Apoio



Avante Paraná confirma apoio a Cida

Danilo D´Avila (Avante Paraná) com Cida e Ricardo

Danilo D´Avila, do Avante Paraná, confirmou seu apoio à pré-candidatura da vice-governadora Cida Borghetti para o governo do Estado do Paraná, em 2018. O encontro aconteceu hoje, às 15 horas, no Palácio Iguaçu, e teve a presença do ministro da Saúde, Ricardo Barros.

2 Comentários


Em Astorga

Wilson Quinteiro teve um fim de semana com uma agenda em Maringá, ontem, e hoje em Astorga.
Em Astorga esteve com pessoas que o apoiam, como ele mesmo fala, “o nosso time ou parte dele”, referindo-se a 2018.
Ele foi recebido pelos vereadores de Astorga, pastor Nei e Antônio Fraga de Oliveira, o Lebrao, acompanhado por José Demori.
Quinteiro tem compromissos Astorga e uma forte base de apoio político na cidade.

Comente aqui


Álvaro Dias pede apoio para abrir “Caixa Preta” de R$ 1 bilhão

Foi publicado pela revista ‘Veja’ um levantamento a respeito dos beneficiados com a Lei Rouanet. Lá constam milhares de projetos que vinham recebendo os recursos. Estes projetos estão sob investigação e já foram investidos cerca de R$ 1 bilhão. Várias irregularidades foram encontradas, como desvios de dinheiro e gastos desnecessários.
Durante as investigações, se comprovadas as irregularidades, os beneficiados por algum projeto cultural irregular terão que devolver todas as verbas recebidas pela Lei Rouanet. De acordo com o levantamento feito, já foram identificados 2.400 projetos que não obedecem ao que está previsto na referida lei. Esses projetos somam juntos um total de repasses de R$ 934 milhões. Entretanto, esses valores só representam apenas cinco por cento dos R$ 16 bilhões repassados na forma de incentivos fiscais.
Segundo os dados apontados no levantamento, cerca de 18 mil projetos que já receberam a verba passada pela #Lei Rounet não tiveram suas contas analisadas pelo Ministério da Cultura. Eles ainda não foram identificados, então não é possível saber quanto cada um deles realmente recebeu em incentivos.
Senador cria o PLS 22/2012 para fiscalizar projetos culturais beneficiados pela Lei Rouanet
Pensando em garantir a transparência sobre esses projetos beneficiados através da Lei Rounet, o senador Álvaro Dias apresentou um projeto. O PLS 22/2012 tem como objetivo principal alterar a referida lei, exigindo que os dados dos projetos culturais que tenham recebido dinheiro mediante a renúncia fiscal e que não precisou ser objeto de avaliação pelo Ministério da Cultura sejam devidamente publicados.
O senador fez um pedido para que a população apoie o projeto que pretende combater as irregularidades que atualmente têm sido identificadas.
O projeto apresentado pelo senador está esperando passar pela votação na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara. Este projeto foi criado após a divulgação de diversas irregularidades presentes em projetos culturais que recebiam recursos da Lei Rouanet pelo Tribunal de Contas da União e da auditoria do Ministério da Cultura.
Segundo a auditoria do Tribunal de Contas da União, 8 mil projetos artísticos que receberam os recursos não passaram por análises e nem esclareceram de que forma foram usadas as verbas. Segundo o senador Álvaro Dias, o projeto apresentado por ele aumentará o grau de transparência na divulgação de informações sobre os projetos. #Álvaro Dias

