Árvores



Coluna do dia 11 de outubro, quarta-feira

MODELO Em busca de inovação a PARANAPREVIDÊNCIA está elaborando um novo modelo de remuneração para os seus investimentos. Em parceria com o BRDE, banco público do Paraná, o presidente Wilson Quinteiro e equipe estudam um fundo que colocará recursos a disposição do mercado e infraestrutura pública, com garantia total.

ORÇAMENTO A PARANAPREVIDÊNCIA tem o segundo maior orçamento do Estado, R$ 15 bilhões. Quinteiro realiza estudos a partir da sua experiência em instituições de fomento.

PAÍS O novo modelo pode suprir demandas do mercado e setor público, além de garantir a rentabilidade necessária aos fundos de pensão, com garantias.

ÁRVORE Da Comunicação recebo a resposta de que o corte de árvore na avenida XV de Novembro esquina com Piratininga ocorreu pela Semusp a pedido da Copel.

O PEDIDO Assinou o pedido Renan de Andrade Lopes, do setor de manutenção da Copel. Alegação: poderia “provocar energização acidental com riscos aos transeuntes”.

AVALIANDO Estou tentando levantar há quantos anos aquela sibipiruna esteve ali, naquele local, sem problema. Quantas árvores estão em situação semelhante?

RÁDIO A Banda B repercutiu ontem em Curitiba a entrevista de Cida Borghetti e a sua candidatura ao governo, no ano que vem.

PDT Osmar Dias também declarou à Banda B que não vê motivos para sair do PDT.

PMDB Roberto Requião quer o partido de volta ao governo do Paraná, mas não diz se será candidato ao Senador ou ao governo.

ENEM O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2017 será realizado nos domingos 5 e 12 de novembro.

CRIANÇAS Dia das Crianças na Santa Casa terá coral e contadores de histórias. Dia 12 de outubro haverá uma programação especial para as crianças hospitalizadas.

PROJETOS Coloquei no blog dois projetos de responsabilidade social para esse dia 12: #projetocriancasdavila (brinquedos) e Instituto Davi Moretti Lazarin (livros).

PEDIDO Acontece hoje uma reunião em que o superintendente da Caixa em Maringá, Renato Scalabrin, receberá um pedido com 10 mil assinaturas.

LOTÉRICA Dionilson Silva Filho, presidente da Associação de Moradores do Branca Vieira, com Carlos De Paula, entregarão o documento na Caixa.
MUNICÍPIOS

CÂNCER Vereadores de Marialva aprovaram projeto que isenta pessoas com câncer do pagamento de IPTU.

VEREADORES A proposta é dos vereadores Luciano Grudi (PSC) e Carlos Eduardo (PSC) e tem como objetivo ajudar pacientes com câncer em suas despesas financeiras.

VICE-PREFEITA Edna Contin, vice-prefeita de Floraí, tem recebido avaliação muito positiva no município.

CRIANÇAS Foi um grande sucesso o espetáculo “A Bruxa está Solta”, do Espaço Sou Arte de Campo Mourão, para crianças da rede pública de Mandaguari.
FRASE
“Um homem é um sucesso se pula da cama de manhã e vai dormir à noite e, nesse meio tempo, faz o que gosta”. Bob Dylan

PARA LEMBRAR

18 DE OUTUBRO, 19h30, no Centro de Convenções de Mandaguari. Palestra com a professora aposentada Diva Guimarães, que se tornou a principal personagem da Festa Literária Internacional de Paraty (Flip), no Estado do Rio de Janeiro, ao fazer um discurso de improviso sobre racismo e preconceito. Convite pelo telefone (44) 3233-4700.

20 DE OUTUBRO, 8h15, Seminário “Manejo e Controle de Escorpiões e Baratas em Áreas Urbanas”. No Auditório do CREA-PR em Maringá. Inscrições no site do Crea-PR (apenas 160 inscrições).

