Folha dos servidores federais atinge maior nível dede 2000

A folha salarial dos servidores federais atingiu o maior nível em relação ao limite fixado na Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). Em 2017, as despesas com pessoal chegou a 41,8% da receita corrente líquida. É o maior percentual desde a aprovação da LRF, em 2000.
Dois fatores explicam a situação. O primeiro é a queda da arrecadação, fruto da recessão econômica. O segundo são os aumentos concedidos aos servidores, considerados expressivos pelo economista José Roberto Afonso diante do ambiente econômico do País.
Coordenador da equipe técnica que preparou o projeto do governo da LRF, ele entende que o fim da recessão vai diminuir o comprometimento das receitas federais com salários, mas alerta que novos reajustes precisam ser muito bem estudados.
Para o economista, é necessário institucionalizar um método de avaliação de servidores públicos, que permita a demissão de quem não for aprovado nos testes de desempenho. Para equilibrar o gasto com aposentadoria, Afonso sugere aumento da alíquota previdenciária do funcionalismo.

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.