Comente aqui


Conselho Municipal de Turismo

O Centro de Apoio ao Turista (CAT) no Parque do Ingá foi local para reunião do Conselho Municipal de Turismo nesta quarta, 2. Inaugurado em 2016, o CAT ainda não está em funcionamento. A administração trabalha para efetivar as ações do centro e também estuda a implementação de outra unidade junto à bilheteria do Estádio Willie Davids. O CAT é o ponto de informações turísticas do município, equipado de acordo com o Plano Nacional do Turismo (MTUR) e espaço para comercialização de produtos artesanais, com anfiteatro para 88 lugares. A obra de 327,74 m², foi executada com investimento de R$ 813.135,29 por meio de convênio do Ministério do Turismo e Caixa Econômica Federal.Durante a reunião foi apresentado o novo diretor de Turismo da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Inovação (Seide), Amarildo Torres, que em suas primeiras palavras lembrou sobre a capacidade da equipe, destacando a importância da parceria com os diversos segmentos da sociedade.
Jornalista formado pela Universidade Estadual Paulista (Unesp), Torres convidou os conselheiros a participar da “Feira do Parque” cujo projeto-piloto será realizado no próximo domingo, 6, sendo um “marco de entretenimento da cidade”. “A expectativa do prefeito é muito boa, inclusive por ser dele a lei que interdita avenidas do entorno do Parque do Ingá para o lazer no domingo e feriado, e que na Avenida São Paulo terá artesanato, gastronomia e música”, disse.O secretário de Desenvolvimento Econômico e Inovação, Francisco Favoto, lembrou da competência de Torres e da importância da participação do Conselho. “Nosso objetivo é aproximar todos os representantes para agregar ideias e estimular o turismo na cidade”, destacou.Além da apresentação do novo diretor, a reunião contou com a apresentação dos problemas financeiros enfrentados pelo Parque do Japão e que necessita do apoio da comunidade, de projeto sobre um bar sobre rodas de propulsão humana que poderá fazer um tour pela cidade e ser mais uma atração turística, e o projeto de Natal assinado pela empresa Lírios que trará diversas novidades para o município e seus distritos.

Comente aqui


O que é a micro e pequena empresa no Brasil

conampe - quem somos

A micro e pequena empresa tem papel relevante no Brasil.
99% das empresas são micro e pequenas. Elas mantém 52% dos empregos formais no país.
Em 2013 87% dos novos empregos formais criados no Brasil foram gerados pelas micro e pequenas empresas.

A Confederação Nacional da Micro e Pequena Empresa e Empreendedores Individuais (Conampe) tem 20 anos de atuação no país, com sede em Brasília e presença em 21 estados. Ela tem feito um trabalho para difundir o associativismo e fortalecer o apoio aos pequenos negócios na internet. Mantém o seu site www.conampe.org.br e está nas redes sociais, no Facebook, Twitter e outras redes.

Quem quiser acompanhar, curtindo e seguindo nas redes sociais, estará ajudando a fortalecer o movimento, em todo o país.

Comente aqui


Ulisses declara apoio a Requião para governador

O presidente da Câmara de Maringá, Ulisses Maia, declarou agora há pouco, na ACIM, apoio a Roberto Requião para governador.
Ele publicou a seguinte nota nas redes sociais:

Apoio a Roberto Requião para governador

“Anuncie agora há pouco, na ACIM, minha decisão de apoiar Roberto Requião para governador.
A decisão foi tomada considerando os compromissos sociais que Requião vem assumindo em relação a tarifas públicas, redução de impostos para as microempresas, enfim, sua opção pelas pessoas que mais precisam de políticas públicas que garantam justiça e inclusão. Pesa também na decisão a necessidade de construir um caminho novo para Maringá.”

No seu blog AQUI

No Facebook AQUI

Comente aqui


Apoio a Beto Richa é total na Amusep

25 prefeitos e cinco vices assinaram documento de apoio à candidatura de Beto e Cida ao governo do Paraná

25 prefeitos e cinco vices assinaram documento de apoio à candidatura de Beto e Cida ao governo do Paraná

Em reunião realizada ontem (7) na Associação Comercial e Empresarial de Maringá (ACIM), logo após encontro do governador Beto Richa com empresários de Maringá, prefeitos da região entregaram documento de apoio à sua candidatura. O documento tem a assinatura de 25 prefeitos e cinco vice-prefeitos, o que garante um apoio a Beto e Cida em todos os 30 municípios da região da Amusep.
O presidente da Amusep, José Roberto Ruiz, prefeito de Floresta, coordenou a reunião e repassou ao governador Beto Richa o compromisso assinado dos 25 prefeitos e cinco vices. Para José Roberto, prefeito do PP, o governador Beto Richa recebe o apoio em reconhecimento à sua forma equilibrada e respeitosa de governar, à sua presença em todos os municípios da região, ao seu apoio a todos os municípios, especialmente os pequenos, que são aqueles que mais precisam do governo do Estado.
Todos os prefeitos presentes manifestaram seu apoio a Beto e Cida. Um dos prefeitos é do PMDB (Munhoz de Melo).
Os prefeitos que apoiam Beto são dos municípios de Ângulo, Astorga, Colorado, Doutor Camargo, Floraí, Floresta, Flórida, Iguaraçu, Ivatuba, Lobato, Mandaguaçu, Marialva, Maringá, Munhoz de Melo, Nossa Senhora das Graças, Nova Esperança, Ourizona, Paranacity, Presidente Castelo Branco, Santa Fé, Santa Inês, Santo Inácio, São Jorge do Ivaí, Sarandi e Uniflor. Os vices são dos municípios de Atalaia, Itaguajé, Itambé, Mandaguari e Paiçandu.

