Brasil



PTB desiste de indicar Cristiane Brasil ao Ministério do Trabalho

Foi o próprio pai da indicada e presidente do PTB, Roberto Jefferson, que anunciou: O PTB desistiu da indicação da deputada federal Cristiane Brasil para o Ministério do Trabalho.
O partido sugeriu o secretário-executivo do Ministério, Helton Yomura, para o cargo.

Comente aqui


Ricardo Barros no programa Roda Vida

O ministro da Saúde, Ricardo Barros, participou nesta segunda-feira (19) do programa Roda Viva. Não é fácil participar de um programa onde o objetivo é moer o entrevistado. Ricardo, entretanto, mostrou amplo domínio sobre os assuntos do Ministério da Saúde, pasta que assumiu em maio de 2016, e apresentou ideias para mudanças que precisam ser feitas no modelo de financiamento.

Ele foi sabatinado por especialistas da área, respondendo perguntas sobre ações de combate à febre amarela, gestão dos recursos do Ministério da Saúde, campanhas de conscientização, medicamentos de alto custos, entre outros assuntos. Não ficou pergunta sem resposta, muitas deles com opinião e aceitando que há muito a avançar e mudar no Ministério.

O ministro disse que o problema da Saúde “é gestão, gestão e gestão”. Falou sobre a economia de recursos, renovação da frota de ambulâncias, informatização das unidades de saúde e do Ministério, judicialização (falou sobre fraudes detectadas em processos para compra de remédios via judicial) e de pressões que sofreu e sofre de todos que se aproveitam das brechas de controle de um ministério grade e complexo como o da Saúde.

O programa Roda Viva, da TV Cultura, tem um perfil de espaço plural para a apresentação de ideias, conceitos e reflexões sobre temas de interesse da população brasileira. O Roda Viva reúne jornalistas e especialistas com amplo conhecimento sobre a área do entrevistado, promovendo um debate democrático e esclarecedor.

Ricardo finalizou o programa com a frase: “Mudar o sistema do SUS para melhorar”.

2 Comentários


Prévia mostra elevação do PIB, em 2017

Sérgio Souza atribui à agropecuária grande parte da recuperação econômica do país, em 2017

Uma notícia boa para a economia brasileira. A prévia do Produto Interno Bruto (PIB) subiu 1,04% em 2017. A informação partiu do próprio Banco Central, que divulgou o Índice de Atividade Econômica do Brasil (IBC-Br).
O número é bruto, pois considera os dados sem os ajustes sazonais dos dois anos de comparação, 2016 e 2017. A recuperação da economia já havia sido percebida em dezembro de 2017, quando o mesmo índice teve alta de 1,41% em relação a novembro.

Os números do PIB em 2017 só serão divulgados oficialmente pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) no dia 1º de março. No entanto, o indicador IBC-Br é visto pelo mercado como uma antecipação desse resultado. Prova disso é que economistas entrevistados pela Pesquisa Focus do Banco Central confirmam alta de 1,03% para o PIB em 2017.
O deputado federal Sérgio Souza (MDB-PR) está otimista com os números, mas não surpreso. Segundo ele, o setor agropecuário responderá por boa parte desta recuperação da economia. “Somos o segundo maior produtor agrícola do mundo. Tenho muita convicção de que o setor agropecuário está cumprindo seu papel para que a economia brasileira se recupere ainda mais e, assim, o brasileiro possa ter emprego e renda outra vez”, destacou o parlamentar.

1 Comentário


Ricardo Barros no Roda Viva

O ministro Ricardo Barros (Saúde) é o convidado desta segunda-feira, 19, do programa Roda Viva às 22h15, na TV Cultura. Barros que assumiu o Ministério da Saúde desde o início do governo Temer, em maio de 2016, chega ao centro da roda para debater, junto à especialistas e jornalistas, questões públicas importantes e atuais. Na edição, serão abordados assuntos como o combate à febre amarela, questões relacionadas ao SUS e à gestão dos recursos do Ministério em áreas como atenção básica e hospitalar.

A bancada de comentaristas desta edição é formada por Flávio Freire, coordenador de nacional e política do jornal O Globo, em São Paulo; Fabiana Cambricoli, repórter de saúde do jornal O Estado de S. Paulo; Cláudia Collucci, repórter especial do jornal Folha de S.Paulo; Jessé Reis Alves, médico coordenador do Comitê de Medicina do Viajante da Sociedade Brasileira de Infectologia, e o Dr. José da Rocha Carvalheiro, professor da Faculdade de Medicina da USP. O programa conta com a participação fixa do cartunista Paulo Caruso.

1 Comentário


Ricardo Barros libera R$ 2 milhões para a Santa Casa de Maringá

O ministro da Saúde, Ricardo Barros, vai repassar neste sábado (17), às 10 horas, R$ 2 milhões para a Santa Casa de Maringá. O recurso será utilizado para ampliar e qualificar os serviços de média e alta complexidade oferecidos à população na Maternidade Maria Auxiliadora por meio do Sistema Único de Saúde (SUS). A vice-governadora, Cida Borghetti, também participará da solenidade.

Além da ampliação e recursos destinados às Santas Casas, o Ministério da Saúde tem oferecido a capacitação de gestores e colaboradores desses hospitais, apoiando na elaboração e avaliação de planos econômicos/financeiros de 90 Santas Casas. A capacitação é realizada em parceria com os Hospitais Sírio Libanês e Samaritano.

GESTÃO – Em 600 dias de gestão, o estado do Paraná recebeu aproximadamente R$ 550 milhões de recursos federais para habilitar e qualificar 815 serviços e abertura de 531 leitos nos 399 municípios do estado. Apenas em 2016 foram repassados mais de R$ 150 milhões entre habilitações de leitos e outros serviços ambulatoriais e hospitalares. Em 2017, foram repassados cerca de R$ 400 milhões para custear esses serviços.

