Polícia



Doação

A família da dona Armelinda Gimenes Natel, de 52 anos que morreu no hospital depois de ser atingida por um tiro na nuca, efetuado pelo próprio filho, resolveu doar os órgãos que foram coletados na madrugada de sábado (15), no hospital Santa Casa em Cianorte. Uma equipe de Curitiba esteve no hospital para retirar os órgãos que foram transportados pelo helicóptero SAMU, até Maringá e posteriormente até a cidade de Curitiba para serem implantados em outros pacientes receptores.
Segundo informações do hospital, as córneas ficaram em Maringá. Seguiram para Curitiba o fígado, os rins e coração.
O sepultamento de dona Amrelinda foi realizado na manhã deste domingo (16), em Cianorte, e o filho foi preso no final da semana passada.

Comente aqui


Fahur ataca novamente

A equipe do Sargento Fahur, prendeu um homem com uma caminhonete S10 roubada no inicio da madrugada desta quarta feira (31), na PR-323, na região de Umuarama. A prisão aconteceu por volta da 00h00, quando os policiais da equipe do Sargento Fahur, da Rotam da 4ª Cia, em operação de fiscalização no trevo de Perobal, deu ordem de parada ao motorista de a caminhonete com placas de Londrina, que seguia no sentido Umuarama à Guaíra. Durante a abordagem, o motorista apresentou um documento CRV falso, com numero de placas diferentes, e ao consultar a placa, parecia ser um veículo quente, mas ao conferir o numero do Chassi, constatou-se que a caminhonete havia sido roubada na cidade de Londrina no dia 18 de Fevereiro deste ano. O condutor contou que é morador da cidade de Apucarana, e que pegou o veículo de uma pessoa desconhecida e levaria até a cidade de Guaíra, onde deixaria para uma pessoa desconhecida, e que pelos serviços receberia o valor de R$500,00. A caminhonete junto com o motorista que recebeu voz de prisão, foi encaminhado à Delegacia de Polícia de Umuarama por receptação.

Comente aqui


Sitiada

 

O deputado federal Enio Verri (PT) postou um vídeo nas redes sociais onde critica o forte esquema de segurança que o governo montou para a votação das reformas, em Brasília. Segundo o deputado, a Câmara esta sitiada, soldados por todos os lados, os deputados estão entrando no plenário por corredores secundários, e não estão podendo nem estacionar os veículos oficiais no estacionamento reservado para os deputados.

Comente aqui