Uningá inicia Grupo de Estudos de Plantas Medicinais

Professores e acadêmicos dos cursos de Agronomia e Farmácia da Uningá iniciaram nesta semana os trabalhos do Grupo de Estudos de Plantas Medicinais (GEPM), que serão conduzidos no Núcleo Experimental de Agronomia e nos laboratórios da instituição.
A primeira atividade do GEPM foi o plantio de sementes de espécies medicinais doadas pela engenheira agrônoma Joseane Granemann, professora do Mestrado Profissional em Agroecologia da Universidade Estadual de Maringá.
Os professores Arney Eduardo do Amaral Ecker, do curso de Agronomia e Vagner Moura, do curso de Farmácia, apresentaram as propostas do grupo aos acadêmicos que participaram do primeiro plantio. A intenção é fechar o ciclo partindo do plantio e manejo das plantas, processamento e uso com acompanhamento dos resultados.
A iniciativa de criar o GEPM partiu dos professores Marcelo Gonçalves Balan e Arney Ecker, da Agronomia, em conjunto com a coordenadora do curso de Farmácia, Ana Paula Teston e dos professores Vagner Moura e Tânia Ushirobira.
A expectativa com o grupo é criar oportunidades aos acadêmicos na participação em congressos e simpósios, condução de trabalhos de conclusão de curso, programas de iniciação científica, viagens técnicas, pesquisas e estreitamento da relação com outras instituições de ensino e pesquisa.
O trabalho com plantas medicinais, aromáticas e condimentares em todas as fases do processo vai permitir ainda aos acadêmicos de Agronomia e de Farmácia as habilidades e competências em linhas diferenciadas de atuação no mercado de trabalho.

Veja mais fotos na página Ideias&Fatos no Facebook.

Site da Uningá AQUI.

Fan page da Uningá AQUI.

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.