Paraná



Cida anuncia que licitação para duplicação Maringá-Iguaraçu deve sair antes do Carnaval

A vice-governadora Cida Borghetti anunciou que o Estado vai investir cerca de R$ 2,5 milhões para licitar o projeto de duplicação dos 21 quilômetros da PR-317, no trecho Maringá a Iguaraçu. Para agilizar os levantamentos e a obra o projeto será dividido em três lotes. Os recursos vem de empréstimo internacional do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e já estão na conta do Estado.
O DER está fazendo os últimos ajustes e deve lançar a licitação antes do carnaval.

Comente aqui


O mundo digital e a política

Foto: Pedro de Oliveira/Alep

* Evandro Júnior, deputado estadual na Assembleia Legislativa do Paraná (Alep)

Nos últimos três anos, a Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) tem investido em ações inovadoras de comunicação envolvendo redes sociais. Assim, busca a cada dia uma aproximação maior com os onze milhões de paranaenses que estão ali representados. Isso também tem estimulado os 54 deputados estaduais da casa a exercerem suas funções de maneira clara, para que toda a população realmente saiba o que tem sido feito em termos de legislação e fiscalização no Estado.

As pessoas com mais idade devem se recordar de uma época em que, para se comunicar, era preciso mandar carta ou fazer ligações telefônicas. Com a chegada da internet, a comunicação se aprimorou e nós, deputados, vereadores, prefeitos, senadores, passamos a receber recados via e-mail. As redes sociais mais utilizadas atualmente estas sim são um grande avanço na comunicação. A velocidade da comunicação digital mudou o mundo e a forma como as pessoas interagem. Com tudo isso, a comunicação envolvendo a política também mudou, e, a meu ver, para melhor.

A Alep, mesmo, tem conta no Facebook, Twitter, Instagram, Flickr e YouTube. Sei que nem todos os deputados ainda investem nesse tipo de comunicação, mas, em meu caso, sou favorável ao uso diário das redes sociais. Eu e minha equipe procuramos este diálogo constante porque acreditamos ser bom para os paranaenses e bom também para nós, pois, assim, jogamos luz às feitorias durante o mandato e conseguimos divulgar melhor o nosso trabalho constante e a nossa preocupação diária com os temas envolvendo toda a sociedade.

De acordo com a Diretoria de Comunicação da Alep, houve crescimento de 140% no número de seguidores em sua página de Facebook (a mais requisitada da casa) nos últimos dois anos: pessoas de absolutamente todas as regiões paranaenses, e ainda seguidores de fora do Estado e até de fora do País. O Instagram – que preza pela imagem ou vídeo em detrimento ao texto – também tem crescido muito. Em 2017, o número de seguidores do Instagram da Alep cresceu 40%.

O desafio para o político – ou para qualquer pessoa que queira divulgar melhor o seu trabalho – é estar atento às rápidas mudanças que envolvem a comunicação digital, seja em plataformas para computadores ou smartphones. Este 2018 é ano de eleições, e creio que será cada vez mais comum ver candidatos buscando também estratégias de campanha nas redes sociais. As regras para o jogo serão lançadas pela Justiça Eleitoral, e todo cuidado é pouco para não perder credibilidade ou até uma eleição por conta de um simples post no Twitter ou uma atualização nos “Stories do Insta”.

Os exemplos de campanhas bem sucedidas via online chegam principalmente dos Estados Unidos, com as vitórias de Barack Obama no passado e mais recentemente do próprio Donald Trump – que, convenhamos, vem respondendo a uma série de denúncias que envolvem a chamada “fake news”, ou notícias falsas.

O brasileiro deve ficar muito atento ao que é verdade ou não nas redes sociais: infelizmente tem muita gente mentindo e se apropriando do anonimato na internet. E não somente em ano de eleição: depois, é por meio das redes sociais que poderemos cobrar dos políticos aquilo que foi prometido durante a campanha.

Crédito da foto: Pedro de Oliveira/Alep

Comente aqui


Gilberto Xisto Pereira será candidato a deputado estadual

O advogado Gilberto Xisto Pereira, filho do desembargador Adalberto Xisto Pereira, se filiou ao PP e decidiu disputar uma das 54 cadeiras da Assembleia Legislativa nas eleições de outubro próximo. “Estamos lutando por um Paraná melhor. Quem planta a semente do bem, não tema a colheita!”, adianta Xisto Pereira.