 

Comente aqui


De Marialva para o Mundial de Hip Hop Dance, em Las Vegas

rpctv-marialva

O grupo júnior da Cia Elenco de Dança conquistou vaga em competição nacional e vai representar o Brasil no Mundial de Hip Hop Dance, em Las Vegas (EUA), em agosto. Ontem reportagem estadual da RPC TV mostrou a mobilização do grupo, da equipe de Cultura e a comunidade para conseguir recursos para essa viagem. Quem puder ajudar, empresas e pessoas físicas, pode fazer contato com Antonia Celeste Tuca ou Alisson Miguel.

Veja a reportagem aqui.

Eu vou ajudar!
Quem me acompanha?
Contato com Antonia Celeste Tuca 9962-0406 tim ou 8811-0028 oi.
Precisamos juntar o dinheiro para o Grupo de Dança de Marialva, formado por crianças, represente o Brasil em Las Vegas, em agosto.
O grupo conquistou a vaga em seletiva nacional, de forma brilhante!

Comente aqui


Assembleia debate lei de apoio às micro e pequenas empresas

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Valdir Rossoni (PSDB), acompanhado do líder do Governo, deputado Ademar Traiano (PSDB), recebeu nesta quinta-feira (8) as visitas do secretário de Estado da Fazenda, Luiz Carlos Hauly, do diretor geral da Secretaria de Estado da Indústria, Comércio e Assuntos do Mercosul, Horácio Monteschio, além do presidente do conselho deliberativo do Sebrae, João Paulo Koslovski, do presidente da Federação do Comércio do Paraná (Fecomércio), Darci Piana, e do representante da Confederação Nacional das Micro e Pequenas Empresas e Empreendedores Individuais, João Garcia, para discutir o andamento do anteprojeto de lei do Poder Executivo que institui tratamento diferenciado e favorecido às micro e pequenas empresas do Paraná.
O chamado projeto de “Lei das Microempresas” (Mensagem nº 076/2013) foi lido no expediente da sessão plenária da Assembleia da última segunda-feira (5), e a partir de agora já vai começar a ser debatido pelas comissões técnicas do Legislativo. A intenção é que seja feito um amplo debate da proposta por meio da Comissão de Indústria e Comércio da Casa, com audiências públicas, abrindo-se também espaço em Plenário para a devida apresentação da mensagem governamental.
Entre outros pontos, a iniciativa prevê a aquisição de bens e serviços pelo Poder Público, além de incentivos na geração de empregos, à inovação, ao empreendedorismo, às exportações, bem como na simplificação no processo de abertura e de fechamento de empresas. “Viemos pedir o apoio desta Casa e também dos parlamentares, porque é um projeto que vai fortalecer e incentivar estas empresas, a partir de um modelo de legislação conforme a realidade do Estado”, disse Monteschio.
Para os membros do Poder Executivo, além de benefícios fiscais já existentes, especialmente com isenção do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), a proposta visa assegurar a manutenção dos empreendedores, fomentando possibilidades de negócios. “As micro e pequenas empresas representam 65% dos empregos formais. E temos agora a possibilidade de criarmos a nossa lei, que vai auxiliar em muito os empresários, dada a importância do segmento para a economia do Paraná. Hoje, dos 300 mil negócios no cadastro do ICMS, 250 são relativos aos micro e pequenos empresários. Portanto, esta lei é fundamental para o nosso desenvolvimento”, asseverou Hauly.
Estruturação – Caso aprovada a Lei da Micro e Pequena Empresa, o Paraná será o sétimo estado da União a adotar legislação própria sobre o tema, embora nos moldes do Estatuto Nacional da Microempresa e da Empresa de Pequeno Porte, instituído pela Lei Complementar Federal nº 123, de 14 de dezembro de 2006. “Precisamos de uma legislação que contemple o incentivo e a motivação destas empresas, para que elas possam ter apoio na sua estruturação. Se tivermos uma lei que dê essa cobertura, serão mais de um milhão de pessoas envolvidas direta e indiretamente pelos seus benefícios. É, sem dúvida alguma, um grande estímulo, porque a grande massa salarial vem exatamente desta categoria”, afirmou o presidente do Sebrae.
Ampla discussão – No dia 19 de agosto próximo, por determinação do presidente Rossoni, o horário do Grande Expediente da sessão plenária da Assembleia Legislativa, a partir das 14h30, será aberto para exposição dos representantes do Fórum Regional Permanente das Microempresas e Empresas de Pequeno Porte do Estado do Paraná. O objetivo é abrir um amplo debate com os deputados, a partir de explicações técnicas dos benefícios do projeto e de seu impacto econômico. “É um projeto importante de Estado, portanto vamos abrir a tribuna para que os representantes falem aos deputados. Já temos feito isso com diversos setores organizados, porque esta Casa é plural, e pela relevância do projeto, é fundamental que se faça um amplo debate. Esta é umas das funções do Poder Legislativo”, analisou Rossoni.

