Beto Richa



Sustentabilidade ambiental

Pesquisas com manejo e conservação de solos irão receber investimento de R$ 12 milhões. O anúncio foi feito nesta segunda-feira (4), pelo governador Beto Richa. Na ocasião também foi lançado o projeto Moringa Cheia, que visa recuperar rios, nascentes e olhos d’água por meio do apoio da Sanepar aos agricultores. O anúncio das novas ações foram feitas em solenidade no Palácio Iguaçu, que marcou um ano do Programa Integrado de Conservação de Solo e Água do Paraná (Prosolo), desenvolvido pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria da Agricultura e Abastecimento, e parceiros da iniciativa privada.
O Prosolo já tem a adesão de 1.300 produtores rurais. Lançado há um ano, o programa reúne ações do Estado e da iniciativa privada, como o programa de Microbacias, o Prorural, a Campanha Plante Seu Futuro, o Pronassolo, que têm objetivos similares em cuidados com o solo e com o meio ambiente. Desde o início do Prosolo foram realizadas em média 100 reuniões regionais para sensibilizar os produtores rurais sobre a necessidade de cuidados com o solo e água. Também foram capacitados 500 técnicos de 23 municípios responsáveis pela elaboração dos projetos. A meta é treinar 2 mil técnicos nos próximos anos.
O governador Beto Richa afirmou que os resultados são fruto do trabalho integrado entre o Governo do Estado, as prefeituras e as entidades que representam a agricultura e o agronegócio. “O trabalho integrado é responsável pela otimização das ações, racionalização de recursos públicos e a efetivação dos resultados”, disse.

Comente aqui


Em entrevista coletiva, governador rebate acusações

O governador Beto Richa afirmou nesta segunda-feira que as acusações atribuídas a ele na Operação Quadro Negro são falsas, levianas e irresponsáveis. “Vou dizer com todas as letras: é mentira”, disse, reforçando que a delação do empresário Eduardo Lopes de Souza não traz uma única prova. “Todas as acusações deste criminoso não merecem crédito. Ou querem transformar um criminoso contumaz em herói?”

Segundo Richa, os ataques que está sofrendo são fruto de ilações, e ressaltou que a delação sequer foi aceita pela Justiça. “Se não tivesse mencionado o governador, estaria preso até hoje. Inventou esta historinha para conseguir a liberdade, e conseguiu”, relatou Richa. “Como não existiu nada do que ele inventou, vai voltar para a cadeia”.

Richa reafirmou que não há fato concreto na delação e lamentou a violação do segredo de Justiça do processo, fato que classificou como grave. “A verdade vai aparecer e prevalecer. O segredo de justiça é para proteger pessoas de bem e houve uma violação”, destacou.

O governador também vai entrar com uma representação judicial contra Souza, proprietário da Construtora Valor e responsável por desvios de recursos na construção de escolas. “Estou absolutamente tranquilo. Não tem participação minha neste conluio e ele vai responder na Justiça as acusações que faz contra a minha pessoa”.

DEMISSÃO – O governador explicou que adotou as medidas necessárias para punir a empresa e seus responsáveis, além de servidores, desde que apareceram as primeiras suspeitas contra a construtora, em 2015. “De imediato, determinei a demissão de todos os servidores envolvidos”, disse. “As informações levantadas foram repassadas à Polícia Civil, Ministério Público e Tribunal de Contas para as medidas cabíveis”, lembrou.

Segundo Richa, as medidas resultaram em investigação criminal e prisão dos suspeitos na operação que foi batizada pela Polícia Civil de Quadro Negro. Além disso, a construtora e seus responsáveis foram punidos pelo Governo do Estado. A empresa foi declarada inidônea para participar de licitações e recebeu uma multa de R$ 2.108.609,84.

