Transporte coletivo



Prefeitura destaca avanços no tansporte coletivo da cidade

 

Ônibus tipo BRT, com suspensão a ar e ar condicionado chegam em Maringá, no começo de 2018

A Comunicação da Prefeitura de Maringá distribuiu informação sobre avanços e melhorias nos ônibus do transporte coletivo. Foram destacadas as ações de instalação de Wi-Fi em 100 % das linhas e a inclusão de 80 novos horários, em períodos com maior movimentação de passageiros.
Com a inclusão de novos horários em algumas linhas e em horários específicos, reduziu-se em 46% a média de passageiros por ônibus (considera-se registros nas catracas incluindo passageiros que descem dos veículos). A linha 009 – Interbairros 2 é um dos exemplos que mais reflete a diminuição do registro da catraca. De 120 passou a registrar metade de passageiros. Outras linhas, conforme a necessidade, também terão a inclusão de novos horários.
Entre as melhorias solicitadas pela administração estão a instalações de câmeras de monitoramento nos ônibus e de ar-condicionado (os ônibus atuais não têm potência para esta instalação, informa a empresa), novos pontos de venda de crédito e opção de compra das passagens por cartão de crédito.

NOVOS ÔNIBUS A TCCC comprou seis novos ônibus, que serão referência para compras posteriores, trarão mais conforto, ar-condicionado, Wi-Fi e um novo layout, para os corredores da avenida Morangueira e Kakogawa. Estes novos ônibus já deveria ter chegado, o atraso oorreu em razão de um incêndio na empresa que monta os veículos. A previsão é que os novos ônibu comecem a operar no começo do próximo ano.
Mais modernos, os ônibus batizados de “Mega BRT”, que mencionam a sigla inglesa (Bus Rapid Transit), ou Transporte Rápido por Ônibus, tem 15 metros de comprimento, capacidade para 150 passageiros – o dobro dos convencionais – suspensão a ar, garantindo conforto e mais agilidade com um motor de 310 cavalos, 100 a mais do que a média dos veículos atuais.
A Prefeitura infrma que, por meio da Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob), promoveu melhorias no conforto de usuários do transporte coletivo e apenas neste ano instalou mais de 180 abrigos todos cobertos, com bancos e fechamento traseiro, em diversos pontos do município e nos distritos de Iguatemi e Floriano.
A Semob também desenvolveu projeto de modernos abrigos com display LED, que apresentam informações sobre as próximas linhas e tempo de espera, carregadores de celular e bicicletários para quem deseja fazer intermodal. Fechados nas laterais e ao fundo com vidros laminados, os abrigos serão mais resistentes contra o vandalismo. A Semob elabora edital de licitação para contratação de empresa a executar e instalar os abrigos.

SAIBA MAIS Usuários podem utilizar o “Moovit”, um aplicativo gratuito que apresenta em tempo real, informações sobre o transporte coletivo, com horário de linhas atualizadas, localização de pontos, planejando da melhor forma o itinerário. Está disponível para plataformas Android, iOS e Windows Phone e pode ser obtido gratuitamente pelo Google Play e App Store.

1 Comentário
 

Mudanças no centro de Maringá

O prefeito de Maringá, Ulisses Maia, concederá entrevista coletiva amanhã, às 9 horas, na sala de reuniões do Gabinete, para explicar os próximos passos do projeto de construção do novo terminal rodoviário.
Esta é uma obra grande, com impacto equivalente. A demolição do terminal “privisório” que sobreviveu por quase 20 anos, deslocará os pontos de ônibus para a Joubert de Carvalho e causará mudanças e desconforto no tráfego no centro da cidade.
Mas antes de falar demais aqui, amanhã o próprio prefeito dará os detalhes.

2 Comentários


Curitiba sem ônibus

Curitiba amanheceu hoje sem transporte coletivo. Um verdadeiro caos na cidade.
Em Porto Alegre uma greve durou 15 dias, terminando no dia 11 de fevereiro, inclusive com desobediência de determinações judiciais para que a categoria disponibilizasse uma frota mínima para atendimento à população.
Momento dramático para todos que  dependem dos ônibus para ir ao trabalho.

Comente aqui


Passou da hora de um novo modelo de transportes

Hora de mudanças no modelo de mobilidade

É preciso mudar o modelo de mobilidade

Os noticiários nacionais deram ênfase às demissões da GM, em São Paulo, no fim do ano.
O Brasil tem uma política de incentivo à indústria automobilística que precisa ser repensada e modificada imediatamente. Não há dúvida de que muita gente que hoje trabalha nas indústrias automobilísticas ficará sem emprego em alguns anos.
O modelo brasileiro de incentivar a indústria de veículos ajuda a causar transtornos nas cidades e não é estratégico em relação aos trabalhadores e às verdadeiras necessidades da população.
Copiado dos Estados Unidos e de outros países ricos, essa é uma prática com os dias contados. Há limitações físicas e de recursos para manter as cidades com milhares de veículos individuais novos a cada dia nas ruas.
Retomar as ferrovias, destinar incentivos a projetos e à indústria dos transportes coletivos, repensar a recolocação dos milhares de trabalhadores hoje nas indústrias automobilísticas, nos próximos anos, será a única forma de evitar um desastre anunciado, de prejuízos e desemprego, além do mal cada vez maior causado às cidades com espaços cada vez mais reduzidos para a mobilidade.
Também é importante começar a tratar esse assunto na agenda nacional e iniciar um processo de educação e conscientização das crianças e novas gerações. Nós, os jovens e adultos de hoje, não mudaremos a cabeça e vamos continuar querendo carros novos, motos novas, mesmo sabendo que a cada veículo a mais nas ruas teremos menos espaço, mais lentidão e problemas para enfrentar a cada dia, nos nossos deslocamentos.
Ano novo, vida nova. Não há como não encarar a realidade. Não podemos continuar entupindo as ruas com belas e caras utopias que já eram.

