 21 anos, é natural de Porto Alegre/RS. Ele chegou à Campo Mourão nesta segunda-feira, 24, e não teria feito grande esforço no treinamento em que aconteceu a tragédia. Uma equipe do SAMU foi acionada, mas a vítima não reagiu as tentativas de reanimação. A Polícia Civil esteve no local e o corpo foi encaminhado para o Instituto Médico Legal de Campo Mourão. Familiares estão a caminho de Campo Mourão para realizar o translado do corpo.

Comente aqui


Governo diz estar no prejuízo

O governo federal afirma que a suspensão do aumento de tributos sobre a gasolina, diesel e etanol, determinada na terça-feira (26), por um juiz de Brasília, causa um prejuízo de R$ 78 milhões por dia. O argumento é citado no recurso da Advocacia Geral da União (AGU), com base em informações repassadas pela Secretaria do Tesouro Nacional. O juiz substituto Renato Borelli, da 20ª Vara Federal de Brasília, determinou na terça-feira (25) a suspensão imediata do decreto publicado na semana passada pelo governo que elevou a alíquota de PIS/Cofins que incide sobre a gasolina, o diesel e o etanol. Sem a receita prevista com o aumento do imposto, o Tesouro Nacional argumenta que vários programas do governo poderão não ter continuidade, e isso envolve o Ministério da Saúde, de Segurança Pública e até o Bolsa Família (veja a nota do Tesouro na íntegra abaixo).
A decisão liminar (provisória) vale para todo o país e atendeu a pedido feito em uma ação popular, movida pelo advogado Carlos Alexandre Klomfahs.
Apesar de determinar a suspensão imediata do decreto, tecnicamente a decisão só vale quando o governo for notificado. A decisão também determina o retorno dos preços dos combustíveis.
O aumento começou a valer na sexta (21). Segundo o governo, a tributação sobre a gasolina subiu R$ 0,41 por litro e mais que dobrou: passou a custar aos motoristas R$ 0,89 para cada litro de gasolina, se levada em consideração também a incidência da Cide, que é de R$ 0,10 por litro.
A tributação sobre o diesel subiu em R$ 0,21 e ficou em R$ 0,46 por litro do combustível. Já a tributação sobre o etanol subiu R$ 0,20 por litro.

Comente aqui


Oktoberfest em Maringá

Eventos

Maringá entra para o circuito da maior festa tradicional alemã, a Oktoberfest, que será realizada nos dias 15, 16 e 17 de setembro no Pavilhão Azul do Parque de Exposições Francisco Feio Ribeiro. A organização é da empresa Alô Eventos, sob coordenação de Susan Klein, com apoio da Prefeitura de Maringá por meio da Diretoria Municipal de Turismo, Secretaria Municipal de Inovação e Desenvolvimento Econômico (Seide), Rede Massa e Maringá Convention & Visitors Bureau (MRCV). O evento foi apresentado ao prefeito, Ulisses Maia. A festa em Maringá é paralela à maior festa da cerveja do mundo, a Oktoberfest em Munique. No Brasil, Blumenau, por tradição, sedia a comemoração. Os dias de folia tem caráter itinerante pelo Estado. A praça de alimentação será diversificada com food trucks, 48 cervejarias artesanais e comerciais, além de todo aparato de segurança e exigências legais para a realização do evento. O cardápio e o nome das bandas ainda não foram divulgados. O evento conta com shows de bandas nacionais, área de recreação infantil e decoração típica no estilo germânico. Os nomes das bandas também não foram divulgados. O valor da entrada é de R$ 30 a inteira e R$ 15 a meia. As primeiras mil pessoas que chegarem entre 11h e 13h não pagarão o ingresso.
A Oktoberfest paranaense terá apresentações de grupos folclóricos de diversas etnias, como alemã, italiana, polonesa, ucraniana e japonesa. “É uma festa de entretenimento para toda a família, que vem interagir com a proposta da cidade de fomentar a economia, o turismo de eventos como Maringá é conhecida, ao mesmo tempo em que divulgamos e valorizamos o folclore tradicional alemão”, afirma o prefeito.
O secretário da Seide, Francisco Favoto, destaca a importância do evento para movimentar a economia local. “É a primeira vez que a festa vem para cá, estamos muito confiantes que de muitas que virão para movimentar o turismo”, afirma. O diretor de Turismo, Amarildo Torres, comemora a adesão de culturas e dos povos lembrados pela tradição de origem alemã, além da congregação de pessoas da região de Maringá. “Nossa cidade entra no circuito da maios festa da cerveja, o que eleva a notoriedade de Maringá pelo Brasil”, afirma.
O Circuito Oktoberfest Paraná inicia em Londrina, entre os dias 25 e 28 de agosto, segue para Ponta Grossa (1 e 3 de setembro), depois para Curitiba (7 a 10 de setembro), passa por Maringá e termina em Cascavel (22 a 24 de setembro). Muitas pessoas vinculam o nome Oktober – outubro em português – à época da festa.

