Inovação



Inovação

Inovação e mudança é o que propõe o aplicativo Colab.re, uma ferramenta de gestão pública colaborativa e novo instrumento de participação social. Por meio do aplicativo o usuário pode cadastrar uma demanda e o órgão público responsável responderá por ela, repassando a postagem para a secretaria pertinente à resolução do problema ou apreciação da sugestão.
O aplicativo já está disponível para acesso, no site da Prefeitura de Maringá.  Na prática é um novo canal de acesso direto entre o cidadão e a Prefeitura, gerenciado pela Ouvidoria Municipal em parceria com gestores da Secretaria de Inovação e Desenvolvimento Econômico (Seide).
Marcos Boggo, diretor da Ouvidoria, avalia que o instrumento é uma importante janela para que o contribuinte possa se comunicar, participar, reivindicar, acompanhar o andamento de processos e levar sugestões para a gestão municipal. “As formas de utilização e as vantagens que a administração municipal e os cidadãos maringaenses terão com o acesso à plataforma Colab são inumeráveis. Elas vão desde pedidos de troca de lâmpadas, roçadas, tapa-buracos e poda de árvores até sugestões como blitz educativas e sinalização de via pública, entre outros. É uma forma de tornar a cidade melhor por meio de uma gestão mais colaborativa”, enumera Marcos.
Custo zero – Por meio da ferramenta de participação social, todo contribuinte do município pode fotografar situações na rotina da cidade e apresentar sugestões ou demandas para serem apreciadas ou solucionadas pela Prefeitura. Com esse dispositivo, que tem custo zero nesta etapa, o contribuinte pode publicar, fiscalizar os problemas que vê ao seu redor, propor ideias e avaliar os serviços públicos prestados.

Comente aqui


Vereadores Mirins

vereadores mirins

Ontem à noite foi a posse dos Vereadores Mirins Legislatura 2015/2016. A Câmara recebeu os vereadores eleitos e muitos dos mais de 70 suplentes, que nessa legislatura terão a oportunidade de participar de todas as atividades.
Também compareceram muitos familiares, professores e diretores de escolas que participam dessa programa coordenado pela Escola Legislativa de Maringá.
O vereador Chico Caiana, presidente da Câmara, tem acompanhado pessoalmente as atividades da Escola Legislativa, que incluem os programas Vereadores Mirins (para alunos do ensino fundamental), Estágio-Conhecimento (para estudantes do ensino superior), visitas guiadas (para alunos e estudantes de escolas e faculdades de Maringá, clubes de Escoteiros e Desbravadores e outros interessados), além de diversos eventos que estimulam atividades culturais, educacionais e a presença de mais pessoas da comunidade na Câmara Municipal.
Para o presidente esses projetos são importantes para que mais pessoas conheçam o que é o Poder Legislativo, qual é o trabalhos dos vereadores e a importância do mais popular dos poderes, aquele que representa a população, as comunidades e os segmentos da sociedade organizada.
O 1º secretário da Câmara, vereador Ten. Edson, também é um entusiasta da Escola Legislativa e das atividades que coordena. Ele acompanha também os trabalhos, sendo presença constante nas atividades.
O mesmo acontece com os vereadores Márcia Socreppa, Belino Bravin, Humberto Henrique, Mario Verri e Carlos Eduardo Sabóia, que estiveram presentes à sessão de posse dos Vereadores Mirins para a nova legislatura.
A Escola Legislativa da Câmara Municipal de Maringá é mais uma das referências inovadoras e positivas da Câmara Municipal de Maringá.

