Coluna de quinta-feira, dia 1º de março

CANDIDATO Ao se referir aos seus ministros, o presidente Temer afirmou, na terça-feira, em Brasília, que “meu maior acerto foi a escolha do Ricardo”. Mesmo com este reconhecimento, Ricardo Barros mantém seu planejamento. Deixará o Ministério da Saúde em abril para ser candidato a deputado federal.

SAÚDE O vereador Mario Hossokawa (PP) passou mal na manhã de ontem, quando ainda estava em casa. À tarde foi submetido a um cateterismo.

PRESIDÊNCIA Com o procedimento de Hossokawa, o vice-presidente da Câmara, Mario Verri, deverá presidir a sessão de hoje.

REFIS Muita gente esperava e o projeto deve ser apresentado, em regime de urgência, na sessão de hoje, na Câmara de Maringá. O autor é o vereador Odair Fogueteiro, que abriu o projeto para coautorias. Vários vereadores assinaram.

OPORTUNIDADE O REFIS municipal pode ser aprovado quase que simultaneamente ao REFIS federal para as micro e pequenas empresas, que deverá ser aprovado no próximo dia 6 de março.

REFIS DO FUNRURAL O plenário do Senado Federal aprovou ontem, no fim da tarde, o Refis do Funrural. A matéria vai agora à sanção presidencial. Informação do deputado Sérgio Souza.

MAIS PRAZO O projeto prorrogou de 28 de fevereiro para 30 de abril o prazo final de adesão ao Programa de Regularização Tributária Rural (PRR), também chamado de “Refis Rural”.

VEREADORES Na audiência pública de prestação de contas das finanças da Prefeitura de Maringá, relativas a 2017, primeiro ano da gestão Ulisses Maia, seis vereadores acompanharam toda a apresentação.

PRESENÇAS Participaram da audiência pública o presidente da Comissão de Finanças e Orçamento, Sidnei Telles (PSD), Onivaldo Barris (PHS), Jean Marques (PV), Homero Marchese (PV), Alex Chaves (PHS) e Do Carmo (PR) acompanharam toda a audiência.

PARCIAL Os vereadores William Gentil e Chico Caiana acompanharam a parte final da audiência pública. Passaram pelo plenário os vereadores Mario Verri e Belino Bravin.

PERGUNTAS Fizeram perguntas e comentários os vereadores Homero Marchese, Do Carmo, Willian Gentil, Alex Chaves e Jean Marques.

CONDUÇÃO Foi muito elogiada a condução da audiência pública, pelo vereador Sidnei Telles, presidente da Comissão de Finanças e Orçamento.

CONVITES Sidnei enviou convites para entidades da sociedade organizada e alguns conselhos. Mas eles não compareceram à audiência pública.

EQUILIBRIO As contas de 2017 terminaram em equilíbrio. Mas as despesas subiram 9%, contra 5% das despesas.

INVESTIMENTOS Em 2017 os investimento somaram R$ 79 milhões, 36% do previsto no orçamento e 7% da receita arrecadada.

FOLHA DE PAGAMENTO Pela primeira vez, em muitos anos, as despesas com pessoal ultrapassaram o limite de alerta, 48,60%, chegando em 49,16%.

LIMITES O limite prudencial é de 51,30% e o limite máximo de gastos com a folha de pagamento é de 54% das receitas.

PEDÁGIO As bancadas do PSD e PSC apresentaram, juntas, três requerimentos relacionados às investigações da 48º fase da Operação Lava Jato, que tem foco nas concessões de pedágio do Paraná.

ANULAÇÃO O primeiro requerimento foi para o Governo do Estado, pedindo a extinção do contrato com a Econorte, e nulidade dos aumentos sucessivos na tarifa.

AUDITORIA Para o Tribunal de Contas foi encaminhado pedido de auditoria nos contratos e aditivos, e atualização das planilhas de obras e preços de tarifas da Econorte.

MUNICÍPIOS

PREFEITOS Hoje tem reunião dos prefeitos da região, às 14 horas, na sede da Amusep.

PAUTA Estão na pauta: Sistema de Financiamento aos Municípios (SFM); o Programa Avançar Cidades, da Fomento Paraná, e a Escola Prática de Educação para o Trânsito.

APOIO A Câmara Municipal de Marialva encaminhou à Câmara dos Deputados uma Moção de Apoio ao Projeto de Lei conhecido como “Lei Lucas”, em tramitação no Congresso Nacional.

PREVENÇÃO O Projeto institui a obrigatoriedade de estabelecimentos públicos e privados voltados ao ensino ou recreação infantil e fundamental capacitarem seu corpo docente e funcional em noções básicas de primeiros socorros.

FRASE “A dificuldade real não reside nas novas ideias, mas em conseguir escapar das antigas.” John Maynard Keynes

ÚLTIMA Loteria é como um imposto sobre as pessoas que são ruins em matemática.

PARA LEMBRAR

HOJE, 9h40 – “O Assunto é Política”, com Diniz Neto, na CBN Maringá. Duas edições por dia, de segunda a sexta-feira: às 9h40 e às 14h20.

1º DE MARÇO, 14 horas – Primeira reunião dos prefeitos na região na sede da Amusep, em Maringá, à avenida Nóbrega, 370, Maringá.

1º DE MARÇO, 17 horas – Auditório Hélio Moreira. O ministro Ricardo Barros, o governador Beto Richa, a vice Cida Borghetti, a deputada estadual Maria Victória e o prefeito de Maringá, Ulisses Maia, assinam ordem de serviço do Hospital da Criança em Maringá.

1º DE MARÇO, 20 horas – Parque Internacional de Exposições de Maringá. Lançamento da 46ª Expoingá.

02 DE MARÇO, – “O Cenário da Economia, em 2018, e os desafios a serem enfrentados pelas cidades”, palestra com o economista João Ricardo Tonin, no Escritório Regional Noroeste do Sebrae, avenida Bento Munhoz da Rocha Netto, 1.116, Zona 7, Maringá (PR).

Um comentário sobre “Coluna de quinta-feira, dia 1º de março

  1. Domingos Aparecido 1 de março de 2018 08:17

    Convite Lançamento do Movimento pelo Imposto Único
    No próximo dia 6 de março estarei em Brasília para o lançamento da Frente Parlamentar Mista do Imposto Único Federal.
    Tal iniciativa será de grande importância para voltarmos a discutir a reforma tributária nos moldes do projeto do Imposto Único, apresentado em 2001 e aprovado por unanimidade pela Comissão Especial de Reforma Tributária que o analisou.
    Frente terá como principais atribuições promover estudos, debates e seminários com o objetivo de retomar a tramitação do Imposto Único no Congresso.
    O evento ocorrerá dia 6 de março às 16 horas no Plenário 4 da Câmara dos Deputados.
    Atenciosamente.
    Marcos Cintra

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.