Cultura



Vencedores do Viapar Cultural vão ser definidos na sexta-feira (15)

Ao todo, 27 projetos foram inscritos e destes 18 estão habilitados a concorrer às três premiações Vão ser definidos nesta sexta-feira (15), na sede da Associação Comercial e Empresarial de Maringá (Acim), os finalistas da 5ª edição do Viapar Cultural, edital promovido pela concessionária de rodovias em parceria com o Instituto Cultural Ingá (ICI). Ao […]

Comente aqui


Clube de leitura comemora cinco anos e propõe desafio

O Clube de Leitura Bons Casmurros, de Maringá, comemora cinco anos em março. Para marcar a data, um desafio foi proposto pelo grupo: ler “Grande Sertão: Veredas”, de João Guimarães Rosa. Publicado em 1956, o romance é um dos mais importantes da literatura brasileira. E um os mais complexos: pela linguagem, principalmente.

O encontro para a discussão desse livro e para comemoração dos cinco anos do Bons Casmurros será em 03 de março, às 17h, no Café Literário (próximo à UEM). A participação é gratuita.

Os cinco anos de clube

Criado em 2013 pelo então estudante de comunicação Victor Simião, o Bons Casmurros já realizou 77 discussões literárias. Entre livros e autores já abordados estão “Ensaio sobre a cegueira”, de José Saramago, “O mercador de Veneza”, de William Shakespeare; “O sol é para todos”, de Harper Lee; “Ulysses”, de James Joyce”; e “Felicidade clandestina”, de Clarice Lispector.

Atualmente, os encontros acontecem a cada três semanas no Café Literário de Maringá. A idade e a formação dos participantes variam: tem gente dos 18 aos 60 anos, de estudantes de graduação a professores universitários.

Em uma discussão é abordado um autor; em outra, uma autora.

O Bons Casmurros também realiza eventos. O clube já trouxe escritores e tradutores para discutir com os participantes do grupo. Já vieram, entre eles, Caetano Galindo, professor da Universidade Federal e tradutor de livros como “Ulysses” (James Joyce) e “Graça Infinita (David Foster Wallace); e Oscar Nakasato, autor de “Nihonjin”, romance que ganhou o prêmio literário mais importante do Brasil, o Jabuti de Melhor Romance (2012).

Comente aqui


Coral da Unicesumar abre seleção para novos talentos da música

O grupo encerrou o ano passado com 36 coralistas e a expectativa é revelar mais 15 novos talentos da música de todos os naipes em 2018, com a realização das audições

“O Coral da Unicesumar é o mais importante e interessante que já participei. É a melhor experiência da minha vida. Fico emocionada com cada canção do repertório de muito bom gosto e com o profissionalismo do maestro”, conta a pedagoga Eliani Massini, de 33 anos, que começou a fazer parte de corais na igreja evangélica quando tinha 4 anos e foi selecionada em 2017 para integrar o Coral da Unicesumar.

Com experiência em corais, Eliani disse que se sente realizada em participar do Coral da Unicesumar, que está com inscrições abertas para recrutar novos integrantes. As audições serão realizadas nos dias 6 e 8 de fevereiro na instituição de ensino, em Maringá (PR).

O grupo encerrou o ano passado com 36 coralistas e a expectativa é revelar mais 15 novos talentos da música de todos os naipes em 2018, com a realização das audições. No ano passado, 58 pessoas fizeram os testes e 17 foram aprovados.

A avaliação é feita pelo regente do Coral, maestro Marcus Geandré Nakano Ramiro, o diretor artístico e regente titular da Orquestra Filarmônica Unicesumar (OFUC), Davi Oliveira, e por músicos convidados.

De acordo com Ramiro, o candidato deve ter disponibilidade para ensaiar às terças e quintas-feiras, das 19h às 21h, ser maior de 18 anos e ter o mínimo de condições musicais, a exemplo de afinação e ritmo, e não possuir problemas vocais.

A audição de classificação consiste em três pequenos exercícios vocais. Cada um não se estende por mais de 5 minutos. “As vagas são preenchidas não apenas pelas qualidades musicais do candidato, mas também pelas necessidades do Coral para equilíbrio de cada naipe”, disse Marcus Geandré.

O Coral tem repertório variado, com canções de todos os estilos musicais. É o único coral em Maringá que se apresenta periodicamente em conjunto com uma orquestra.

