Política



Na web, 12 milhões difundem fake news políticas

Cerca de 12 milhões de pessoas difundem notícias falsas sobre política no Brasil, de acordo com levantamento do Grupo de Pesquisa em Políticas Públicas para o Acesso à Informação (Gpopai) da Universidade de São Paulo (USP). Se considerada a média de 200 seguidores por usuário, o alcance pode chegar a praticamente toda a população brasileira. O dado é resultado de um monitoramento com 500 páginas digitais de conteúdo político falso ou distorcido no mês de junho. As informações são de Alexandra Martins no Estadão.

Pesquisadores das diversas áreas ligadas ao assunto, como Ciência da Computação, Ciência Política, Comunicação e Direito, são unânimes em afirmar que as notícias falsas podem ganhar bastante protagonismo na próxima disputa presidencial brasileira, com potencial de alcance maior do que as informações de fontes reconhecidas como confiáveis. “No atual momento, a polarização ideológica coincidiu com o consumo de notícias sobre política por meio das redes sociais. Quanto mais manchetes se prestam a essa informação de combate, maior é a performance delas, o que acaba por corroer o sistema como um todo, poluindo o debate político”, avaliou o cientista político Pablo Ortellado, um dos coordenadores do Gpopai.

O prognóstico é reforçado por exemplos quase que diários na rede. No dia 19 do último mês, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi alvo de uma fake news que dizia que o petista havia sido expulso de um restaurante em Natal. Naquele dia, Lula estava em Pernambuco na caravana pelo Nordeste. A notícia falsa teve quase 15 milhões de compartilhamentos, comentários e outras interações no Twitter.

Confiança. Para analistas, outro dado a ser considerado em presença das fake news é o grau de confiança do brasileiro nas redes sociais como fonte para a escolha do melhor candidato em 2018.

Para 36% dos brasileiros, segundo pesquisa Ibope de junho deste ano, as mídias sociais terão muita influência nesse processo, enquanto 56% disseram que elas terão apenas “algum” potencial. “As notícias falsas são mais apelativas com maior poder de contaminar esse ambiente”, disse o cientista da computação Thiago Pardo, do Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP, em São Carlos. O pesquisador começou recentemente a orientar seu primeiro doutorando em notícia falsa. A instituição é pioneira em pesquisa sobre o assunto.

Para o professor da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA-USP) Eugênio Bucci, o que impulsiona alguém a compartilhar fake news é a lógica do entretenimento. “A notícia falsa, quando corresponde a um preconceito profundamente enraizado, é fonte de grande prazer. O sujeito vê aquilo e fala ‘eu sabia’.”

Segundo a advogada da área do direito digital, Juliana Abrusio há dois principais perfis desse perpetuador de inverdades nos momentos prévios de decisões políticas: o idealista na faixa entre 20 e 50 anos, que faz de tudo por seu candidato, e o contratado, que faz tudo por dinheiro. “Normalmente, prevalece o contratado”, disse.

De acordo com a advogada – que já teve entre seus clientes o senador Aécio Neves (PSDB-MG) durante a campanha presidencial de 2014 –, um processo por crime de calúnia, difamação e injúria, materializado em notícia falsa, leva de 6 a 12 meses para ter um desfecho. “O direito não consegue caminhar na mesma velocidade da internet.”

Junk news. Ela também alerta para a proliferação de “notícias enviesadas”, chamadas de junk news. “Quando tiram de contexto um assunto para transmitir outra mensagem.”

O professor de Comunicação Social da Universidade Federal do Espírito Santo Fábio Malini verificou que essas junk news, de 300 fontes distintas, foram mais compartilhadas do que as notícias verdadeiras sobre a delação de executivos e ex-executivos da Odebrecht no momento em que a colaboração premiada da empreiteira foi homologada, em janeiro deste ano.

3 PERGUNTAS PARA…

José Fernando R. Júnior, professor do Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação

1. De onde vêm as notícias falsas?
Essa é a pergunta essencial para entender todo o resto. As notícias falsas (ou pós-verdades) são criadas, na maioria absoluta das vezes, para a obtenção de lucro. Quanto mais visualizações do seu site, mais cliques e mais ganhos, os quais podem chegar a milhares de dólares. Este mecanismo é seguido por outras empresas como o Facebook.

2. Notícias falsas são mais compartilhadas que as verdadeiras? Por quê?
As notícias falsas são compartilhadas proporcionalmente ao quanto são sensacionais. Da mesma maneira como as notícias reais. Todavia, se há uma motivação financeira forte, pode-se ter um mecanismo de divulgação mais agressivo.