Os Vereadores Mirins 2015/2016 são: Amanda Oberst Jacinto, Colégio Mater Dei; Ana Beatriz Cazeloto Fidelis e Silva, Colégio São FRancisco Xavier; Bianca de Kima Kazoni, Escola Municipal Dr. João Batista Sanches; Eduardo Alexandre Magrini, Colégio Santo Inácio;  Heros dos Santos Nascimento, Colégio João XXIII; Isadora Maestri Vilhena, Colégio Marista de Maringá; Júlia Maestri Vilhena, Colégio Marista de Maringá; Larissa Jhenifer Alves Feitosa, Escola Municipal Gabriel Sampaio; Lorena Beatriz Ávila da Silva, Escola Municipal Diderot Alves Rocha Loures; Miriam Silva Machado, Colégio Santa Cruz; Morgana Pietra Barazetti Merino, Colégio Cristão Integrado de Maringá; Natália Hazbun Hernandez, Colégio Dom Bosco; Nicole Costa Garcia, Escola Municipal Midufo Wada; Raphael Esteves Moribe Filho, Colégio Platão. e Vitor Damassceno Oliveira, Instituto de Educação de Maringá.

Comente aqui


Startup Pirates e novos aplicativos agitam o mercado, em Maringá

aplicativos

Está acontecendo em Maringá desde o dia 3 de outubro o Startup Pirates, um programa de uma semana onde empresários e pessoas ligadas ao empreendedorismo mergulham de cabeça no mundo das Startups e têm acesso à oportunidades e às ferramentas para desenvolver uma ideia de um negócio a partir do zero, através de uma experiência única de empreendedorismo, até mesmo para executivos já experientes.
O Startup Pirates surgiu em Portugal em 2011 e já está presente em mais de 20 países no mundo, como Itália, Holanda, Romênia, Brasil, Lituânia, México, Espanha entre muitos outros. No entanto, o Pirates está longe de ser um evento, como seus próprios organizadores dizem: é uma experiência para a vida!
Durante essa semana os “piratas” são envolvidos em uma série de programas que combinam workshops, sessões de mentoria, momentos inspiracionais e palestras, como a que trouxe o renomado Empresário e Mentor de Startups Allan Costa no último dia 7 de Outubro como parte do programa, mas que foi aberta ao público em geral.

Palestra com Alan Costa – Com forte apoio do Sebrae e com patrocinadores como a Trecsson Business, CBN, Grands, Elotech, Via Tolentino, GMC e MIX FM, sem contar os mais de 35 apoiadores e parceiros, o Startup Pirates já é um sucesso e algumas Startups já se destacam entre os grupos formados.
O Grupo “Bar Virtual” por exemplo, é um belo exemplo do que o Startup Pirates é capaz. Com o propósito de acelerar a conexão entre pessoas, a equipe desenvolveu o aplicativo Rest – http://apprest.ml/ – que tem como principal função, servir como uma ferramenta única para automatizar procedimentos realizados em bares e restaurantes, como pedidos realizados diretamente pelo Smartphone (sem a necessidade de garçons) e a possibilidade de identificar quem está no local e enviar mensagens para essas pessoas. O famoso Correio Elegante!
Para o Empresário Jorge Ceranto, o aplicativo facilita a conexão entre as pessoas que frequentam os mesmos locais.
“O Aplicativo foi desenvolvido com o intuito de aproximar as pessoas quem tem gostos e hábitos semelhantes, como por exemplo, frequentarem os mesmos locais como bares e baladas. Uma vez nesses locais, o usuário pode baixar o aplicativo através de um QR CODE disponível no local e identificar todas as pessoas que tem o aplicativo e que estão presentes ali. Além disso o usuário também pode fazer seus pedidos diretamente pelo aplicativo, sem o auxílio de garçons. De forma resumida, Maringá vai paquerar como nunca!!”

O aplicativo já está sendo bastante aceito e passou por alguns testes nos últimos dias na Favela do Português e na Academia do Chopp. Iniciativas como essa mostram o quanto é importante a união das pessoas com o espírito empreendedor para o desenvolvimento de novas ideias que podem inovar o mercado como conhecemos.