O trabalho mais recente do Coral da Unicesumar é a gravação do DVD “Noite Santa”, em dezembro de 2017. Para este ano, tem agendado o concerto “Gala Lírica”, em meados de junho, com repertório composto por Giuseppe Verdi, Georges Bizet, Saint-Saëns, Giacomo Rossini e Carl Orff, no Centro Cultural Teatro Guaíra, em Curitiba.

O grupo participou, em novembro de 2017, do Festival Internacional de Corais de Londrina, no norte do Paraná. Em outubro foi ao Festival de Corais de Paranavaí, na região noroeste. No ano passado fez diversas apresentações em Maringá e no campus da Unicesumar. Como forma de incentivo, o Coral oferece aos acadêmicos do período diurno 20% de bolsa de estudo.

Histórico – O Coral Unicesumar foi criado em 2000 para difundir a música e representar a instituição de ensino, que é um dos 10 maiores grupos educacionais do País, em eventos internos e externos.

O grupo é formado por acadêmicos, funcionários da Unicesumar e pessoas de fora da instituição que dedicam tempo à música que é levada para Maringá e outras cidades. A qualidade é regida pelo Departamento de Cultura e Artes (DCA).

Desde 2005, o Coral é regido pelo maestro Marcus Geandré. Para ele, o diferencial é o entendimento da música como ciência e arte. “Está junto à academia para cumprir seu papel de órgão representativo da instituição, com incursões relacionadas ao repertório funcional, para resgatar o repertório histórico, o conhecimento da arte na cultura ocidental, e colaborar com o crescimento da comunidade”, disse.

A criação do Coral se deu a partir de um ideal fundamentado pelo então diretor-geral da instituição e hoje reitor, Wilson de Matos Silva. Na condição de educador, empresário e incentivador das questões relacionadas à sociedade, ele proporcionou as condições necessárias para o engrandecimento do canto coral em Maringá.

O Coral é hoje referência na área em Maringá. Em seu portfólio estão gravações de CDs e DVDs e apresentações em cidades do Paraná e de outros Estados.19

 

Comente aqui


Folia de Reis, domingo (26) em Maringá

Hoje tem Folia de Reis em Maringá. Será às 15 horas, em frente à Escola Olga Aiub Ferreira, no Conjunto Requião. Evento “Você na Praça”. Folia de Reis Mensageiros da Paz, da Olaria Projetos de Arte e Educação, com apoio da Secretaria da Cultura do Governo do Paraná.

Dia 2 será em Curitiba, às 17h30, no Museo Oscar Niemeyer.
Dia 3 em Campo Largo, às 19 horas, na Praça Getúlio Vargas.

Comente aqui


Antonio Pepato (1949-2017)

 Antonio Pepato morreu ontem, vitimado por um infarto, aos 68 anos. Um dos seus projetos é a Orquestra Raiz Sertaneja de Marialva.
Músico de grande talento, pessoa extraordinária, tinha muitos amigos e fazia sucesso com a sua música no Paraná e em muitas regiões do país.
Pepato é um daqueles que vai contrariar a frase “ninguém é insubstituível”. A cultura da região perde um ativista talentoso, brilhante.

O velório está sendo realizado na capela do Prever de Marialva.
Às 14 haverá uma homenagem. O sepultamento está marcado para as 16h30.
O prefeito Victor Martini decretou luto oficial na cidade neste dia 16. O expediente de atendimento no paço municipal, nesta quinta-feira, será até às 11h30.

Antonio Pepato é pai do produtor musical Eduardo Pepato, produtor musical de grandes nomes da música sertaneja brasileira.

1 Comentário


41ª Mostra apresenta seleção de 64 filmes nacionais

Com alguns títulos premiados internacionalmente, Mostra Brasil traz 55 concorrentes ao Prêmio Petrobras de Cinema, que contemplará duas produções brasileiras pela primeira vez nesta edição – de 19 de outubro a 1º de novembro

A crescente produção do cinema brasileiro ganha destaque na Mostra Internacional de Cinema em São Paulo, que traz uma seleção de 64 filmes nacionais em sua 41ª edição, incluindo a apresentação especial de alguns clássicos. Dentre eles, a Mostra Brasil apresenta títulos que foram reconhecidos pelos festivais internacionais por qual passaram, como GABRIEL E A MONTANHA, de Fellipe Barbosa, duplamente premiado na Semana da Crítica, no Festival de Cannes; AS BOAS MANEIRAS, de Juliana Rojas e Marco Dutra, que levou o Prêmio Especial do Júri em Locarno; PELA JANELA, de Caroline Leone, vencedor do Prêmio FIPRESCI da Crítica Internacional em Roterdã; e FORO ÍNTIMO, de Ricardo Mehedff, agraciado como melhor filme estrangeiro no London Independent Film Awards, sem contar outros longas que foram selecionados por estes e outros eventos.