Comente aqui


Ricardo Barros anuncia recursos em Apucarana e Umuarama

O ministro da Saúde, Ricardo Barros, anuncia neste sábado (20) recursos para ampliar consultas, exames e atendimentos nas regiões de Apucarana e Umuarama.
Acompanhado da vice-governadora do Paraná, Cida Borghetti, Barros inicia a agenda em Apucarana, às 8h30, na prefeitura, onde libera recursos para o Consórcio Intermunicipal de Saúde do Vale do Ivaí (Cisvir). O dinheiro vai permitir o aumento do número de consultas, exames e cirurgias em 17 municípios da região, também serão liberados para o Hospital da Providência e o Hospital Geral.
Em Umuarama, às 11h30, o ministro da Saúde anuncia mais recursos para também ampliar a atuação do Consórcio Intermunicipal de Saúde Amerios, que atende a população de 20 municípios da região.

2 Comentários


Rio Ivaí subiu quase dois metros

Fátima, que tem propriedade nas margens do rio Ivaí, tem mandado vídeos mostrando o nível do rio. Vamos publica na página Ideias&Fatos, no Facebook.
De ontem para hoje o rio subiu quase dois metros. O rio Paraná também subiu bastante, o que preocupa, pois reduz a vazão do Ivaí.
A situação ainda está sob controle, especialmente nas pontes da região. Vamos informar aqui na fan page, com informações da página Rio Ivaí e dos grupos de whatsapp.

Comente aqui


2017 teve menor número de homicídios, em 10 anos, no Paraná

Secretário de Segurança do Paraná, Wagner Mesquita

O número de homicídios do ano de 2017 caiu 12% em todo o Paraná quando comparado com o ano anterior. No ano passado foram 2.184 casos contra 2.476 em 2016. Em Curitiba, a queda foi de 19% (de 468 para 379 casos). Segundo a Secretaria de Estado da Segurança Pública e Administração Penitenciária, os números de 2017 são os menores desde 2007, quando começaram a ser elaborados os relatórios estatísticos. Naquele ano, o Paraná teve 2.687 homicídios e Curitiba 589.
Em 2017, na Região Metropolitana de Curitiba a redução de assassinatos foi de 15,3% e em todo o Interior a queda registrada foi de 8%. A redução não foi só em relação aos assassinatos. O número de roubos em todo o Paraná caiu 12,59% no ano passado. Na capital paranaense a redução ainda maior: 18%.
Em entrevista coletiva à imprensa, o secretário da Segurança Pública, Wagner Mesquita, afirmou que garantiram esses resultados os investimentos feitos pelo Governo do Estado nos últimos sete anos, principalmente em pessoal, viaturas e armamento.
“Este é o resultado de um trabalho preventivo e ostensivo da Polícia Militar, a especialização das polícias Civil e Científica, a atuação do Departamento Penitenciário e Departamento de Inteligência”, afirma Mesquita. “Todas as vertentes da segurança pública resultaram em uma taxa abaixo de 19,26 casos por 100 mil habitantes no Paraná. Taxa esta que pela primeira vez ficou abaixo de 20, desde o início da divulgação do relatório estatístico”, avalia o secretário.

INTEGRAÇÃO – O delegado-geral da Polícia Civil, Júlio Reis, também ressalta os fatores que resultaram na queda do número de homicídios. “A importante redução de homicídios ocorreu em razão de diversos fatores, entre eles os fortes investimentos do Governo na área de segurança pública, com compra de novas viaturas, armamento e qualificação dos seus policiais. Os índices vêm apresentando queda em razão, também, dos trabalhos integrados entre as polícias Civil e Militar”, afirma Reis.
O delegado-geral lembra, também, que neste governo foi criado a Divisão de Homicídio e Proteção a Pessoa (DHPP) na capital e em algumas delegacias de homicídios no interior, fazendo com que os policiais trabalhassem de forma mais dedicada aos crimes de homicídio, resultando todos estes fatores nessa importante redução.

MENOS ROUBO A COMÉRCIO – O roubo a comércios em todas as regiões do Paraná caiu: redução de 28,3% em Curitiba e 27,6% em todo o Estado.
Os assaltos a residências também diminuíram no ano de 2017 comparado a 2016: 26,8% em Curitiba e 9% em todo o estado. Já o roubo de veículos caiu 23,34% na capital e 9,5% no Paraná.
O comandante-geral da Polícia Militar, coronel Maurício Tortato, também ressalta o processo de integração entre a Polícia Militar e a Polícia Civil. “Os protocolos estabelecidos entre as duas polícias referentes ao atendimento de locais de crimes, por exemplo, favorecem a identificação de testemunhas, a preservação da cena do crime e resulta em uma possibilidade maior de identificação de autor e prisão”, disse Tortato.
“Além disso, o acréscimo de três mil policiais militares em janeiro de 2017 melhorou a dinâmica operacional, assim como o incremento logístico, o poderio bélico e o aumento da presença policial”, afirmou.