Comente aqui


Árvores solares de LED

 

Projeto inovador desenvolvido no Chile

Projeto inovador desenvolvido no Chile

A ideia nasceu no Chile, para popularizar o uso de energias limpas. As árvores solares de LED utilizam raios solares para carregar baterias e iluminar praças, ruas e outros locais.
O equipamento foi desenhado para simular o formato de uma árvore. As folhas são painéis fotovoltaicos tridimensionais, que produzem até 20% a mais de eletricidade do que as placas solares comuns.
Projetadas pela empresa chilena Tuboled, as árvores solares produzem a energia limpa por meio dos painéis de alto desempenho, e as pessoas podem encaixar seus celulares, tablets, notebooks e outros gadgets nas entradas USB disponíveis no equipamento.
As árvores são multiplamente úteis para a população e realizam seu benefício gratuitamente.
À noite, as “folhas” de cada árvore já acumularam eletricidade suficiente para acender os módulos de LED, que se integram ao sistema de iluminação pública da cidade, com mais eficiência e gastos mínimos.
Produzidos com material ultrarresistente, os sistemas de aproveitamento da luz do sol não requerem manutenção. Precisam apenas ser limpos uma vez por ano e têm durabilidade estimada em dez anos.
Sem dúvida um projeto que pode ser utilizado em Maringá e outras cidades brasileiras.

Com informações da Redação CicloVivo.

2 Comentários


Programa vai financiar inovação em micro e pequenas empresas

O governador Beto Richa afirmou nesta segunda-feira (7), ao lançar o Programa de Apoio à Inovação em Microempresas e Empresas de Pequeno Porte – Tecnova Paraná, que a iniciativa é mais uma demonstração do compromisso do governo estadual com a inovação. “Queremos que as micro e pequenas empresas paranaenses tenham condições de competitividade, com melhor qualidade de produtos, através da inovação”, disse o governador.
A solenidade teve a presença do secretário estadual da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, João Carlos Gomes, e do chefe do departamento de operações de subvenção da Finep, Marcelo Camargo. A Confederação Nacional da Micro e Pequena Empresa (Conampe) foi representada pelo vice-presidente da Fampepar, João Garcia.
TECNOVA – Pelo Tecnova Paraná serão destinados R$ 22,5 milhões para incentivar empresários a investirem em novos produtos e ideias. Os recursos são da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (R$ 15 milhões) e da Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (R$ 7,5 milhões).
O governador assinou o primeiro edital para seleção de 75 projetos de subvenção econômica, que será feito através da FomentoParaná.
O público-alvo são as micro e pequenas empresas com faturamento anual inferior a R$ 3,6 milhões e com, no mínimo, seis meses de existência.
O interessado deve enviar o projeto, conforme será descrito em edital. A universidade estadual da região em que está instalada a empresa vai analisá-lo, para então entrar com o pedido de recursos financeiro e colocar a ideia em prática. O valor destinado às empresas pode variar de R$ 180 mil a R$ 600 mil, mediante a contrapartida financeira de 5% do valor subsidiado. O prazo para a execução do projeto será de até 24 meses.
O programa surgiu da união de esforços para promover e incentivar a inovação tecnológica em áreas estratégicas, pela cooperação entre o setor público, privado e as instituições de pesquisa e desenvolvimento. Os segmentos com prioridade são energia, tecnologia da informação e comunicação (TICs), biotecnologia, metalmecânica, cadeias produtivas da agroindústria e complexo industrial da saúde.

Mais informações: http://www.fiepr.org.br/tecnova/

Comente aqui


Morre criador do mouse de computador

 