Comente aqui


Acidente com ônibus

Um acidente envolvendo dois ônibus e um carro na PR-485, nas proximidades de Pérola, deixou 18 pessoas feridas. A batida aconteceu por volta das 18 horas de terça-feira (25). Dois ônibus transportavam universitários que se deslocavam para Umuarama. Um deles era de Pérola e outro de São Jorge do Patrocínio. Além disso, o acidente envolveu um automóvel Gol de Mandaguaçu. Todas as pessoas que tinham alguma suspeita de ferimento foram encaminhadas ao hospital de plantão em Umuarama por precaução, apenas para exames e raio-X. De acordo com a Polícia Rodoviária Estadual (PRE) de Pérola, a maioria sofreu apenas pequenas escoriações sem gravidade. Ambulâncias de Pérola foram acionadas para prestar atendimento, porém a maioria dos envolvidos optou por ir de carro para o hospital – e vários teriam inclusive seguido normalmente para a faculdade. Segundo o que foi possível apurar pela PRE no local, o condutor do Gol teria reduzido a velocidade na pista após ter supostamente visto um animal na via. O ônibus de São Jorge que seguia logo atrás conseguiu frear e o de Pérola teria batido na traseira, provocando um efeito dominó. Todos os veículos trafegavam no sentido de Pérola a Cafezal do Sul. Um ônibus e o automóvel saíram rodando do local – o outro coletivo foi guinchado. O Soldado Prado, da PRE, informou que a rodovia ficou interditada das 18h às 21h30, até que todo o trabalho fosse concluído. Ele disse que muitos curiosos e familiares se aglomeraram no local, buscando informações – principalmente devido à proximidade com a cidade.

Comente aqui


Eu amo Maringá

O programa Balanço Geral, apresentado por Salsicha na RICTV, mostrou ontem reportagem de Claudiomar Cesar sobre o projeto Eu Amo Maringá, com o início da exposição itinerante de fotografias e objetos, organizada por este modesto blogueiro e pelo historiador JC Cecílio, com alguns valorosos parceiros. Na edição de hoje de O Diário, Carla Guedes também informou sobre o projeto. A iniciativa é do jornalista Angelo Rigon