3. Qual é a diferença no compartilhamento de notícias falsas e verdadeiras?
Para identificar uma notícia verdadeira, basta verificar se há em sua teia de compartilhamentos um número significativo de fontes com credibilidade e/ou de usuários com perfil autêntico, no sentindo de zelo com relação à veracidade do que compartilham.

Comente aqui


Suspenso ou expulso

A expectativa dos desafetos do senador Roberto Requião no PMDB estadual e nacional. Como o partido fará seu congresso nacional no dia 4 de outubro, em Brasília, até esperam que Requião, no mínimo, seja suspenso das atividades partidárias por 60 dias. No encontro, o presidente Michel Temer e o ex-presidente José Sarney serão homenageados. Ulysses Guimarães, fundador do PMDB, também será lembrado. “Guimarães será o ícone da resistência democrática, José Sarney aparecerá como o agente que consolidou a democracia e Temer como o que liderou a reconstrução do país pós-Dilma”, adianta a coluna Painel da Folha de S. Paulo deste domingo, 16.
Há algum tempo se fala na possível expulsão do senador. O processo está aberto no partido. Mas sobre “suspensão” foi a primeira vez que ouvi falar. Do jeito que vai, talvez fica difícil saber o que acontecerá.

Comente aqui


Tenente Edson Luiz deixa o PMN

O tenente Edson Luiz, que foi vereador e 1º secretário da Câmara, está deixando o PMN. Ele deixa o cargo de tesoureiro da Executiva Estadual e a secretaria municipal do PMN.
O tenente Edson foi um vereador de posições firmes e a sua atuação na política foi pautado por ligação com as comunidades que representava, pela coerência e bom senso.
Teve uma boa votação, inclusive para ser eleito, mas ficou de fora em razão do quociente eleitoral do PMN.

1 Comentário


Outubro Rosa

A vice-governadora do Paraná, Cida Borghetti, recebeu nesta quarta-feira (13), no Palácio Iguaçu, o grupo H.O.G. Curitiba, formado por proprietários de motos da marca Harley Davidson, que todos os anos promovem ações para a campanha do Outubro Rosa de combate ao câncer. A ação que está na sua quarta edição tem como meta arrecadar neste ano R$ 1 milhão para o Hospital Erasto Gaertner, referência em diagnóstico e tratamento do câncer no Sul do Brasil.
A vice-governadora confirmou presença nos eventos e reafirmou seu compromisso no combate ao câncer. “O apoio e o trabalho voluntário de todos é que vai fazer a diferença no combate a essa doença. Precisamos avançar cada vez mais na busca da cura através do diagnóstico precoce”, afirmou a vice-governadora, que ainda como deputada estadual, foi autora da lei estadual de combate ao câncer de mama.

1 Comentário
 

Encontro estranho

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, e o advogado Pierpaolo Bottini, que defende o empresário Joesley Batista, um dos sócios da J&F, controladora do frigorífico JBS, tiveram um encontro em um bar de Brasília, neste sábado (9), segundo o site “O Antagonista”.
Um frequentador do local tirou uma foto do encontro, que aconteceu um dia após Janot pedir a prisão de Joesley Batista e Ricardo Saud, executivo da empresa. A prisão foi pedida depois da descoberta do áudio – aparentemente gravado por descuido – em que Joesley e Saud insinuam que esconderam dos investigadores, durante os depoimentos da delação premiada, crimes cometidos.
Na manhã deste domingo (10), o ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), determinou a prisão temporária (de cinco dias) de Joesley e Saud. À tarde, ambos se apresentaram voluntariamente à Superintendência da Polícia Federal em São Paulo.
De acordo com o site, o cliente do bar contou que o procurador-geral e o advogado conversaram por mais de 20 minutos. Para não atrair atenção, ficaram em uma mesa de canto, ao lado de uma pilha de caixas de cerveja, e Janot permaneceu com os óculos escuros.
Em nota, Janot confirmou o encontro com o advogado, mas disse que trataram apenas de “amenidades” e nenhum assunto de “natureza profissional”: “Acerca da nota publicada pelo site O Antagonista, a Procuradoria-Geral da República esclarece que o procurador-geral da República frequenta o local rotineiramente. Não foi tratado qualquer assunto de natureza profissional, apenas amenidades que a boa educação e cordialidade prezam entre duas pessoas que se conhecem por atuarem na área jurídica.”