Douglas Engelbart, um pioneiro da internet e criador do mouse de computador, morreu na manhã de ontem (3), aos 88 anos.
Engelbart participou do desenvolvimento da ARPANET – a precursora da internet atual – e mostrou hipertexto muito antes da maioria das pessoas interagirem com computadores, muito menos tocando em computadores ligados em rede. Em 9 de dezembro de 1968, a “mãe de todas as demonstrações” de Douglas Engelbart, mostrou em Menlo Park, na Califórnia, o que foi considerado tecnologia incrivelmente futurista para o tempo, incluindo o seu mouse.
Do Museu de História da Computação: “Na SRI, o trabalho mais importante de Engelbart começou com a fundação, em 1959, do Centro de Pesquisa Aumentada, onde ele desenvolveu algumas das tecnologias-chave usadas nos computadores hoje em dia. Engelbart mostrou muito da sua pesquisa na sua “mãe de todas as demonstrações” em dezembro de 1968, um evento que pressagiou muitas das tecnologias e paradigmas de uso de computadores que continuariam décadas depois. Seu sistema, chamado NLS, mostrou casos reais ou precursores de hipertexto, colaboração de tela compartilhada, múltiplas janelas, vídeo-conferência na tela e o mouse como dispositivo de entrada. A demonstração mostrava um compromisso vitalício de Engelbart para solucionar problemas urgentes da humanidade ao usar computadores como ferramentas para melhorar a comunicação e colaboração entre as pessoas.”
O legado de Douglas Engelbart pode ser compartilhado graças às incríveis ferramentas que ele ajudou a criar.
Sem dúvida um dos gênios que ajudaram a criar a ambiente da informática e da internet.

 

Notícia no portal MSN

Comente aqui


Inovação para uma vida melhor

Carro-conceito elétrico Venucia Viwa da Nissan está em exposição no Salão do Automóvel de Xangai.
O tema do salão deste ano é “Inovação para uma vida melhor”.
A foto é da ChinaFotoPress/Getty Images.

Mais fotos, veja aqui.

Comente aqui


Mais transparência na Câmara de Maringá

A Câmara Municipal de Maringá, atuando de forma inovadora, na gestão de Ulisses Maia como presidente, com apoio e participação de todos os vereadores, vem inovando e mostrando que é possível aproximar os poderes públicos da população e da sua vontade.
Depois do início da “sessão itinerante” (com tribuna livre), do “Fala Comunidade” (ouvindo setores das comunidades), da abertura da Câmara às redes sociais, internet e meios de comunicação, do novo horário à noite (sessões de quinta-feira), ontem foi realizada uma licitação totalmente aberta e transmitida pela internet.
O pregão presencial destinado à compra de câmera fotográfica e acessórios  foi o primeiro transmitido ao vivo pelo site da Câmara (www.cmm.pr.gov.br) e pela página do Legislativo no Facebook. O pedido para que as licitações fossem transmitidas pela internet foi feito pelo Observatório Social e no ano passado foi transformada em lei. Os autores da proposta foram o vereador Humberto Henrique (PT) e o ex-vereador Mário Hossokawa (PMDB).
Pela Lei, o Executivo e o Legislativo devem transmitir todas as licitações pela internet. O objetivo é dar maior transparência a todas as compras realizadas pelos dois poderes.
Sem dúvida são medidas há muito esperadas pelos maringaenses e que estão sendo implantadas, renovando e indicando o caminho para uma nova cultura na gestão pública.

 