1 Comentário


Planilha aberta

Os vereadores aprovaram, por unanimidade, nesta quinta-feira (11), em primeira discussão, projeto de lei do vereador Humberto Henrique (PT) que torna obrigatória a divulgação da planilha de custos que serve de base para a elaboração do preço da passagem do transporte coletivo na cidade.
Pela lei, Município será obrigado a publicar a planilha na Internet.
O que vocês acham dessa decisão da Câmara de Maringá?

2 Comentários


Pupin aprova redução do ICMS para transporte coletivo

A proposta do governador Beto Richa de desonerar o ICMS sobre o óleo diesel do transporte coletivo agradou o prefeito Carlos Pupin, de Maringá. A proposta, na forma de projeto de lei, já tramita em regime de urgência na Assembleia Legislativa.
“O valor da passagem deve ser proporcional a redução no preço do combustível, quem ganha com isso é a população”, afirmou Richa.
Para Pupin, “a medida vai agilizar a integração do transporte metropolitano para as cidades de Sarandi e Paiçandu”, já que a prefeitura de Maringá pretende dar rapidez ao projeto de integração das linhas metropolitanas e urbanas. “A integração do transporte metropolitano é fundamental para o desenvolvimento de toda região de Maringá. E sempre contamos com esse apoio do Governo do Estado”, disse o prefeito. Maringá está ultimando os estudos para integração metropolitana do sistema.
Pupin defende também que o governo federal adote medida semelhante à de Beto Richa. “Defendemos também a proposta do governador da participação do governo federal com a redução da carga de impostos e contribuições federais que incide sobre o transporte público”‘, disse.

Foto: Orlando Kissner/ANPr

1 Comentário


Deputado propõe redução de tarifas do transporte público, no Brasil

O deputado federal João Arruda (PMDB-PR) vai defender esta semana, junto à Mesa Diretora da Câmara Federal, a instalação de uma comissão especial para tratar da desoneração do transporte público no Brasil. Arruda informa, pelo Facebook, que já discutiu o tema com o colega de Santa Catarina, Mauro Mariani (PMDB), que demonstrou interesse em ajudar na busca de uma solução.
“O presidente (da Câmara, Henrique Eduardo Alves – PMDB-RN) demonstrou interesse e essa semana vou formalizar esse pedido junto a Mesa da Câmara e pedir apoio ao líder do PMDB (Eduardo Cunha – RJ) e colegas de bancada”, destacou o deputado.
O deputado criticou o governo do Paraná por ter descontinuado uma política de subsídios ao transporte público de Curitiba e cobrou mais transparência do prefeito Gustavo Fruet quanto a apresentar detalhes da do que chamou de “caixa preta” do transporte coletivo.
Para João Arruda é necessário total transparência nas planilhas da URBS (Urbanização de Curitiba), responsável pela gestão do transporte coletivo na capital do Paraná.
Otimismo – João Arruda acredita que a presidente Dilma Rousseff (PT) verá com bons olhos a iniciativa para desonerar o transporte público, que deverá ser encampada por uma comissão especial da Câmara.
“A presidente Dilma que desonerou produtos da cesta básica e baixou o preço da energia tem o desafio de baixar o preço da passagem de ônibus”, disse. “O desafio é grande e sei que não será fácil”, concluiu o deputado.
Não há dúvida de que a redução das tarifas do transporte público no Brasil é uma necessidade e um dos grandes desafios dos governos, em todas as suas esferas.

Comente aqui


Grandes obras e mudanças em Maringá vão começar

A ilustração é da publicação “Maringá 2030”, do Codem. Ela mostra o terminal multimodal que está planejado para ser construído no eixo monumental, nas proximidades da linha rebaixada.
Escrevi outro dia, nas mídias sociais, que o terminal “provisório”, que resistiu por muito anos, não deveria passar dessa gestão. Alguns duvidaram, mas a obra deve realmente ser executada em breve, com recursos do PAC 2.
A notícia sobre esta conquista para Maringá fica ainda melhor porque vem acompanhada de informação de Ricardo Barros, publicada hoje no seu Facebook: “Projeto do trem pé-vermelho que vai ligar as regiões metropolitanas de Maringá e Londrina vai receber recursos do PAC 2, anunciados hoje em Brasília. O Paraná terá direito a R$ 1,2 bilhão dos R$ 33 bilhões anunciados. Maringá, Londrina e Foz estão entre as cidades que terão obras do programa tocado pelo Ministério das Cidades”.
Outra notícia recente é a aprovação, pela UEM, da doação da área necessária à construção do seu contorno, para continuação do binário da Avenida Duque de Caxias.
Notícias excelentes para uma cidade e uma região que merecem esses investimentos.

2 Comentários


Recarga do cartão Passe Fácil, em Maringá

Respondendo a pedido de leitor do blog, a recarga pode ser feita on line, no site da TCCC ou ser feita nos seguintes endereços:
Loja 1 – Galeria via Estação – Av, Tamandaré, 655 – (44) 3226-5488
Loja 2 – Terminal Urbano – Av. Tamandaré, 630 – (44) 3226-5335

 

2 Comentários