26 E 27 DE OUTUBRO – IV Congresso de Especialidades Odontológicas. O Programa de Mestrado Profissional em Odontologia e o Curso de Graduação em Odontologia da Uningá estão com as inscrições abertas para o IV Congresso de Especialidades Odontológicas, dias 26 e 27 de outubro, nos auditórios da Uningá, em Maringá, reunindo especialistas de várias regiões. Inscrições: uninga.br

ÚLTIMA
Nem tudo que reluz é ouro.

2 Comentários


Árvores: Conceitos e história em Maringá, Paraná, Brasil

Meu amigo doutor, engenheiro, Cláudio Emanuel Pietrobon, publicou estas informações no grupo “Amigos Diniz Neto Ideias & Fatos”, no facebook, grupo criado por amigos que publicam muitas coisas interessantes e importantes, como este artigo.
Pela relevância compartilho aqui no blog, na expectativa de que nossa Maringá encontre caminhos de preservação e ampliação da sua arborização, um patrimônio e marca da cidade, uma das mais belas e melhores do Brasil.

Para não dizer que não falei das flores ! ÁRVORES: CONCEITOS E HISTÓRIA EM MARINGÁ, PARANÁ, BRASIL.
Cláudio Emanuel Pietrobon, Dr. Eng.

RESUMO:
Apresentam-se neste estudo, dois eixos temáticos: o primeiro com uma sucinta resenha histórica sobre o arcabouço teórico em que que repousa a concepção do traçado urbanístico da cidade e da filosofia norteadora da concepção e implementação seu plano original de arborização urbana, que o complementa e, o segundo, acerca da função do paisagismo como agente funcional da mitigação do rigor climático frente aos fatores energético-ambientais atuantes no Ambiente Construído.
O vocábulo JARDIM se faz presente nestes dois eixos temáticos.
Ressaltam-se no primeiro eixo temático: Os conceitos de Sir Ebenezer Howard, formalizados por Raymond Unwin e Richard Barry Parker, na Cia City em São Paulo, onde estagiou e trabalhou o urbanista Jorge de Macedo Vieira (1894-1978) – projetista de Maringá – planejada com traços de “cidade-jardim”, a serviço da CMNP – Companhia Melhoramentos Norte do Paraná. Sobre o traçado de Maringá, diz o próprio Macedo Vieira, em 1972:
– “Pretendi projetar uma cidade moderna, uma cidade em que o traçado das ruas não obedeça ao xadrez, que os portugueses ensinaram aqui, nos deixaram aqui na colônia, consegui um processo melhor que é o de acompanhar o terreno o mais possível, e a cidade já pré-traçada, num zoneamento estudado, com seus parques, seus lugares de lazer e seus verdes tão característicos, parece que consegui…“
Para complementação das áreas verdes, em 1949 a CMNP criou um serviço florestal que garantisse a preservação e fomentasse o reflorestamento e arborização de cidades. Contratou o Engenheiro Agrônomo Luiz Teixeira Mendes, criou o Horto Florestal, e em 1952 contratou como assistente o Engenheiro Agrônomo Anníbal Bianchini da Rocha, que coordenou o paisagismo urbano e a arborização de vias, com o escopo de o implantar – até início da década de 70 – na cidade, com apenas uma proposta conceitual, a seguir transcrita:
– “Árvores de porte médio a grande, preferencialmente nativas, que possibilitassem sombra nos períodos de clima quente e possuíssem floração em cores diversas e em diferentes épocas do ano”.
Em que pesem os aspectos formais do traçado e zoneamento urbano da cidade, ressaltam-se os seus aspectos funcionais, pela minimização de sua intervenção no sítio: o traçado de vias segue o relevo e a topografia, mantém-se em reservas florestais diversas áreas verdes, preservam-se mananciais de água e fundos de vale, utiliza-se de inúmeras praças, opta-se por ruas e avenidas largas; além do caráter funcional explícito de mitigação do rigor climático da arborização urbana e da opção preferencial por essências arbóreas nativas na sua proposta conceitual original, sem se olvidar da preocupação com o caráter de identidade e estética da paisagem urbana, através da opção por florações de colorações diversas das árvores, em distintas épocas do ano.
Faz-se necessário, no escopo do segundo eixo temático, inicialmente, analisar a etimologia dos nomes dos sistemas envolvidos nesta problemática, considerando o conceito de AMBIENTE CONSTRUÍDO: meio ambiente pode ser definido como a interação do conjunto de elementos naturais, artificiais e culturais que propiciam o desenvolvimento equilibrado da vida em todas as suas formas:
i) Meio Ambiente Natural ou Físico: constituído pelo solo, água, o ar atmosférico, flora e fauna enfim, pela interação dos seres vivos com o meio;
ii) Meio Ambiente Artificial: constituído pelo espaço urbano construído, representado pelo conjunto de edificações (espaço urbano fechado) e dos equipamentos públicos (ruas, praças, áreas verdes, espaços livres em geral: espaço urbano aberto);
iii) Meio Ambiente Cultural: integrado pelo patrimônio histórico, artístico, arqueológico, paisagístico, turístico, que embora artificial, difere do anterior pelo sentido de seu valor especial.
Analisando-se o Ambiente Construído, em quatro subsistemas, em especial, relacionando-se à escala da edificação, tem-se que:
i) Clima – Do grego: “Klima” (Inclinação) – Designa conhecimentos de ordem astronômica e cosmográfica, aplicados a toda a superfície terrestre em diversas escalas de tempo e espaço, caracterizadas por condições atmosféricas comparáveis;
ii) Edifício – Do latim: “Aedificium “ (Edifício, Construção) provindo do verbo “Aedificare” (Edificar, Construir); “Aedes” ou “Aedis” (Templo, Casa); “Facere” (Fazer);
iii) Energia – Do grego: “Energos: En Ergon” (Em trabalho): Algo que concentra energia pode ser encarado como tendo trabalho em si mesmo;
iv) Jardim – Do hebraico: “Gan-oden” ou “Gan- eden”
Do inglês: “Garden” ou “Gan”: (proteger, defender) Oden ou Eden”: (prazer, encanto, deleite, satisfação).
Salienta-se, que no Ambiente Construído, característico das cidades, surge o estudo do Clima Urbano: no qual se aumenta a poluição do ar, a temperatura do ar e a nebulosidade; se diminui o brilho solar e a umidade; se alteram os padrões de precipitação e ventos e, a análise das escalas de estudo e planejamento e seus métodos de são diversos, tomando-se como base de análise os produtos característicos da Arquitetura e do Paisagismo, têm-se, como objeto: O Edifício e a Árvore.
Sobre o Edifício, produto característico da Arquitetura, remontando-se a VITRUVIUS, considerado o fundador da estética na Arquitetura, em sua obra clássica: “Dez Livros de Arquitetura”, distingue primordialmente três aspectos da obra arquitetônica:
i) FIRMITAS – Solidez;
ii) UTILITAS – Utilidade;
iii) VENUSTAS – Beleza.
Que encerram possivelmente, as questões da problemática arquitetônica, no tocante à composição espacial.
Modernamente, estes conceitos originais, poderiam ser enfocados analogamente às questões da TECNOLOGIA, FUNÇÃO e FORMA, que se encontram implicitamente contidas nas Teorias ligadas às correntes do CONSTRUVISMO, FUNCIONALISMO e FORMALISMO.
Estas três características estão presentes em todas as obras arquitetônicas, o que as diferencia é a questão da ênfase e da posição filosófico-cultural e da personalidade do autor, bem como, das características intrínsecas de cada um dos temas arquitetônicos e do entorno.
O que vale salientar, é que a apreciação da obra arquitetônica, muito experimentada, no Hemisfério Ocidental, pela sua beleza, objeto de sua avaliação estético-visual, está aquém do que a raiz etimológica do vocábulo grego, lhe atribui. Senão, vê-se que: ESTÉTICA = AESTESYS = SENSAÇÃO.
Pretende-se que a apreciação estética de uma obra de arte, do produto da Arquitetura ou do Paisagismo, ou qualquer outra manifestação artística ocorra com a plenitude de fruição dos cinco sentidos, não somente com seus aspectos visuais de forma, composição e cor.
Realmente, em uma fruição estética, se algum dos sentidos sensoriais estiver em desequilíbrio com os demais, a fruição estética não será agradável: Paisagem Linda/Ruído Alto; Som Agradável/Odor Desagradável; Ambiente Agradável/Iluminação Excessiva….
Assim, tendo em vista os aspectos funcionais abordados, acerca do Ambiente Construído, baseados na análise conceitual e etimológica das palavras-chave envolvidas na análise sistêmica do segundo eixo temático, cotejados com os aspectos conceituais abordados na breve
Resenha Histórica do primeiro eixo temático, espera-se propor um ponto de partida para análise da grande responsabilidade, visando dar seguimento à vocação histórica e conceitual do planejamento da cidade de Maringá, para continuar a ser uma verdadeira cidade-jardim, em toda sua malha urbana, com a paisagem urbana e sua vegetação urbana, proporcionando aos cidadãos a plenitude de fruição de verdadeiras e agradáveis experiências de AESTESYS que lhes dão sentido de ser…