Comente aqui


Silvio Barros fará palestra sobre soluções para cidades, em Santos

O ex-prefeito de Maringá, Silvio Barros, fará palestra sobre os desafios das grandes cidades, no próximo dia 7 de maio, em Santos. Ele abordará o tema “Cidades inteligentes – soluções modernas”.
Para Silvio Barros, a solução aos entraves urbanos, como os que já estão sempre enfrentados na região, exigem mais inteligência e tecnologia. Ele estará em Santos, no dia 7 de maio, para um debate com governantes e empresários, no Fórum da Indústria da Construção de Santos e Região (Ficon 2013), organizado pelo Sistema A Tribuna de Comunicação e Una Marketing de Eventos.
Na divulgação da participação do ex-prefeito de Maringá é destacada como uma das cidades brasileiras que têm conseguido avanços e equilíbrio. Engenheiro civil, com especialização em engenharia ambiental, Silvio abordará os desafio do crescimento das cidades, o que está exigindo mais inteligência e tecnologia e não apenas as obras físicas.
Silvio vai abordar o conceito de cidades inteligentes. Ele ressalta o quanto o tema é de suma importância aos centros urbanos, no país e no mundo. A omissão do poder público pode fazer com que negócios já estabelecidos busquem ambientes mais competitivos em outras cidades. Mas o principal problema é não conseguir atrair novos negócios para atender às crescentes demandas por empregos e desenvolvimento econômico.
Cidades que já adotaram o modelo de crescimento inteligente deixam claro que as soluções estão diretamente relacionadas à utilização de tecnologia e inovação. “Estamos no limite da quebra de paradigmas. Desenvolver projetos e fazer as obras como sempre se fez já não será mais sinônimo de competitividade. Teremos que aprender a fazer diferente”, conclui Barros.
O Fórum – Em 2013, o Ficon vai tratar também de outros importantes temas que serão divididos em quatro painéis que guiarão os debates: “A Indústria Imobiliária – Panorama Atual e Perspectivas para os Próximos Anos”; ”O Desafio de Planejar o Futuro – De que Forma Podemos Aplicar Tecnologia no Desenvolvimento das Cidades”; “Sustentabilidade e a Inovação no Planejamento Urbano” e a “Integração entre a Sociedade Civil e o Poder Público”.
As incrições estão abertas e podem ser feitas no site do evento: www.unaeventos.com.br/ficon/2013.

Comente aqui


As profecias de Michio Kaku

Leio no site da Prefeitura de Maringá que o prefeito Silvio Barros e representantes do Codem estiveram reunidos com organizadores da Campus Party, o maior acontecimento tecnológico do mundo na área de inovação, ciência, cultura e entretenimento digital.
O objetivo foi conhecer o formato do desafio que a empresa Future Networks implementou na Prefeitura de Porto Alegre, propondo a setores públicos consultar especialistas no mundo em busca de ideias para melhorar a qualidade de vida de uma cidade. A intenção é lançar um desafio nesses mesmos moldes em Maringá.
Fui ver na internet o que a Campus Party. Interessante, sem dúvida. Mas gostei muito da reportagem que encontrei, com o título “As profecias de Michio Kaku“.
Vale a pena acessar e ler.
Transcrevo partes aqui:
Michio Kaku, o físico do impossível, começou sua palestra fazendo a plateia cair na gargalhada. Ao ser apresentado como uma das 100 pessoas mais inteligentes de Nova York ele relativizou, dizendo que Madonna também está na lista. Segundo ele desse jeito, em 10 anos, Lady Gaga também estará nesta relação. E ele provavelmente está certo. Durante sua apresentação, Kaku falou sobre como será o futuro com naturalidade, afirmando que os cientistas geralmente sabem o que irá acontecer – embora raramente sejam consultados.
Kaku disse que em questão de alguns anos, os computadores irão desaparecer, e a internet estará em todos os lugares. Ao invés das máquinas, as pessoas usarão lentes de contato contendo informações importantes. Ao interagir com outras, elas terão acesso a informações pessoais. Até encontrar a alma gêmea será mais fácil, pois caminhando pela rua, você poderá identificar pessoas solteiras, por exemplo. Ao conversar com alguém que fala outra língua, haverá tradução simultânea. Computadores serão flexíveis, finos e baratos, como folhas de papel. E você poderá mudar o layout do seu quarto com um simples pedido. “No início a internet era masculina, era usada na guerra. Hoje em dia é feminina, envolve contato, toque.”

Fantástico!
Mas na palestra ele fala de CDs e eu acho que ele errou… Para ver que no mundo de hoje um simples mortal, que está na lista dos 100 maringaenses de menor inteligência, pode discordar de um gênio de Nova Iorque com alguma chance de estar certo.
Viva Maringá e o novo mundo sem fronteiras nascido na internet.

 

Comente aqui