Entre os citados, os três primeiros são alguns dos longas brasileiros inéditos na cidade de São Paulo que integram a seção Perspectiva Internacional, enquanto o último está na seção Competição Novos Diretores, que traz produções de cineastas estreantes que farão, dentro da 41ª Mostra, sua primeira exibição pública no país, a exemplo de ANTES QUE EU ME ESQUEÇA, de Tiago Arakilian; AQUALOUCOS, de Victor Ribeiro; MEU TIO E O JOELHO DE PORCO, de Rafael Terpins; O BEIJO, de Murilo Benício; e ORGANISMO, de Jeorge Pereira. Outros títulos da Perspectiva que também fazem a sua estreia no evento são A IMAGEM DA TOLERÂNCIA, de Joana Mariani e Paula Trabulsi; HÍBRIDOS, OS ESPÍRITOS DO BRASIL, de Priscilla Telmon e Vincent Moon; INAUDITO, de Gregorio Gananian; PRIMEIRO BAILARINO, de Felipe Braga; QUERIDA MAMÃE, de Jeremias Moreira; SAUDADE, de Paulo Caldas; e SOLDADOS DO ARAGUAIA, de Belisario Franca. Os títulos da competição concorrem ao prêmio Bandeira Paulista de Melhor Filme, dado pelo Júri Internacional da 41ª Mostra. Entretanto, todos os brasileiros da Perspectiva Internacional e da Competição Novos Diretores concorrem ao Prêmio do Público da Mostra, que inclui o Troféu Bandeira Paulista de Melhor Filme Brasileiro.

Além disso, pela primeira vez, a Mostra entregará o Prêmio Petrobrás de Cinema para dois filmes brasileiros escolhido pelo júri especializado, com exceção daqueles que já receberam o mesmo prêmio em outro festival. No total, são 55 títulos que concorrem aos R$ 200 mil para o melhor longa de ficção ou aos R$ 100 mil para o melhor longa documentário. O objetivo do Prêmio é apoiar a distribuição das produções contempladas em pelo menos 15 salas e cinco praças ao longo dos primeiros 90 dias de lançamento comercial, no caso da ficção, e 10 salas e três praças no mesmo período, para o documentário. Os títulos selecionados serão avaliados por um júri convidado pela direção do evento.

A Mostra Brasil também traz para o público títulos da seção de Apresentação Especial, as exibições da programação do Vão Livre do MASP, que terá as homenagens a Paulo José, com a projeção de três clássicos estrelados pelo ator, e aos 80 anos do cineasta Leon Hirszman, com ELES NÃO USAM BLACK-TIE (1981), por exemplo. A versão digitalizada em DCP de CINEMA, ASPIRINAS E URUBUS, longa de Marcelo Gomes que se tornou o segundo título brasileiro a receber o prêmio Bandeira Paulista como Melhor Filme, na 29ª Mostra, em 2005, também será apresentada especialmente durante esta 41ª edição do evento.

Veja abaixo a lista completa de títulos nacionais:

APRESENTAÇÃO ESPECIAL – 5 VEZES CHICO – O VELHO E SUA GENTE
G.Spolidoro, A.Rieper, C.Cavalcante, E.Goldenstein, E.Nunes – 2015

CINEMA, ASPIRINAS E URUBUS – Marcelo Gomes – 2005

ELES NÃO USAM BLACK TIE – Leon Hirszman – 1981

MACUNAÍMA – Joaquim Pedro de Andrade – 1969

O HOMEM NU – Roberto Santos – 1968

O PADRE E A MOÇA – Joaquim Pedro de Andrade – 1966

QUANDO O CARNAVAL CHEGAR – Carlos Diegues – 1972

TUDO É PROJETO – Joana Mendes da Rocha, Patricia Rubano – 2017

CAFÉ COM CANELA* – Ary Rosa, Glenda Nicácio – 2017
*Filme premiado no Festival de Brasília com o Prêmio Petrobras de Cinema e não concorre novamente na Mostra

PRÊMIO PETROBRAS DE CINEMA – A FERA NA SELVA
Paulo Betti, Eliane Giardini, Lauro Escorel – 2017