O Paraná também ganhou um reforço de R$ 32,9 milhões na Atenção Básica, beneficiando 127 municípios. O recurso diz respeito à habilitação de 415 novos Agentes Comunitários de Saúde, 118 Equipes de Saúde da Família, 109 Equipes de Saúde Bucal, 43 Núcleos de Apoio à Saúde da Família, 19 Polos de Academia da Saúde e 03 Equipes de Saúde Prisional.

Durante esta gestão, também foram habilitadas 16 UPAS 24hs em 15 municípios do estado, com um custo de R$ 26 milhões. No início de 2017 o Ministério da Saúde anunciou a doação de 23 ambulâncias para renovação da frota do SAMU 192 em 18 municípios do estado, totalizando um investimento de R$ 5,1 milhões. Em outubro de 2017, foi anunciado que 12 veículos do estado seriam contemplados com mais recursos federais para ampliação e qualificação.

Também foram liberados, nesta gestão, R$ 575,2 milhões em emendas parlamentares para todo o estado. Os recursos são destinados ao custeio da atenção básica, serviços de média e alta complexidade, aquisição de equipamentos e materiais permanentes e obras de construção, reforma e ampliação de unidades de saúde no Paraná.

CISAMUPEP – Os municípios do Consórcio CISAMUSEP foram contemplados com R$ 65,1 milhões para fortalecimento da saúde. Desse total, R$ 33,8 milhões foram para custeio de 60 serviços/leitos de média e alta complexidade que funcionavam sem a contrapartida federal. Outros R$ 421,1 mil foram repassados, entre julho e dezembro de 2017, para fortalecimento da Atenção Básica, principal porta de entrada para o SUS, dos municípios integrantes do consórcio.

Durante o período, também foram liberados R$ 30,9 milhões referentes a 175 emendas parlamentares que tramitavam na pasta e aguardavam liberação desde 2014, contemplando todos os municípios do Consórcio CISAMUSEP.

2 Comentários


Luciano, é ou não é?

Os pré-candidatos se movimentam, em busca de espaços e apoios.
O apresentador Luciano Huck deverá fazer um novo anúncio a respeito de sua intenção de concorrer à Presidência. Em processo que sofre no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) por campanha antecipada, ele reiterou que não é candidato.
No entanto, seus movimentos são exatamente ao contrário. Ele tem conselheiros econômicos, esboça um programa de governo, busca inspiração e parcerias para um possível governo.
Entre estes apoios, de forma muito discreta, está Fernando Henrique Cardoso, que, alguns afirmam, está insatisfeito com a candidatura do tucano Geraldo Alckmin.
Onde entra Huck no quadro eleitoral? No centro, ou seja, naquilo que não é PT e não é Bolsonaro.

Comente aqui


O verdadeiro novo líder político

“O verdadeiro líder político novo, hoje, será aquele capaz de sensibilizar a sociedade para problemas que emperram o desenvolvimento e que deveriam desde sempre ser considerados intoleráveis num país com a riqueza e o potencial do Brasil, como a falta de saneamento básico, a precária infraestrutura nacional, a baixa produtividade e o estado cronicamente lastimável da educação e da saúde. Sem prejuízo da necessária luta contra a corrupção, é para essas questões fundamentais, tão vergonhosas quanto antigas, que o Brasil deveria dedicar sua mais profunda indignação.”

No editorial do Estadão, ontem.

 

4 Comentários


Estadão: O melhor ministro para o Paraná

Ricardo Barros assumiu o Ministério da Saúde sofrendo forte ataque petista e de setores da grande mídia. Determinado, foi em frente, cortou gastos, reduziu os preços de compra dos medicamentos, criou um sistema de acompanhamento on line das contas e ações, iniciou o processo para informatização de todos os postos de saúde, em todos os municípios do Brasil. O Estadão publicou reportagem que mostra que Ricardo é o melhor ministro para o Paraná, que recebeu mais recursos do que nos anos anteriores. Reportagem capciosa que terminou comprovando o resultado de um político que leva o seu estado para onde vai.

1 Comentário


PMDB: João Arruda x Romero Jucá

A informação é de Mauricio Lima, na coluna Radar da Veja de hoje, dia 7. A bancada do MDB na Câmara dos Deputados está insatisfeita com o presidente da legenda Romero Jucá (RR). Trinta e sete deputados se reuniram para definir estratégias por verbas de campanha e vão se encontrar com Jucá no próximo dia 20 para saber qual será a contribuição que cada um terá direito. Caso a resposta não seja o que esperam, há a possibilidade de um “motim”. O deputado João Arruda (PR) chegou a sugerir o lançamento de um nome de oposição para tirar o senador da presidência do partido em março.

Comente aqui


Alex Canziani cotado para o Ministério do Trabalho

O deputado federal Alex Canziani surgiu, há alguns dias, como um dos nomes que o PTB tem para indicar ao presidente Temer para ser ministro do Trabalho.
Alex é um deputado federal que se destaca por projetos importantes. Há alguns anos tornou-se um especialista em educação, mas atua em todas as áreas, sendo uma delas justamente o apoio a investimentos em formação profissional.
Em 2016 ele foi lembrado para o ministério do Trabalho. Sem dúvida é uma carta importante do PTB.
Sites e blogs estão publicando esta informação, que pode ser confirmada ainda hoje. Como escrevi na coluna de hoje, o PTB tem reunião hoje, em Brasília, para decidir esta indicação ao Ministério do Trabalho.

Comente aqui