Em outra frente, a Procuradoria-Geral do Estado entrou com ações civis públicas na 1.ª, 4.ª e 5.ª Varas da Fazenda Pública por dano ao erário contra a construtora Valor e seus dirigentes, incluindo Eduardo Lopes de Souza. Os pedidos de indenização pelos danos causados ao Estado somam R$ 41.091.132,80. “Todas as medidas cabíveis foram tomadas para reparação e ressarcimentos ao erário, e punição dos envolvidos”, afirmou Richa.

Ele lamentou que parte da imprensa não tenha divulgado as ações adotadas pela administração estadual contra a empresa e seus proprietários. “Também omitem o volume de recursos que aplicamos na educação. São 35% das receitas, algo que nenhum governo estadual está fazendo”, disse Richa.

Questionado se as acusações que vem sofrendo podem comprometer seu futuro político, Richa disse que não está preocupado com isso. “Não estou pensando em eleição. Digo sempre que minha honra, minha dignidade e a dignidade da minha família estão muito acima da política”, afirmou.

Comente aqui


Prefeito de Quinta do Sol confirma apoio a Cida, Beto e Ricardo Barros

No segundo dia de visitas aos municípios da sua base eleitoral, Ricardo Barros fortalece apoios às candidaturas de Cida Borghetti ao Governo do Estado, Beto Richa ao Senado e dele a deputado federal. Barros concorrerá em 2018 ao sexto mandato.

Na manhã desta terça (22), o prefeito de Quinta do Sol, João Claudio Romero, declarou o apoio a chapa a ser formada por Cida, Beto e Ricardo Barros. “Nosso munícipio sempre pode contar com vocês e iremos retribuir com nosso apoio nas próximas eleições. Nossa cidade precisa de pessoas comprometidas em nos ajudar a fazer uma boa administração”, disse o prefeito acompanhado de diversas lideranças.

Barros está andando toda região durante esta semana em que está de férias no Ministério da Saúde. São mais de 60 municípios. “Estamos consolidando as próximas eleições. Hoje iniciamos em Itambé, Floresta, Quinta do Sol, Peabiru, Campo Mourão, onde faremos uma grande reunião na COMCAM. É mais um dia de trabalho, revendo os amigos”, disse Barros. Na Comcam, Barros recebeu agradecimento e uma homenagem de lideranças da região.

1 Comentário


Caminhões de lixo

O governador Beto Richa repassa, hoje, dia 22, mais R$ 12 milhões para 47 cidades comprarem caminhões de coleta de lixo. Richa já liberou outros R$ 20 milhões aos pequenos e médios municípios para implantarem a coleta seletiva de lixo. Cada convênio é de R$ 250 mil ou R$ 290 mil, conforme o tipo do caminhão.

1 Comentário


Beto no Vale do Ivaí

A assessoria do Governador Beto Richa, confirmou que ele estará em duas cidades do Vale do Ivaí, no dia 18 de agosto, sexta-feira. As 10 horas, da manhã, ele chegará em São João do Ivaí, onde será recepcionado pelo prefeito Fábio Hidek e toda sua equipe. Após inaugurar obras, às 11 horas, ele irá a Godoy Moreira, o Chefe do Executivo Municipal, José Gonçalves, informou que serão entregues 98 casas habitacionais urbanas, do Conjunto São Francisco de Assis; inauguração dina do CRAS – Centro de Referência de Assistência Social. Além do Governador, confirmaram presença: Diretor-Presidente da Cohapar Abelardo Lupion, Deputado Federal Alex Canziani, Secretário de Justiça Cidadania e Direitos Humanos Artagão Júnior, e outras autoridades.

1 Comentário


PP faz articulações

O momento é de diálogo, negociações e articulações para 2018. A foto é do encontro que ocorreu nesta semana no gabinete do governador Beto Richa (PSDB). O PP, que já anunciou Cida Borghetti candidata ao governo, articula com o PSDB um das vagas do Senado para Beto Richa. Uma repetição da dobradinha vitoriosa de 2010 e 2014.