 

 

1 Comentário


Coluna de hoje, 29 de junho, quinta-feira

CIDADÃO BENEMÉRITO O empresário Ali Wardani recebe hoje (29), às 19 horas, o título de Cidadão Benemérito de Maringá. A proposição foi do vereador Mário Verri (PT) e dos ex-vereadores Márcia Socreppa e Humberto Henrique.

BIOSSIMILARES O ministro da Saúde, Ricardo Barros, participou ontem, em Brasília, da abertura do VII Fórum Latino Americano de Biossimilares, em Brasília-DF.

MEDICAMENTOS O evento, que prossegue hoje, debate “Farmacovigilância de Biossimilares na América Latina”. A coordenação é do reumatologista Valderilio Feijó Azevedo, do Paraná.

APOIO Na reunião da Avempar (Associação de Vereadores do Médio Paranapanema), em Rolândia, deputados afirmaram que Alex Canziani (PTB) será candidato a senador ou a vice de Ratinho Jr. (PSD).

FORTE A Avempar reúne cerca de 300 vereadores, de 23 municípios da região Norte do Paraná. O presidente da Câmara de Cambé, Paulo Soares (PTB), é o secretário geral da entidade.

PORTAL DO FORNECEDOR A Prefeitura de Maringá criou o Portal do Fornecedor, com a agenda das datas prováveis de pagamento aos fornecedores.

INOVAÇÃO A ferramenta inédita de interação foi criada pela equipe técnica da Diretoria de Finanças e Contabilidade da Secretaria de Fazenda (Sefaz), com participação do Centro de Tecnologia da Informação (CTI).

ÁRVORES Está em andamento e bem adiantado um novo plano de arborização para Maringá. Gostei dos técnicos que estão ajudando e sendo consultados.

ALERTA Do leitor Orivaldo Sbrana recebo um alerta: o cipó exótico nos parques vem devastando nossas reservas. Ele cobre as árvores de grande porte, provocando a sua morte.

IMPORTANTE Seguindo Orivaldo, é possível observar que, em vários locais onde existem focos do cipó, as árvores de maior porte já desaparecerem.

FISCALIZAÇÃO O Procon está fiscalizando a comercialização irregular de pneus frisados. Reportagem sobre a prática, em Maringá, foi exibida em rede nacional de TV.

ANDANDO O vereador Odair Fogueteiro (PHS) dedica, todos os dias, tempo para visitas em bairros da cidade e setores da administração municipal.

 

REGIÃO

RECURSOS O prefeito de Floresta, Ademir Luiz Maciel (Dê), do PSD, tem recebido apoio do deputado federal Edmar Arruda, do seu partido.

ASFALTO O deputado esteve no município e fez a entrega da cópia do empenha de R$ 245 mil, recurso federal para recapeamento asfáltico.

MANDAGUARI O prefeito Romualdo Bastista e o vice-prefeito, Ari Stroher, têm dedicado as primeiras horas da manhã para acompanhar o atendimento de saúde.