1 Comentário


Requião ataca o Podemos

Em série de posts no twitter, o senador Roberto Requião (PMDB-PR) chama o Podemos de “partideco” e sugere o caminho da forca ao partido do senador Alvaro Dias no Paraná. O Podemos também será o destino do ex-senador Osmar Dias, atualmente no PDT, na disputa ao Governo do Estado em 2018. “Partideco de aluguel tenta montar altar com supostos Santos para simular veneração de prostitutas da política? Outra vez não Paraná!”, disse Requião.
Embora também faça troça – “Palanque do Phodemos e seus candidatos no Paraná?”, diz no twitter ao sugerir a forca aos candidatos do partido de Alvaro Dias em 2018 -, Requião já usa o nome do Podemos como mote de campanha. “Podemos reconstruir o nosso estado outra vez”, diz post do peemedebista em site e redes sociais. Fabio Campana

2 Comentários


Lula terá recepções a favor e contra, quarta-feira 13, em Curitiba

Na Internet circulam informações de que Curitiba terá uma quarta-feira 13 movimentada, com manifestações a favor e protestos contra Lula.
O ex-presidente vai a Curitiba para o segundo depoimento ao juiz Sergio Moro.
O curioso é que este depoimento poderia ser feito por videoconferência, mas à época, Lula decidiu que queria ir a Curitiba. A viagem acontece depois de uma semana muto desfavorável ao petista, especialmente pelo depoimento do ex-ministro e companheiro Antônio Palocci dado justamente ao juiz federal Sérgio Moro, na capital paranaense.
Lula terminou uma peregrinação pelo Nordeste um dia antes do depoimento de Palocci. No palaque, lideranças pró-Lula não economizaram em agressões verbais a Moro e pediram “luta” em favor do ex-presidente, afirmando que ela só termina no dia 1º de janeiro de 2019, aludindo a uma eventual posse do seu apoiado como presidente.
A Frente Brasil Popular, a Resistência Democrática e o Fórum de Lutas 29 de Abril esperam petistas, aliados e movimentos sociais para defender Lula.
De outro lado os movimentos Curitiba Contra a Corrupção e o Movimento Brasil Livre organizam uma “recepção” com grande manifestação contra Lula.
Os lulistas esperam a sua presença em ato marcado parra as 18 horas na Praça Generoso Marques, em frente ao Paço Municipal, dentro da programação da 2ª Jornada de Lutas pela Democracia, que começa com atividades culturais a partir das 14 horas.
Eles querem repetir a mobilização e os debates de maio, quando Lula prestou seu primeiro depoimento à Justiça Federal de Curitiba.
Os movimentos de protesto contra Lula querem concentrar pessoas em frente ao Museu Oscar Niemeyer (MON), a partir das 13h30. A expectativa é de que o público cresça no fim da tarde, quando muita gente sai do trabalho.
A expectativa é de o movimento contra Lula cresça em razão das últimas notícias, como o depoimento de Antônio Palocci e a prisão de Gedel Vieira Lima.
Promessa de quarta-feira quente em Curitiba.

1 Comentário


Podemos não aprovará provisórias em setembro

O vice presidente da executiva estadual do Podemos Elizeu Chociai procurou o pré-candidato Osmar Dias para ratificar o convite da Executiva Nacional, para ele se filiar ao partido para disputar o governo do estado. Chociai fez questão de gravar um vídeo apoiando Osmar Dias. O Podemos não aprovará nenhuma provisória neste mês de setembro e isso ficou decidido na reunião da semana passada. Por que não aprovar nenhuma provisória? Porque a executiva estadual escolherá primeiro os coordenadores regionais que deverão fazer uma filtragem nos grupos interessados e isso deve demorar umas 2 ou 3 semanas no mínimo sem contar que o presidente Joel Malucelli está no exterior.

Comente aqui


Osmar no Podemos

Cláudia Bocchi, do Podemos Mulher, e Osmar Murassaki, que assinou filiação no partido

Osmar Murassaki, que foi vice-presidente do PSB por cinco anos, assinou filiação no Podemos.
Ele gosta de política, é militante, e foi incluído no livro “Cara de Santo”, de Tiago Valenciano. É bacharel em Química, pós-graduado em Meio Ambiente e microempresário na área de reciclagem de eletrônicos.
O pessoal do Podemos, partido presidido por Carlos Augusto Ferreira, está trabalhando pra valer

2 Comentários