Foto de Dalie Ferlberg/Alep.

Comente aqui


Governo apoia pequenos e médios empresários interessados em exportar

A Secretaria da Indústria, do Comércio e Assuntos do Mercosul garante suporte técnico gratuito às pequenas e médias empresas interessadas em exportar pela primeira vez. A preparação e o acompanhamento para a entrada no mercado externo são feitos por meio do projeto Primeira Exportação.
A partir de uma parceria com a FAE Centro Universitário, alunos da instituição elaboram o diagnóstico da empresa e verificam seu potencial exportador. Essa radiografia inclui pesquisa de mercado, eventuais adequações do produto, promoção comercial e a parte operacional da exportação. O trabalho é acompanhado por um núcleo de consultas criado pela secretaria. Relatórios periódicos são elaborados e supervisionados por professores.
De acordo com a coordenadora de Assuntos Internacionais e do Mercosul da secretaria, Aline Albano, o acompanhamento técnico nas diferentes etapas aumenta consideravelmente o sucesso dos negócios no exterior. “Os resultados são positivos a cada fase. É muito importante que o empresário procure essa orientação para iniciar suas importações com rapidez e eficiência”, afirma.
RESULTADOS – Um dos empreendimentos que recebem a consultoria é a Qualinova, localizada em Pinhais, região metropolitana de Curitiba. Na quarta fase do processo, a empresa recebeu modificações no site e a criação de novos produtos para o mercado internacional.
“Nós propusemos a mudança da linha de produtos (sucos), destacando o apelo de brasilidade. Assim surgiram sabores de cupuaçu, graviola, cajá, entre outros. Produtos que são o grande diferencial no mercado internacional”, afirma o responsável pelo projeto e coordenador do curso de Negócios Internacionais da FAE, professor Joaquim Brasileiro. Segundo ele, o projeto Primeira Exportação foi fundamental para a entrada da empresa no cenário internacional.
Em setembro deste ano a Qualinova foi uma das 30 empresas expositoras no Pavilhão Brasileiro da Americas’s Food and Beverage em Miami (EUA).
O projeto Primeira Exportação também apresentou resultados em fevereiro deste ano com a empresa curitibana Satech, do setor de telecomunicações, que fechou negócio com empreendedores paraguaios para a montagem e industrialização de cabos conectorizados.
As consultas deste primeiro grupo encerram-se ano que vem. “Acreditamos que até o mês de março de 2013 concluiremos este primeiro ciclo de empresas e iniciaremos o atendimento das que estão cadastradas no banco de dados”, afirma Joaquim.
O Primeira Exportação é gratuito e tem duração aproximada de 18 meses. Mais informações nos sites da Secretaria de Indústria e Comércio (www.seim.pr.gov.br) e do projeto (www.primeiraexportacao.mdic.gov.br).

Comente aqui