DIGITAL A Rede Cidade Digital (RCD) e a Associação das Empresas de Tecnologia da Informação do Paraná (ASSESPRO-PR) realizam no dia 26 de julho, em Foz do Iguaçu, o II Fórum de Cidades Digitais do Oeste Paranaense.

 

FRASE
“Por que é tão difícil aprender algo novo e abandonar ideias velhas? Porque isto vai transformá-lo em alguém que discorda da pessoa que você era até então. Mesmo que todas as evidências apontem na direção contrária, a imensa maioria das pessoas prefere manter sua opinião para tentar preservar sua ‘identidade’ do que mudar de opinião e aprender”. Ricardo Amorim

 

PARA LEMBRAR

29 DE JUNHO, ORÇAMENTO CIDADÃO – Às 19 horas, Centro Esportivo do Mandacaru, à
rua Lázaro Benedito Carnielli. Bairros envolvidos: Os 184 pertencentes às Zonas 6, 19, 21, 32 (setores 7/9/10/11), 40, 42, 43, 44, 45, 47, 48 (setores 1 a 6, 8, 13, 14), Rural Setor 12 – Parte Zona 32, Zona 33, Iguatemi, Rural Iguatemi Setor 1, Rural Setor 9 – São Domingos, Rural Setor 1.

28 a 30 DE JUNHO, XV Semana de Enfermagem da Uningá – Tema: “Urgência e Emergência, pediátrica, com adultos e na obstetrícia”. Prossegue hoje, no campus da instituição, na avenida Morangueira, 6114 (PR-317), saída para Astorga.

29 DE JUNHO, CIRO GOMES – Às 20h30, no RU da UEM. Palestra “Desafios e perspectivas para a retomada do crescimento econômico no Brasil”. Realização do Centro Acadêmico de Economia (CAECO).

1º DE JULHO, das 8h30 às 12h30, Encontro Regional de Capacitação e Motivação, com lideranças progressistas. Tema: “O objetivo e a promoção da Motivação-Planejamento-Comunicação”. Avenida Maringá, 3026, em frente ao Fórum de Sarandi. Estarão presentes o ministro da Saúde, Ricardo Barros; a vice govenadora do Paraná, Cida Borghetti; prefeitos e lideranças.

 

ÚLTIMA
Tem gente que anda mais perdida que cueca de noivo em noite de lua-de-mel.

Comente aqui


Ação imediata

Essa ação merece registro.
Ontem à tarde, a árvore da foto, em frente às Americanas, na movimentada avenida Brasil, pendeu.
A Defesa Civil foi acionada e a Semusp também. Imediatamente foi iniciado o trabalho de remoção da árvore.
Até aí, isso é mais ou menos o ocorreria normalmente. A surpresa positiva estpa na última foto: ao final do trabalho foi plantada, no local, uma árvore.
Essa é uma ação imedita, completa. Retirada da árvores com problema e plantio de uma nova.
Um trabalho eficiente e que traz esperança, com um gesto de respeito e recuperação da nossa arborização, marca, beleza e orgulho da cidade.

Comente aqui


Sobre o Bosque 2

Bosque 2
“Mais um retrato da bela relação entre a cidade de Maringá-PR e o seu verde: Av JK cruzando o Parque Florestal dos Pioneiros (Bosque 2). Quem não gosta de abrir a janela do carro para sentir aquele clima refrescante ao passar pela baixada do Bosque 2?”

Texto e foto de Ricardo Matiello.
Visite a fan page Maringá em fotos

Maringá tem mais de 170 mil árvores, cinco grandes parques e um total de 13 reservas florestais.
Uma das cidades mais arborizadas do Brasil.

Comente aqui


As 10 árvores mais impressionantes do planeta

Baobá, foto de iStockphoto/Thinkstok

Baobá, foto de iStockphoto/Thinkstok

Cláudio Pietrobon, apaixonado pela natureza e pelas árvores, mandou essa contribuição para o grupo Arvores de Maringá.
Faço questão de compartilhar aqui.

Convido os amigos que estão no Facebook para visitarem, curtirem e acompanharem:

Fan pages Maringá em fotos e Árvores de Maringá.

Grupos Maringá em fotos e Árvores de Maringá.