INVESTIMENTOS – A partir de janeiro de 2017, cerca de 3 mil novos policiais foram para as ruas de todo o Paraná para reforçar a segurança – depois de passarem pelo curso de formação. Além disso, a Secretaria da Segurança Pública comprou em 2016 e 2017 mais de 2 mil viaturas, sendo 1.528 só para a Polícia Militar, que faz o trabalho ostensivo e de patrulhamento. Sem contar, as 250 viaturas que foram alugadas e destinadas ao trabalho da PM.
Armas importadas, como as pistolas Glock, foram adquiridas e entregues aos policiais de grupos de elite das Polícias Militar e Civil. Além disso, foram comprados 8 mil coletes balísticos e recebidos pela Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp) quase 2 mil.

SETE ANOS – Desde o primeiro ano da atual gestão já foram contratados 11 mil novos policiais e adquiridas 3 mil novas viaturas. O resultado destes investimentos fica claro quando comparados com os índices criminais de 2010 – último ano da gestão anterior.
Em Curitiba o número de registros caiu de 750 (em 2010) para 379 (em 2017 – uma queda de quase 50%. No Paraná a queda foi de 3.276 casos para 2.184 homicídios – redução de 33%.

CAIXAS ELETRÔNICOS – A redução nas explosões de caixas eletrônicos foi de 61,8 % em comparação com o ano anterior. Em 2017 foram 50 casos e em 2016, foram 131. Além disso, o índice de roubo a bancos reduziu em 30% em todo o Estado.
“Através do trabalho do Departamento de Inteligência do Paraná, investigações especializadas feitas pelo Centro Operações Policiais Especiais e outras unidades da Polícia Civil e a atuação da polícia reservada da Polícia Militar, hoje estamos com uma redução de 61% de casos de explosão de caixas eletrônicos em todo Estado”, diz o secretário Mesquita. “Instituições nacionais e outras secretarias nos procuram constantemente e solicitam informações de como fazer um enfrentamento a essa modalidade criminosa. Isso é mais uma prova de que estamos no caminho certo e devemos manter essa política de trabalho para obter também bons resultados em 2018”, conclui Mesquita.

Comente aqui


Aposentadorias e pensões do Judiciário do Paraná

A PARANAPREVIDÊNCIA, a Secretaria de Estado da Administração e da Previdência e o Tribunal de Justiça do Estado do Paraná, assinaram ontem, quarta-feira (17), termo de convênio para concessão e manutenção de aposentadorias aos Serventuários da Justiça e os Titulares de Serviços Notariais e Registrais do Estado do Paraná, não remunerados pelos cofres públicos, e pensão aos seus dependentes.
O convênio foi assinado pelo diretor-presidente da PARANAPREVIDÊNCIA, Wilson Quinteiro, pelo secretário Fernando Ghignone e pelo desembargador Renato Braga Bettega, presidente do Tribunal de Justiça. Estiveram presentes, também, da PRPREV, o diretor Jurídico, Jefferson Zaneti e o diretor de Previdência, Edson Wasem; da SEAP, o diretor de Seguridade Funcional, Mauro Borges; e do TJ-PR, Drª Soraya Kawakami, Dr. Fabio Muniz e Dr. Vinícius Rodrigues Lopes.

Comente aqui


PSD quer fazer quatro governadores

O ministro da Ciência e Tecnologia, Gilberto Kassab, no programa A Voz do Brasil – 10/01/2017 (Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)

O jornalista Ernesto Neves na coluna Radar na Veja desta quinta-feira, 18, cita o Paraná entre os quatro estados apontados pelo presidente do PSD, Gilberto Kassab, com potencial de conquista do governo do Estado nas eleições de outubro. O deputado Ratinho Junior é o candidato do PSD e trabalha para ampliar a aliança de apoios com o PSC, PV, PRB, PTB, PR e PSDB.

Kassab, tem dito a interlocutores que o PSD terá crescimento expressivo nas eleições e além do Paraná, o partido pode conquistar os governos estaduais da Paraíba, Rio Grande do Norte e Mato Grosso. O PSD será vice em três estados: São Paulo (o próprio Kassab em chapa com o PSDB), Minas Gerais (provavelmente com Marcio Lacerda) e Santa Catarina (com Raymundo Colombo).