A IMAGEM DA TOLERÂNCIA – Joana Mariani ,Paula Trabulsi – 2017

A MOÇA DO CALENDÁRIO – Helena Ignez – 2017

A VIDA EXTRA-ORDINÁRIA DE TARSO DE CASTRO – Leo Garcia, Zeca Brito – 2017

ABAIXO A GRAVIDADE – Edgard Navarro – 2017

AÇÚCAR – Renata Pinheiro, Sergio Oliveira – 2017

AMORES DE CHUMBO – Tuca Siqueira – 2017

ANTES DO FIM – Cristiano Burlan – 2017

ANTES QUE EU ME ESQUEÇA – Tiago Arakilian – 2017

ANTÒNIO UM DOIS TRÊS – Leonardo Mouramateus – 2017

AOS TEUS OLHOS – Carolina Jabor – 2016

AQUALOUCOS – Victor Ribeiro – 2017

ARÁBIA – Affonso Uchôa, João Dumans – 2017

AS BOAS MANEIRAS – Juliana Rojas, Marco Dutra – 2017

ATÉ O PRÓXIMO DOMINGO – Evaldo Mocarzel – 2016

AURORA 1964 – Diego Di Niglio – 2017

BERENICE PROCURA – Allan Fiterman – 2017

BIO – Carlos Gerbase – 2016

CALLADO – Emília Silveira – 2017

CAMOCIM – Quentin Delaroche – 2017

CARTAS PARA UM LADRÃO DE LIVROS – Caio Cavechini, Carlos Juliano Barros – 2017

CONSTRUINDO PONTES – Heloisa Passos – 2017

EM NOME DA AMÉRICA – Fernando Weller – 2017

EU, PECADOR – Nelson Hoineff – 2017

FORO ÍNTIMO – Ricardo Mehedff – 2017

GABRIEL E A MONTANHA – Fellipe Barbosa – 2017

HENFIL – Angela Zoé – 2017

HÍBRIDOS, OS ESPÍRITOS DO BRASIL – Priscilla Telmon, Vincent Moon – 2017

HOMEM LIVRE – Alvaro Furloni – 2017

INAUDITO – Gregorio Gananian – 2017

LEGALIZE JÁ – Johnny Araújo, Gustavo Bonafé – 2017

MEU TIO E O JOELHO DE PORCO – Rafael Terpins – 2017

MÚSICA PARA QUANDO AS LUZES SE APAGAM – Ismael Caneppele – 2017

NÃO DEVORE MEU CORAÇÃO – Felipe Bragança – 2017

O BEIJO – Murilo Benício – 2017

O MATADOR – Marcelo Galvão – 2017

O MURO – Lula Buarque – 2017

O NOME DA MORTE – Henrique Goldman – 2017

OPERAÇÕES DE GARANTIA DA LEI E DA ORDEM – Julia Murat – 2017

ORGANISMO – Jeorge Pereira – 2017

PAULO AUTRAN – O SENHOR DOS PALCOS – Marco Abujamra – 2016

PELA JANELA –  Caroline Leone – 2017

PRAÇA PARIS – Lucia Murat – 2017

PRIMEIRO BAILARINO – Felipe Braga – 2017

QUERIDA MAMÃE – Jeremias Moreira – 2017

SAUDADE – Paulo Caldas – 2017

SEVERINA – Felipe Hirsch – 2017

SLAM: VOZ DE LEVANTE – Tatiana Lohmann, Roberta Estrela D’Alva – 2017

SOLDADOS DO ARAGUAIA – Belisario Franca – 2017

TODAS AS RAZÕES PARA ESQUECER – Pedro Coutinho – 2017

TODOS OS PAULOS DO MUNDO – Rodrigo de Oliveira, Gustavo Ribeiro – 2017

TORQUATO NETO – TODAS AS HORAS DO FIM – Eduardo Ades, Marcus Fernando – 2017

VAZANTE – Daniela Thomas – 2017

YOGA ARQUITETURA DA PAZ – Heitor Dhalia – 2017

YONLU – Hique Montanari – 2017

PATROCINADORES DA 41ª MOSTRA
Apresentam a 41ª MOSTRA o GOVERNO FEDERAL – MINISTÉRIO DA CULTURA, GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO e PETROBRAS (com Patrocínio Master). O evento conta com o patrocínio do BNDES – BANCO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SOCIAL e do BANCO ITAÚ; copatrocínio da SABESP, Apoio institucional do PROAC SP, SPCINE, a parceria do SESC e da CPFL ENERGIA; a colaboração do AUDITÓRIO IBIRAPUERA OSCAR NIEMEYER – SECRETARIA DO VERDE E DO MEIO AMBIENTE, SWISS FILMS, da ORQUESTRA JAZZ SINFÔNICA, MASP, CONJUNTO NACIONAL, INSTITUTO CPFL, HOTEL GOLDEN TULIP e a promoção da FOLHA DE S.PAULO, da GLOBO FILMES, da TV CULTURA, do TELECINE, do CANAL ARTE 1 e da RÁDIO CBN.