Também estamos debatendo diversos assuntos na fan page Diniz Neto e grupo Diniz Neto page.

Comente aqui


Sarandi regulamenta retirada de árvores e troncos

O prefeito de Sarandi, Carlos Alberto de Paula Junior, regulamentou os serviços de retirada de troncos de árvores, para evitar que o município continue tendo prejuízos com o abastecimento de água e danos com a rede coletora de esgoto.
De Paula assinou um decreto proibindo a remoção de troncos e árvores por quaisquer pessoas físicas ou jurídicas, sem a autorização formal e acompanhamento técnico do Serviço Municipal de Saneamento Ambiental, sob pena de multa.
Qualquer interessado poderá solicitar a remoção de troncos de árvores por meio de um requerimento enviado ao serviço municipal de saneamento ambiental, contendo a identificação do requerente a justificativa e a localização precisa.
A multa para quem descumprir a determinação da administração será de R$ 3.500,00.

1 Comentário


Mais 40 mil peixes para o rio Ivaí

No próximo domingo, dia 16, às 10 horas, o Rio Ivaí ganhará mais 40 mil peixes e serão plantadas mil mudas de árvores nativas, nas suas margens. A iniciativa ecológica é da Secretaria do Meio Ambiente de Maringá, em conjunto com a Prefeitura de São Jorge do Ivaí e condomínios ribeirinhos. O local da ação será no Condomínio Poço do Pintado.
Em 19 de novembro de 2013 o mesmo Ivaí recebeu 10 mil peixes em idade juvenil e mil árvores, também por iniciativa da Secretaria de Meio Ambiente de Maringá que, no dia 24 do mesmo mês colocou outros 10 mil peixes e plantou mil mudas nas margens do Pirapó, rio que fornece água para Maringá.
As ações são recomendações do prefeito de Maringá, Roberto Pupin, com objetivo de preservação da fauna e flora dos rios mais importantes das bacias hidrográficas do município.
As mudas de árvores nativas são grandes e recebem acompanhamento do crescimento e substituição das que não vingam. Os peixes escolhidos são piavuçus, pacus, dourados, pintados e piaparas, maiores que os alevinos, os chamados juvenis, cuja taxa de sobrevivência é muito maior, explica o secretário de Meio Ambiente de Maringá, Umberto Crispim.
Essa nova introdução e plantio, marcados para domingo, dia 16, às 10 horas no Condomínio Poço do Pintado, é uma parceria importante para o Ivaí, destaca o engenheiro agrônomo César Andreassi, que há mais de dez anos acompanha as condições do maior rio exclusivamente paranaense que em futuro próximo será a fonte de água potável para todos os municípios da região.
O prefeito André Luis Bovo destaca que seu município leva o nome do rio e tem como meta, contando com a parceria de Maringá e de outras cidades próximas, continuar o trabalho de proteção ao Ivaí, inclusive através da participação e do estímulo a iniciativas de proteção ambiental.
O prefeito espera contar com a colaboração dos pescadores que poderão voltar a pescar a partir de 1º de março, para que observem a medidas dos peixes, soltando os pequeno, ainda em crescimento.

Comente aqui


Árvores de Maringá

Andrea Leiko Harada Otero ficou em 2º lugar no concurso de fotografias organizado pelo Instituto da árvore.
A exposição das fotos participantes e vencedoras esteve no Maringá Park e no Cesumar.
Assim que for anunciado novo local, divulgaremos aqui.
Marcos Capellazzi é o presidente do Instituto da Árvore. O jornalista Roigério Recco faz parte da diretoria.

2 Comentários


Mata nativa

Foto da mata do Horto Florestal, reserva de mata nativa em Maringá, área pertencente à Companhia Melhoramentos Norte do Paraná.
A foto mostra como seria a nossa região coberta pela mata e, acima, parte da cidade que nasceu deste verde, partir da década de 1940.
Na semana do meio ambiente, vale lembrar: poucas cidades brasileiras têm tantas árvores, praças e reservas de matas no seu perímetro urbano como Maringá.

Comente aqui