Comente aqui


Manifesto pela Paraná Turismo

* Prof. Jacó Gimennes

Neste próximo dia primeiro de Fevereiro, a Paraná Turismo comemora 23 anos de sua criação, formalizada em 1995.
Uma história de muito orgulho, construída por seus servidores, com importantes trabalhos na formação de pessoas, no fortalecimento da cultura turística, na promoção turística de empresas e de municípios, e em especial com a Municipalização e Regionalização do Turismo.
Quando assumimos a Paraná Turismo em 01/01/2015 no segundo Governo Beto Richa, o fizemos a convite do Deputado Estadual Douglas Fabrício, que assumia também a Secretaria de Estado do Esporte e do Turismo – SEET. Sabíamos das dificuldades e dos desafios, mas como atuante no Turismo Regional tínhamos em mãos a oportunidade de reinventar a nossa autarquia do Turismo.
Um quadro de pessoal reduzido com muitos próximos de se aposentar, instalações físicas com limitações, orçamento diminuto e com dívidas a pagar, frota de veículos antiga e o pior, a autoestima dos servidores abalada pelo esvaziamento do setor.

Com a autonomia de gestão dada pelo Governador, com o respaldo incondicional do Secretário e com o resgate da estima dos servidores em confiança ao meu nome e a minha história, conseguimos com a idealização do Paraná Turístico o apoio com parcerias programáticas e o suporte de alianças estratégicas para dar novos rumos.
Pagamos as dívidas, reestabelecemos a imagem da importância da autarquia, dinamizamos as ações, inovamos e mudando assim a história da Gestão Estadual do Turismo. Tudo com muita determinação, criatividade e ousadia focada em ampliar a oferta turística. O que conseguimos!!!
Hoje temos produtos e serviços como: Agenda de Promoção do Turismo, Passaportes Turísticos, Cursos e Oficinas de Qualificação, Publicações de Cartilhas e Guia de Gestão, CADASTUR, e principalmente o Masterplan Paraná Turístico 2026 – um verdadeiro movimento com o horizonte de uma década, que propõe ao Paraná um status de Estado Produtor de Turismo, com Destinos Inteligentes e com Alicerces Sustentáveis na Rede de IGR´s- Instâncias de Governança Regional com as 14 Regiões Turísticas.
Mas a responsabilidade de gestor com os aprendizados, os desafios e as oportunidades que vivenciamos nestes três anos, nos levam neste aniversário da Paraná Turismo a afirmar que esta estrutura chegou no seu limite e precisa entrar na pauta de prioridades para ser reestruturada.
Teremos neste quarto ano que coroa mais um governo, a chance de conquistar a adesão de governantes, sociedade civil e trade para implementar e/ou encaminhar as quatro prioridades do Masterplan – Paraná Turístico 2026, a saber: Capacitação e Qualificação de Pessoas; Promoção e Divulgação Turística; REESTRUTURAÇÃO DA PARANÁ TURISMO; Criação do Fundo Estadual de Desenvolvimento do Turismo.
E através do CEPATUR – Conselho Paranaense de Turismo – pautar nas propostas dos candidatos às eleições 2018 o que fazer com a estrutura da Gestão Estadual do Turismo, mobilizando forças políticas, valorizando a competência em gestão, com o engajamento de prefeitos e deputados, com a dinâmica das lideranças empresariais do setor, podemos assim ter o Turismo como Economia Estratégica com o Paraná assumindo a condição a ele reservada de Produtor de Turismo.

Vamos Nessa!!!

* Jacó Gimennes, presidente da Paraná Turismo, Fundador da RETUR e Cidadão Honorário do Paraná.

Comente aqui


Doutor Batista cumpre agenda na região e na capital

O deputado estadual Manoel Batista Silva Júnior, o Dr. Batista, fez visitas, palestras e participou de reunião na UEM, na semana passada. Ontem ele esteve em Maringá e hoje chega a Curitiba para compromissos. Ele retorna na quinta-feira, com agenda de cirurgias, visitas e palestras.
O Dr. Batista preside a Comissão de Saúde Pública da Assembleia Legislativa do Paraná, que tem como competência manifestar-se sobre as proposições relativas à saúde pública, higiene, assistência sanitária, controle de drogas, medicamentos, alimentos e exercício da medicina e profissões afins.
Na semana passada o Dr. Batista acompanhou o secretário de Saúde, Michele Caputo Neto, à UEM, quando foram repassados recursos para a universidade. Participaram da reunião o reitor, Mauro Baesso e o superintendente do Hospital Universitário de Maringá, Dr. Maurício Chaves Júnior.
A UEM recebeu R$ 834.633,97 para a conclusão da oncopediatria do Hospital Universitário e R$ 1,7 milhão para a clínica de odontologia da UEM.

Comente aqui