Site: www.mostra.org

Facebook: www.facebook.com/mostrasp/

Twitter: @mostrasp

Instagram: @mostrasp

Comente aqui


Cartas Poéticas, amanhã, 20 horas, no Maringá Park

Cristina Agostinho e Gilmar Leal Santos lançam a exposição “Cartas Poéticas”, amanhã, dia 2 de agosto, no Maringá Park, às 20 horas.
São 64 cartas inspiradas nas palavras-chaves do I-Ching, com aquarelas de Cristina Agostinho e poemas de Gilmar Leal Santos.
O projeto é viabilizado pelo Prêmio Aniceto Matti, da Prefeitura Municipal de Maringá.

1 Comentário


Romagnole promove ações culturais para colaboradores e comunidade

Circo
Eventos têm entrada gratuita e fazem parte dos projetos de responsabilidade social mantidos pela empresa

A Romagnole começou neste mês de julho uma série de eventos culturais voltados aos seus colaboradores e pessoas da comunidade. No primeiro deles, realizado no último dia 15, mais de 700 pessoas assistiram ao espetáculo circense “Imaginárium”, que aconteceu no ginásio de esportes Xanduzão. Para os próximos meses estão programadas sessões de cinema no Centro de Convenções Décio da Silva Bacelar.
As ações são patrocinadas pela empresa por meio da Lei Rouanet de Incentivo a Cultura e têm entrada gratuita. Os eventos culturais fazem parte do trabalho de responsabilidade social desenvolvido pela Romagnole, cujos projetos se estendem também para outras áreas, como saúde, educação, meio ambiente e assistência social.
Circo – Encenada pela Trupe Tangará, de Londrina, a apresentação de circo reuniu mais de 700 pessoas.Com duas apresentações em sequência, o espetáculo contou a história de uma criança que sonha em ser artista circense e vive num universo de fantasia envolvendo o mundo encantado do circo. Cerca 12 artistas levaram o público ao delírio executando números de trapézio, acrobacias e malabarismos. As apresentações tiveram duração de uma hora e meia cada uma e contaram com uma grande estrutura de palco, som e iluminação.
De acordo com os organizadores, o evento atingiu o objetivo proposto, que era o de levar lazer e entretenimento aos colaboradores e comunidade local. “O público ficou bastante satisfeito com a qualidade da apresentação e com a oportunidade proporcionada pela empresa”, afirmaram.
Cinema – A programação cultural da Romagnole prevê outros dois eventos para os próximos meses. A empresa irá promover sessões de cinema nos dias 26 de agosto e 30 de setembro, também com entrada franca. Serão duas sessões em cada dia, uma às 16 e outra às 18 horas e em todas elas os participantes terão direito a pipoca e refrigerante. Os convites já estão sendo disponibilizados. Os colaboradores da empresa poderão retirá-los na própria unidade onde trabalham, já para as pessoas da comunidade os convites estão disponíveis no Módulo Cultural do município. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone 3233-8229.

2 Comentários


Visitando a festa

O prefeito Ulisses Maia esteve participando da tradicional festa Junina do seu Zico Borghi, que está na Região do Pinguim desde 1946. Uma região e uma festa muito importante que foi tombada pelo patrimônio histórico da nossa cidade. Ulisses disse que gostou muito de ter participado.

Comente aqui


Sábado tem 11ª Feira do Disco Clube, no SESC Maringá

Sábado dia 3 de junho será realizada a 11ª Feira do Disco Clube, no SESC Maringá.
O evento é realizado por colecionadores e aficionados por música e contará com uma grande variedade de discos de vinil e afins.
O show do evento será com Montanas Trio, a partir das 16h30. O Trio apresentará seu show com composições próprias Rock/Fuzz/Groove.Entrada Franca!

Compareçam!

https://www.facebook.com/events/1061033760696971/

#discoclube #discoclubemaringa #maringa#feiradevinil

— em Melomano Discos.

Comente aqui