Comente aqui


Não sairão

Cerca de 1,2 mil pessoas ligadas ao MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra) ocuparam no início da manhã de terça-feira (25), a Fazenda Lupus, no município de Alto Paraíso, a 70 quilômetros de Umuarama. Os líderes pedem a desapropriação imediata da área, de 1.250 alqueires. Tocada por 12 arrendatários, que preparam a terra para plantio, a fazenda foi declarada improdutiva em decisão judicial de primeira instância. O proprietário, Luiz Carlos Lobo, do grupo Nutriara (Foster), recorreu e iniciou-se a batalha jurídica.
Há vários anos, dezenas de famílias estão acampadas perto da propriedade. Elas integram um outro movimento, a Contag (Confederação dos Trabalhadores Rurais na Agricultura). Pelo menos 200 crianças estão com os pais na ocupação. Angelo Quintanilha, um dos líderes do MST, disse que elas frequentarão uma escola itinerante improvisada no próprio local. “Existe toda uma organização montada. Nós viemos para ficar e daqui não vamos sair até que não tenhamos uma resposta positiva das autoridades judiciais”, disse. Os sem-terra ocupam as três sedes da fazenda. Não houve reação dos funcionários no momento em que as caravanas chegaram. “Assim como nós, essas pessoas (funcionários) não têm terras. Se quiserem, podem permanecer com a gente, aqui na luta”, declarou Quintanilha.
A imprensa não pode entrar em nenhuma sede da fazenda. Para conversar com a liderança, foi preciso passar por uma espécie de cordão de segurança. Um dos sem-terra manteve contato com o coordenador principal para autorizar a passagem dos repórteres. Os caminhos estão bloqueados por arames.
Várias barracas estão instaladas próximo da casa. Enquanto entrevistava a liderança,A imprensa presenciou um sem-terra informando que iria a um córrego próximo para tomar banho. A fazenda demonstra oferecer boa estrutura. Havia sinal de internet wifi, bloqueado por senha.

Comente aqui


Mega Sena

Noventa milhões de reais. É esse o prêmio que pode ser pago no sorteio desta quarta-feira (26) da Mega-Sena. O sorteio acontece às 20 horas, em Rio Branco, no Acre. O concurso está acumulado há 10 rodadas. Caso o sortudo acerte as seis dezenas e leve o prêmio milionário sozinho, poderá fazer algumas extravagâncias, como comprar 600 carros de luxo. Ou, se quiser ser mais econômico, poderá aplicar o valor na poupança e obter um lucro mensal de R$ 500 mil. As apostas para o concurso 1.952 podem ser feitas nas lotéricas até às 19 horas desta quarta-feira. A aposta mínima é de R$ 3,50.

Comente aqui


Empregos

No primeiro semestre deste ano, a região Noroeste do Estado foi a que mais criou empregos. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho e Emprego, e indicam a diferença entre contratações e demissões no período. Foram 5.505 novas vagas. O número corresponde a 24% do saldo de empregos no Estado. Em seguida vem a região Oeste (5.361 vagas), o Norte Central (5.107), o Sudoeste (3.968) e o Norte Pioneiro (2.054). As usinas de açúcar e álcool, junto com a agricultura e a indústria de confecções, estão entre as principais geradoras de vagas na região Noroeste. “A região é forte produtora de álcool e açúcar, que teve papel importante na geração de vagas no semestre”, comenta o diretor-presidente do Ipardes, Julio Suzuki Júnior. Além do emprego nas usinas, o setor também aumentou o ritmo de contratação no campo para a colheita.
Ainda de acordo com Suzuki, a indústria alimentícia, de bebidas e álcool gerou 2.892 vagas. A agricultura veio em segundo lugar (1.081), e a indústria têxtil e do vestuário em terceiro (792). “Há polos importantes de confecção em cidades como Paranavaí, Umuarama e Cianorte. E a indústria de vestuário vem se recuperando da crise com aumento das vendas no mercado interno”, diz.
Entre as cidades que mais geraram empregos na região Noroeste estão Paranacity (599 vagas), Umuarama (521) e Paranavaí (508).Em todo o estado foram criadas no primeiro semestre 23.189 vagas. O diretor-presidente do Ipardes afirma que a tendência para o segundo semestre é que o impacto positivo da agricultura na geração de empregos deve diminuir por questões sazonais. Por outro lado, a previsão é de aumento na geração de vagas nos setores de serviço e comércio.

Comente aqui