1 Comentário


Em busca de investimentos externos

Governador Beto Richa apresenta em Brasília, potencial de investimentos do Paraná para embaixadores. Foto: Escritório de Representação do Paraná

Nesta quinta-feira, 10, em Brasília, o governador Beto Richa apresentou o potencial do Paraná para investimentos externos a um grupo de nove embaixadores. A reunião teve a participação de representantes dos EUA, China, Japão, França, Espanha, Itália, Ucrânia, Alemanha e Suécia. Juntas – países que somam 58,63% do Produto Interno Bruto mundial.
“Temos a segunda maior indústria automotiva, a terceira indústria de transformação, o quarto maior parque petrolífero, a segunda indústria de alimentos. Somos o segundo maior produtor de grãos e a quinta maior economia do País”, disse Richa. Forte no agronegócio, o Paraná é o maior produtor de frango, trigo e feijão, o segundo em soja e milho e o terceiro em carne de suínos.

Comente aqui


Beto Richa aguarda pesquisa

O governador Beto Richa (PSDB) vai começar a intensificar as agendas aos sábados nos bairros de Curitiba. Isso significa que o tucano vai disputar um cargo eletivo em 2018? Ainda não. Apuramos que Beto Richa vai fazer uma pesquisa em fevereiro do ano que vem para definir se será ou não candidato. Enquanto isso, o governador vai percorrer os bairros de Curitiba. O destino de Richa é uma das respostas mais aguardadas no meio político paranaense. Concluir o mandato ou se licenciar para disputar uma vaga no Senado Federal? A decisão de Richa interfere diretamente no cenário político. Caso o governador permaneça até 31 de dezembro de 2018, os planos de Cida Borghetti terão que ser modificados. Por sua vez, os possíveis candidatos ao governo do Paraná aguardam o destino de Richa para negociar a vaga ao Senado Federal na chapa em troca de apoio dos tucanos. Em fevereiro o governador deve resolver o rumo que dará à vida política. Caso permaneça no governo, Richa deve se concentrar na coordenação da campanha presidencial do PSDB no Paraná pensando em um futuro ministério.

1 Comentário


Vai ter de devolver

O governador do Paraná, Beto Richa (PSDB); a primeira-dama, Fernanda Richa; e o Governo do Paraná foram condenados a restituir as verbas utilizadas em uma estadia em Paris, em 2015. Cabe recurso. A decisão do juiz Roger Vinicius Pires de Camargo Oliveira, da 3ª Vara da Fazenda Pública, é de quinta-feira (8).
Em nota, a Procuradoria Geral do Estado disse que considerada a decisão equivocada e que os valores ressarcidos aos cofres públicos foram superiores aos utilizados na parada técnica na França.

Comente aqui


Novos secretários

O governador Beto Richa (PSDB) está de viagem marcada para Londres na próxima semana. Vai em missão oficial. Mas antes de embarcar, o tucano deve assinar a nomeação dos novos secretários de Estado. As mudanças já eram esperadas. Fernando Ghignone vai deixar a Compagás e deve ser substituído por Jonel Nazareno Iurk, atual diretor de Desenvolvimento de Negócios da Copel. Ghignone deve assumir a secretaria de Administração.

Juraci Barbosa Sobrinho vai deixar o cargo de diretor presidente da Fomento Paraná para assumir a Secretaria do Planejamento. O novo diretor presidente deve ser Wilson Ribeiro, ex-presidente do Coritiba Foot Ball Club.

Richa vai importar Ghignone e Juraci Barbosa para o Executivo porque ambos não poderiam estar, respectivamente, na Compagás e na Fomento. A lei das Estatais, que passou a vigorar a partir de junho de 2016, veda a nomeação para a diretoria de empresas públicas “de pessoa que atuou, nos últimos 36 meses, como participante de estrutura decisória de partido político ou em trabalho vinculado a organização, estruturação e realização de campanha eleitoral”. Os dois, portanto, estariam impossibilitados de chefiar as empresas.

1 Comentário